PplWare Mobile

ZX Spectrum: Regresso ao passado em Cantanhede


Just another gamer ...

Destaques PPLWARE

  1. censo says:

    Timex Computer 2068, era essa a minha máquina !

  2. Daniel says:

    Fui orgulhoso detentor de um… Durante anos, fez as minhas delícias lúdicas… Tive centenas de jogos e passei momentos de excelente diversão… Para mim, é isso que falta nos jogos actuais : diversão… Naquela altura, os grafismos eram foleiros, mas a diversão era fantástica… Como dizia a música “Oh tempo, volta para trás”

  3. Sxac says:

    O meu ainda está no sótão. 🙂
    Acho que o tenho desde 1986/87.

  4. RM says:

    Tive um ZX Spectrum 48K quando era adolescente e foram realmente uns bons tempos.
    Os gráficos eram simples, mas o importante era jogar.

  5. ElectroescadaS says:

    A 1ª vez que joguei foi num ZX Spectrum 48K, quando pude comprar um comprei o Timex TC-2048 (ainda o tenho só não sei se ainda funciona)…

  6. Ricardo Santo António says:

    Eu ainda tenho o meu Spectrum +2a,o ultimo modelo com cassetes de audio.

  7. José Matias says:

    Ainda tenho o meu ZX SPECTRUM 48K com teclado de plástico, comperi em em 15/05/1985, ainda está na caixa original completa assim como o leitor de cassetes, marca CROWN modelo TR-1!!! Adquirido no Centro Comercial do Terminal, na loja “TRIUDUS” no Rossio (Lisboa). Adquiri depois a caneta de leitura ótica assim como o interface do joystick, tenho o joystick “QUICKSHOT II” o POWER PACK e ainda tenho o “comutador” que fazia a ligação entre a antena da TV e a ligação ao computador!
    O célebre programa de TV o ” ZIG-ZAG”, foi o que catapultou para a ribalta este computador através de jogos como por exemplo o jogo de ténis. Recordam-se do jornal 7 com o seu complemento MICROSETE”? Pois é pessoal ainda tenho alguns números com as paginas amarelecidas pelo tempo, desde setembro de 1987, nomeadamente o suplemento nº 55.
    ETERNA SAUDADE…

    • César Oliveira says:

      Curioso José, eu comprei o meu na TRIUDOS em Braga.
      Eu também comprava revistas com jogos onde eu tinha que copiar os códigos BASIC e também os códigos hexadecimais para criar os jogos.
      Depois eu fazia alterações na programação e criava versões diferentes do mesmo jogo.
      Era incrível.
      Cheguei também a criar 2 aplicações para empresa em Basic.
      Além de jogar muito também gostava muito de programar. E isso continua até hoje.
      O ZX SPECTRUM influenciou muito na minha vida.

    • André Leão says:

      José, existe forma de digitalizar esses números para juntarmos as os que já recuperámos em Planeta Sinclair?

  8. zp says:

    eu ainda tenho o meu timex 2048

  9. Maria Ana says:

    Embora já não tenha o meu ZX Spectrum 48k original, foi em 1984 que o adquiri numa loja de informática no antigo Centro Comercial A.C.Santos em Lisboa (Av. Pascoal de Melo). Tive este e mais nenhum e com isto tudo, loucas horas de jogatina ao sabor de Manic Miner, Jet Set Willy, Chuckie Egg, Back to Skool, Skool Daze, Trap Door, Commando, Green Beret, etc etc… Cheguei até a desenvolver pequenos joguinhos de aventura, programados em BASIC. Se o tivesse agora, possivelmente ainda podia além de jogar, fazer som com ele. Miss those golden times <3

  10. BlackFerdyPT says:

    (Por favor, não adulterem as minhas memórias de infância…)

    A Timex não ficava na Costa de Caparica.

    Há várias Caparicas, na Margem Sul – “Costa de”, “Monte de”, “Charneca de” (entre outras) – e a Timex ficava na actual freguesia de “Charneca de Caparica e Sobreda”.

