PplWare Mobile

Mozilla quer que o Firefox acabe com o maior aborrecimento da Internet


Fonte: Mozilla

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. SANDOKAN 1513 says:

    Que venha Janeiro do próximo ano.Até chegar a versão 72 do Mozilla Firefox ainda deve demorar mais uns 2 meses e tal.Temos que esperar mais um pouco. 🙂

  2. dajosova@gmail.com says:

    Bem mais aborrecido e intrusivo é a aceitação das políticas de cookies. Nalguns sites, incluindo tugas, só desativando individualmente cada uma de dezenas empresas é que se evita que os sites mandem os n/ dados para terceiros. Ridículo!

    • Pingu says:

      Alguns sites… 99,99% queres tu dizer. E tugas, inclusive este mesmo onde estamos. Há algum tempo atrás o Vítor M dizia que não era verdade, que não havia tracking de utilizadores neste site. Depois teve de engolir o sapo, porque o Sapo mor (o portal) foi obrigado na sua plataforma, em conformidade com a nova legislação, a anunciar todas as empresas que estão penduradas a fazer tracking, e são às carradas.

    • luis borges says:

      add on – “I don’t care about cookies”
      e claro, por seguranca, “Privacy Badger”

      • Miguel Mendes says:

        Continuo a levar com alguns mesmo com o I don’t care about cookies instalado. É isso e com vídeos a auto-reproduzirem-se mesmo com uma extensão que supostamente impede isso instalada. E como bloquear as notificações no Chrome? Há sites que obrigam a desativar o Adblock Plus para lhes podermos aceder e outros que têm problemas com ele ativado mas não o dizem e a pessoa tem de o descobrir, o que é ridículo.

    • Pedro says:

      A culpa neste caso é da legislação. Todos esses popups deviam ter uma opção bem visível em primeira instância e com um click desautorizar todos os cookies que não os estritamente necessários ao acesso ao site. Esses cookies estritamente necessários deveriam estar definidos na legislação europeia.

    • Web Designer says:

      Faço sites… ás centenas deles: todos estão protegidos com firewalls que para prevenir ataques, registam ip e actividade no site… preciso de colocar o aviso da politica de privacidade. Todos os sites têm formulários… um utilizador que o preencha está a enviar os seus dados para ser contactado… logo sou novamente obrigado ao aviso da política de privacidade. Se quero saber quantas visitas e outras estatísticas tenho de colocar o aviso de privacidade…. não tenho hipotese. Isso não é problema… o problema é quando dizem QUE VÃO usar os dados para marketing e vender e etc…. mas isso não ficam com os vosso dados só por visitarem a página… não os vossos são recolhidos UNICAMENTE quando fazem um registo (utilizador/password) onde inserem o vosso telefone email ou morada ou em formulários de contacto e os sites SÃO OBRIGADOS a mostrarem explicitamente quando fazem estes registos ou formularios…. o cartão da NOS funciona assim (para receberem publicidade), o cartao da Worten, Fnac, Springfield etc… esses sim são os “grandes” que vos podem bombardear com publicidade. Por isso só quando INSEREM os dados é que alguém fica com eles… só por visitarem não ficam com nada que sirva para vos contactarem a chatear directamente como telemarketings spam e etc.

  3. Vitorpt says:

    E o mesmo para o chrome no android, que seca.

  4. Fulano says:

    E eu a pensar que tinham descoberto como acabar de vez com TODA a publicidade que se vê em TODAS as páginas…

    • Sergio says:

      E qual é o problema da publicidade ? Quem não aceita a publicidade de um site , não deveria de poder ver o seu conteúdo também . O serviço proposta seria de bloquear a visualização de todos os sites com publicidade para quem o solicita-se .

  5. Gianluigi Buffon says:

    Mozilla quer que o Firefox acabe com o maior aborrecimento da Internet entao tem de acabar com o Firefox

    • blablabla says:

      Quem soltou a criança…

    • VaGNaroK says:

      Ok, agora pode espernear no chão e gritar feito um maricas pedindo seu todinho.

    • Filipe says:

      O firefox continua com bugs e problemas que tem desde a versão 2. Vídeos com stuttering em sites com players em html5 num pc que não é nenhuma “tostadeira”, crashes aleatórios em sites onde muitos anúncios ou elementos eram bloqueados… Posso dar como exemplo, o site do jn que quanto eu usava o firefox como browser do dia-a-dia, sempre que acedia a essa página, o browser todo ele dava freeze por completo até se lembrar de acordar.

      Twitch? Abria 2 streams e o browser dava freeze quando havia 3 ou 4 mensagens com emotes em gif no chat. Uma coisa é ser “gratuíto” (ganham dinheiro com os dados de quem o usa, tal como todos os outros browsers), outra coisa é ser mau por desleixo ou falta de conhecimento de quem está a trabalhar com o seu código.

      Por algum motivo, os forks dele funcionam radicalmente melhor que o original. Diferença entre noite e dia.

  6. Carlos R says:

    + uBlock Origin + NoScript

  7. Ninguem says:

    nossa que grande feito… Há pouco mais de 1 mês conheci e utilizo yandex. 1 Milhão de vzs melhor que google e firefox juntos…

  8. anon says:

    e eu a pensar que o maior aborrecimento da internet eram as publicidades que abrem quando se carrega no X de fechar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.