PplWare Mobile

Personalidade do Ano: Tim Cook, Apple


Autor: Vítor M.


  1. Flávio says:

    Não gosto muito de iphone, e cheira-me que se não mudarem muita coisa, vão arruinar tudo…ja estive com o 4, 4S, 5, e 6 na mão, e na minha opinião o 4S é o melhor de todos…

  2. iBend says:

    então e o investimento na GT para a produção de vidro safira?
    Isto foi sem duvida um recorde!

  3. lol says:

    Estao a gozar comigo? Tim Cook a personalidade do ano? LOOL foi o lançamento do novo iPhone que o fez distinguir? A única coisa que a Apple fez de jeito este ano foi aquele mac de 5k…

  4. mario mesquita says:

    Essa nem brasileiro acredita…

  5. Jonathan Fitzgerald says:

    Há quem nem tenha lido o artigo ou que simplesmente tem hate…com ele na liderança, a Apple reforçou a posição como empresa mais valiosa do mundo em termos de capitalização de mercado (700 MIL MILHÕES!), as acções continuam a subir ainda mais, o iPhone 6 voltou a bater todos os recordes de vendas, os pagamentos por NFC estão a crescer imenso nos EUA devido ao Apple Pay e o homem mesmo estando numa posição tão “exposta” teve a coragem de assumir a sua sexualidade.

    • lol says:

      Quem fez a Apple valer mais foi os fãs noobs dela, não o Cook… Pagamentos NFC já existe ha muito tempo, no entanto como a Apple introduziu isso nos seus telemoveis os fãs cegos foram la comprar essa coisa…

      • Rui says:

        Sim porque os fans inteligentes que usam Android e WPhone fartam-se de fazer pagamentos via NFC à décadas!

        Realmente é uma comédia o pessoal com Adroids e afins dizerem que tem NFC e depois é mais uma daquelas features que ninguém usa.

        • LP says:

          Pelo nosso Portugal, desde que a Apple lançou o Apple pay praticamente já ninguém usa dinheiro, vale a pena comprar o iPhone 6 só por essa feature!

          • Rui says:

            Tinha ideia que com qualquer outro smartphone isso já fosse banal. Como o iPhone foi lançado com hardware de 2012…

            Tanto mediatismo (NFC desde à 2/3 anos) para nada 🙂

          • LP says:

            Mediatismo? Do NFC?! Não sei que media andas tu a ver… O mediatismo é agora com o Apple Pay; o hardware não é novidade, novidade é saber aproveitá-lo.

        • Não Não says:

          O android é uma máquina de desperdiçar tecnnologia.

          São quad e octa core que não chegam para dual e tri core.

          E NFC que não dá para pagar nada.

          Lol

      • Vítor M. says:

        Sim tens razão. Tudo já existe, mas quando a Apple toma as rédea vende aos milhões.

        Depois este ano a Apple aumentou as vendas em mercados novos, onde nunca vendeu um iPhone que fosse, agora os milhões que vendeu foi a utilizadores Android e WP. Claro que como a Àsia é o maior mercado Android… 😉 é fazer as contas.

        Abraço.

        • Invision says:

          Lá está, agora disseste tudo. Mesmo que a Apple lance um produto de m*rda sabe que os seus fans todos vão comprar…isso é que é triste. É como tu dizes, a Apple toma as rédeas e vende milhões(neste caso duma cena que já existia há bue). E o próximo iphone se sair com dual screen como o yotaphone vai ser a melhor coisa do mundo porque é a Apple a lançar.Mundo triste em que vivemos, mas é mesmo assim;)

          • Vítor M. says:

            Mas na verdade não lança 🙂 até porque basta um produto se incluir no ecossistema e ganha o que mais nenhum tem. E já viste a quantidade de novos utilizadores que a marca ganha por dia? São claramente em maior número utilizadores que chegam do segmento Android, isso é revelador verdade?

            A Apple nunca vende uma cena que existe à bus, estás enganado. Ninguém tem um smartphone como o iPhone, foi o pioneiro no que toca a smartphones multi-toque. Havia muita palha mas nada de valor que fizesse a diferença. Reparaste bem a quantidade de utilizadores que a Apple foi conquistar nessa altura à Nokia, Blackberry… entre outras?

            Já reparaste que com o iPhone 6 a ser vendido na Ásia foram milhões de utilizadores novos (maioritariamente Android) que aderiram ao ecossistema? Tens ideia disso?

            Mas a Apple quando lançou o Apple Pay lançou algo que tem só por si 800 milhões de cartões de crédito como possíveis utilizadores no mundo. tens ideia do que isso é? 😀 não tens de certeza. E mais, com os novos iPhone 6, são cerca de 80 milhões de potenciais clientes que podem aderir ao serviços, primeiro nos Estados Unidos e depois em todo o mundo. Uma parceria com a gigante Alibaba dará à Apple um novo mundo de receitas e controlo de vendas que nenhum outro alguma vez conseguiu, nem a Google nem mesmo a PayPal por exemplo. Estes últimos bem tentam, mas não têm sucesso visível.