    Se falarem apenas em Caparica, suponho que se possa aceitar tal designação genérica e abrangente. Mas, o mais correcto será falar em Charneca de Caparica, Almada: http://www.fralsen.com/en/TimexGroup-in-the-world

  11. Ruy Acquaviva says:

    O podcast Retrocomputaria, especializado em micros clássicos de 8 e 16 bits fez recentemente um episodio sobre a Península Ibérica, abordando o cenário da microcomputação nos anos 70, 80 e 90 em Portugal e Espanha.
    https ://www.retrocomputaria.com.br/2019/04/03/episodio-96-peninsula-iberica-parte-a/
    https ://www.retrocomputaria.com.br/2019/04/10/episodio-96-peninsula-iberica-parte-b/

  12. Jorge Carvalho says:

    POKE 47196,201

    Abc

  13. Ricardo Sebastião says:

    E alguém se lembra das 2 páginas ao Domingo na revista do Correio da Manhã sobre jogos do Spectrum (e mais tarde Amiga e PC) e moradas de pessoal para trocar jogos?

    • Paulo Tomás says:

      Ainda tenho esses recortes!!

      • BlackFerdyPT says:

        Também eu ainda tenho essas folhas, rasgadas de tal revista.

        Curiosamente, guardava-as por causa dos “Pokes e Dicas” que lá vinham – mas (à custa da imensa falta de informação na altura) nunca cheguei a conseguir introduzir quaisquer “pokes”, por estar a fazer algo de errado (apesar de ter instruções de como supostamente fazê-lo).

        E, os únicos “pokes” dos quais consegui usufruir, acabaram por ser os que vinham incluídos como opção, que aparecia a meio do carregamento dos jogos, que tinham sido acrescentados por uma loja, que vendia jogos num conhecido centro comercial de Almada.

    • André Leão says:

      Se forem ao Planeta Sinclair têm lá isso e muito mais. Separador “revistas” 😉

  14. Luiz Costa says:

    Eu comecei a minha vida computacional em um dos clones dessa familia da ZX Spectrum, no Brasil, por conta do mercado fechado, foi preciso criatividade e por isso nasceram os clones do ZX80 chamado Tk80 e evoluíram em outras versões como Tk85 e Tk90.. assim como os MSX’s que evoluiram para clones como o Hotbit.

  15. Luis Correia says:

    Este artigo fez-me regressar a 1982 quando comprei o meu ZX Spectrum, numa loja de Campo de Ourique, único local do país onde era, então, vendido. Muitas noites em claro a escrever código de programas que se vendiam em livros e tinham que ser carregados “à unha”. Aquele som maravilhoso do software a ser carregado para no final dar erro e voltar tudo ao principio. Ainda tenho o meu ZX Spectrum religiosamente guardado na caixa original mesmo sem saber se ainda funciona. Jogos como Manic Miner, Scuba dive, Jet Set Willy, Chuckie Egg e tantos outros desfilaram pela minha mente neste momento. Obrigado por me terem proporcionado este momento.

    • César Oliveira says:

      Olá Luis, eu passei por isso também.
      Cheguei a programar alterações aos jogos, fazendo versões diferentes do mesmo jogo.
      Desenvolvi também 2 aplicações em Basic para empresa.
      O ZX SPECTRUM influenciou muito a minha vida.
      E após tantos anos continuo a adorar programação e a programar.

  16. N'uno says:

    Saudades! Muitas horas passei a jogar os maravilhosos jogos que cabiam naquele load “”! Foi definitivamente um rastilho para a minha entrada neste mundo. Pouco depois evoluí para o BBC modelo B da Acorn, algo raro por cá, mas com esse juntei não só a micro-informática com a micro-electrónica. Aquilo tinha 32KB, mas conseguia fazer milagres!…

  17. Antonio Nunes says:

    Também tive um igual ao da 1ª foto. Era impressionante o que se conseguia fazer com 48KB de memória!

  18. ZédoPovo says:

    Foi assim que começou a minha vida de programador.
    Hoje sou programador e o responsável por isso foi o BASIC do ZX Spectrum.

    • César Oliveira says:

      Olá ZedoPovo, a minha também.
      O Zx Spectrum 48k e depois o 128k influenciou muito a minha vida.
      Eu adaptava jogos, fazia multiplas versões do mesmo jogo.
      Eu cheguei a fazer 2 aplicações para empresa em Basic.

      Também foram muitas horas de jogos

      Foi fantástico.

  19. Migue Capelo says:

    Raparei há poucas semanas o meu velhinho 48K de 1983: condensadores novos, regulador de tensão comutado, membrana do teclado e alguns chips de RAM trocados. Está como novo e vai durar mais 36 anos 😉
    Tudo começou por querer mostrar à miudagem mais nova como eram os computadores e os jogos da minha juventude nos 80’s. E que gozo me deu voltar a ver as barras coloridas enquanto carregam os programas, o desenhar linha a linha do ecrã e até a espera de vários minutos até estar tudo carregado (e sem R Tape loading error). A minha filha de 5 anos adora jogar Chuckie Egg (pai babado…).

