PplWare Mobile

Preço é um dos fatores que leva a não comprar o novo iPhone X


Daniel Jesus

Curioso desde cedo por tecnologia, procuro aprender e partilhar um pouco mais a cada dia que passa.

Destaques PPLWARE

118 Respostas

  1. Hefesto,o Grande says:

    Convenhamos,mesmo hoje em dia e até para quem ganha bem dar mais de 1000 e tal euros por um smartphone é dose !! Há PC’s Desktop do sector médio a esse preço(com boas “specs” e bem equipado).No entanto cada um sabe o que fazer com o dinheiro que tem(ou não tem…). 🙂

  2. Luis Parallax says:

    E ainda assim Hefesto, muita gente o tem, e mesmo ganhando uns misereros ordenados minimos ( vejo pelo CC onde eu trabalho ), mas ainda assim não julgo porque até podem ser prenda do papa,ou qq outra razao.

    Mas ainda assim acho caro para dar por um smartphone, há que pagar pela qualidade ou o que quiserem chamar obvio, mas assim não. lol

    Eu nunca comprava Iphone, nao pelo marca ou porque sou contra , mas é porque o meu ecosistema em casa é outro.

    Ha quem prefira ecosistemas apple, há quem use para fashionzisse, há quem use pela funcionabilidade, ha quem prefira passar fome para ter um. lol a mente humana é bem complicada ahaha

    • Helder says:

      Outra vez essa história de quem tem iPhones é quem ganha o ordenado mínimo…

      Não é isso que vejo…

      • Joel Reis says:

        Isso é só porque tu não convives com pobretanas (lol!). Tal como o Luis, também é o que eu vejo e sei que foi pago por eles, com o seu ordenado minimo, não só iPhones, mas outros topos de gama, sobretudo o edge (pelo facto de se destacar facilmente dos restantes); o que se vê também é o outro extremo, que ganha o suficientemente para comprar meia dúzia deles num mês e ainda sobrar muito.

        • Helder says:

          Eu sei que há casos desses, que saltam mais à vista, mas são a excepção e não a regra.

          Assim como o fulano de cima, se trabalha num CC é normal que veja muitos créditos.

          Se o “Manuel” que vai comprar um iPhone a pronto, porque é que vai a um centro comercial? Vai ao site da Apple que a entrega é gratuita e não se tem de preocupar com nada, tem sempre as cores todas e as capacidades, etc. então no Natal que há falta de Stock, é que é…

          • Joao Magalhaes says:

            Histórias, a meo por 100€ “oferece” um Iphone e podes mudar todos os anos, nos dias de hoje qualquer pessoa tem um topo de gama, basta fazer um contracto.

          • Pedro Meira says:

            100€/mês e pagas 200€ de entrada, contrato de 24 meses e cada vez que trocares por um iPhone novo a cada 12 meses, pagas outra vez 200€ e fidelizas-te mais 24 meses. contrato vitalicio para teres “o topo de gama”.

          • Helder says:

            É, e quanto pagas por mês, então?

          • iDespairing says:

            Vejo muita malta a trabalhar em burger kings e Donald’s com iPhones e iwatch. Mas podem ter família rica e cada um faz com o dinheiro o que quer.

          • Joao Magalhaes says:

            Mas sempre foi assim Pedro, eu trabalhei na optimus e fazia contratos empresariais e a táctica era simples, a primeira coisa a fazer era colocar o topo de gama em cima da mesa ( na altura os Qtek, Nokia N95, etc. ) a primeira pergunta dos gulosos era “que telefone é esse ” a minha resposta era ” com um contracto de 1000 minutos leva dois destes e mais uns 3310 para os seu empregado e poupa por mês na factura 100€ ” e todos os anos estava lá para oferecer novos telemóveis e o cliente sempre fidelizado a 24 meses. Nem interessa o que pagas por mês pois tens o topo de gama. A maioria paga 60/70€ por mês quando na realidade 5€ chegava mas como não têm dinheiro para o Iphone ou Note fazem esses contractos e no fim dos 2 anos pagaram o dobro ou o triplo do preço do telefone. O Helder faz parte dessa maioria.

