iPhone 7 Plus explode! Apple já está a investigar


Destaques PPLWARE

60 Respostas

  1. Daniel says:

    Isso é uma feature, cá nos headquarters da Apple a gente chama isso de ISIS Mode, não a ser confundido com o Al-Qaeda mode normalmente utilizado com aviões.

  2. Fábio says:

    Noa vi nenhuma explosao

    • 123logi says:

      Nos note 7 também nunca se viu nenhuma explosão mas no entanto falam sempre em explosões

      • RuiZ says:

        Mas arderam.

        Este não ardeu, o fumo que se vê, é da capa de silicone a derreter.

        • Helder says:

          Nao, o fumo que ves e da bateria, experimenta picar a bateria do teu ate rebentar e vais ver o fumo igual a sair ( Ja furei bastantes baterias de varios dispositivos ), o cheiro e insuportavel e malicioso para nos. Nem sei como e que esse maluco esta a filmar tao perto do telefone.
          A ultima vez que rebentei uma bateria na minha secretaria tive que abrir as janelas todas de casa durante mais de uma hora e ainda sentia o cheiro.

        • joao magalhaes says:

          Looool, só 1 comentário? Deves ter mais 20 desculpas na manga ehehehehe.

          • Sujeito says:

            Sempre a mandar foguetes nas notícias da Apple, joao magalhaes.

          • Joao Magalhães says:

            Ehehehe, em todas as noticias amigo Sujeito, mas tenho um gosto particular nas da Apple, pois não suporto falta de humildade da maioria dos utilizadores da Apple, em que tudo não presta se não for Apple. Não sou um anti-Apple pois eles têm bons produtos mas os outros também têm. Mas assim é que tem graça, já viste se todos gostassem de azul?

        • Goncalo says:

          Entao foi a capa de silicone que explodiu, nao foi o telefone.
          Malditos chineses, a fazerem capas de silicone explosivas!!!

          Ridiculo o que fanboys como tu arranjam para desculparem o indesculpavel.
          Todos os equipamentos eletronicos estao sujeitos a defeitos de fabrico e a qualidade anda muito equiparavel entre marcas, ja os precos sao uma afronta nalguns equipamentos, paga-se muitas vezes por uma qualidade que nao existe, e aqui esta uma das provas disso, mas sim, isto foi um caso isolado (ate agora), mas e o bendgate? Mas, claro, cada um gasta o dinheiro como quer, cada um tem os seus gostos. Eu pessoalmente prefiro comprar algo robusto, algo fiavel, que me ofereca liberdade de utilizacao, e claramente as opcoes disponiveis que vao de encontro a essas caracteristicas sao muitas, mas todas elas recaem sobre equipamentos Android e W10M, como e obvio. iPhone serve apenas para estatuto, para mostrar, e claro, para quem nao tem necessidade de liberdade e dificuldade de se adaptar a solucoes mais completas.

  3. Alvega says:

    “iPhone 7 Plus explode”, Apple…Nahhhhh, deve ser uma intentona do Estado Islâmico, ou do grande Lider, made in North Korea, mas pensando bem …o Srº Trump deve estar por detrás disto.
    Que de investigue, e abra um inquérito, nao como os Portugueses, pois esses, nunca tem resultados.

  4. cacun says:

    Calma companheiros…
    Não sei se observaram mas a apple já está a investigar…
    Os outros explodem e não investigam…

  5. João says:

    E ela gravou com…

  6. qwertyuiopus says:

    Será que o vendedor desse iPhone era um taliban infiltrado?

  7. Delta says:

    Um não é problema nenhum (logo que esse “um” não sejamos nós), logo que não haja mais casos…

  8. int64 says:

    Bahhh! Já o meu Note 7 fazia isso antes do iPhone

  9. khidreal says:

    cada comentário mais estupido aqui… parecem crianças de 5 anos… enfim…

    isto não é nada de novo, hoje em dia os produtos mal são testados antes de serem colocados à disposição do consumidor final, quando comparado com à 10 anos atrás, onde haviam medicamentos por exemplo que tinham sido testados durante 50 anos… hoje em dia um gajo vai à farmácia encontra lá tanta coisa em tanta variedade que parece que nem testam os medicamentos… com a tecnologia é o mesmo…

    • Belmiro says:

      A culpa é do fabricate e da empresa que encomenda: um quer preços muito baixos e muita quantidade, o outro para fazer isso tem que saltar passos (testes à qualidade dos materiais).

      Daí que o problema é a ganância. Acontece em todas as marcas, principalmente en modelos muito finos com baterias de alta capacidade.

    • Goncalo says:

      Devido ao excessivo consumismo, queremos sempre novo e o mais rapido possivel, e isso reflete-se na industria, onde tudo tem de ser criado e posto ca fora o mais rapido possivel.

