PplWare Mobile

Apple Watch cilindra vendas anuais do Android Wear


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. rmcrys says:

    A mim parece-me óptimo, demonstra o que já se conhecia: há gente com mais créditos que cabeça.

    Eu até vi um vídeo dum indivíduo que voou da Nova Zelândia aos EUA de propósito para comprar o relógio que entretanto estava esgotado e não o pôde comprar Lolol é cada apancado…

    • Paulo says:

      Olha, mais um que não lhe deram o crédito para um iPhone e um Apple Watch, porque ainda tem prestações para pagar pelo Android…

      • Android op says:

        Para que desperdiçar dinheiro um telemóvel com uma simples camera de 8 megapixels que não e resistente a nada e e tão bem fabricado que ate dobra no bolso.
        Quando se pode comprar um android a metade do preço com o dobro da qualidade com boas cameras e capacidade para cartão de memoria vocês na maça sabeis o que e isso ou tens de pedir um android emprestado para ver? Há e ja agora sempre que olhares para um android vais notar diferença e que os da apple não sabem o que são resoluções full hd

  2. trapoi says:

    Boa fico contente pela Apple e fas.
    Agora conclui se que as pessoas simplesmente compram tudo que a Apple faz. desde que seja da Apple as pessoas compram independe do que for

    • Eduardo says:

      Pois isso toda gente ja sabe. As pessoas compram qualquer produto que for desde que seja da Apple mesmo que ja tenha existido no mercado so dão importância quando a Apple for a Apple a lanca lo

    • Fernando Rodrigues says:

      Meu caro… É o poder da marca e também o produto mostra ser comercialmente mais maduro que os smartwatches Android. Se é melhor tecnicamente, isso não consigo dizer, mas acredito que não seja superior ao que já existe.
      Para mim o grande factor para este grande arranque dos Apple Watches é que os primeiros smartwatches Android foram considerados quase todos uma espécie de protótipos por haver uma diversidade de produtos, que saiam e passado poucos dias já estavam descontinuados por outros modelos e até eram limitados na questão de compatibilidade (ex: Samsung Gear só no Galaxys). Por consequência, o mercado ficou queimado. A Apple, experta, explorou essa lacuna e lança o seu smartwach, não porque tinha um produto inovador, mas para colmatar a exigência dos consumidores que ficaram desapontados/desconfiados com os AndroidWares e afins.

      • Sergio J says:

        O teu comentário está errado num ponto. Sim já exisitiam smartwatchs antes de surgirem rumores que a Apple iria lançar um. O que as empresas se apressaram foi em tentar lançar antes da Apple.

      • Paulo says:

        ” Se é melhor tecnicamente, isso não consigo dizer, mas acredito que não seja superior ao que já existe.”

        Acreditas mal.

        O Apple Watch combina a tecnologia dos outros todos, ou seja, na concorrência há modelos que têm umas coisas, outros que têm outras, mas não têm um feature set completo, como o Apple Watch.

        É o primeiro a conseguir vibrações silenciosas, ecrã sensível à pressão, e, mais importante para um relógio, o primeiro a permitir braceletes itermutáveis sem ferramentas, e possibilidade de alta-voz.

        Quanto a maturidade… não usa processadores, ecrãs, ou baterias do futuro, simplesmente é o mais desenvolvido, se os outros não tinham essa capacidade, não lançavam!

        Sim, o Gear é só para Galaxys, e o Apple Watch é só para iPhones…

        • LP says:

          E no entanto não resolveu o maior problema dos smartwatches… a autonomia… fail!

          • Paulo says:

            A autonomia é de um dia…

            Chega.

          • fox says:

            exactamente este é o verdadeiro problema,
            e Paulo se para ti 1 hora chegar nao quer dizer q os outros se tenham que contentar com isso.
            Num smarwatch bateria que dure pelo menos uma semana é o ideal

          • LP says:

            Chega? Lol! Trabalhas das 9 as 5? Ou nem sequer trabalhas? Carregar um relógio todos os dias? Ridículo!

