PplWare Mobile

Porque está o novo MacBook Pro limitado a 16GB de RAM?


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Monica says:

    “A Apple poderá no futuro alargar este limite, mas para já, e com a tecnologia existente, não é compensador estar a criar um sistema que tem piores tempos de utilização para que consiga ter uma performance muito mais elevada.”
    Qual tecnologia? A da apple?
    Há outros portáteis com 32gb RAM e com o dobro da capacidade da bateria. Continuam a querer enganar as pessoas.

    • Rui Miguel says:

      Mas qual é o portátil de que seja de que marca for que combine a duração de bateria do MBP (comprovada com testes independentes), a espessura e peso do MBP e tenha 32GB?

      DIGA UM!

      • MD says:

        Dell XPS…

        Quanto aos testes independentes não me preocupo valem o que valem tenho um portátil ultraleve capaz de funcionar pelo menos 8 horas com bateria, temos vários macbooks e nenhum nunca apresentou essa autonomia…

      • Luis says:

        Vou fazer como alguns pescadores ou caçadores, tenho um portátil com 64Gb de ram, 1Tb de SSD, dura 24h de trabalho, ecrã 4K, só pesa 900 gramas, e o melhor, custou-me 599€ 😉

      • João says:

        DELL Precision 5510
        core i7-6820HQ
        32GB RAM DDR4
        512GB SSD M.2
        NVIDIA Quadro M1000M 2 GB
        Bateria 84Wh

        Em termos de peso e de autonomia n estará mt longe do MacBook Pro, mas o preço é sem duvida bem inferior, 800€ mais barato. Ainda se tem a possibilidade de um intel Xeon E3-1505M v5, assim como de reduzir a bateria e acrescentar mais um SSD.

        • João says:

          Esqueci-me de dizer, tudo isso com 3 anos de garantia ProSupport e intervenção dia seguinte e por 40€ tens 3 anos de garantia para a bateria.

          • P says:

            Ou seja, por 40 anos tens mais 1 ano de garantia na bateria?

            Não pesquisem não. As baterias têm 2 anos de garantia como os portáteis!

          • Francisco C. says:

            Só se for agora, porque tinham 6 meses

          • Bartolomeu says:

            Francisco C., segundo a legislação portuguesa as baterias devem ter 2 anos de garantia.

          • MLopes says:

            @Bartolomeu, dizes bem “devem” mas na prática não têm.
            a generalidade das marcas não dá os dois anos e se quiseres de outro modo limita-se a responder que podes sempre discutir o problema em tribunal! o problema é que até o teu direito à garantia caduca se passados dois anos desde a denúncia do problema a resolver em garantia não recorreres para tribunal.
            de qualquer modo, tens tempo e dinheiro para isso? se tiveres, parabéns. mas apostava que a maioria dos portugueses não tem…

          • Bartolomeu says:

            MLopes, o problema da garantia começa com a loja, e já houve por mais do que uma vez decisões legais a confirmar os 2 anos de garantia para a bateria, de modo que para quem conheça os seus direitos e os demonstre, pode não chegar ao tribunal, até porque há outras vias que não o tribunal para disputas legais.

        • Luis says:

          Isso é uma workstation, ecrã de 15. Sem dúvida que é uma grande máquina, fantástica em termos de especificações, mas nas reviews se verificares apontam-lhe o fraco desempenho da bateria.
          Parece-me que o Rui estivesse a falar do modelo de 13. Pessoalmente nunca compraria um modelo de 15, para andar em viagem não é o mais pratico, até porque uma fonte de 130w como eles anunciam não deve ser pequena nem leve.

        • Bartolomeu says:

          800 euros mais barato? Se formos a fazer essa configuração no site da Dell nos EUA isso fica 600 dólares mais caro em preço oficial que o MacBook Pro mais equiparável – fica mais barato se puderes ter um cupão de descontos da Dell.
          E por cá temos:
          https://pplware.sapo.pt/microsoft/windows/analise-ao-portatil-dell-precision-5510/
          uma configuração um pouco mais barata que o Macbook Pro, com menos espaço de disco, e tendo em conta o que tem sido dito, não é um Dell com boa duração de bateria.

