PplWare Mobile

Apple Watch e tatuagens, uma mistura que não combina!


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. José Coelho says:

    Pois tinha de ser…. “tatuagens” é de certo uma das piores invenções da humanidade…
    Agora vão ter de escolher ou castigar o corpo ou usar o “Apple Watch”, será preferível o segundo pois de certo é mais barato que muitas sessões de tortura…

    🙂

    • Filipe says:

      As tatuagens existem há dezenas de anos… Queres ver que agora é culpa delas o relógiozinho não funcionar?
      Quem vem depois tem de assegurar a compatibilidade com o que já existe. Se há este problema é porque não foi bem testado. As pessoas que tem tatuagens têm tanto direito a usufruir do relógio como as pessoas sem tatuagens.

      • Mikes says:

        Dezenas de anos?! Tatuagens existem provavelmente há milhares de anos!
        De qualquer maneira, um utilizador modelo da Apple não usa tatuagens. Tattos é coisa de pobretanas e de gajos sem classe.

        • Vini Lelé says:

          Coisa de pobre e gente sem classe? De onde tirou isso meu jovem??? Em que ano está vivendo? Existe algo no mundo, chamado ESTILO e cada um tem o seu … tatuagem é um estilo de vida, acredite, tatuagem tem significado pra quem faz e nós que temos, sejam elas pequenas, grandes, coloridas ou não, amamos. Não uso Apple porque não uso os recursos, são fantásticos SIM, mas pra mim não serve. Conheço várias pessoas que usam Apple e tem tatuagem. POR FAVOR pare com esse pensamento que tatuagem define classe social ou que é coisa de “bandido” … esse pensamento é muito pré-histórico e muito deselegante de se usar.

          Abraços.

        • NP says:

          Mesmo. Tb fiquei a meio agora. Dezenas de anos?! lol

      • Ricardo Raimundo says:

        Dezenas?!

      • Nunes says:

        :S não foi bem testado!?
        se o sensores funcionam usando luz e as tatuagens bloqueiam a luz, não há muito que se possa realmente fazer, no máximo o que se pode pedir é uma nota de aviso por parte da Apple. Outros aparelhos com sensores destes têm problemas idênticos, mas como não têm a mesma atenção mediática quase ninguém presta atenção

    • Vini Lelé says:

      Você é posto a sessões de torturas psicológicas diariamente pra ganhar um salário e dividir o seu Iphone e seu smartwatch em 10x, além de deixar de fazer coisas, isso só pra dizer que é hipster por ter iphone. Lembrando que faz isso todo ano, só pra mostrar pros amigos que você tem um. Além de tatuagem ter um significado pra quem a porta. Pense MUITO antes de falar mal de tatuagens.

  2. Francisco says:

    Não podemos considerar que é um problema técnico do relógio. Naturalmente não temos tatuagens. Então também poderíamos considerar um problemas o uso de luvas normais em telemóveis.

  3. JJ says:

    Esta situação será mesmo complicada de resolver.

    Mas este problema não afectara outros equipamentos do género? A terem dificuldades de leituras por causa das tatuagens…

  4. Ricardo Raimundo says:

    hmmmmmm.. Será que pessoas de pele escura não irão ter o mesmo problema?

  5. Nunes says:

    “É um problema que resulta da juventude do Apple Watch ”
    Este tipo de problema à partida acontecerá em qualquer aparelho que use este método de medição de batimentos cardíaco, o que é algo que a maioria usa!
    A única diferença está na detecção de contacto de pele, uma coisa que não parece existir nos outros aparelhos do género. Neste caso pode ser que seja possível haver ajustes para minimizar as situações!

  6. okapi says:

    No meu tempo tatuagens era sinonimo de levar uma tareia caso chegasse a casa com alguma, agora é sinonimo de não tens direito a coisa mais apresentáveis.

  7. Pedro Pinheiro says:

    Os manetas também não podem usar o watch e não os vejo a reclamar…
    Se colocaram lá a tatuagem e o watch não lê, paciência… A Apple não tem culpa. Pode tentar contornar o problema o futuro, mas não tem culpa.