          • FG says:

            Eu gostava de saber quem é que daqui tem o relógio para comentar a bateria…

            Ainda por cima comparar com outros relógios…

            Pois…

          • LP says:

            @FG:
            Apresento-te o fantástico mundo da Internet e da informação global. Diverte-te 😀

          • FG says:

            Só criancices androidanas…

            Todos os dias tiras o relógio para dormir, é só colocá-lo em cima do carregador.

            Não há desculpa alguma.

            E a bateria dura bem mais que o previsto… Isto ainda só com o firmware 1.0!

          • LP says:

            @ FG
            Nem toda a gente trabalha “das 9 ás 17h”, vai para a cama ás 23h e pode por o relógio a carregar, isto para não falar no ridiculo que é ter de carregar um relógio todos os dias.

          • FG says:

            Não fazes mesmo puto da ideia de quanto é que a bateria do Apple Watch dura…

            Dá para pegares nele ás 8, chegar às 24 com 40% de bateria ainda por usar…

            Apple não é como as marcas que estas habituado, os números que eles dão de autonomia são reais, dizem-te 18 horas, são 18 horas puras e duras, com utilização normal, como tracking de exercícios, apps, e medidor de pulsação e movimento todo o dia ligado.

          • LP says:

            Ontem saí de casa ás 8h, cheguei a casa ás 9h… de hoje… 25-18= 7h.
            Pode durar mais tempo só como relógio? Pode… mas para isso prefiro um relógio tradicional, com muito melhor aspecto e com MUITA mais autonomia. Não penses só em ti… se para ti serve, óptimo, para outros, ou para ti mesmo no futuro poderá ser manifestamente insuficiente. Existem outros no mercado com mais autonomia e sem tantas pretensões (e obviamente mais baratos); não chega ser igual aos outros e muito menos inferior quando se quer ser o melhor e cobrar como tal.

    • Dylan North says:

      Não sou fã da Apple tenho produtos dela como tenho de outras marcas como a Samsung. Mas pelo que vejo em sites especializados e que já testaram o produto e eles afirmam que o Apple watch é o melhor da categoria até o próprio ppware já fez a análise do mesmo e eles deram uma boa nota ao produto tem tido críticas boas logo o produto cumpre o que promete e faz dele um bom produto logo ele tem sucesso de vendas e se torna um produto desejado por fãs e não fãs. Eu não sou fã como já referi e estou a pensar em adquirir um assim que chegar a Portugal. A Apple é conhecida pela boa qualidade dos seus produtos com bons acabamentos e as pessoas ficam satisfeitas com os produtos dela e elas são livres de fazer o que querem com o dinheiro.

    • int3 says:

      maior parte não é assim xD

      • Paulo says:

        Deixa, eles não conhecem a realidade mundial…

        • int3 says:

          Eu tão cedo não compro. Não tenho esta necessidade. Ficou a desejar mas acho que não vale a pena comprar.
          A nível empresarial isto é fantástico. Ainda por cima muita gente usa iOS por isso…

          • FritoDaCabeça says:

            Ainda não percebi em que lado jogas.
            Linux ☑
            MS ☐
            Apple? se sim não és fanático puro. Nada mau.

          • int3 says:

            Aqui não há lados. é reconhecer as tecnologias de todos os lados e não ser fanático só por um lado.
            O unico lado que não “jogo” é da Microsoft. exepto o .NET deles. é muito bom mas de resto não quero nada. Apple é boa a otimizar e a saber o que o utilizador precisa. Linux é o linux 🙂

    • Paulo says:

      Claro…

      Nada a ver com ser um produto atraente! Nada a ver com o facto de ser o smartwatch mais avançado e mais bonito (segundo a maioria) do mercado!

