PplWare Mobile

Google quer acabar com abusos que estão a ser feitos na Navegação Anónima do Chrome


Fonte: Google

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. arc says:

    Esta noticia vinda pelas mãos da Google é para Inglês ver?

    A ser VERDADE esta implementação, podemos ficar COMPLETAMENTE DESCANSADOS, que temos o “problema do Anonimato e da Privacidade TOTALMENTE RESOLVIDO, dentro em breve…

    Realmente, eu nem sei se comece a rir ou a chorar, com tanta Google fake news!!!!

  2. Ze says:

    A sério? Vão começar por desativar todos os tracking scripts da Google em modo privado? Hahaha, “privado” e “Google” na mesma frase é digno de clube de comédia!

  3. Nuno Palma says:

    Façam uma revisão do artigo. Erros ortográficos e palavras em falta.

  4. xpto says:

    A digníssima chefe da matilha, zangada com os abusos perpetuados pelas raposas (add-ons) das outras matilhas, vem declarar que: pelo superior interesse e na salvaguarda do galinheiro, só ela terá acesso ao mesmo.
    Determina e manda publicar.
    Mais nada !

  5. Joao Ptt says:

    De repente pensei que iam anunciar a integração da rede ONION (“TOR”) no modo privado, ou passar a incluir uma lista de operadores de VPN diferentes e de grupos empresariais e países diferentes incluindo alguns com modos gratuitos.

    Mas não, é só deixar de permitir aquilo que nunca deveria ter sido permitido em primeiro lugar.

    Sejamos sinceros, é ridículo que ainda hoje em dia os web sites recorram a javascript para tentar proteger os seus web sites. Com a tecnologia de autenticação já existente há anos, eles já poderiam ter resolvido o problema de raiz!
    Bastava obrigar cada um a se registar. Claro que nem todos estão para andar a dar a todos os web sites o e-mail, número de telefone, nome completo, morada, fotografia, data de nascimento, número de contribuinte, áreas de interesses, fotocopia do cartão de cidadão/ passaporte (para a mesma pessoa não poder fazer várias contas facilmente), quanto ganha a pessoa anualmente, quantos animais tem, cartão de crédito (para pagar para ver cada notícia), e tudo o mais que os web sites de notícias queiram saber.

  6. Muloe says:

    O que é um “roblema”? Mania de não reverem os textos antes de publicarem. Custa assim tanto? em 5 segundos notam-se logo os erros.

  7. Ruben says:

    Duvido que tenha pernas para andar e concluir este processo. Tracking, é a fonte de negócio da empresa. Seria possível recolher dados e não os “vender” a terceiros? Se sim, o que fará a Google com esta recolha? Além de os analisar exaustivamente, seja voz, ou outros tipo de informação é o que permite sobreviver neste mundo para a empresa em causa. Duvido que melhor na óptica do cliente.

  8. Diarreia says:

    Joguem roblox crianças – Valentsss

  9. Zeferino says:

    Esta notícia está escrita em português, português da Guiné, aramaico?!

  10. Renato says:

    Queria saber se usando o modo anônimo, o fdp que me distribui a internet ainda assim ver meus acessos de páginas, alguém sabe?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.