          • Helder says:

            @Joao Magalhães, cala-te por favor, paguei o meu iPhone a pronto, e você não tem nada a ver com isso.

          • LR says:

            @Hélder, em que ficamos?!? O João Magalhães não tem nada a ver com a forma como compraste o teu iPhone, tens toda a razão. Mas, então, tu também não tens nada a ver com o que os outros compram ou deixam de comprar, certo? É que o teor dos teus comentários demonstra o inverso.

        • Paulo says:

          Eu ganho 7500 limpos por mes e comprei um iphone x porque ios é o melhor SO mobile. Se a Samsung usasse um SO a serio nao me importaria de usar

          • Sílvio Pinto says:

            Boa! parabéns

          • Sílvio Pinto says:

            Boa! parabéns

          • Não Interessa says:

            Parabéns, ganhas bem, ainda bem para ti.
            E tb acho que a Samsung não é a melhor, demasiado bloatware na minha opinião.
            Já experimentaste os Pixel por exemplo, com android nativo?

          • rg says:

            Investigue-se

          • Joao Magalhaes says:

            Nada como dar 1000€ para ir ao facebook, não precisas do melhor SO para isso, quanto ao melhor isso depende do ponto de vista, para mim o melhor é o que me deixa fazer o que eu quiser no meu telemóvel, a minha esposa viu uma actualização “do melhor SO” a tornar o seu Iphone 6S um calhau, apesar de super lento a bateria não vale um pincel ( mas o dono do melhor SO sempre disse que era muito boa ) para não falar nas vezes que tem que pedir autorização à Apple para usar o SEU telemóvel. No Android eu faço o que quero e não me venhas com histórias de segurança pois isso vem de mim, do utilizador e não do SO.

          • Woot! says:

            Lol a maioria da malta que diz que ganha X ou Y não ganha nem metade.

            Quem ganha bem não vêm para um forum comentar que ganha isto ou aquilo, normalmente quem comenta são os pobres 😉

    • rodrigo says:

      diz-me qual o ecosistem que usas em casa pf!

  3. Helder says:

    Ah! Afinal o problema é o preço, e a segunda maior causa é que os iPhones que as pessoas já têm, funcionam perfeitamente e cumprem com o dia a dia das pessoas…

    É que quem ler/ouvir os “soldadinhos de chumbo”, parece que é outra coisa…

    Mesmo assim, foi o modelo mais vendido, e a Apple conseguiu 51% das receitas dos smartphones no período de lançamento desse modelo (e saiu já tarde).

    • CJ says:

      Olá
      Onde posso comprar umas iPalas iguais às tuas?

    • Joel Reis says:

      Só dizes asneiras… o primeiro motivo foi o facto de ainda terem um funcionante, o segundo é que foi o preço. Aquilo que a maioria tem vindo a afirmar é isso mesmo (preço), como se pode ver pelos comentários nos artigos do assunto aqui no pplware, qual é a tua confusão?!

    • Joao Magalhaes says:

      Sem dúvida que os “especiais” continuam a comprar essa banhada, basta ver o 6S, ao fim de 2 anos e é um calhau, começas o dia com 100% de bateria e ao fim de 5 minutos de facebook já só tens 5%, podes trocar a bateria ( finalmente a Apple admitiu a porcaria de bateria que têm ) mas mesmo assim passa para cá 30€ para trocar e vamos ver como fica. A Apple agradece aos “especiais” que contribuem para uma boa qualidade de vida dos seu funcionários.

      • Helder says:

        Inveja é tramada…

        • Joao Magalhaes says:

          Loooooooool, cá em casa a minha esposa tem tudo da Apple, eu como não gosto de dar dinheiro a ladrões fico-me com um Z2 com 3 anos que custou 500€ (pp). Não tenho inveja rapaz pois se quisesse também tinha e mesmo que não tivesse dinheiro para pagar a pp fazia um contracto como tu, mas como eu só uso o telemóvel para ouvir musica, GPS quando viajo de mota e redes sociais não vejo necessidade de gastar 1000€ só para dizer que tenho, tenho um bom portátil para edição de fotos e jogar e no trabalho tenho um pc com acesso a tudo. Para que não fiques com dúvidas sou emigrante rapaz, não ganho 500€ por mês, que rapaz tão triste e tão sem vida.