      E as pessoas compram coisas da Apple, é porquê? Porque não estão satisfeitas com as compras anteriores?

      Mas é claro, não vale a pena falar, porque há sempre aqueles descontentados da realidade.

    • Afonso says:

      só agora?

    • Full says:

      alguma mal nisso?
      Eu não vejo nenhum!!!
      Porque existem joelharias?! Ou será que um anel é útil para alguma coisa?!
      Se há amantes de jóias, também não pode haver amantes da tecnologia lançada pela apple?
      So mostra qualidade da apple, porque na realidade relogios ha muitos….

  3. Benchmark do iPhone 6 says:

    Resumindo: o Apple Watch vendeu muito mais num dia do que o Android Wear num ano.

    http://www.techradar.com/news/wearables/apple-watch-sales-1290701

    • FritoDaCabeça says:

      A recent poll of 1,000 engineers found that zero percent—that’s right, zero—think the watch is worth the $349 price tag, and zero percent plan to buy one.

      The poll was conducted on March 19 by Owler, a San Mateo-based startup that provides data services related to company profiles and information. Also responding to the poll were 8,000 marketing professionals, and the difference between the responses of the marketers and the engineers blew me away. Check this out:

      Among marketers:

      85 percent have a favorable view of Apple CEO Tim Cook.
      83 percent believe that Apple’s stock direction will go up.
      11 percent will buy the new watch.
      50 percent think the new watch is worth the $349 price tag.
      Among engineers:

      50 percent hold negative views of Tim Cook.
      57 percent believe that Apple’s stock will go down.
      0 percent will buy the new watch.
      0 percent think the new watch is worth the $349 price tag.

      A questão, meu pequeno fanático, é em que grupo te inseres? Tens pinta de gajo de markting. Engenheiro não és com certeza.

  4. José says:

    eu comprei 2

  5. Jpoq says:

    agora chorem fandroids! Despejam odio mas os numeros nao enganam…nao compro a primeira versao mas vejo mto potencial no relogio da apple, talvez a 2a. Ja no android sinceramente n vejo futuro…desejo sorte ao WP pois é um SO mto mais interessante e bem construido que o android.

    • Paulo says:

      “A Apple quando chegar, já vai chegar atrasada ao jogo do smart watches”…

    • Afonso says:

      não percebo este cometários, só porque vendem mais? por mim podiam vender a todas as pessoas do mundo que era me indiferente. Compro aquilo que gosto de acordo com o seu valor, e isto , não é sem duvida um desses casos.

  6. Jpoq says:

    Android wear é uma banhada total, aquilo é inutil. So os fandroids para adorarem um SO sem updates e com lag

  7. amlcosta says:

    à quem (errado) ≠ aquém (correto)
    6º parágrafo, penúltima linha.

  8. trapoi says:

    nao tenho nada contra a Apple ou marca nehyma. Cm disse parabens para a Apple mas eu nao acho nada de especial nesse relogio. Simplesmente nao tem nada de atraente mas cm é da Apple ja dao mas credito. Ja usei wear e gostei muito, Sao coisas deferentes e acho comentarios a mostrarem odio ao android ou a criticar de essa maneira que parece que estao a ganhar algo com isso é ser crianca

  9. LP says:

    Tendo em conta o número de iphones vendidos, o número de vendas deste apêndice para o mesmo não é muito impressionante, sobretudo no mercado típico dos ifans. Vamos ver como correm as coisas com o tempo, qual a percentagem de iphoneiros que vão comprar a extensão para o dito cujo, de preferencia com números oficiais.

    • Etnic_bOy says:

      Mesmo assim, um modelo de relógio da Apple vendeu mais num dia que 15 ou 20 modelos Android num ano inteiro!
      O Apple Watch só não vendeu mais porque não chegou a matade dos países e porque onde já se vende está mais que esgotado!

