Quantcast
PplWare Mobile

Como instalar o Firefox 3.6 no Ubuntu

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pplware


    • Michael says:

      Não consigo instalar de nenhuma maneira
      ao teclar o primeiro comando e carregar enter aparece:
      “[sudo] password for sergio” e deixo de pder introduzir qualquer tipo de comando… como se deixasse de ter teclado! Alguem que me ajude, estou a 5 minutos de atirar o Pc pla janela.
      n8kite@yahoo.com

      • Michael, antes de mais, o sítio ideal para colocares dúvidas e resolveres problemas é no Fórum.

        O que te está a acontecer nesse momento é que tens de introduzir a password (e não vês nada a aparecer na consola, porque estás a introduzir a password). Quando acabares de introduzir a password, carregas em enter e, se estiver correcta, vês o processo a avançar.

  1. TiagoKito says:

    Tenho usado a “copia”… Mas agora tambem prefiro o chrome, e estou satisfeito..

  2. Glauco says:

    Aqui ficou todo em inglês, além de não suportar 2 extensões que uso bastante: Hidimenubar e firefox-notify

    • Ainda não está disponível o pack Português para o Firefox 3.6 e essas extensões provavelmente deverão estar a ser actualizadas para suportarem a nova versão.

      Como referi no artigo, não é adequada para computadores de produção, pois ainda é muito recente.

      É para quem quiser experimentar e, num futuro muito próximo, estar já a utilizá-la de uma forma estável.

    • Red_Acid says:

      Vai ao about:config, cria um novo campo boolean com “extensions.checkCompatibility.3.6” e faz set a “false”. Reinicia o Firefox, e assim só te avisa que as versões não são compatíveis (quando estás nas Extensões), mas deixa-te usar na mesma à vontade.

      Foi o que eu fiz, e ficou tudo a funcionar, incluindo essas duas extensões que eu também uso.

      Fonte: http://kb.mozillazine.org/Extensions.checkCompatibility

      • carlos says:

        Criei esta entrada, mas não resolveu o problema – todos os addons não compatíveis continuam “disabled”.

        mais alguém tem + sugestões?

        • Red_Acid says:

          Estranho… Devia de dar. Ainda à coisa de 3 horas foi o que eu fiz para isto ficar a funcionar. Tens a certeza que colocaste o nome todo correctamente? E criaste em boolean, valor a “false”?

          • carlos says:

            prob resolvido, tinha dado o nome “extensions.checkCompatibility.3.6.pre” que é o nome completo da versão mas basta “extensions.checkCompatibility.3.6”

  3. zx says:

    Meus caros parabens pela passagem de informação sempre tão util a qem vos acompanha diariamente. Como se trata de um programa tao recente ainda mais valor tem a vossa dica.

    QUeria aqui tambem aproveitar para perguntar se tem como actualizar um linux que foi instalado numa pen ? (este vosso artigo serviria tambem) pois instalei o ubuntu e sempre que mando ele actualizar , ele faz o download dos ficheiros mais recentes mas depois quando reenicio tudo , la esta de novo os mesmos ficheiros prontos a se fazer de novo o download e assim por ai vai num Loop infinito.

    Finalizando , divulguem cada vez mais o Linux , faz todo o sentido do mundo…

    Saudacoes

  4. Red_Acid says:

    Uma recomendação:

    Vejo em bastantes sites dedicados a Ubuntu, que sempre que sai uma nova versão dos produtos da Mozilla, colocam sempre a PPA Ubuntu-Mozilla-Daily como PPA a usar para obter a última versão. Alguns nem se preocupam em dizer que é uma release diária, felizmente que aqui no pplware o Bruno Bernardino fez questão de o referir.

    Contudo, queria referir o Ubuntuzilla. O projecto até muito recentemente consistia num script python (inclusivamente, estava incluído nos repositórios do Ubuntu) que usado com os parâmetros correctos, verificava qual a versão do produto (Firefox, Thunderbird ou Seamonkey) que estava instalada, qual a mais recente, e caso essa não fosse a mais recente, tratava de instalá-la. Era um processo “estranho” (na medida em que fazia o download do tar.gz, descompactava…), mas totalmente funcional.

    Ora, recentemente o Ubuntuzilla disponibilizou uma PPA que simplesmente faz o que qualquer PPA faz: detecta uma nova versão de um produto, e pede ao sistema para actualizar. Sem dúvida alguma, ainda mais fácil de fazer a instalação.

    O novo Firefox saiu ontem, hoje já aqui estou a colocar este post a usá-lo. Por isso, aconselho a todos a começarem a usar a PPA do Ubuntuzilla se querem ver a vossa vida facilitada, e sem nada de releases diárias.

    Ubuntuzilla: http://ubuntuzilla.sourceforge.net/

  5. kekes says:

    Ubuntuzilla rulla 😉 por acaso vinha dizer isso aqui para o people sacar.
    Já esta a instalar no meu Ubuntu 😛

  6. Pedro Pinto says:

    Para quem quiser ver o numero de downloads em tempo real pode verificar no seguinte link: http://www.mozilla.com/en-US/firefox/stats/

  7. Márcio Santos says:

    Bom artigo Bruno

    Só o ppa que indicas serve para 64bits, conforme aqui é descrito >> http://sourceforge.net/apps/mediawiki/ubuntuzilla/index.php?title=Main_Page#64bit_users .

    O repositório do Ubuntuzilla não tem versão de 64bits.

  8. Boas…existe forma de por o ubuntu em português?
    Fiz isto mas ficou-me em inglês

    cumps

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.