          • Joao says:

            offtopic Por curiosidade, como fazes para utilizar o GPS(smartphone, entenda-se) na mota? Ando à procura de soluções mas nenhuma me satisfaz.

        • Jony says:

          Triste criança. Levaste muita pancada e agora és assim

    • says:

      A apple conseguiu, n o Helder… O Helder apenas contribuiu com o seu dinheirinho para ps bolsos dos accionistas. Parabens à Apple, nem tanto aos seus clientes…

    • Toni da Adega says:

      É o que ouço diariamente, o pessoal queixa-se que é demasiado dinheiro para se dar por um smartphone, não por que não possam (felizmente aqui ganha-se bem) mas , mas porque é difícil justificar o preço, por muito menos fica-se bem servido.

      Ainda este fim de semana fui á carphone warehouse que ando á procura de smartphone novo que o meu morreu afogado.

      iPhone X £1000

      Nokia 8 £400
      Huawei Mate 10 Pro £500
      LG V30 £600

      Acho que a escolha não é difícil, pelo mesmo preço compro 2 smartphone de gama alta ou 1 smartphone de gama alta e sobra dinheiro para um portátil ou tablet ou ate mesmo para ir um fim de semana de férias.

      £400/£500 de diferença e é isso que eu ouço os meus colegas a falar, é demasiado dinheiro por um smartphone.

    • Não Interessa says:

      https://www.youtube.com/watch?v=NVAmnV65_zw

      Aqui vê-se bem o que a tua amada Apple é.

      • Hugo Santos says:

        Sim, realmente tens razão. Ao que parece os surface e afins são bem mais fáceis de reparar. E os telemóveis e tablets então nem se fala…

  4. Alex says:

    Aquela “interferência” no ecrã é uma coisa aberrante. Se fosse apenas o iPhone até nem me importavam infelizmente parece estar a virar moda.

  5. Hugo Gomes says:

    O ser humano nunca ta feliz com nada

  6. YO says:

    No meu caso não foi o preço, foram as tretas que arranjaram para quebrar a garantia

  7. jayD says:

    Pois bem, acho que não se trata de nenhuma maneira de ser mas sim cultura. O nosso povo sempre foi assim (eu ainda sou novo mas dá para entender um pouco as circunstâncias de tudo). Nunca passei mal aliás sempre tive tudo e nunca me faltou nada. Contudo, sempre me educaram a por de lado e a não fazer créditos desnecessários, a não dever sem qualquer necessidade, a dormir com a cabeça livre de dividas e claro acima de tudo a dar prioridade ao que preciso e não preciso no dia a dia. Essa cultura não me foi dada cá mas sim fora. Quando vim para cá com 15 anos, reparava em luxos que nem havia num pais onde o “Luxo” é algo que é natural. Ora, se somos um povo com dificuldades, porquê tanta aparências em riquezas? Eu quando estudava andava com Peugeot 206 mas claro havia gente com Golf ou carros como Porsche. Achei que o carro em si era mais do que suficiente para o dia a dia, para quê luxos? E pelo menos era meu, comprado com o meu dinheiro ao contrário dos meus antigos colegas estudantes. Podia até ter um Porsche na altura, a moral disso é que tive o cuidado de preferir o dinheiro de parte e te-lo para momentos complicados do que te-lo para manter aparências.

    Dói ouvir não dói, que o povo vive das aparências em tudo? Sempre fomos assim. Somos gastadores, consumidores mesmo sem possibilidades. Eu mesmo já tive uma fase que parecia descontrolado a gastar dinheiro (acabei por cair na realidade embora eu pudesse fazê-lo, jamais o voltarei a fazer!). Factos são que todos culpamos políticos da miséria e impostos, sim em parte possuem culpa mas e nós com os hábitos consumistas?! Muita gente se tivesse dinheiro de parte ou não se aventurasse em créditos muitas das vezes sem necessidade talvez muita gente nem teria sentido a crise instalada há uns anos atrás!