    • Nunes says:

      Número oficiais é algo que não se deve obter durante bastante tempo. A Apple já indicou que as receitas do Apple Watch serão declaradas em conjunto com vários outros produtos, de modo que não vai apresentar valores como tem feito com o iPhone, iPad e Mac.

        • Nunes says:

          :S porque?? Será que é preciso repetir o que escrevi?
          porque a Apple já disse que não iria discriminar as vendas dos Apple Watch nos seus resultados… O que significa que não se vai ver o mesmo tipo de dados que a Apple comunica para o iPhone, etc!
          Só se saberá alguma coisa oficial quando a Apple bem quiser e provavelmente não muito específica, de modo a não dar dados à concorrência, que por sinal em muitos casos tb não dá valores de unidades vendidas.

          • LP says:

            “de modo a não dar dados à concorrência”
            “repetir o que escrevi?”
            Não encontrei esta resposta anteriormente, deve ter-me escapado. :SSS

          • LP says:

            Mas essa resposta continua a não me convencer, porque não haveria de dar dados se dá dos restantes devices?

          • Nunes says:

            “e provavelmente não muito específica, de modo a não dar dados à concorrência, ”
            é uma especulação minha das motivações para a Apple ter dito que não iria dar os dados! Qualquer que seja a motivação o facto é que não há dados porque a Apple assim decidiu!

          • LP says:

            ” porque a Apple assim decidiu”
            Sabes que tipo de resposta é este, não sabes? E este tipo de respostas nunca me satisfaz… mais tarde ou mais cedo vai-se saber a verdadeira razão… quem sabe se não terá a ver com o facto da Apple estar a antecipar os prazos de entrega inicialmente previstos…

          • Nunes says:

            “E este tipo de respostas nunca me satisfaz…”
            sabes que qualquer que seja a razão o resultado é o mesmo, não obténs valores oficiais, tanto faz se te agrada ou não!
            Quanto à tua suposição não faz sentido, pois qualquer que fosse o número de vendas indicado pela Apple, continuaria a existir encomendas à espera de reposição de stock. É uma realidade que se pode constatar estar a acontecer, não só porque são a Apple e os clientes a dizer, mas tb porque diferentes análises de mercado o verificam! Haver algumas pessoas a receber mais cedo não altera que não haja actualmente stock suficente para toda a procura, apenas revela ajustes na produção e muito provavelmente o adiamento do lançamento noutros países. Há até quem defenda que a Apple neste período inicial preferiu fabricar num esquema “build to order”, para não acumular modelos menos vendidos e para poder ajustar mais rapidamente a produção à medida que percebe as preferências dos consumidores!

          • LP says:

            Como não passam de suposições têm basicamente todas a mesma validade.
            Não é no entanto por vir a ter números oficiais ou não (e leaks podem ocorrer facilmente) que deixo de me interessar, de sentir curiosidade. Não podemos comer tudo o que nos põe à frente sem questionar, não é por a Apple dizer que não lhes apetece dar os números que se deve comer e calar, mas isso não é típico de iFans, habituados a não ter grande liberdade, ou gostam do que a Apple lhes oferece e como oferece ou podem ir embora.

          • Nunes says:

            @ LP
            Na verdade não têm a mesma validade, nem basicamente! A minha especulação é uma das motivações normalmente invocadas para muitas empresas não darem valores para o número de unidades vendidas. Os números de vendas em muitas situações revelam pormenores importantes sobre a concorrência, o que num mercado novo como os smartwatches pode ser muito valioso, especialmente tendo em conta a forma muito diferente como a Apple posicionou os seus produtos!
            Já a tua teoria não tem pés nem cabeça! Dar ou não dar valores não informa nem mais nem menos sobre a questão dos tempos de espera, que são longos, de tal forma que a Apple já indicou que só para fim de Junho é que conseguirá alargar para outros países.
            Quanto ao resto do que dizes é algo hilariante! Não vejo esse tipo de preocupação da tua parte com as outras companhias que não revelam números de vendas de forma sistemática. A Google não indica, a Samsung não indica [apenas fala quando bem entende e de forma algo vaga], a Amazon tb parece nunca ter indicado para o Kindle, etc, etc!
            Mas com a Apple que indica valores para o iPhone, iPad e Mac, mas não indica para a AppleTV e outros produtos, já te faz impressão!