            Depois há uma questão que temos de ver. A Apple não lança nada sem que consiga antes criar a necessidade e o desejo no consumidor. Poderiam bem já ter lançado no passado equipamentos com NFC… mas para quê???? Se quem lançou até hoje tem uma inutilidade dentro dos smartphones!

            NFC para já é sinónimo de segurança e utilidade, fazer pagamento com o colocar do dedo num sensor biométrico. AH pois, até isso a Apple está a colocar em toda a sua estrutura. Verás que, primeiro saiu no iPhone 5S, de seguida no iPhone 6, depois serão os Macs e outros dispositivos que terão igualmente este meio seguro de controlo de acesso e ferramenta de pagamentos. Há empresas que já o estão a tentar colocar num cartão 😉

            O novo iPhone vai ser mais um passo. Para quê ter 4k se 99,9% dos ecrãs e monitores não suportam? Não é mais inteligente deixar o mercado ter preços acessíveis dessa tecnologia e haver uma penetração mais intensa do 4k na vida das pessoas para depois colocar essa tecnologia (se certa forma já madura e trabalhada pelo mercado)?

            Claro que sim e a Apple sabe disso.

            Mas há mais 😉 a Apple até hoje não tem concorrência nos iPads, isso dá conforto no mercado, até porque começa a ter já uma gama que cobre as 4″, 4.7#, 5.5″, 7.9″, 9.7″, 11″, 13″, 15″, 21.5″, 27″ e 27″ 5k. não achas que cobre praticamente tudo o que o ser humano precisa?

            Agora, ainda bem que a concorrência está a trabalhar melhor, assim obriga a Apple a desenvolver, porque se não houvesse concorrência e feroz… a Apple estava sentada à sombra da bananeira. E sim a concorrência é fantástica, ainda bem que existe.

            Então ter tantas ofertas, tanta evolução tecnológica é viver num mundo triste? O meu não 😉

            Abraço.

        • LP says:

          Há quem não concorde, mas este homem transformou a Apple numa máquina de dinheiro e não parece querer abrandar, ainda assim admirava muito mais o seu antecessor.

      • Galo says:

        De facto, o que distingue actualmente a Apple das outras grandes empresas são mesmo os seus fans acérrimos, que suportam a marca como se de um clube de futebol se tratasse…
        Qualquer coisa que eles anunciem ou lancem será um sucesso…basta ver o iphone 6, continua a bater records…é um belo equipamento, mas vai-se ver e a grande maioria dos compradores eram já possuidores de antigos modelos iphone. Não que isto seja propriamente mau…mas demonstra que há mais mérito do que veio de trás do que da “novidade”…
        Além disso, o hype que envolve a marca é qq coisa surreal…vejamos o exemplo do applepay, que não é mais que uma forma de pagamentos NFC, que já existem há muito tempo. Nunca os outros métodos de pagamento NFC tiveram o “tempo de antena” e os elogios deste..Concordamos que é um método mais simples ou mais seguro que a maioria, mas mal seria se assim não fosse, visto que surgiu mais tarde, fruto da evolução natural…
        Outro caso é o applewatch…para além de vir muito mais tarde que a concorrência (que anda a “partir a pedra”), ainda nem foi vendido, nem testado e já se diz que é o melhor de todos os tempos, verdadeiramente revolucionário…
        Pessoalmente, não é aquele que mais me atrai em termos de aspecto…mas até poderei concordar que é o melhor, mas só depois de o testar e comparar com a concorrência nessa altura!

        • LP says:

          A vantagem do Apple Pay não está na tecnologia mas na estrutura que a Apple Pay criou por trás e que o torna útil.
          O watch se não resolver o problema de autonomia dos que já existe não é nada de especial e não se compreende a demora, a única vantagem será a integração com o dito Pay.

          • Galo says:

            Exacto..estou de acordo contigo. Em relação ao applepay tentei dizer isso mesmo num comentário abaixo. A grande vantagem do applepay é sua aceitação por um grade conjunto de bancos e lojas/empresas que irão tornar útil a sua utilização…e não a tecnologia em si que é apenas uma evolução natural, nada de extraordinário face ao que já existia..
            Por sua vez essa aceitação deveu-se muito ao facto de estar “Apple” por detrás…tivesse sido outra empresa qq a apresentar o “applepay” e provavelmente não iria vingar e seria apenas + 1

        • Não Não says:

          Quantos milhões de Apple fanaticos é que há?