    Hoje temos, amanhã não sabemos, fatalidades acontecem até aos ricos que do nada ficam sem as suas fortunas. Pensem sempre no amanhã. Não digo que não comprem, mas moderadamente e sempre a ponderar porque de um momento para o outro tudo muda! E o pior é que somos um povo que tanto pomos defeitos nos de fora que esquecemos o mal que aqui fazemos, em tudo. Corrupção, poder e afins (nada que não haja lá fora também).

    Hoje tenho um bom ordenado claro, 2 licenciaturas, e sou mais por isso? Não. Sou simples, aliás quem me conhece sabe que sou até poupado demais… contudo quando quero, pondero sempre os pros e contras de comprar algo. NÃO dou o meu dinheiro de mãos cheias a alheia sem hesitar, embora o possa! Prefiro dar a quem mais precisa (quem realmente precisa óbvio) do que andar a criar hábitos consumistas.

    Pelos comentários e foi por isso que decidi escrever, NÃO é por se ter um iPhone que se vive melhor ou se é rico. Muitos estudantes possuem um, aliás em média diria que mais de metade tem um tal como carros de gama média/alta. Quem os financia? Hábitos que vão de casa. Mimos a mais e luxos que depois fazem com que a geração nova de agora não saiba dar valor algum a nada. Dar 1000€ para um jovem por um telemóvel é coisa fácil, aliás até para alguém com 30 anos… somos criados de vícios e a Apple aproveita-se da mente manipuladora de que quem tem a maça tem a riqueza ou possui algo de superioridade!
    Maioria da classe baixa ou baixa-média possui um equipamento de gama alta… pode não ser o iPhone X mas se formos a fazer inquéritos iremos ver que maioria das pessoas que possuem algo tecnológico caro (seja telemóvel seja outros bens) possui um ordenado abaixo de 800€.

    Ora… vejo colegas, médicos, enfermeiros muitos deles apesar de usarem se calhar com a mesma intensidade os seus smartphones de gama média e por vezes mais do que ultrapassados (claro com idades acima dos 30 anos…)

    Todos passamos a face de querer gastar sem pensar, até um dia precisarmos e não o termos, depois culpamos quem foi mas esquecer-nos que nós mesmos temos culpa.

    Claro que, ganhar-ser 550€ ou assim não dá para viver, nem sei com muitos o fazem… é triste e terrível mas assustador ao mesmo tempo saber que possuem muitas das pessoas créditos até para fazerem férias.

    Seja como for, não atirem se uns aos outros só porque ele tem e tu não ou porque quem é rico compra ou quem é pobre não. Vejo pessoal das limpezas do Hospital com Samsung Note 8 e S8+ e ainda dizem que…? Ganham 600€ e é quando ganham…

    Por isso pensem… ter dinheiro não implica ter bens de gama alta, aliás o povo português funciona ao contrário. E os hábitos vão dos mais novos até a idade média. Somos consumistas, em exagero, ponto!

    Abraço!

    • Canibal says:

      Subscrevo e acrescento que esta “mania das grandezas tuga” já tinha sido há muito tempo referida por Calouste Gulbenkian… lol… o homem quando chegou a Lisboa ficou com a cabeça às avessas com a soberba dos nossos nobres, que apesar de falidos andavam pelas ruas de Lisboa a mostrar os seus bens rodeados de criados. Os tempos são outros mas a mentalidade manteve-se. Fazendo um paralelismo com outro país podemos dizer que os portugueses estão para a ostentação tal como os italianos para a máfia.

      • Canibal says:

        Peço desculpa, onde se lê nobreza queria dizer burguesia (mas a nobreza também pode ir para o saco…temos muitos nobres pelintras por aí que enchem a boca ao dizer o nome da família…só que o palacete já se foi e dos banquetes só resta a sande…tudo isto para terem uma vida de “jets” em festas e festinhas.)

  8. Helder says:

    É ridícula a pequenez dos portugueses…

    Este inquérito foi feito nos EUA.

