Quantcast
PplWare Mobile

Cuidado, os leitores dos cartões multibanco podem ser enganados

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. rjSampaio says:

    Titulo sensacionalista…
    E que tal mencionaram o porque de o autor ter criado o aparelho???

      • ricardo says:

        basicamente clonar cartões com emuladores existe desde 1992 pelo menos…
        O que aconteceu é que este senhor descobriu o algoritmo para criar os numeros da banda magnetica, e alterouos para que a maquina (não multimbanco) pense que o cartão não tenha chip e pin (que só agora os EUA comesaram a usar) e ele não gosta

    • Mota says:

      Eu concordo em certa parte ctng.

      Isto sempre ouve, é como pedir para ter cuidado pq há virus e malware à solta. Em termos práticos do dia a dia ninguem vai propria abrir os terminais de loja para ver se tem la isto ou não.. mas é sempre bom saber mais

  2. censo says:

    Mas isto só funciona se o comerciante não pedir o cartão.

  3. Hugo C says:

    esta realidade não se aplica na vertente nacional, Portugal tem a rede multibanco mais avançada do mundo com sistemas de segurança físicos e lógicos sempre em evolução constante, por esse motivo não temos ouvido falar nos últimos tempos de fraudes a nível de clonagem de cartões apenas temos ouvido falar de fraudes a nível de phishing que basicamente são os utilizadores que fornecem os dados do cartão e esses dados são utilizados para efetuar compras online onde só é necessário o código CVV para autorizar a transação

  4. YaBa says:

    Falta esclarecer aí uns pormenores muito importantes.

    O algoritmo é apenas para os cartões AMEX.
    O algoritmo não foi publicado.
    Em Portugal o bit que indica o tipo de segurança é ignorado, ou seja, não podemos ir lá alterar a informação e dizer ao cartão para não pedir o PIN, não funciona.
    O projecto é um simples emulador como tantos outros, mas vindo do Samy tem mais visibilidade/credibilidade, além dos extras que ele mencionou e não publicou.
    Basicamente podem pegar num leitor de cartões, ler as 3 pistas e colocar essa informação no ATTiny para depois emular junto de um leitor.
    Não adiciona nenhum risco que não existisse já. Aliás, nem é preciso emulador, em 5 minutos arranja-se um leitor/gravador de banda magnética no Ebay, grava-se a informação desejada num cartão já expirado e experimentam numa loja, divirtam-se. Não levanta tantas suspeitas como andar com um emulador no bolso 🙂 🙂
    Para forçar a leitura da banda magnética, queima-se o chip.
    Tendo em conta que usam os vossos próprios dados não há nenhuma ilegalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.