  10. Francisco Santos says:

    Posso ser ‘velho do Restelo’ mas cargas rápidas com correntes superiores a 1 ampere para mim não. Tenho um Hub USB antigo alimentado a 500mA e as baterias nunca aquecem e duram duram duram duram 🙂

  11. Nope says:

    A Apple vendeu 78,3 milhões de iPhones só no trimestre passado. O 7 e 7 Plus devem ter sido 60% – dá 47 milhões.
    Em 1 a bateria rebentou, dá 0,000002%
    Grande coisa. O Note 7 que tinha vendido 2,5 milhões já ia em mais de 100 baterias, em poucos dias.

    Para quem não sabe, as baterias de lítio rebentam, sim- embora a probabilidade seja muito pequena (exceto no Note 7).. E por isso não podem ser transportadas como cargas nos aviões.
    Agora falta saber o habitual quanto ao carregador e aos cabos.
    Só se fala dos carregadores, ninguém fala dos cabos, mas os cabos descarnados são perigosos – podem provocar um incêndio.

  12. Jorge says:

    O iphone foi ver as 50 sombras de Grey e não aguentou!

  13. 111111a says:

    é uma feature

  14. Jose Seco says:

    Razão têm eles lá na Índia de vender smartphones a 3 euros. Por outro aqui tambèm se vê, mais uma vez, que hoje em dia a ganância de vender é tanta que nem fazem ensaios prévios aos telefones, ás viatura, etc. Depois de venderem é que detectam problemas nas viaturas, nos smartphones, etc. A qualidade cada vez mais á vista!

    • Sujeito says:

      Sim, claro, a ganância é um traço de “hoje em dia”. Porque dantes era paz e amor ao consumidor.

      Sempre foi assim Jose Seco. Mas os erros são mais propícios hoje em dia pela quantidade exorbitante de produção de produtos iguais. Os moldes dão proporcionalmente mais erros. Depende depois do controlo de qualidade de cada empresa. Neste caso é demasiado cedo para se concluir o que quer que seja.

    • Nope says:

      “Razão têm eles lá na Índia de vender smartphones a 3 euros” 😉
      Não venderam – prometeram vender, enquanto iam arrecadando o dinheiro … até serem presos por fraude.

  15. B@rão Vermelho says:

    O IPhone 7 estourou todos os recordes anteriores.
    Cá para mim não se venderam assim tantos como dizem, com a explosão de uns aniquilou os outros.
    Eu se visse o meu telefone a deitar fumo não me aproximava tanto, mas isso sou eu.
    É o IPhone estava na casa de banho porquê?
    Uma coisa que tenho alguma dificuldade em entender aquelas pessoas que levam o telefone para a casa de banho mesmo quando estão a tomar banho.

  16. Antunes says:

    Tudo normal, é uma Ifeature detectou temperaturas baixas começou aquecer para melhorar o ambiente!

  17. PF says:

    “Em declarações ao site Mashable, Brianna Olivas revelou que o equipamento se incendiou sem razão aparente, e que o namorado o deitou de imediato para dentro de água.”
    Apenas uma questão, como é que depois do suposto iPhone ter sido atirado para agua ainda continuou a deitar fumo, é um pouco estranho, não?

  18. Rodrigo says:

    Na fotografia vê-se que aquele pisa pisa papeis a que muitos chamam de iphone tinha uma capa de silicone ou borracha. Já se pensou também investigar o material usado na construção dessas capas chinesas? Podem de alguma maneira estar a fazer algum tipo de reação com as pequenas quantidades de radiação que as baterias geram.

  19. Vitor Correia says:

    Então é assim, eu explico: O telemóvel antes do suposto acidente já tinha caso á água. Os iPhones quando caem água água ficam com uma marca indicando que foram sujeitos a isso e perdem a garantia, a Apple não cobre esses acidentes… Temos pena. Solução: ligar o iPhone a uma fonte de alimentação de alta amperagem para transformar a bateria numa torradeira, e ter de “mandar o telemóvel” para dentro de água. Agora o iPhone têm a marca de que esteve dentro de água, mas está coberto pela garantia porque o acidente, aparentemente foi outro. Apesar de não ser fã da Apple á situações tão óbvias que não posso deixar de comentar.

    • Nope says:

      O iPhone 7 se cair à água não lhe acontece nada. Mas é sempre possível fazer isso que dizes para ganhar presença na net – e de facto, o vídeo tornou-se viral.

      Mas já tinham estado na véspera no operador a queixar-se de problemas e que o iPhone não ligava. Rebenta uma bateria de lítio em milhões. Calhou a vez deste.

    • APereira says:

      A parte mais engracada do que tu estás a dizer é que o iPhone 7Plus é a prova de agua…

      Por exemplo, o meu já esteve submerso continuou a funcionar sem qualquer problema.

      Entretanto foi substituido em garantia devido a um problema de captacao de rede.

      Problemas colocados pela Apple?None.

  20. Carlos says:

    Há pessoas que fartam-se rápido dos telemóveis e criam situações dessas para recuperar o dinheiro ou trocar. Sei de um colega de um amigo que já faz isso à algum tempo. É recorrente.

  21. Sujeito says:

    Há imensa gente a fazer isso. Trocam por um modelo mais recente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.