    Os portugueses é que ganham tão pouco que ter ou não um telemóvel deste preço, é uma decisão. Nos EUA, onde foi feito o inquérito, é uma opção de sim ou não para a maioria.

    Depois é ridículo como tratam os créditos como coisas do Diabo!

    Os créditos são dados por bancos, têm pena destes agora???

    Para um banco dar empréstimos (e quando vocês compram um iPhone a prestações ou desses planos de upgrades, é um empréstimo na mesma), é preciso ter uma coisa primeiro, chamada CRÉDITO, que é preciso trabalhar para ele e para o manter. Quem só vê valor nas notas e moedas, é ceguinho, os bancos não fazem créditos a quem não os pode pagar ou já tem historial de não arranjar dinheiro para pagar as prestações… por isso, não têm nada de apontar o dedo a ninguém, se têm empréstimos, é porque os podem pagar e vocês não… custa-vos é aceitar que os vossos “pares” estão melhor na vida que vocês!

    É ridículo como a sociedade portuguesa, mais de 4 décadas depois do 25 de Abril, e mais de 3 anos depois da abertura do sector bancário a privados (sim, Portugal já foi um país onde a CGD era o único banco e não dava empréstimos a ninguém que não fosse funcionário público, forçando as pessoas a alugar casas aos ricaços), ainda demoniza os empréstimos.

    Continuem a fazer como muita gente fez na época da crise em que “agora não vou comprar casa, é melhor poupar mais um pouco e depois fazer um empréstimo mais pequeno”, e agora chega ao mercado imobiliário e não tem dinheiro para nada porque os preços dispararam de muito abaixo do mercado para o normal.

    • João Campos says:

      A sério que você acredita mesmo nos disparates que escreveu!? Duvido

    • Canibal says:

      Pagar duas ou 3 vezes mais por algo que com o mesmo esforço monetario podes comprar mais barato (apenas demora mais tempo porque juntas o dinheiro) é uma atitude inteligente…mas vendo bem…para quê dizer isto se tu és o gajo do iPhone e dos créditos?!

      • Helder says:

        “Pagar duas ou 3 vezes mais por algo”

        Se tu não sabes fazer as contas, a culpa não é de ninguém senão tua.

        Para de dizer barbaridades.

        • Canibal says:

          Só dizes disparates e volto a reafirmar tudo o que disse. Helder…se alguém tinha dúvidas, depois do que andas para aí a dizer tudo ficou esclarecido… Não passas de um FEDELHO que fala sobre assuntos dos quais não percebe minimamente. Dito isto, não vou perder mais tempo a responder a um rapazinho que carrega uma série de frustrações e que utiliza a projeção como mecanismo de defesa…

    • Joao Magalhaes says:

      Lembro-me da “grandeza” dos portugueses uns anos atrás ( provavelmente como tu ) que se puseram a comprar casas e carros com empréstimos sem fazerem bem as verdadeiras contas, eu agradeci porque graças a eles consegui comprar uma casa em leilão quase por metade do preço. A maioria das pessoas não compra com créditos tradicionais mas sim com contractos de 2 anos com operadoras e no final dos dois anos pagam mais 2x o preço do telemovel

      • Helder says:

        Nas casas, a maior parte foi de famílias que perderam o emprego.

        Quanto a telemóveis, em Portugal já não há isso de contratos com as operadoras, as operadoras vendem a crédito, mas é à parte dos tarifários.

        • Hugo says:

          Acho que ainda não percebeste bem o porquê de algumas pessoas não terem Iphone.
          Não se trata de falta de dinheiro. Felizmente, podia ir neste momento a uma loja Apple e comprar um exemplar de cada produto disponível, sem créditos.
          Simplesmente não o faço porque não quero. E não quero porque não preciso.
          Como eu há milhares assim como também há muitos que contam os tostões e andam a sopa e pão para ter um iphone. Ao contrário do que afirmaste acima, essas pessoas NÃO são as “felizes”.