          • LP says:

            Primeiro não entendeste nada do que eu disse. Segundo, o que tu dizes é sempre mais válido que aquilo que os outros dizem, até porque a modéstia é só uma das tuas muitas virtudes. Por fim, continua a comer maçãs, enquanto não experimentares outra fruta essa vai ser sempre a melhor para ti.

          • Nunes says:

            Explica lá o que eu não entendi, em vez de te limitares a queixar à espera que as pessoas não sejam capazes de pensar e argumentar

          • LP says:

            O que tu não entendeste foi a minha “teoria”.
            A Apple pode não divulgar os números por não lhe serem favoráveis, pode não estar a vender tanto como esperava, pode não estar a vender tanto como especulam, e por isso pode ter mais stock do que esperaria e por isso despachar encomendas mais cedo do que esperava.

          • Nunes says:

            continuas a dizer exactamente o que entendi!
            Qualquer que fosse o valor que a Apple desse continuaria a estar na posição em que indica várias semanas de espera para novas encomendas! Não informar o número de vendas não altera nada disso, foi uma decisão comunicada há vários meses atrás. A única coisa que faria era saciar a curiosidade de quem quer saber.

            “A Apple pode não divulgar os números por não lhe serem favoráveis”
            tal como disse a decisão foi comunicada à vários meses.
            “pode não estar a vender tanto como esperava”
            ninguém saberia realmente quanto é que a Apple esperaria por isso o que se ouviria a seguir seria tb mais especulação!
            “pode não estar a vender tanto como especulam,”
            realmente pode não estar a vender tanto, como pode estar a vender mais. O certo é que há especulações construídas de forma diferente a apontar para valores parecidos

            “por isso pode ter mais stock do que esperaria e por isso despachar encomendas mais cedo do que esperava”
            o estranho seria tendo mais stock do que esperaria as pessoas continuarem a não receber as encomendas, demorar mais 2 meses a comercializar em novos países e não conseguir enviar aparelhos para os programadores.
            O que parece é que estás simplesmente a implicar por algumas pessoas receberem mais cedo do que inicialmente previsto, mas esqueces-te das outras pessoas que continuam à espera e que a produção pode ser ajustada com efeitos na disponibilidade de certos modelos… Não é uma coisa estática!
            Tb te esqueces que indicar às pessoas quase 2 meses de espera e não ter aparelhos disponíveis para venda directa em lojas físicas, não são propriamente as melhores maneiras de encorajar mais pessoas a comprar.

          • LP says:

            E tu esqueces-te que estas coisas do marketing, da psicologia em si não são assim tão lineares, esgotar um produto em pouco tempo e deixar elevados tempos de espera indica uma elevada procura, que faz aumentar naturalmente o desejo de ter um. Sendo que os tempos de entrega são baseados no stock, na produção e na demanda, temos como explicação para a redução inexplicada dos prazos um stock maior do que o inicialmente previsto, devido à uma menor procura, que leva a que a produção consiga satisfazer maior percentagem de interessados, ou uma capacidade de produção aumentada, ou em alternativa um erro nas contas iniciais, involuntário ou não (este último muito mais provável).

          • Nunes says:

            O efeito psicológico/marketing que invocas ocorreria com 3-4 semanas de espera, não seria preciso passar para 2 meses e criar tb um efeito negativo, já revelando possíveis problemas na produção, não só procura alta. E certamente que não obrigaria as lojas a não ter aparelhos para venda directa, que tb afecta negativamente as vendas!
            Para além disso, se a ideia que defendes é a Apple estar artificialmente a aumentar os tempos de espera, então para quê sequer enviar algumas encomendas mais cedo (e só algumas) e comunicar publicamente que o está a fazer, pondo em causa esse esquema, ao mesmo tempo que continua a indicar datas de entrega só para o fim de junho para a maioria dos modelos em novas encomendas!

