PplWare Mobile

Google Maps deixa 100 carros presos na lama ao sugerir atalho irresistível


Fonte: BBC

Autor: Rui Bacelar


  1. Joaquim Alcobia says:

    Boa tarde.
    “A tecnológica afirma que a estrada não estaca identificada como acesso privado. ”
    “A tecnológica afirma que a estrada não estava identificada como acesso privado. “

  2. Filipe F says:

    Admiro sempre estes titulos… Foi o Google Maps que conduziu os carros? Ou foram os condutores que a verem o que tinham a frente decidiram ”enfiar-se” na lama?
    Totalmente culpa dos utilizadores. A Tecnologia neste caso serve para ajudar, não para ordenar o ser humano, porque aqui por acaso foi lama, mas imaginem que por algum atraso de atualização de sinalizaçao, indicava caminho para um sentido proibido, as pessoas iam, ou saberiam ver que algo estava errado e reagir?

    Portanto sem pena alguma, se 1 pessoa que não soube avaliar a estrada onde estava decidiu arriscar e deu-se mal, imaginar ali 100 pessoas a cometer o mesmo erro é sinal que para essas 100 pessoas a tecnologia é que manda nelas.

    • Angela Carina Costa Pereira says:

      + 1

    • Rui Bacelar says:

      Ora nem mais, daí ter utilizado o termo “irresistível” numa alegoria à curiosidade / tentação humana.

    • FAR says:

      Por um lado concordo, começar a ver um terreno pantanoso e continuar a avançar não parece no minimo uma atitude prudente. Contudo acho que aqui o fenómeno deveu-se mais à confiança dos utilizadores na aplicação do que propriamente em deixar que “a tecnologia mande nelas”. Isto é tão mais real quanto mais a pessoa desconhecer o percurso onde está. E ainda mais real se tiver um carro à sua frente (ou vários) a fazer o mesmo caminho – há sempre aquela esperança de que “o outro sabe o que está a fazer”.

      Também já me aconteceu e a conhecidos meus ir dar a sitios que não lembra o menino jesus exatamente porque não sabia onde estava a decidi confiar na informação que a aplicação me estava a indicar. É claro que daí a enfiar-me num lamaçal ainda vai qualquer coisa, mas acho que a semelhança das situações neste aspeto existe.

      Por brincadeira até chamamos a estas rotas alternativas do Maps o “percurso turístico”.

    • BC says:

      Imagina estares atrasado para ires apanha o avião, estares preso no trânsito, o Google Maps dizer-te “Olha, por ali é metade do tempo!”. Vais dizer que não ias, porque “a tecnologia não manda em ti”?
      Obviamente que ias. E arriscavas mesmo se a meio te deparasses com uma estrada de terra batida. Ias fazer o quê? Voltar para trás, perder o tempo de volta e voltares a enfiares-te no trânsito principal?
      É muito fácil falar de fora, e as pessoas é que foram parvas, etc etc etc. Atrás do teclado, somos todos os maiores e os mais inteligentes.
      Sejamos sérios, né…

      • jose says:

        Então e quando visses lama? Não saberias que irias ficar preso?
        Eu aponto este episodio unica e exclusivamente à inteligencia dos americanos.

      • Nuno V says:

        Eu se estivesse na mesma situação certamente que aceitaria o atalho. O problema é que eventualmente o trajecto levou-as a uma estrada não pavimentada, cujo piso era lama e mesmo assim decidiram continuar. Quando chegasse a essa estrada, a não ser que estivesse num veículo preparado para o terreno, daria meia volta para trás. Os condutores em questão decidiram ignorar as condições do piso e capacidades do seu veículo, e como resultado perderam mais tempo do que retroceder.

        Eu não acho que seja um caso de falta de inteligência, mas sim de fraco discernimento.

  3. KLKLKLKLKLKL says:

    A Estupidez humana é fantástica!

  4. zecatronix says:

    Sem ler a noticia , facilmente se adivinha que só podia ser nos UsA.

  5. Jaime says:

    lol quem nunca….

  6. Kan says:

    e o BOM SENSO ? não veem o tanto de turistas mortos quando eles confiam no waze e no google maps no RJ e tomam tiros entrando em favelas ? CUSTA a cambada do google por ALERTAS ou mapear as areas de risco do rj, das cidades.

    e os google man ? os trouxas que ficam com camisa da google e mapeador movel ? sera que nunca marcaram ai nao ?

  7. Francisco Gonçalves says:

    Há 4 dias, estava numa festa rural de S. João, já era noite e liguei o google maps. Sigo as indicações e chego a uma bifurcação em que as duas hipóteses são caminhos de terra em que só cabe um carro. Voltei para trás à procura de uma alternativa melhor. Não era eu que me ia meter num caminho daqueles por muito que a voz do maps teimasse no caminho da esquerda.

  8. censo says:

    Só podia…a culpa é sempre dos outros !

  9. Fernando Melo says:

    Incrivel é como um produto ou serviço fumciona 95% das vezes maravilhosamente bem, ninguém aparece para elogiar, mas assim que uma zebra acontece aparece um monte de gente para falar mal.

  10. Vasco M. says:

    Já me aconteceu. O Google Mapa mandou-me passar o Rio mondego, onde só um jipe bem alto poderia poderia passar.

  11. KIuri says:

    quem tem horário sai antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.