Quantcast
PplWare Mobile

Fuchsia: O novo sistema operativo da Google já está disponível

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Miguel says:

    Mais Linux não por favor… é que ainda não entendi porque dependendo do que coloque no PC/ Telemóvel umas coisas vão parar em mnt/usb e outros em media/usb ?!?!

    Ajudem a resolver isso e depois pensem em SO.

  2. David Silva says:

    Project Magenta is Linux-based mobile OS that aims to replicate iOS on generic hardware…
    Para quem não sabe Linux é apenas o KERNEL…
    A Google ainda tem muito a aprender.

    Abraços

    • Daniel says:

      Uma pequena curiosidade, “fuchsia” e “magenta” são cores muito semelhantes (ao ponto de dizerem que são “iguais”, embora que o magenta seja mais aclarado e avermelhado).

      Outra curiosidade, “Magenta” é também um projecto da Google no tensorflow (AI) para criar arte e música.

      Curiosidade à parte, do que consegui ver este “magenta” nada tem a ver com a implementação do Darwin com o kernel Linux (esse Project Magenta que referes… já agora, Darwin é o nome de código do core do MacOS X, que foi lançado em 2000 ).
      Na verdade o Magenta (o do Google) é um kernel com muitas semelhanças com o LK, que entra como alternativa a ThreadX ou FreeRTOS (ambos RTOS, Real Time Operating System), mas com grandes diferenças (nomeadamente no que toca a limitações do LK que o Magenta implementa e supera, como suporte user-mode de first class, etc). Um exemplo de RTOS são as HDTV, que tem de processar o sinal e mostrar assim que o recebe, ou terias macroblocos, a imagem “engasgada” ou som distorcido. Em suma, isto é maravilha para sistemas embedded, mas consigo ver aplicações em equipamentos móveis de tecnologia de consumo.

      Quanto à google ter muito que aprender, a google tem sistema operativo próprio nos seus datacenters, fez o ChromeOS e o Android, em termos de file system tem o GFS (Google Files System).
      “Aprendizagem” terão sempre muita a ter ainda, no entanto para o resto do mundo têm mais a ensinar do que aprender (e era bom que dessem mais acesso aos projectos que têm). Há muita vida na google para além do android, do search ou do youtube.

    • Player1 says:

      sim e és tu que vais ensinar a Google.

    • !(iSheep) says:

      A Google não percebe nada de nada? Precisam de aprender? O que? Explica la.
      A Internet como a conhecemos deve-se em muito á Google, os carros autónomos idem, entre muitas outras coisas “mundanas” que se tornaram essenciais, mas para melhor compreenderes a piada que contaste, pesquisa bem, aprende sobre os temas antes de qualquer comentário mais infeliz como o que aqui fazes.

  3. Portimão says:

    Era bom que fosse um sistema operativo novo, compatível com as apps Android e com versão adaptada a computadores.
    Quanto mais concorrência, melhor, quem ganha somos nós, utilizadores.

    Vejo chromebooks bem bonitos, em alumínio e tal e super baratos. Pena o ChromeOS ser tão dependente da internet.

  4. Cruz says:

    Com esse nome nao vai longe.

    • André says:

      Como é que podes dizer que não vai longe só sabendo o nome? Enfim…

    • André Alves says:

      Com esse nome eu até fuchsia

    • Miguel Dinis says:

      O que importa o nome? É necessário um nome para o projeto antes de ser lançado. Quando for lançado logo se pensa no nome. Para quê pensar assim? A google é neste momento e foi um dos maiores sucessos da internet. Achas que era um nome de um sistema operativo que os ia impedir de voltar a revolucionar a tecnologia?
      Dou-te uma dica, não sejas ignorante.
      Ps: O motor de busca “Google” já se chamou BackRub. Com este nome não ia longe. 🙂
      Ps2: Just a fanboy talking here

  5. Pedro says:

    Bonito Bonito era eles olharem para projectos como o RemixOS ou o Ubuntu Mobile e criar uma coisa que fosse convergivel tendo o Android como base bastava adicionar a versão Desktop como fez o RemixOS e assim quando ligasse mos por USB ou HDMI OUT tinhamos uma coisa estilo Ubuntu. Isso é que era de valor, era ver o pessoal da Apple todo as fugir 😉

  6. João Ribeiro says:

    Finalmente, estou farto do Windows… e não gosto de Linux…
    Espero que saia algo mais futurista, só não uso o Chrome OS porque não permite instalar Photoshop nem Steam

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.