Quantcast
PplWare Mobile

O que dura mais? Um disco rígido ou uma drive SSD?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Blox says:

    Tenho ssd que ao fim de 1 ano morreram e hdd que funcionam sem parar há mais de 1 década sem erros. É tudo uma questão de sorte. Hdd que não recomendo são os WD green que avariam a uma velocidade impressionante. Já vi centenas desses falharem em relativo pouco tempo.

    • miguel says:

      Ninguem te manda comprar SSD de treta.
      A anos que só trabalho com SSD e não sei o que é uma avaria.

      • Spoky says:

        Gosto destas dicas e expressões, lá por não ter avariar a ti, não significa que não avarie os outros.

        Simplesmente é uma questão de marcas, fiabilidade e de sorte!

        • miguel says:

          Sorte?
          Comprem discos bons e deixem lá a sorte que nada tem a ver com isto.
          Os que sei queixam compram discos de 25€ é normal que passado uns meses chorem…

        • Ana Santos says:

          Claro, e o mesmo pode ser aplicado a ti, lá por teres erros não quer dizer que os outros os tenham.
          Eu uso SDD há uns anos e nunca tive problemas. Mas também nunca tive problemas com HD. Mas eu não compro discos de qualidade duvidosa…. faz diferença.

    • rodrigo says:

      a nao ser que esse HDD seja industrial/empresarial nao ira durar mt mais. ‘E certo e sabido que qualquer parte mecânica tem um certo tempo util de vida.

    • TUGA says:

      Tenho SSDs com 5 anos e continuam a bombar todos os dias… Dizem que o barato sai caro, deve ter sido o teu caso.

      • Aguinaldo says:

        Você é 99,9999998% de quem usa os SSD só usam uma pequena parte… Se puxarem por eles como se faz aos HDD, com 10% de escrita diária, os SSD gastam o espaço de reserva e começam a morrer muito rapidamente. Nos HDD o maior problema é o braço e a agulha, vão acabar por ficar danificados ao cabo de 1500000 ou mais utilização.

      • Sabichão says:

        Mete isso a minerar chia e depois vemos se dura 5 anos.

        • FAR says:

          Acha que um HDD duraria mais ao fazer o mesmo?

          Dito isto, minerar chia não é um cenário muito pouco comum. Obviamente é sempre possível encontrar um cenário em que o dispostivo A é melhor do que B, seja ele qual for, tipo “o meu HDD funcionou 3 horas dentro de água, quanto é que aguentaria um SSD, hein, hein?”, mas é uma discussão que não leva a lado nenhum.

    • paulo says:

      tambem tive um de 2t que foi se sopa rapido e nao puxei muito nele!

  2. Gabriel R says:

    Na década de 90 e começo dos anos 2000 eu tive muitos problemas com HHDs. Hoje uso mais SSDs, mas tenho dois HDs com 11 anos funcionando quase diariamente. Acho que é uma questão de sorte, porém, os HDs hoje em dia duram muito mais do que antes.

  3. Daniel says:

    Principalmente em computadores portáteis, os HDD são quase sempre o primeiro componente a dar problemas. Muito por causa dos maus maus tratos dos utilizadores, é verdade, mas os SSDs nesse caso são mesmo essenciais. Tenho um HDD de 640Gb (Samsung) no meu desktop, com 10 anos, e ainda funciona bem, mas começo a ficar com receio de ter dados importantes lá.

  4. NaM says:

    Sendo os dois de boa qualidade, e bem tratados, o HDD vai, em teoria, durar mais, apesar de estar mais propício a falhas mecânicas, o que não é um problema no SSD. Lá está, depois fica pelo critério da velocidade.

  5. JJ says:

    O meu portátil TOSHIBA Satellite L650 (que só tem 11 anos!) se não fosse o SSD que lhe coloquei, era quase impossivel de usar devido à lentidão. Mantive o HDD de 320gb e acescentei um SSD de 128gb, que vou controlando para não vou usar a totalidade do espaço, dizem que se danifica mais rápido.

  6. Pedro says:

    Eu não arrico nada em discos, sejam eles de que tipo forem continuo a fazer copias de segurança com regularidade. Nem na cloud eu confio, DEVO SER O UNICO AINDA A COMPRAR DVDS.

    • Sabichão says:

      DVDs é um risco muito grande. Usa tape.

    • Rodrigo says:

      sim pq DVDs nem se riscam nem nada.
      Mais vale escrever todos os dados de 0s e 1s em pedra.