            “Sendo que os tempos de entrega são baseados no stock, na produção e na demanda, temos como explicação para a redução inexplicada dos prazos um stock maior do que o inicialmente previsto,”
            lol, tens noção que os prazos continuam basicamente os mesmo para novas encomendas com imensa gente ainda à espera por encomendas que foram feitas há semanas atrás!? Se houvesse stock achas que teria alguma lógica conseguir enviar mais cedo só algumas encomendas deixando as outras penduradas? E volto a perguntar para quê fazer isso se iria pôr em causa desnecessariamente a possível “falsidade”!?
            E certamente que tendo stock não iria deixar de enviar aparelhos para muitos programadores, que é algo essencial nesta fase!
            Quanto a contas, são algumas dezenas de modelos, não é 1 ou 2 modelos, o que origina e obriga a margens para ajustes. Não é possível prever os volumes de produção necessários para cada modelo na fase inicial, havendo tantos modelos.

          • LP says:

            “Não é possível prever os volumes de produção necessários para cada modelo na fase inicial, havendo tantos modelos.”
            Não só é possivel como é obrigatório; as previsões podem é manifestar-se desajustadas, que foi uma das possibilidades que eu sugeri.

          • Nunes says:

            “Não só é possivel como é obrigatório; as previsões podem é manifestar-se desajustadas, ”
            Relê o que eu disse, eu falo que não é possível prever os valores necessários, não digo que não podem fazer previsões e planos prévios! O que as minhas palavras significam é que há demasiadas incógnitas dada a enorme variedade de escolha apresentada ao consumidor, para chegar a valores minimamente próximos sobre os modelos que as pessoas irão preferir. Isso significa que na fase inicial é preciso criar a flexibilidade necessária para fazer ajustes na produção, para não ficar com demasiada produção em modelos com menos saída, face a outros com mais saída! Daí muita gente achar que, tal como já disse, a Apple estar a usar um esquema “build to order”, uma ideia corroborada por algumas informações dadas por responsáveis da Apple. Isso permite ajustes mais rápidos na produção, mantém níveis de stock mais baixos e melhora o controlo de custos! Passada esta fase a Apple já poderá fazer melhores previsões sobre a produção no futuro.

          • LP says:

            “prever os valores” é “fazer previsões”. :S

          • Nunes says:

            @ LP
            Não te faças de desentendido que se percebe perfeitamente ao que me estou a referir – não ser possível prever de forma fiável valores de procura havendo tantos modelos, e tu próprio assumes que isso pode não ser possível. Mas a Apple pode fazer previsões com intervalos alargados e construir planos de produção e expansão para poder ajustar à procura real!

    • Mrsz says:

      Tendo em conta que apenas 10% do mercado instalado, são iPhones…

      vender mais de 100% do que havia sido vendido de relógios, isto em 1 dia…

      Opá, é ridículo não reconhecer que este é o primeiro smart Watch com sucesso

  10. Hugo Rosa says:

    Adoro assistir ao comentários! 😀

  11. ADMS says:

    Não percebo muito bem estas notícias, é uma venda estrondosa de 1700k unidades e só 370k é que tem o relógio!!!!! Contam vender este valor em 2 ou 3 meses!!!! Desculpem mas isto chama-se especulação descarada, nitidamente uma notícia para marketing muito baixo fora do nível da pplware.