          É que a Apple vende umas dezenas de milhões de iPhone, iPad, Mac, etc… por ano…

    • kekes says:

      O NFC era um tecnologia obsoleta, inutil que a Apple nunca deveria usar. Era o que diziam todos os iSheeps a uns anos atras.
      Agora é a melhor invenção da Apple desde as molduras digitais com marco negro, é o que dizem…

      • Vítor M. says:

        Tens razão. De facto a Apple usou de forma inútil como os outros no início 😉 foi isso mesmo kekes 😉

        O Apple Pay é como resumes, uma cena inútil onde 80 milhões poderão usar com um simples toque num leitor biométrico 🙂 algo inútil, tens razão.

        • Galo says:

          Vítor M.

          mais útil ou inútil a verdade é que seguramente se outra qualquer empresa tivesse apresentado uma solução de pagamento NFC igualzinha à applepay, não teria vingado como esta…
          Posto isto, para mim a grande revolução da applepay não será a inovação em si, que apenas considero uma evolução natural (e nada “super XPTO” face ao que existia), mas sim o facto de ter sido a apple a apresentá-la e a aceitação que tem/terá por parte dos bancos/empresas/pessoas…

  6. Tavares says:

    “…estando numa posição tão “exposta” teve a “coragem” de assumir a sua sexualidade”. Não me digas que esse facto também contribui para alguém ser “A personalidade do Ano”??? Pensei que numa sociedade evoluída as escolhas de índole sexual fossem encaradas naturalmente…e não como facto relevante a esse nível!!

    • Vítor M. says:

      Não é de todo essa interpretação, essa tua foi truncada e à medida 😉

    • Galo says:

      Tavares, não deveria ser relevante…mas sabemos bem que teve o seu peso…aliás todos os meios de comunicação que anunciaram esta “noticia” referiram isso.

      Sabemos que infelizmente ainda existe racismo e homofobia em várias partes do globo… mas na minha opinião, nos países desenvolvidos, por vezes ao se combater isso, ao se querer mostrar que se é contra qualquer tipo de discriminação, acaba-se por cair em situações ridículas em que aquele que supostamente é vitima na prática acaba por ser beneficiado.

      Por exemplo, um policia dá um tiro a um ladrão negro cai-lhe a sociedade em cima acusando de racismo…a mesma situação passa-se com um ladrão ariano tudo na boa..
      Um patrão despede um funcionário negro ou homossexual é acusado de racismo ou homofobia, despede um ariano tudo normal..
      Tem que se atribuir uma distinção, em caso de dúvida atribui-se aquele que publicamente disse que era gay, porque fica bem…

      Numa sociedade ideal não deveriam haver distinções para mal…nem para bem…mas pronto sabemos que a sociedade ideal não existe.

  7. Jonny says:

    Admiro o estilo de liderança do Tim Cook, e o seu excelente equilibrio entre o que dece ser uma empresa que tem de gerar lucro e, no caso da Apple, inovação e excitação constante, num mercado muito muito muito concorrencial. O seu foco nas causa sociais e o seu entendimento que uma empresa tão rica como Apple deve devolver à sociedade princípios e valores que vão para além do lucro pelo lucro é simplesmente admirável e inspirador. Gosto e sou user Apple, embora utilize outras plataformas, nem que seja para comparar e concluir que os produtos Apple continuam, a meu ver, a ser superiores aos demais. O facto de ter assumido ser homosexual apenas é relevante pela sua justificação para inspirar outros e ajudar, mesmo que tal o prejudique, como é o caso. É, para mim, um excelente sucessor do Steve Jobs, diferente, único e paradigmático. Para mim, merece a distinção, sem dúvida. Abraço para todos aqui no pplware. 🙂

  8. djizus says:

    Podem dizer o que quiserem. Só foi porque disse que era Gay. 🙂

  9. Benchmark do iPhone 6 says:

    Tim Cook pode ter muitas qualidades, mas é avaliado enquanto CEO e não há dúvida que Em 2014 foi um ano que correu bem à Apple:

    – Em produtos:
    http://arstechnica.com/apple/2014/12/apples-sprawling-back-loaded-2014-and-what-to-expect-in-2015/1/

    – Tem uma quota de mercado de 86% nos smartphones:
    http://cens.com/cens/html/en/news/news_inner_47563.html

    – As ações da Apple estão ao valor mais alto de sempre.

  10. JOrge says:

    Mais um peneleiro a ser personalidade do ano.
    Isto está bonito está!

  11. Rui says:

    Deve ser personalidade do ano porque assumiu publicamente ser Gay deve ser por isso.. nada mais.

    • Vítor M. says:

      Sim, porque aumentar mais o poder de uma empresa num mercado super lotado, aumentar consideravelmente os lucros de uma gigante em altura mais complicadas financeiramente no mundo, lançar produtos importantes para o desenvolvimento dos mercados da moda e financeiro e conseguir colocar o iPhone à venda no bastião de lucros da concorrência… isso não vale nada. O tipo ser gay é que foi importante para uma publicação como o Financial Times 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.