PplWare Mobile

Será que as pessoas precisam de smartphones dobráveis? O da Lenovo já funciona


Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

  1. Eu Mesmo says:

    A evolução natural será os Smartphones e os Smartwatches fundirem-se, claro que é necessário ainda resolver o problema das baterias que não dobram.

    A vantagem que vejo é que estes ecrãs deverão ser super resistentes.

    • carlitos says:

      Facilidade de transporte!!! O tamanho é reduzido para um écran maior DAAAAAA!!!!

      A Inês Coelho não consegue perceber isso porque usa bolsa para transporte ou então usa o bolso traseiro das calças como as adolescentes por moda, e quebra o vidro do écran tb por moda. 😉

  2. Cortano says:

    Se fosse a apple a lançar isto, a conversa no texto mudava completamente de certeza para um discurso de como é fantástico e todos querem.

    • Tiago Silva says:

      Embora concorde contigo quanto aos conteúdos do pplware, o facto é que se a apple lançaste isto mudava toda a industria e iriam todos atrás, como tem sido habitual…

      • Cortano says:

        Sim, mas é porque uma coisa acaba por estar relacionada com outra.
        A Apple ganhou e mantém a fama de ser a líder nas tendências porque a comunicação social alimenta essa fama.

      • Joao Magalhães says:

        Mesmo que não precisem ou que não sirva para nada, neste caso até acho interessante, eu não necessito poque não coloco o smartphone no bolso das calças, mas muitos utilizadores guardam o smartphone no bolso.

    • Fábio Lourenço says:

      dizes bem “se apple lança se isso” mas não lançou porque essa não tem objectivo nenhum, e a apple se lançar iphones com ecra dobravel vai ser com algum intuito,
      a ideia é boa e funcional mas sem objectivo nehum, mas para a evoluiçao da tecnologia é preciso esto, mas acho que é um produto pouco vendável

    • Sérgio J says:

      Tens de entender uma coisa, a Apple não se destaca por apresentar tecnologia nova. Destaca-se sim ppr mostrar como usar essa tecnologia de uma forma útil.
      Destaca-se também por acabar com determinados paradigmas/tecnologias que já não fazem sentido.

      Disquetes, mms, Jack 3.5 e muitos outros. Sim aqui o seu poder permite marcar tendências. Mas consegue o fazer porque também consegue fazer a primeira parte.

      Nao importa ser o primeiro, importa mostrar como se faz

      Claro que por vezes tão errados e procuram depois uma solução meio termo, como foi o explorador de ficheiros. Tentaram acabar com ele mostrando que não precisamos dele para nada. Mas na realidade há situações específicas que até dá jeito e aí tiveram de chegar a uma solução meio termo.

  3. hommer says:

    e mesmo um desses quer eu preciso para enrolar no pulso…

  4. D4rkw3b says:

    Quando a Samsung lançar o seu telefone dobrável vai ser tipo: será que precisamos desta tecnologia?
    Quando for os outros que são constantemente adeusados vai ser do tipo: A criar sempre novas tendências e um salto na inovação e design..

  5. João M. says:

    Neste momento, um smartphone maleavel apenas me aprece util como forma de protecção quanto a quebras. Muitos telemoveis quebram, principalmente o ecrã, por serem colocados no bolso das calças. Uma tecnologia maleavel pode dar maior resistencia a este tipo de movimentos.
    Agora, um telemovel para “enrolar” não me parece ser algo util e muito menos prático. Esta tecnologia parece-me uma mais valia para smartwatchs, por exemplo.

  6. antónio says:

    e quem não acompanhar o avanço tecnológico ou achar que está numa zona de conforto…tem os dias contados.

    • Filipe says:

      Não é bem assim. Existem muitos exemplos de avanços tecnológicos que não vingaram.
      As coisas têm de fazer sentido, acrescentar valor, ou simplificarem-nos a vida.
      A Nokia não acompanhou a mudança para os smartphones e deu-se mal é verdade, mas quantos leitores laserdisk tens em casa?

  7. antónio says:

    e quem não acompanhar o avanço tecnológico ou achar que está numa zona de conforto…tem os dias contados.

  8. Joao Magalhães says:

    Mesmo que não precisem ou que não sirva para nada, neste caso até acho interessante, eu não necessito poque não coloco o smartphone no bolso das calças, mas muitos utilizadores guardam o smartphone no bolso.

  9. Canelas says:

    Aqui está algo em que a apple foi pioneira . Iphone 6 plus, the first banded phone.
    It’s a joke. do not blame me, please

  10. João Cavaleiro says:

    Não se sabe ainda muito bem em que sub-área esta tecnologia vai vingar mas a sensação que tenho é que irá certamente vingar. Dependerá sempre da utilidade que lhe seja dada. Num Smartphone pode ser útil para quem trabalha numa secretária ou em trabalhos exteriores em que precise de ter o telemóvel numa posição específica ou em sítios de fraca acessibilidade em que dobrar o smartphone para o fixar e projectar luz com o LED, etc.

    Mas onde penso que irá mesmo ser útil é como uma banda, algo que substitua o relógio. Pautará certamente as próximas gerações de smartwatches.

  11. Hyroku Mahta says:

    Altamente, no meu tempo so enrolavamos uma ganzas…

  12. Diogo says:

    Ter um tablet com tela dobrável e que possa meter no bolso, parece-me bastante útil

  13. Ruy Acquaviva says:

    A única utilidade dos telemóveis dobráveis seria a possibilidade de ecrãs maiores para consumo de conteúdo, principalmente de vídeo.
    A tendência de aumento do tamanho dos ecrãs esbarrou em um limite ergonômico para uso com uma mão só e levou às últimas tendências de redução das bordas e alteração da proporção das telas. Mas as bordas não podem ser reduzidas a valores inferiores a zero e os ecrãs não podem aumentar apenas em altura a ponto de transformar o telemóvel em uma vara e mesmo assim uma parte dos usuários bem que se interessam por assistir conteúdo de vídeo em uma tela maior, ou realizar uma leitura de textos com mais conforto visual.
    A solução seria um ecrã duplo, como já foi experimentado em alguns modelos que no entanto não cairam no gosto dos usuários pois a linha divisória entre os ecrãs, por mais fina que seja, ainda fica visível. É nesse contexto que um ecrã dobrável pode funcionar. Dobrado ao meio o telemóvel pode apresentar as dimensões atuais, mas com a possibilidade de se abrir em uma única tela com o dobro da área visível em uma imagem contínua.
    Resta saber se os usuários com interesse em uma tela maior para consumo de conteúdo de mídia e com condições de arcar com o maior custo do telemóvel encontram-se em número suficiente para dar viabilidade econômica a esse produto.

  14. Jhonathan says:

    Ai que fixe, meu smartouchcelphoneandroapplemachinemagazine e dobravel, sou mais cool que vc!

  15. falcaobranco says:

    Já me começa a enervar a tecnologia…livra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.