      • Grumelho says:

        Qualquer Asus da série UX.
        Com melhor hardware e na maior parte das vezes mais baratos.
        Veja o Zenbook 3, pode ser que desista da maçã de vez 😉

        • Bartolomeu says:

          O Asus Zenbook 3 também tem o limite de 16GB, e tem pior CPU e GPU que estes MacBook Pro

        • Luis says:

          Ja agora podia dar uma ajuda a encontrar o tal asus UX com 32Gb de ram, e melhor hardware que o MBP retina, preferencialmente com ecrã de 13. Se tiver o dobro da autonomia como a Monica sugeriu, se calhar compro já um.

  2. Douglas Ferreira says:

    A maioria das pessoas pode usar apenas 8GB. E 32gb é apenas para usuários bem específicos.

    Meu MacBook Air tem 8GB e sinto que é pouco, principalmente porque utilizo máquinas virtuais no VMWare. Mas pra atividade cotidiana não sinto falta.

    • Luis says:

      Estava na espectativa que fizessem alterações nos MacBook Air para chegarem aos 16Gb, infelizmente não o fizeram, basicamente deixaram-no como estava.

      • Douglas Ferreira says:

        Parece que vai ser descontinuado. O Pro de 13″ já tem espessura e peso semelhantes, além de todo o resto ser melhor. Isso fica evidenciado por terem deixado a versão de entrada do Pro sem touch bar, para diminuir o preço.

        Acredito que aquele macbook de 12″ também não vai ter vida longa.

        • ACS says:

          acredita que sim. O 12′ é para aqueles que querem um ultrabook super leve e com boa autonomia. Tipo escritores ou quem nao quer tablet para navegar pela net.
          Quanto ao air não levou update pk vai ser deprecado. Só nao saiu completamente porque a apple nao lançou nenhum macbook de 13.3 que fosse alternativa para aquele range.

          cheira-me que no inicio do ano quando sair o novos intel de baixo consumo vai sair um macbook 13.3 igual ao de 12 para matar o air de vez e servir para o ppl que nao quer ou nao em guito po pro e para os estudantes.

          É a minha esperança porque a os pro são mt caros e nao sao alternativa nenhuma ao air.

    • dumitru says:

      La esta, compra-se macbook para instalar windows e linux/ubunto em maquinas virtuais xdddd

      • ACS says:

        windows ok. ás vezes que ser devido a software especifico que so existe para windows. especialmente alguma empresas. Agr linux? Para que quere sisso se o macosx é gratis e consegues fazer tudo o que linux faz. Nao faz sentido nenhum meter linux. Tudo que existe para linux existe para macosx

    • Rui Miguel says:

      Lol um MBA a correr VMs…

      Ainda se fosse um MBP quad-core

    • ACS says:

      Só se for por causa do windows porque o macosx voa em 4gb. Dei o meu macbook 2008 alumunio á minha irmã e acredita que com um ssd e 4gb de ram continua como novo.

  3. Bartolomeu says:

    “Apenas permite que sejam instalados 16GB de RAM, não existindo opção para valores mais elevados de memória, como acontecia nos modelos anteriores.”
    Esta frase cria alguma confusão, parece que dá a entender que nos modelos anteriores era possível ter mais do que 16GB de RAM, o que não é verdade.

    • Nuno Santos says:

      Em bom português é assim que se escreve amigo….

      2. USE A VÍRGULA PARA SEPARAR EXPLICAÇÕES QUE ESTÃO NO MEIO DA FRASE
      Explicações que interrompem a frase são mudanças de pensamento e devem ser separadas por vírgula. Exemplos:

      Mário, o moço que traz o pão, não veio hoje.
      Dá-se uma explicação sobre quem é Mário. Se tivéssemos que classificar sintaticamente o trecho, seria um aposto.

      Eu e você, que somos amigos, não devemos brigar.

  4. Alpha says:

    E para quem precisar mais de ram do que de autonomia? Welcome to Apple World.

    • Rui Miguel says:

      O SurfaceBook só da para 16GB

      Welcome to the Microsoft world.

      Pior e mais caro.

      • maria says:

        LOL esta é piada… Pior? Pelo menos não tem um i5 ou i7 dual core… é QuadCore

        • Luis says:

          A sério que é quad core? Pensava que eram dual core…

          http://www.pcworld.com/article/2989906/laptop-computers/here-are-the-details-of-the-surface-book-and-surface-pro-4-chips-and-why-they-matter.html

          The high-end Surface Pro 4 contains a dual-core Core i7 Skylake chip, while the Surface Book uses a faster, also dual-core, version.

          Specifically, the high-end “clipboard” tablet portion of the Surface Book uses a dual-core Intel Core i7-6600U chip with Intel’s HD Graphics 520 integrated GPU inside, Microsoft confirmed. The premium version of the Surface Pro 4 uses a Core i7-6650U with Intel’s premium graphics, the Intel Iris 540.

