Quantcast
PplWare Mobile

Será o princípio do fim dos smartwatches?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Alexandre Carvalho says:

    Conceito é bom, mas falta o resto, estes relógios, praticamente falhavam na função principal que era dar horas. estes relógios continuam a ter uma duração mt reduzida de bateria, e andar a carregar de dois em dois dias, já é chato para um smartphone, quanto mais para um relógio, temos mais em que pensar, é óbvio que faz mais coisas, mas até que ponto é tão importante estar ligados ao lado digital 24/24, e não perder nenhuma notificação.
    Quanto a ser usado para desporto serve perfeitamente e a duração da bateria não afecta, agora para uso diário, nunca me convencem e pelos vistos as pessoas também não.

  2. Marco B. says:

    Ate ao Android Auto/ CarPlay têm mais utilidade. Alguma vez pagar 400 euros por um relogia que desvaloriza ano depois

  3. Miguel Sousa says:

    Está-lhes a acontecer o mesmo que aconteceu aos tablets: as pessoas deixaram de seguir o hype do momento e descobriram que aquilo não serve para nada.

    Um smartwatch só funciona bem se não precisas de telemóvel para nada, a bateria aguentar mais de 48h mesmo a trabalhar num modo económico.
    Até isso acontecer, esqueçam.

    • Artemis says:

      E acontece. Tenho um independente do telemóvel, com cartão sim e a bateria dura quase 3 dias. Corpo em metal, qualidade de construção muito boa assim como imagem do ecrã. Mandei o vir de Taiwan e custou 17 euros. Um dos problemas dos smartwach ainda é o preço demasiado e a sua grande dependência do telemóvel.

    • Portimão says:

      LOL, não compares!
      O conceito de tablet é fantástico! É bem mais transportável que um computador e não tem o mesmo propósito.
      Num computador tu trabalhas com programas mais complexos, num tablet trabalhas com aplicações.

      Sim, um smartphone também tem aplicações, podes ir por aí… MAS, não há comparação entre editar uma foto no smartphone (ainda que seja um phablet) e num tablet de pelo menos 7.9” (iPad Mini, por exemplo).
      Não há comparação entre ver um vídeo num ecrã de um smartphone ou num ecrã de um tablet.

      Não há comparação entre a autonomia de um smartphone e a autonomia de um iPad (aí refiro concretamente o iPad porque os tablets da Apple têm uma autonomia excelente).

      Não há comparação entre jogar algo num smartphone e num tablet.

      Os tablets fazem o mesmo que os smartphones, mas com mais ergonomia. Além de que um utilizador comum, que gosta de umas edições leves de fotografia, ver uns vídeos/filmes no Youtube/Netflix, visitar umas páginas web, mais depressa fica satisfeita com um tablet, que é fino, bom tamanho q.b. do que com um computador, que tem à partida uma autonomia menor, um ecrã com menos qualidade (se estivermos a falar de portáteis de 500eur, o mesmo preço que um iPad Air 2 ou 400eur, o mesmo preço que um iPad Mini 4) e bem mais transportável.

      Não estou a dizer, obviamente, que o tablet substitui um pc… NUNCA na vida. Mas para o utilizador comum sim. Aquele que não quer programas, não quer jogos tipo SIMS, LOL, etc, apenas quer dar um uso compatível com um tablet.

      90% dos que me rodeiam apenas usam o portátil para baixar músicas e visitar sites.

      Os tablets têm, sim, o seu lugar. Apenas vendem menos porque duram imenso. Os iPads têm muitos anos de suporte.

      Os smartwatches não. O Apple Watch é caríssimo, o ecrã dele não presta para uso de apps, pois é pequeno, além de que é um produto eletrónico, não se pode comparar àqueles relógios caríssimos que apenas dão as horas, mas que passam de filhos para netos, para bisnetos e por aí. Ou seja, belas peças, relíquias que duram gerações. O Apple Watch e os outros smartwatches não se podem comparar a esses relógios, logo é um absurdo dar 400eur e 500eur por um aparelho que pouso mais serve do que para ter notificações no pulso.