  20. MataRatos says:

    Epá isso até fervia com o Reinaldo!
    E viva o Paradise Café.
    Votos CCM

  21. César Oliveira says:

    Eu adorava o meu ZX Spectrum 48k. Achava aquilo um sonho tornado realidade.
    Depois tive um 128k
    Comecei a programar ai com a linguagem Basic.
    Cheguei a desenvolver duas aplicações para empresa.
    Além disso, grandes jogos, grandes noitadas a jogar.

    Que maravilha

    • André Leão says:

      César, ainda tem estas aplicações? Estamos a recuperar todos estes programas e a disponibilizar pela comunidade no blogue Planeta Sinclair. 😉

      • César Oliveira says:

        Olá André, boa noite,

        Não, infelizmente não tenho nada. Tudo se perdeu com o tempo.

        O meu ZX SPECTRUN 48K e o 128k estragaram-se.
        Então perdeu-se tudo.

        • André Leão says:

          Obrigado César, é pena. Temos estado a recuperar os programas das antigas cassetes. Se alguma vez os encontrar, teremos todo o gosto em fazer isso.

          • César Oliveira says:

            Já troqueei de casa 6 vezes
            Eles estavam na minha 1º casa.
            E a casa já nem existe.
            Enfim é pena mesmo ter perdido tudo isso.

  22. Élio Miranda says:

    Tenho ainda dois computadores ZX Spectrum 48K e um modelo anterior, o ZX 31, montado por mim, que ainda funcionam mas que não utilizo, claro.
    Como enveredei pela prática do Radioamadorismo classe C depois B e depois A, utilizava o Spectrum , adaptando-o a contactos e DX, onda curta, em telegrafia CW. Fiz centenas de contactos, utilizando um programa melhorado por mim , cedido por um colega radioamador de UK . Entre os contactos em MORSE incluem-se os efetuados com a Plataforma MIR e Satélites RS 21 e 32 que gravitavam no espaço!!! Além dos contactos em telegrafia também utilizava o Spectrum para o Slow Scâner. Televisão de varrimento lento. Por este motivo guardo estes três computadores, já desativados, com muito carinho.

  23. ElectroescadaS says:

    Acho que há um grupo no Facebook dedicado aos ZX e afins. Só não me recordo é do nome…

    • André Leão says:

      ZX Spectrum Directo da Arrecadação

      • ElectroescadaS says:

        Isso…

        O pessoal de lá posta muita cena fixe no Facebook. Só é pena e embora respeite as decisões do grupo, deveriam usar mais plataformas que não fosse só o FB mas como referi respeito as vossas decisões sobre onde e quando devem colocar os vossos assuntos nas vossas redes sociais preferidas…

        • André Leão says:

          Que tenha conhecimento, aquilo começou apenas como um grupo de amigos, que entretanto expandiu-se de forma que ninguém esperava (o ressurgimento do retro é um facto). Entretanto muita gente entrou no grupo, e fomo-nos todos conhecendo nos ainda poucos eventos que existe.

          O blogue Planeta Sinclair surgiu também dai, ao vermos o interesse que existe ainda pelo Spectrum. E aos poucos temos vindo a recuperar muita, muita coisa, desde jogos portugueses desconhecidos, até a tudo aquilo que saia na imprensa na altura (A Capital, DN, CM, JN, etc). E até final do ano vamos colocar semanalmente 3 programas (MIA – Missing in Action), uma boa parte deles portugueses (Timex, Astor, homebrew, etc). 😉

  24. André Leão says:

    Amigos, se tiverem jogos vossos que queiram ver preservados e disponibilizados pela comunidade, teremos todo o gosto em vos ajudar nisso. Temos conseguido recuperar programas “caseiros” e “homebrew” que se pensava perdidos para sempre. Desde que tenham a cassete e nos emprestem, recuperamos o programa e devolvemos tal e qual como nos fizeram chegar. Ainda hoje procuramos alguns programas nacionais muito importantes, como é o caso da parte 3 e 4 de Talismã.

    Podem ver aquilo que que temos vindo a recuperar em
    https ://planetasinclair.blogspot.com/

    (separador “programas preservados” e “revistas”)

    Obrigado.

  25. João Diogo Ramos says:

    Fica o desafio para aproveitarem um passeio para visitar Cantanhede (distrito Coimbra) e ver in loco a coleção.
    Abraço.
    JDR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.