  8. kekes says:

    LOl, engraçado ler os comentários. Agora é um função que não funcione em pessoas com tatuagens xD
    Isso devia ter sido pensado antes se bem que dever ser pelos metais pesados de algumas tatuagens.

  9. Zefra says:

    Tatuagens ou Apple Watch? Para qualquer delas muito parvo!

  10. Carlos says:

    Atenção vamos esperar pelos esclarecimentos dos representantes da Apple, benchmark Nunes e FG, estes mestres vão já esclarecer esta situação, correm os rumores que as tatuagens devem ser apenas símbolos da Apple, se não o watch não funciona. Mais uma vez repito não fiquem com ideias erradas, os mestres estão a chegar, isto é tudo uma cabala.

  11. Liberal da Cerca says:

    A solução é fácil. quem gosta de pinturas no corpo não usa. Acho que a APPLE fez de propósito para afastar mau ambiente e mau nome que determinadas pessoas poderiam dar ao relógio… que usem o moto 360!

    • ricardo says:

      Mau ambiente? Isto e lindo malta… E so rir com estes comentários… Os fanaticos toca a limpar pulsos a lazer… Toca la a tirar as tatuagens… Tatuagens existe ha milhares anos…. E agora como vai ser… Querem moldar o humano a imagem deles. Parabéns a Microsoft por querer dar ao utilizador a possibilidade de usufruir com liberdade o seu sistema. E não por fazer produtos Microsoft que so funcionam com produtos Microsoft..

    • David.pt says:

      Realmente há com cada um……….. Arranja um psicólogo

  12. FG says:

    “porque os leds dos sensores emitem luz verde várias vezes por segundo, para fazerem as medições da quantidade de sangue que passa.”

    Errado, os sensores emitem luz infravermelha, e verde em caso da IR não estar a resultar.

    • A Apple, que o construiu e sabe o que tem lá dentro, diz o seguinte:

      “Blood is red because it reflects red light and absorbs green light. Apple Watch uses green LED lights paired with light‑sensitive photodiodes to detect the amount of blood flowing through your wrist at any given moment”

      https://support.apple.com/pt-pt/HT204666

      • Mrsz says:

        Na imagem diz claramente que tem LEDs verdes e infravermelhos.

        Os verdes só ligam quando vocês separam o disco preto da pele…

        • Nunes says:

          Os verdes ligam quando a pessoa activa a monitorização dos batimentos cardíacos. O contacto com a pele deve usar apenas a radiação ambiente!

      • Mrsz says:

        Aliás…

        “The heart rate sensor can also use infrared light. This mode is what Apple Watch uses when it measures your heart rate every 10 minutes. However, if the infrared system isn’t providing an adequate reading, Apple Watch switches to the green LEDs. In addition, the heart rate sensor is designed to compensate for low signal levels by increasing both LED brightness and sampling rate.”

    • Nunes says:

      Os infravermelhos só são usados para fazer as medições periódicas de 10 em 10 minutos!

  13. piri_vm says:

    Sem querer ser mau ou ferir susceptibilidades, mas se for uma pessoa de raça “negra”.

    • Mrsz says:

      As pessoas de pele escura não têm partículas absorventes de luz IR/UV na pele, não têm pedaços de metais/minerais lá dentro, simplesmente têm mais melatonina, mas é um componente orgânico, por isso, não dá problemas.

    • JJ says:

      Aquilo não é uma questão de cor de pele, mas sim da tinta!
      A tinta não permite que a luz passe. Não é a cor da pele que impede a passagem da luz dos sensores.

    • Mr.Antunes says:

      No inicio deste tipo de tecnologia havia problemas mas hoje em dia já se esbateram esses problemas.
      Mesmo para quem for muito peludo, :P, é mais difícil obter leituras.

  14. David.pt says:

    Não sou nada anti apple mas não gosto nada do Apple Watch :s Parece um daqueles relógios chineses

  15. Francisco Pinto says:

    Sem ter nada a haver com o AW. Coimbra é a 1º cidade portuguesa a ter flayover.
    http://www.macrumors.com/2015/04/30/apple-adds-20-flyover-locations-maps/

  16. LP says:

    Ainda sou do tempo em que Steve Jobs não aceitava um “não é possivel” para resolução dos problemas, este watch não teria este problema e outros como a autonomia, este watch demarcaria-se da concorrência, mas com Tim temos recordes de lucros e isso deve ser o mais importante.