      Isto dito por quem já teve um e se arrependeu ter dado tanto dinheiro por ele.

      Se é um produto bonito? É, bastante! Se é útil? Pelo preço não.

  4. Nelson says:

    O pebble não entra no ranking? Sinceramente ainda não encontrei melhor.

  5. José Seco says:

    São muito pequenos, o som de chamada no geral não é suficientemente alto como num qualquer telemóvel minimamente bom! As pessoas que abram os olhos! Vivemos tempos dominados pela ganância de grandes capitalistas que nos querem fazer querer da utilidade coisas inúteis! O tempo prova que assim é!

  6. Flavio says:

    Prefiro ter uma smartband, bateria aguenta muito mais e no caso de notificações, o simples vibrar chega

    • Zéi says:

      +1
      Tenho uma smart band da garmin e é do melhor. Bateria aguenta uma semana, tenho notificações, leio sms, email e tenho alertas. Mais que perfeito para quando tenho o telemóvel em silêncio

      • Marco Chapita says:

        Tive varios smartwatches e realmente o problema e o que dizem aqui a bateria nao aguenta mais de um dia,as watchfaces no modo de descanso sao todas feias para nao consumir bateria,agora tenho um garmin fenix 3 HR,e nao procuro mais nenhum,é optimo para o desporto e aguenta uma semana ,e nao watchfaces k passado uns minutos se desligam ou mudam para outra mais horrivel. acho que a samsung e os restantes deviam tirar apontamentos.

  7. 111111a says:

    inutilidades para 99% das pessoas.
    objecto de moda, e como toda a gente sabe, modas passam…

  8. Roberto says:

    Vocês vão se rir mas prontos….. Tenho um Makibes 1a geração que da horas ok, depois aguenta histórico de 7diss e carrega só ao fim de 4 dias, liga sensor cardíaco, pedonal, aviso de chamadas SMS e facebook por 30€ vindo da China e não chega……. A 2a versão é totalmente à prova ele água … Já sei não tem o símbolo da maçã podre e do outro S….

    • Marco Chapita says:

      a questao nesses relogios nao esta se nao sao baratos e tem imensas funcoes,a questao é mesmo ate que ponto te podes levar aserio um sensor cardiaco ou a leitura do mesmo,e o pedometro do mesmo.secalhar tas a teclar e ele esta a contar passos ou tas a comer e levantas o braço e ele conta um passo. eu sei que eles tem margem de lucro as marcas grandes,mas nao se pode acreditar que sao todos relogios de 30euros e a apple e a samsung vende os a 400euros e ganha 350euros de lucro

  9. Hugo Pereira says:

    Vejo aqui muita gente com pressa de julgar os outros. Sim pode ser da moda, sim pode não ser imprescindível, sim isso sim aquilo. Eu tenho um Huawei watch preto que comprei porque o acho ainda de tudo lindo. Custou o que custou, felizmente não notei a falta do dinheiro quando o comprei e não fiquei a dever nada a ninguém. Por isso acho ridículo esse tipo de julgamento vindo de pessoas que por vezes têm dificuldade em gerir o próprio orçamento. Uso-o todos os dias todo o dia, e apesar de viver sem ele, acho que tem a sua utilidade. E carregar de 2 em 2 dias… Bom carrego-o ao lado do tlm e perco prai uns 3 segundos da minha vida com a operação. Bom… Pode ser que desapareçam, mas para já estou a adorar!

  10. João RS says:

    O Apple Watch já tem mais de um ano, é normal as vendas baixarem, mesmo assim, é o relógio mais vendido, de longe, em unidades, e isto a custar o que custa, se os outros custassem como o Apple Watch, ninguém os comprava.