    • Nunes says:

      1,7 milhões é o número de encomendas estimadas nos Estados Unidos – há mais países a “fazer” encomendas. 370 mil é o número estimado de entregas nos últimos 3 dias, com a maior parte das outras encomendas a ser entregue até Junho [mês e meio]

      • ADMS says:

        Pois isto parece a especulação da Bolsa de valores. O pessoal vai na cantiga da ‘encomendas estimadas’ e vai encomendar um produto de grande sucesso para status social. As empresas de marketing no caso não venderem o ‘estimado’, vão para os números dos relógios enviados para as lojas e se também não der, mudam para os numero de relógios produzidos. Marketing Básico.

        • Nunes says:

          :S
          Estes valores não é de nenhuma empresa de marketing, é duma empresa agregadora de dados de compras de consumidores, e são concordantes com o que outras análises têm indicado, a que se soma a falta de stocks para responder à procura inicial!

          ” Marketing Básico.”
          O único marketing que vejo é ao nome da empresa que fez o estudo, que aproveitou o lançamento do Apple Watch para mostrar os seus instrumentos de análise

          • DASSE says:

            Deixa-me adivinhar, essa empresa é a que atribui o prémio ‘Escolha do Consumidor 2015’ ? mas indo por partes ‘estimativa’ , ‘entreges’ e ‘estimativa’. Vendo que a ‘análise de mercado acreditam que apenas 376.000 utilizadores já têm em mãos o relógio’ é muito complexo ver como foram vendidos, provavelmente são vales com o relógio.

          • Nunes says:

            @ DASSE
            e que tal procurares por informação da análise!??
            Eles usam informação sobre compras online feitas por um enorme grupo de pessoas. Aplicam uma análise estatística e extrapolam para toda a população. Conseguem ver que foi entregue porque tb obtêm essa informação das pessoas.

          • DASSE says:

            @Nunes a única informação que dão é ‘two million online shoppers’ e não dizem quais as Shops onde foi apresentado o questionário nem qual foi o questionário. E muito fácil deturpar estes estudos: Questionário na Apple Shop, pergunta: Pensa em comprar um relógio da Apple? Sim, talvez no futuro, Agora não. Bazinga!!!! somos todos compradores…

          • Nunes says:

            @ Dasse
            Que tal leres como deve ser o que dizem!???
            Não é nenhum questionário, são provas de encomenda!

  12. Jorge says:

    O relogio esta muito bem conseguido, ate mtos colegas meus com android ponderam comprar iphone para o ter. So noto alguns lags a abrir apps mas isso a 2a versao deve fazer lindamente

    • jpi says:

      É sempre bom ver pessoas que tendencialmente se queixam da crise (não estou a dizer que seja o caso), mas que estão dispostas a investir perto do 1000€ para ter o set iphone + watch.

      Nem o meu portatil custou isso e tem specs bem mais interessantes que esse combinado 🙂

    • rmcrys says:

      Lolol so se forem amigos teus de 13 anos de idade.

      Dar 350 euros ou mais por um relógio con design chinês, bateria que mal dura um dia e tem lá uma rodinha “para dar corda”…um sucesso. Oxigenação de cabelo também é feita por muitas tipas e não quer dizer que seja bom, giro e que elas sejam inteligentes. Lol podem ficar com as vossas “loiras oxigenadas” todas da Apple, que eu fico com as naturais

  13. B@rão Vermelho says:

    Eu sinceramente não consigo entender o fascínio que as pessoas têm por marcas, festejam ao vendas da Apple com uma alegria como se ganhassem alguma coisa com isso.
    Eu tenho produtos da Apple Iphone 4, Ipad 2, e tenho de outras marcas, e não sou fanático por nenhuma e sou apaixonado por todas.
    Não consigo entender como alguém que é tão “fanático “ da Apple, é sinal que adora tecnologias e consegue só ter olhos para está ou aquela marca.
    Para mim se me obrigassem a escolher por a marca A ou B, é a mesma coisa que me dessem a escolher qual dos braços eu queria manter, o esquerdo ou o direito.
    A Apple tem produtos fantásticos assim como todas as outras marcas.
    Não fico nem mais nem menos feliz com as vendas das marcas, o que que isso contribui para a minha felicidade?

