PplWare Mobile

Pulseiras e relógios de desporto são mentirosos? Parece que sim…


Fonte: which

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Sergio J says:

    Corrijam por favor o artigo. Coloquem ou tudo em milhas, tudo em milhas ou os dois (o desejável). Se não é muito confuso

  2. Carlos says:

    Onde ver os resultados completos.. Só falam em algumas marcas e algumas quem nem usam GPS, o que não admira a imprecisão.

    • joao says:

      O Apple Watch e o mais preciso sem gps mas qq um com gps também o será. Huawei band pro 2 custa 40 euros e gps com distancia certa

    • joao says:

      Garmin sempre foi overrated. As pessoas que compram garmin pagam 4x mais por algo pior que um huawei ou xiaomi com gps

      • Pedro Almeida says:

        Tenho um Garmin fénix 5x plus, quando fores fazer uma maratona empresto to, se no fim o mapa não estiver exatamente por onde passaste e der mais de 250m de erro eu dou-to…

        • Luís says:

          Leiam as fontes…principalmente o artigo da bbc que salienta muito bem o facto do teste ser feito sem recurso a GPS numa passadeira é como dizerem que uma bicicleta não é a melhor escolha numa corrida de motas…
          Dizer que a Garmin é overrated é uma boa afirmação eu só queria era encontrar uma opção melhor (em relógios, no ciclo computadores já temos várias alternativas espetaculares)

  3. Antonio Nunes says:

    Acho que era mais importante saber a precisão na medição das pulsações (BPM) do que na distância.

  4. joao says:

    Apple watch 4 com gps e certinho ao cm. Ja fiz o percurso no google maps e bateu certo a distancia.

    • Fulano says:

      Tão certo como uma pedra saber nadar….

      • Rui says:

        Pois… mas as pedras sabem nadar então 🙂

      • joao says:

        Eu tenho um sei do que falo. Se quiseres compra um e ves por ti mas tira primeiro um curso porque não é algo para o teu nível e carteira atual

        • joao c says:

          a questao do erro tem muitos factores….se o sitio onde se fizer o treino tem muitas interferencias o erro aumenta. isso nao falam no estudo. e comparar aparelhos com gps vs sem gps é muito mau. um so conta os passos, outra para alem dos passos mostra o percurso, e nos que mostram o percurso ha bastantes diferencas de aparelho para aparelho, devido como falei das interferencias. o garmin nao é overrated é dos mais precisos do mercado..nao é este modelo, mas qualquer tracker profissional usa os garmin como referencia e quando testam um novo tem o garmin como modelo. xiaomi e afins nao me supreende o resultado…os valores sao como um video jogo..é mais para levar para a brincadeira do que levar a serio…so cai quem quer…

        • Fulano says:

          Essa conversa de não ser para a minha carteira ou de outro qualquer só demonstra o grande complexo de inferioridade que tens.

        • Miu says:

          O miúdo tão zangado. Aposto que até já chorou.

        • alguem por ai says:

          para o teu nivel tambem nao deve ser, tendo em conta a quantidade de virgulas que faltam na tua frase…

      • fak says:

        então o watch não conta pequenas mudanças de direção ou correções na direção?
        experimenta ir para uma estrada apertada, tipo, uma estrada que tenha tipo 3m de largura, corre o mais encostado à direita possivel e a meio encosta-te o mais possivel à esquerda… se o watch não gravar isso, tens aí uma valente bosta no pulso…

        algo de errado não está certo se o teu watch dá os mesmos valores, ao centimetro, que o google maps…

    • jacp says:

      Concordo totalmente.

  5. Vera Lucia says:

    Esses brinquedos são puro markting, não servem para nada a não ser para enriquecer os fabricantes e alimentar vaidades. Um individuo com um brinquedo destes sente-se um figurão, então se tiver umas sapatilhas puma e uma fatiota adidas, ó lá, lá. É um suprassumo.

  6. Jose Pedro says:

    Tenho um Amazfit Stratos e a marcação por GPS tem sido sempre certa. E grande parte das marcações são em montagem com bastantes desníveis.

  7. VL says:

    O Amazefit Stratos é bastante fiável.
    Uso-o em simultâneo com a app Runkeeper do smartphone e, após cerca de 7 km, a diferença entre os 2 sistemas situa-se habitualmente em cerca de 200/300 metros (com a maior precisão do Stratos), ao corrigir o percurso no site do Runkeeper na net…

  8. fc says:

    Que treta de estudo ou que treta de interpretação do estudo. Apresentar numa mesma tabela um relógio que usa GPS para calcular a distancia e custa 300€, o apple watch, e uma pulseira da garmin de 150 euros que não tem gps é no mínimo má fé. Todas as pulseiras que em vez de medirem por GPS a distancia usam algoritmos para prever a mesma variam no resultado com base na pessoa que os usa e têm muito mais como objectivo contar o número de passos que uma pessoa dá do que serem usados para medir uma maratona. A garmin e “todas” as outras marcas têm relógios com GPS por 100 e poucos euros que dão distancias numa maratona com uma precisão semelhante ao de qualquer apple watch.

  9. fc says:

    Como é que o apple watch 3 gps tem um erro de 13% se é GPS!?!?!
    no estudo está também isto que basicamente é o que disse no comentário anterior.