    • AJMS says:

      DVDs? para cópia de segurança, isso só para coisas muito básicas, mas já ninguém usa isso pois as copias de segurança de informação que está sempre a mudar necessita de algo melhor como uma NAS em raid e para os mais medrosos ainda metem uma app na NAS para sincronizar com uma Cloud de terceiros.

    • Samuel MG says:

      Eu uso também DVDs para fazer copias de segurança!!

    • Ze says:

      AJMS, RAID não é back up. RAID só serve para aumentar a fiabilidade de um determinado sistema individual. Apenas uma NAS com RAID e sincronização a um serviço cloud, não é uma maneira infalivel de guardar informação, pois é vulneravel a ciber ataques e mau manuseamento pelos utilizadores. Um DVD homologado para arquivo, uma NAS e um serviço de cloud complementam-se mas nenhum subsitui o outro, em baixo explico melhor.

      Sabichão, tape não é garantidamente superior a um DVD homologado para arquivo, há muitos fatores, mas para uso pessoal o DVD em 99% das vezes é melhor.

      Pedro não és o unico a usar DVDs, mas tem atenção que nem todos os DVDs são iguais, os regraváveis são muito propícios a perderem dados com o tempo, o chamado bit rot (podridão dos bits). Isto é devido aos compostos organicos usados que permitem a regravação.
      Já os DVDs que só permitem gravar uma vez são mais fiaveis. No entanto é sempre recomendado usar um DVD homologado para arquivo.
      Recentemente um familiar meu perdeu vários DVDs de videos (o video é mais resiliente que outros tipos de ficheiros). Os DVDs tinham pouco mais de 15 anos (2004-07).
      Os DVDs comerciais (filmes) são fabricados com processos diferentes e são muito mais duradouros.

      A regra dos backups é muito simples, 3 cópias:
      1-O original de preferencia em hot storage (HDD, SDD, tape, etc que sejam usados no dia a dia, se um falhar damos logo pelo problema) por ex PC ou NAS.
      2-Back Up normal, DVDs, CDs, blu rays, tapes, hdds, sdds, etc…
      3-Back Up numa localização geografia distante, por causa dos desastres (roubo, incendios, terramotos, etc). O mais simples é usar um serviço de cloud.

      Os pontos 1 e 3 são vulneraveis a um ciber ataque como por exemplo fishing. 1 e 2 a desastres. Só uma combinação dos 3 garante uma boa segurança da informação.

      Outras coisas a ter em consideração, não guardar ficheiros em formatos “exóticos”, desde do tipo de ficheiro (usar por ex XML,CSV,PDF em vez de um ficheiro binario proprietario de um programa pouco usado), o sistema de ficheiros (fat, zfs, etc), ao próprio hardware (usb, firewire, disquetes, etc)

      Para os pontos 2 e 3, a compressão lossy de imagens e video, está muito avançada e recomendo usar pois permite poupar espaço de armazenamento, pelo que se pode investir em dvds homologados ou hdds profissionais, que custam mais por GB. Por exemplo quando fico com o armazenamento do telemovel cheio faço backup das fotos para o PC e depois comprimo as fotos no telemovel, não se nota a diferença e têm uma fração do tamanho.
      Já a compressão lossless torna muito mais dificil a recuperação de arquivos em caso de bit rot.

      Para o ponto 3, existem serviços cloud com o custo por gb muito reduzido mas que limitam o acesso com um atraso de algumas horas, por ex o amazon glaciar.

      Outra coisa a ter a atenção é que os serviços de cloud não são eternos, por exemplo, alguns requerem o pagamento de uma mensalidade. Esta não será a melhor opção para guardar recordações da familia para as gerações futuras. Um DVD homologado para arquivo é o mais indicado.

      Um DVD tem ~4.5GB de capacidade, uma hora de video 720p com a qualidade do youtube 500MB, uma foto comprimida ~100KB, um ficheiro de texto WORD/PDF ~1MB, portanto um DVD de arquivo leva 9 horas de video, 45 mil fotos ou 4500 ficheiros de texto. Acho que os DVDs não estam completamente ultrapassados…

      • FreakOnALeash says:

        Está aqui um curso! Eu que sou leigo tenho numa HDD externa pré imposto extra do PS, e numa pen que anda comigo e acho que outros tantos ficheiros importantes andam no tlm. Mas havia de passar essas coisas para uma cloud. Não percebo nada disso mas parece que posso marcar ficheiro no android para irem para o drive. Não estou a trollar, tenho sido mesmo desmazelado nisso!