    • Joao says:

      Tens de começar a ler mais noticias e madurar um pouco essas opiniões.
      1º – Nos USA não se ganha tanto como pensas e existe bastante pobreza: https://www.thebalance.com/average-salary-information-for-us-workers-2060808

      2º – Já ouviste falar em crédito mal parado? sabes qual foi uma das principais razões que originou a queda de alguns bancos por esse mundo fora?

    • pedro says:

      Helder é claro e curta, o iPhone X não vale o dinheiro que pedem, é caro para toda a gente e carrisimo par aos portugueses!!!! ainda bem que vende pouco, porque senão o iPhone XI quando sair ia chegar certamente aos 1500 euros ou mais …. cambada de otarios, parece que têm iPalas …. o mesmo raciocino se aplica á Samsung ….. não ha nada que justifique estes preços ….

      • Helder says:

        “o iPhone X não vale o dinheiro que pedem”

        29 milhões de unidades em 2 meses… o telemóvel mais vendido do mundo.

        Claro que não vale!

    • Napoleon Bonaparte says:

      A realidade recente mostra-nos que por os bancos concederem e terem concedido créditos a quem não os pode pagar é que nós fomos ao fundo e continuamos a pagar uma enorme fatura! Só quem vive numa ilha como aquela imaginada pelo Thomas Morus pode afirmar enormidades dessas, que não encaixam na realidade. Mais que a emoção, é a imaginação a impor-se á razão: a irrealidade, ao fim de contas.

  9. Elkido says:

    O smartphone mais surpreendente do mundo é o Ulefone T2 Pro…o seu CPU HElio P70 faz cerca de 74 000 pontos… é o CPU do mundo que faz mais…tem 8 Gigas de memória RAM e tem cerca de 90% de écran…. é o que tem mais relação écran/corpo do mundo… é o primeiro do mundo com écran infinito de 19 por 9…tem bateria de 5000 milamperes e écran infinito de 6.7 polegadas e pesa apenas 158 gramas… câmeras de 21 megapixels e 13 megapixels atrás e de 16 megapixels à frente…. apenas 7.7 milímetros de espessura….no Antutu faz quase 160 000 pontos… mas onde ele se destaca é no teste do CPU que bate a concorrência toda…. é o primeiro do mundo com processador MTK HELIO P70….e foi o mais visto do Mobile World Congress de Barcelona 2018… Não Deve ultrapassar os 300 dólares… Quero trocar o meu Doogee Mix 2 por esse… até na memória RAM bate o Oneplus 5T com 8 Gigas de RAM

  10. vitor says:

    Pelo menos com a samsung ha o DEX conclusao para alem de telemovel conseguem ser mais produtivos.
    Acham que a apple vai fazer algo semelhante?

  11. Bruno says:

    Indepedendentemente de questões como o rendimento dos Portugueses ser baixo é um facto que o preço é elevado. E se tivermos em atenção o preço do Dólar, que nos é favorável no momento da compra, e mesmo considerando a taxa de IVA elevada que pagamos, o preço do iPhone em Portugal é um autentico roubo.

    • pedro says:

      o iPhone X não vale o dinheiro que pedem, é caro para toda a gente e caríssimo para os portugueses!!!! ainda bem que vende pouco, porque senão o iPhone XI quando sair ia chegar certamente aos 1500 euros ou mais …. cambada de otarios, parece que têm iPalas …. o mesmo raciocino se aplica á Samsung ….. não ha nada que justifique estes preços!!!

      • rodrigo says:

        O mesmo se pode dizer dos bugatis ou rolls royce! Desde quando ‘e que um carro vale milhoes de euros?!

      • Hugo says:

        É óbvio que um iphone vale 1000€. A prova disso é que estão à venda por esses valores…e vendem. Contra factos não há argumentos.
        O facto de teres uma opinião diferente não implica que o resto do mundo esteja errado.
        Comentário totalmente arrogante e despropositado.