  17. José Coelho says:

    Solução será tatuar um Apple Watch no braço 🙂 fácil mas de certo dispendioso e doloroso.

  18. Rui says:

    Parece que o Beckham não vai usar. Heehehhehehe

  19. Filipe says:

    Mas isso é facilmente resolvido.
    Podem remover parte da tatuagem na zona onde se encontra o sensor. Ou então usar o relogio noutra zona que nao tenha tatuagem, exemplos: no outro pulso, tornozelo ou até pode ser colado na testa. É tudo uma questao de imaginação…

  20. Mr.Antunes says:

    Provavelmente estes problemas só serão resolvidos quando a Mio Global os resolver, a Apple só implementa 😛
    Presumo que a Apple deve estar a pagar bem para usar o sistema patenteado pela Mio 😉

    • Nunes says:

      :S
      O princípio usado já tem muitos anos e vêem-se diferenças entre a solução da Apple e da Mio – no sensor e no facto de tb usar infravermelhos! Tem aspecto de Apple ter desenvolvido a sua própria tecnologia.

      • Mr.Antunes says:

        O princípio é uma coisa…o sistema por leds é patente da Mio. Para este tipo de medição é o mais fiável e é por isso que marcas como a Nike, Garmin,… pagam o devido à Mio.
        Mas a Apples é bem capaz de ter inventado um sistema novo…

        • Nunes says:

          Pelo o que pude perceber a inovação da Mio é o uso de sensores de movimento para fazer as correcções necessárias nas medições quando se pratica exercício, não propriamente o uso de LEDs! A Apple pode ter inventado uma alternativa a esse método de correcção desenvolvido pela MIO, e dadas as diferenças físicas nos sensores isso parece provável

  21. Francisco Pinto says:

    Não sei qual é o gate das Tattoos! A Apple avisa que pode haver problemas!
    https://support.apple.com/en-us/HT204666
    ‘Permanent or temporary changes to your skin, such as some tattoos, can also impact heart rate sensor performance. The ink, pattern, and saturation of some tattoos can block light from the sensor, making it difficult to get reliable readings.’

  22. Francisco Pinto says:

    Tattoo-gate que não é gate!
    MAs um produto da Apple sem um gate já não é a mesma coisa! 🙂 🙂

    Permanent or temporary changes to your skin, such as some tattoos, can also impact heart rate sensor performance. The ink, pattern, and saturation of some tattoos can block light from the sensor, making it difficult to get reliable readings

  23. Benchmark do iPhone 6 says:

    Resumindo. Há muita gente com tatuagens, mas poucos com os pulsos cobertos.
    Com isto a Apple ganha publicidade gratuita – “Não tem tatuagem – os sensores funcionam às mil maravilhas” 🙂

    P.S. Pensava que o ligar/desligar do Apple Watch com a rotação do pulso precisasse de um gesto mais seco – rodar rapidamente ou elevar o pulso ao rodar. Pareceu-me um movimento bastante suave (vídeo do post, para quem tiver paciência para os 35s de publicidade).

  24. João Neves says:

    Já estão habituados a agulhas certo? pf informar a Apple para introduzir um relógio com mecanismo de analise de sangue por agulha, deve funcionar, vi isso num filme 🙂 o Apple pay assim só funciona se o ADN corresponder ao dono 🙂

  25. Benchmark do iPhone 6 says:

    As componente reconheciveis no SoC do Apple Watch (Chama-se S1):
    http://appleinsider.com/articles/15/04/30/teardown-shows-apple-watch-s1-chip-has-custom-cpu-512mb-ram-8gb-storage

    O “vibrador” (Taptic Engine) que se diz ser o responsável pela demora nas entregas . http://appleinsider.com/articles/15/04/29/apple-watch-rollout-delayed-by-defective-taptic-engine-vibrator

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.