  7. Luis Henrique Silva says:

    Eu já nem digo nada, hdd’s da WD já tive azar e foi quem durou menos tempo, ST continua a usar bastante para guardar ficheiros pessoais, embora tenho medo que comece a berrar…..um dia destes só uma pequena quedazinha de nada o disco foi pro outro lado…..ainda tive tempo de salvar o que lá tinha, mas depois deu o peido mestre…..
    ssd’s penso, que temos de ter cuidado com o que compramos, e a tecnologia usada…..se não arriscamos a ter uma bela bosta…..

  8. Aj says:

    tenho um ssd samsung evo desde 2014 e continua a bombar perfeitamente

  9. mc says:

    Há uma diferença grande entre os dois no que tica á recuperação de dados uma vez que um SSD para escrever um byte tem que apagar a célula toda antes. Logo bocados de ficheiros que lá estavam, foram-se. O problema dos HDD chama-se calor. Passando dos 60 numa caixa USB ou portátil de cama por ex, vai á vida em pouco tempo. Os SSD quando avariam como é um chip, é de uma vez, enquanto que o HDD normalmente vai dando sinais de que vai falhar brevemente. Tenho discos que avariaram e no entanto o SMART não detetou erros. Um deles avariou só por ter tocado os chips da placa com a mão a trabalhar. Tenho um NAS em raid com 4 discos normais de 2 TB todos diferentes a trabalhar há 10 anos. SSDs uso Toshiba e Samsung. Resumindo, é uma lotaria.

  10. jorge says:

    O SSD do meu mac é de 2012 e nunca tive problemas com ele, e a apple nao mete nos aparelhos dela marcas de 1ª, costuma meter material muito fraquinho, ja tive um mac book e o disco rigido apenas durou uns 4 a 5 anos, pifou, a marca era hitachi, nao sei se era de qualidade, apenas sei que quase nunca vi discos dessa marca.

  11. IKAROS says:

    Usamos SSDs na minha empresa, todos Samsung, e a maioria tem 11/12 anos e são usados todos os dias em ambientes de desenvolvimento e bases de dados.
    Nunca tivemos nada tão fiável nesta empresa!

  12. José Manuel says:

    Tenho 1x KINGSTON SV300S37A120G 120 GB e com o CristalDiskInfo, obtive esta info:

    Total host reads > 7634 GB
    Total host writes > 7976 GB
    Power on hours > 10451 horas

    Heakth Status > Good (98%)

    Ainda deve durar mais alguns anos.
    Fiquem bem

  13. António says:

    Tenho storages com HDs a funcionar há 10 Anos e 80% dos discos ainda são de origem.
    Custaram cerca de 1500€ cada um

  14. ON7 says:

    A discussao sobre discos rigidos é como muitas outras… cada um tem a sua opinião mtas vezes baseada na sua experiencia e no que le por ai… dai o ideial e sempre calcular que todos podem falhar e criar a melhor redundancia e salvaguarda possivel adaptada ao valor/importancia da informação la guardada… Para mim Discos SAS para aplicacoes em RAID 1+0 ou 5 e Storage em SATA em RAID 1+0 (sempre em discos enterprise e nao por nao se avariam mas pq mtos tem suporte a sua troca) e com backup em LTO… pois na minha humilde opiniao mais importante que os discos avariarem e se chorar o dinheiro deles é ter a certeza que nunca se perde os dados que lá estao contidos…

  15. LA says:

    Eu sou da opinião, HDD’s para backups e ficheiros e SDD’s para o SO e aplicações.

  16. Tiago says:

    Fazem uma pergunta no título: “O que dura mais? Um SSD ou um HDD?”

    E respondem com fiabilidade dos dados (probabilidade de erro vs. tempo – “AFR”), onde os SSD ganham.

    Segundo o relatório esta é a resposta à vossa pergunta do artigo, passo a citar:

    • The average age of the SSD drives is 12.7 months, and the average age of the HDD drives is 49.6 months.
    • The oldest SSD drives are about 30 months old and the youngest HDD drives are 24 months old.
    • The oldest HDD drives are nearly 96 months old—eight years old.

  17. Pedro F. says:

    “esses SSDs são usados apenas para inicializar os servidores de armazenamento, manter ficheiros de logs e outros dados de diagnóstico”…
    Isto explica muita coisa…
    O meu punto com 600Km também é mais fiável que o meu X5 com mais de 1 milhão deles…

  18. Miguel says:

    “esses SSDs são usados apenas para inicializar os servidores de armazenamento, manter ficheiros de logs e outros dados de diagnóstico.” -> se os ssd’s tem imensamente menos uso… seria quase absurdo falahar mais….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.