    Fortunately Garmin has produced several very good models – the Vivoactive 3, for example, was 100 per cent accurate at tracking distance while running in our tests.

    Garmin told us that it recommends choosing a tracking device from its dedicated runner Forerunner range, which has in-built GPS, rather than the Vivosmart 4, which doesn’t, and which is aimed at those wanting to track a range of activities. If running is your main form of exercise, a Forerunner could come in handy – check out our Garmin fitness watch reviews to see how the Forerunners perform.

  10. fakir says:

    Os TOM TOM nem vê-los. Será por causa da eficiência?

  11. Carlos says:

    Muito estranho este estudo, neste momento tenho usado um amazfit bip, que nem posso exigir muito devido ao seu baixo preço, mas até agora nunca me deu erros dessa dimensão. Ainda hoje fiz um treino de 13 km e bateu tudo certo. Em outros treinos mais longos igual, tudo certinho.
    Agora se for treinar com uma mi band 3 sem o smartphone ligado, é óbvio que vai dar um grande erro por não ter GPS e contar apenas passo….

  12. Joao Magalhaes says:

    Então mas o estudo é só sobre distância? E o resto ? Sendo só distância é um estudo sem importância nenhuma, visto que em breve só se vai vender relógios com GPS

    • Mateus Pinto says:

      Este é mais um estudo para encher a internet de lixo. Alguém compra uma pulseira sem gps e espera que seja fidedigna a distância calculada? Estupidez.

      Quem quer uma coisa a sério compra um relógio de desporto com GPS e medição de pulsação. E não precisa de gastar muito, por 100-200€ há muitas opções boas

    • fak says:

      @Joao Magalhaes

      o estudo vale o que vale, assim como os relogios valem o que valem…
      seja distancia, seja pulsação, seja o que for, tens de ter o aparelho no sito com mais dimensão de modo a oferecer robustez e tem de ser um sitio que se mova o menos possivel… ou seja, o peito…
      o pulso não serve para efeitos de precisão a menos que esteja parado… amarras o pulso ao corpo para correr?

      como disse, o estudo vale o que vale, os relogios valem o que valem, não há ponto aqui em dizer que isto ou aquilo não vale nada ou não tem importância, tudo tem a sua importância por mais pequena ou grande que seja.

  13. Bruce says:

    No meu tempo corria sem pulseiras, fones, smartphones etc e sabia sempre sempre os km que fazia!
    Corro em ecopistas e passadiços e nunca precisem destas coisas supérfluas que só atrapalham.
    Parece-me que hoje em dia é importante correr para depois colocarmos no facebook ou insta os km que fizemos, para dizermos ao mundo “estás a ver? corro bastante…”
    Corram por prazer e deixem-se de merdas.

    • Johnny says:

      Eu odeio correr e vou comprar uma porcaria dessas por obrigação. O meu coração está nas últimas e sou obrigado a fazer exercício físico e monitorizar o ritmo cardíaco e evolução da distância que consigo caminhar.

    • Carlos says:

      Compreendo a tua posição e concordo em alguns pontos. No meu caso investi na compra de um relógio apenas como ferramenta de treino e apoio em provas. Continuo a correr por prazer e o Facebook fica em casa.

  14. ... says:

    Nem me vou alongar muito , enquanto atleta a nível internacional de 800 metros por Portugal, apenas venho dizer aqui que 90% ou mais das pessoas que “correm” a sério usam Garmin / TomTom ou Polar, claro que não são os modelos “fracos” que apresentam aí, grande parte tem fênix , o 630 , o 235 ou o 230, tenho amigos que vão correr com as ditas pulseiras e fazem 30 ou 29 minutos aos 10.000 a ritmo de 140 bpms o que revela que maior parte não são fidedignas! Isto para dizer que ninguém que “corre” um pouco a sério usa qualquer dos modelos aí apresentados !

    • Carlos says:

      Se estás num patamar profissional ou próximo disso, não podes querer que um Amador com orçamentos limitados possa investir numa máquina dessas, nem deve fazer muito sentido tal investimento. Para vocês que correm a sério sem aspas, necessitam de máquinas com um grau de precisão elevado, para nós que “corremos” com aspas, adquirir um relógio com alguns erros insignificantes não me parece que seja um problema. Boas corridas.

      • ... says:

        O que queria também dizer era mais ou menos isso , mas que encontramos o garmin 230 a cerca de 180€ em algumas lojas ( poucas mas ainda se vai vendo ) e fica mais ou menos perto do preço dos apresentados, apenas para não se enganarem a andarem a gastar dinheiro em coisas que dão mal :/

  15. Nuno says:

    Posso falar por mim que já tive um Polar e tenho um Garmin Fenix 3HR e um Apple Watch e já corri com os 2 ao mesmo tempo para ver diferenças e… com o GPS ligado a diferença é 0.
    Obviamente, quando se acredita num algoritmo que mede a distancia pelo impacto da passada, e tendo em conta que as fisionomias interferem com a distancia da mesma, o resultado só podia ser este.
    O Apple Watch para medir melhor e “afinar” o algoritmo “pede” para se fazer umas corridas de 20′ com o gps ligado e dessa maneira poder “medir” a passada. Claro que vão continuar a existir diferenças, mas serão muito menores e digo isto por experiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.