PplWare Mobile

Google Maps irá receber mais uma excelente funcionalidade vinda do Waze


Artigo escrito por Rui bacelar para o Pplware

Destaques PPLWARE

  1. Lucas says:

    O Here Maps já alerta para o excesso de velocidade

  2. Hélio says:

    Ainda assim prefiro o Waze.

    Só a aplicação Maps instalada ocupa mais que o armazenamento total do Waze.
    Waze – app 119MB + dados 96MB = 215 MB
    Maps – app 243MB + dados 80MB = 324MB

  3. ok says:

    sygic já aos anos

    • Fak says:

      O sygic só tem um problema…
      filtra apenas por estradas alcatroadas/terra/paralelo…
      a mim aconteceu-me no sygic tar a passar numa estrada lá perto de casa, que não é nem alcatroada, nem é de paralelo nem é de terra: é cimentada.
      apesar desse corte estar marcado no mapa, mandou-me ir à volta: que não acrescenta nada mais que 2KM ao percurso… para me mandar para a estrada que estava no fim do corte cimentado…

      de resto é espetacular. e cuidado com “o caminho mais curto”… quando estive em Abrantes lá no castelo mandou-me por uma estrada de terra cheia de buracos e a pique só por ser o caminho mais perto… quando a estrada ao lado era de paralelo e adicionava como uns 30 metros ao percurso…

  4. Pto says:

    UAU, que avanço tecnológico fantástico.

    O antigo Here Maps (agora HereWeGo) já faz isso desde 2012.

    Afinal a verdadeira notícia é isto ser notícia

    • Rui Bacelar says:

      Entendo o seu ponto de vista. Contudo, a popularidade do G Maps é inegável e não deixa de ser um ótimo trunfo que agora recebe.

      • Carlos says:

        Boa sorte a usares o gmaps sem internet…entao em determinadas zonas do alentejo estas tramado. Here maps n falha.

        • PAULO LIMA DA SILVA says:

          Carlos, eu já usei o Google Mapas sem internet várias vezes e não tive problema. O que costuma o fazer, é colocar para baixar o mapa de determina região, basicamente a mesma função que o Here tem.

  5. Welquer says:

    Se vc jogar a mesma rota no maps e no Waze eles continuam dar rotas diferentes

  6. KM says:

    Para mim, ambos são bons. No entanto, no Google Maps ainda é possível fazer o download do mapa para utilizá-lo na base offline, caso ocorra de perder o sinal do celular.

  7. SantistaMil says:

    Vcs são fãs de app, e celular caro com grande capacidade, mas isso serve prá quê?
    Só tumultuam o trânsito, não conhecem nenhum caminho, nem mesmo onde moram! Cambada de nó cego! Somos vovozinhos sim, mas conhecemos bem todos os caminhos onde queremos e precisamos ir! E ñ usamos app! Onde tem trânsito, tem vários fulaninhos desses, lendo um celular! Aprendam a respeitar as pessoas primeiro, antes de sair escrevendo o que desconhecem! Toda tecnologia é muito bem vinda, mas, ñ é tudo, o respeito às normas devem ser cumpridas! Então colega, qdo roubarem, ou se vc perder, esquecer seu celular, e ñ sabe aonde está. Não sai mais de casa. Aprendam prá não esquecerem! #ficadica

  8. Jason Rodrigues says:

    Precisando de.celularcom 64gb, recomendo compre da China, o XIAOMI é uma boa marca e não trava; o imposto está em torno de.R$ 210,00. Vale a pena.

  9. Manu says:

    O meu TomTom One de 2006 já avisava os excessos de velocidade… O Maps do meu Windows Phone 7 de 2010 também já fazia isso, por estas e outras razões não uso o Mapas da Google, têm todo um potencial não utilizado que não percebo qual a razão. Por enquanto uso o waze para fugir ao trânsito e o here maps para viagens.

  10. Ferreira says:

    Sou só eu a achar que o Waze é dedicado, em exclusivo, para navegação automóvel e o GMaps vai muito para além disso? Toda a info sobre restaurantes, POI’s, etc. “pesam” na memória, como é compreensível.
    O artigo refere um upgrade para o Maps vindo do Waze; naturalmente a Google pretende tornar o GMaps mais global e versátil. E não se esqueçam: “quando algo é grátis, o produto à venda és tu”.

    • L. B. says:

      There is no free lunch: bem observada essa de que o “grátis” tem um custo: a nossa vida privada, perdida para sempre – e com cinismo. Ainda gozam, dizendo que “valorizam” a nossa privacidade (pudera, é com ela que fazem dinheiro!) e nós ainda autorizamos – livrando-os de responsabilidade.

  11. Ranieri says:

    Seria muito bom se Google maps desenvolver um navegador para caminhão.

    Um navegador com informações para o seguimento de pesados.

  12. Rui Marreiros says:

    Pois, grande novidade e ajuda sem duvida, mas o que de realmente faz falta na app é a opção para se escolher o tipo de veiculo automóvel, se ligeiro ou pesado. Essa sim seria uma novidade estrondosa, tendo em conta que grande parte das estradas de escolha da app, para rotas mais rápidas, não existe espaço nem condições para pesados de passageiros ou mesmo de mercadorias.
    Apesar de já ter feito algumas criticas na app nesse sentido, continua a não existir essa escolha, o que de muito ajudaria à condução desse tipo de viaturas.

  13. Eduardo says:

    Gosto muito do Waze, mas muitas vezes uso o Google Maps, porque quando recebo uma chamada ou tenho que consultar alguma coisa na internet, o Waze fica bloqueado… Sou só eu que tenho este problema?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.