    Os Smartwatch podiam vender mais, se houvessem relógios decentes para Android, mas o Apple Watch é o único de jeito no mercado, e é só para Apple…

  11. EC says:

    Um pequeno resumo de coisas que tive nos últimos 10 anos, tornaram-se obsoletas e andam arrumadas num caixote qualquer:
    Smartwatches = been there done that
    Tablets = been there done that
    ebook readers = been there done that
    MiniPCs/Stick = been there done that
    Bluray/leitores multimedia = been there done that
    Maquinas fotograficas compactas = been there done that
    Transmissor/receptor A/V sem fios = been there done that
    Camcorders = been there done that
    PC Desktop = been there done that
    iPODs/MP3 Players = been there done that
    PDAs = been there done that
    Hi-Fi e aparelhagens = been there done that
    Videogravadores = been there done that

  12. Jorge Pinto says:

    Eu sempre disse que não iriam ter sucesso enquanto a bateria durar o que dura. Não era demagogia, nem sequer sou um visionário. É apenas e simplesmente uma realidade. Previ isso no dia em que foram anunciados.

  13. Kekes says:

    Eu sempre disse que os smartwatches nos moldes actuais são um fracasso, têm que evoluir muito para serem realmente úteis. Vejamos o que nos reserva o futuro.

  14. MiguelDias says:

    Xiaomi neste aspecto ganha a concorrencia toda, os numeros das MI Bands é sempre a crescer.

    Tenho a MI Band 1S, e aquilo aguenta para 40 dias, não me estou a ver a usar uma treta que tinha que colocar a carregar todos os dias!

  15. Fox says:

    Eu não tenho um smartwatch mas na minha opinião o carregar o relógio não é assim tão problemático tendo em conta que quando vou dormir por exemplo tiro o relógio e essa altura poderá ser boa para deixar o relógio a carregar. Em relação ao preço é como tudo existem baratos e existem caros cada um devia comprar aquilo que pode e não aquilo que se quer.

  16. pérolas says:

    De facto é mais um fail, tal como o 3D…

  17. Tony says:

    Acho que vai ter o seu lugar sempre e vai substituir em parte os relogios analogicos e digitais antigos. mas nao vejo uma revolucaoaqui, A nao ser que se decubra uma aplicaçao diferente e fundamental do que se faz com um telemovel. Por mim desde que tive telemovel nunca mais usei relogio, nao é gadget para mim.

  18. nulldev says:

    O conceito não me seduz.. andar ali com um equipamento que descarrega rapidamente a emitir radiação de forma contínua….ná….
    Prefiro os meus Poljot 3133 isso sim belas máquinas… ou se quisermos ir para os chineses um Seagull 1963….

  19. Gil Azevedo says:

    Eu sou fã incondicional da gama NOTE da SAMSUNG desde o NOTE 2.
    Tenho o Gear S2 que me dura 2 dias.
    Corro, monitorizo os exercicios e a minha saúde, vejo e repondo aos emails e aos sms “rapidos”, uso o UBER, uso como gps.
    Sem tirar o telefone do bolso.

    Se me perguntarem se estou satisfeito… NIM!

    Faz tudo o que pretendo e acho que poderia fazer muito mais.
    Estava à espera de muitas mais aplicações disponiveis para os 250.00€ que paguei pelo smartwatch.

    A store da Apple e da Google tem muitas mais opções.

    Gosto do conceito smartwatch e só o tiro à noite para o carregar.
    Apenas sinto ter um smartwatch “incompleto” por causa da loja SAMSUNG ser miserável na qualidade e quantidade de apps disponiveis.
    Dizem que têm 1000, mas no final, resume-se a 5 ou 6 com qualidade.

  20. Mf3rRo says:

    Tenho um Alcatel one… Ajuda-me no exercício, nas reuniões vibra no silencio quanto recebo chamadas e não e preciso tirar o smartphone do bolso para ver quem esta a chamar, dá para ver as mensagens, foi barato e adoro o design…
    É o perfeito para mim, mas… Eu se quiser um watch que dê para realizar chamadas, ver websites, facebook e mariquices como um telemóvel, temos de pagar um balúrdio quase perto de 500€, e é aqui onde existe a quebra dos watchs, com este preço compro um bom smarphone…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.