    • Jpoq says:

      toda a gente festeja quando o benfica ganha e o que é o benfica se nao uma marca? uma empresa que ganha dinheiro tal como a apple e saem todos a rua para o marques…Acho isso normal.

      • Mike says:

        que comparacao sem sentido, O Benfica não é uma marca para os seus apoiantes, é um clube que dá alegrias aos sócios e simpatizantes quando ganha, a Apple faz alguma coisa parecida? Sinceramente… nem tenho comentários para tamanha estupidez das pessoas.

        • comentador assiduo says:

          O benfica é uma empresa, a apple é tb uma empresa. Ambas dao alegrias as pessoas. Melhor a apple que inventa algo util que revolucionou as nossas vidas que o benfica que compra e vende jogadores e ninguem ganha nada com isso de relevante.

    • ADMS says:

      As vendas destas marcas são excelentes para descapitalizar os países onde vende, este pessoal não percebe que todas as marcas europeias foram para o galheiro devido a praticas de marketing obscuras e o que antes contribuía para a riqueza da Europa e criava postos de trabalho na Europa, passou o capital para os EUA e os postos de trabalho para a china. E depois queixam-se que há desemprego, e bla , bla…

      http: //tek.sapo.pt/noticias/negocios/sony_pode_estar_a_preparar_novos_despedimento_1429262.html

      http: //www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1945745&seccao=Dinheiro%20Vivo

      As noticias são um roll sem fim, mas PARABENS A APPLE pelos seu lucros brutais.

  14. Nunes says:

    Os lags em muitos casos parecem ser resultado da comunicação entre o iPhone e o Watch e aplicações pouco “amadurecidas”. Por isso é mais certo que venha a ser resolvido com updates no software do que com novo hardware, aliás dentro de alguns meses a Apple deve lançar um SDK para aplicações nativas no Watch, o que deve mudar muitas das soluções usadas pelas aplicações actuais!

    • LP says:

      Isso não é nada Apple-ish, e incompreensível num produto que demorou tanto tempo a chegar ao mercado…

      • Nunes says:

        o meu comentário era em resposta ao Jorge!
        Os lags que ocorrem advêm da comunicação com o iPhone e dependem da aplicação! E estou a referir-me a aplicações de terceiros, pois a maioria das aplicações da Apple corre no Watch!

  15. Nuno Pinto says:

    esta questão prende-se muito com o poder de compra, é óbvio que se toda a gente tivesse o mesmo poder de compra que um comprador apple, não só disparavam as vendas da Apple como iria disparar a venda dos Androides
    de topo, muito provavelmente até surgiriam novas empresas especializadas nos segmentos elevados. Neste momento quem tem dinheiro acaba sempre por rever-se na marca da maçã, tal não tem nada que ver com o facto de ser ou não superior a nível técnico ou outro.

    • comentador assiduo says:

      não concordo, as pessoas compram apple porque tem qualidade. Deixam de comprar samsung e outros androids porque veem que gastam dinheiro em algo sem suporte e descontinuado passado meses. Eu tenho um ordenado pouco acima do minimo e uso iphone pois é o unico que me da satisfacao de usar, tou me nas tintas para mostrar aos amigos ou por na mesa do cafe..isso e de gente futil que nada tem a ver com a Apple mas sim com os portugueses no geral.

  16. Stako says:

    Uma coisa é certa se a google se empenhar tanto como a apple no marketing a coisa seria diferente…parabens a apple…o meu deve estar a chegar mais um mês

  17. Hugo Soares says:

    O sucesso de uma marca tecnológica faz comichão a tanta gente? Não entendo.

    Parece que desejam que certas marcas/brands falhem para terem razão e para que possam apontar o dedo. Que mentes tão tristes e desocupadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.