  12. A.J. says:

    O preço é relativo. Ser caro é uma coisa, mas ser “caro para o que oferece”…é aí que está o problema

  13. SG says:

    O principal problema no preço do Iphone X foi este: abriu o precedente. Estamos a falar de um telemóvel que em Portugal começa nos 1179 euros… Está-se sempre a falar de 1000, mas isso é em dólares, pois começa nos 999 dólares. Isto significa que o telemóvel deveria custar cá 804 euros (à taxa de conversão atual), pois o euro é mais forte do que o dólar… E já aí há uma tremenda injustiça…
    E agora que a fasquia de preço foi elevada, todas as outras marcas poderão acompanhar as subidas, mesmo que não tão acentuadas. Mas, por exemplo, telemóveis de 300@ a passar para 400€, já mexe com o bolso das pessoas. Ou então de 400 para 500 e tal…
    Eu sou a favor de se ter um bom telemóvel, pois quer se queira, quer não, hoje em dia é o único gadget que nos acompanha em todas as situações: para consultar mails, para passar o tempo quando estamos à espera de algo/alguém, para tirar fotos, filmar, entre muitos outros. Mas daí a colocar-se um telemóvel a sensivelmente 1200 euros… Em termos proporcionais, acho um valor muito elevado.

  14. Rui RM says:

    para mim, estes são os 2 factores para não comprar: o crlh do notch + no audio jack
    so, no go!

  15. Miguel says:

    É demasiado caro para o que vale. Começo a sentir falta do meu Android de 200€

  16. Wishmaster says:

    Quem comanda os preços, ao contrário do que se pensa, é o Consumidor.
    Parte-se do princípio que o consumidor fará a escolha mais inteligente. No caso dos smartphones, o consumidor ainda é muito levado pela parte emotiva, daí que exista um “hype” na procura.
    O preço dos smartphones está claramente inflacionado. Um equipamento desses nunca deveria custar mais do que 500/600 euros.
    Quando os consumidores começarem a fazer escolhas inteligentes (em vez de se deixarem levar por aspectos como o estatuto), então os preços baixam.

  17. César Oliveira says:

    Comprar iphone para quê ? Só se for para mostrar que sou rico aos outros. São as aparências e nada mais.
    Com metade do preço compro um smartphone muito melhor do que o Iphone.
    Enfim.

  18. Danny says:

    Ex: Um ordenado de 557.00€ comprar um dispositivo de 1000.00€+ …ui.
    O consumidor final vai ter prejuízo.

  19. V.T. says:

    O problema do iPhone X é que foi mal concebido, aquela monocelha é para quê mesmo??? E isso nem aparece nesse estudo.

  20. stealth says:

    nao e so o iphone.. estao muitos smartphones em geral a chegar a niveis estupidos.. n lembra a ninguem dar mil euros por um telemovel.. ja paguei menos por um carro…

  21. Elkido says:

    Têm de entender que o Ulefone T2 Pro é o melhor Phablet/smartphone do mundo em aspecto visual com um notch reduzido e com 90% reais de écran e Oreo 8.1 e bateria de 5000 milamperes e écran infinito de 6.7 polegadas…mais ou menos do tamanho dum iPhone 8 Plus… mas como o iPhone 8 Plus só tem molduras largas em volta só tem 5.5 polegadas de écran…e o Ulefone Power T2 Pro tem 6.7 polegadas de écran, 8 Gigas de memória RAM e 128 de ROM… apenas 159 gramas de peso e bateria de 5000 milamperes…e não deve ultrapassar os 300 dólares…o seu CPU e memória RAM prometem fulminar o S9+ e iPhone X…e a relação écran corpo…e o preço é simplesmente de outro mundo… cerca de 300 dólares que são 200 e tal euros

  22. Elkido says:

    O Ulefone T2 Pro e smartphone de marca Vivo…. são os primeiros telelés do mundo com sensor de impressões digitais no próprio écran do mundo… nem a Apple e nem a Samsung o conseguiram implantar nos seus modelos até agora

  23. Joao says:

    Procurei analisar todas as opiniões sobre a funcionalidade e qualidade do iPhone. Porém apenas vi opiniões que a maior parte das vezes estavam imbuídas de “quem não pode e tem; quem pode e não tem” enfim reflexos de uma cultura… tantos preconceitos mascaram por vezes algum mal estar relativamente à vida do outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.