        • Rui Miguel says:

          1. O SB é todo dual core
          2. O MBP15″ é que é quad core
          3. Poerdeste uma boa oportunidade para estar calado porque os preços equivalem-se e a MS perde muito em preço/performance aí.
          4. Era mais fácil se não acreditasses nas bacoradas da Microsoft quando diz que o cenas deles é 2x mais rápido que “o MBP”…

        • Bartolomeu says:

          O MacBook Pro de 15’ tem um processador i7 de 4 núcleos, e o Surfacebook tem um processador dual-core

        • Carlos says:

          @luis, rui miguel, bartolomeu

          Deviam informar-se melhor porque o provisoriamente novo (os rumores dizem que o SB “2” deve ser apresentado daqui a uns 6 meses…) tem um i7 quad-core, provavelmente exatamente o mesmo modelo do novo MBP.

          E vale a pena lembrar que o i7 quad-core que ambos usam não tinha ainda sido lançado quando o SB o foi, por isso era completamente impossível usá-lo.

          E isso talvez explique o lançamento dos “novos” SB agora, quando ninguém estava à espera.

          • Bartolomeu says:

            Carlos, a Microsoft não deu qualquer informação sobre o processador i7 usado no novo SurfaceBook, de modo que o que dizes é especulação, havendo também quem diga que é dual-core. Aliás tendo em conta o TDP dos processadores que tem usado até aqui e que não deve ter mudado dado o aumento na duração da bateria, não parece nada provável que use processadores de 4 núcleos, pois não existem processadores i7 de 4 núcleos com TDP idêntico.

          • Luis says:

            São rumores acerca de um modelo que ainda não está à venda, logo nem deveria ser chamado para a conversa. Depois vamos ver se cumpre com aquilo que foi prometido, especialmente as 16h de duração da bateria.
            De salientar que i7 quad core da 7ª geração ainda não há. Os i7 quad core são 6ª geração e estão disponíveis nos MBP de 15 e não de 13, e foram lançados em 2015.

      • Alpha says:

        Gostas de carne? Comes peixe na mesma!

    • sómaisum says:

      Compra um desktop e um UPS 🙂

    • ACS says:

      Entao macbook nao é para ti. Tens concorrencia ou mac pro.
      No macbook a apple sempre deu prioridade a portabilidade. Quanto mais fino e leves melhor.

  5. rui says:

    Desculpas… por estas atitudes é que mudei para PC.

  6. me and me says:

    “obra prima da Apple”….

    A questão é mesmo pq necessitamos mais do que 16GB de ram num portátil.
    Chega a um ponto em que acrescentar ram não adiciona nada ao desempenho. Para fazer “trabalho pesado” temos os desktop. No fim um pprtaril nunca deixará de ser um portátil.

    IMHO

    • Kekes says:

      Desculpas, pois se eu pago 2 mil e tal euros por uma máquina devo ter a liberdade de escolher o que fazer com ela. Actualmente os CPU têm muita potência, limitar a ram que é quase o mais barato… Algo será mais que a autonomia.

    • Toni da Adega says:

      Actualmente tens vários modelos de macbook, que tirando o cpu, são muito semelhantes.
      Fazia sentido fazer como algumas marcas fazem. Ter um modelo fino, leve boa autonomia. Mas também ter um modelo que embora tivesse um maior peso e tamanho, e menos autonomia fosse mais potente e versátil.
      Cabia ao utilizador escolher o que mais convém, não falta aí é pessoal a comprar portáteis com muita autonomia e depois passam o dia todo numa secretária.

      Onde trabalho todos usam portáteis e todos na mesma faixa de €€€ mas dependendo da função varia o modelo. Consultores e comerciais como passam o dia fora precisam é de algo leve e boa autonomia.
      Developer como raramente está fora do escritório possuem um portátil bastante potente bastante memória e discos, mas já se sabe é pesado e com pouca autonomia.

    • jorge santos says:

      Razer Blade Pro.

  7. Mylittlelife says:

    Comprar um portátil com limitações de TDP para cpu, gpu etc e achar que é máquina para múltiplas VM e dezenas de imagens RAW com múltiplos layer que necessitaría de 32 GB RAM, então é o mesmo que meter pneus de camião num carro e achar que o carro vai poder assim carregar a carga de camião …

    Um portátil com i7 e nvidia 980 não faz dele um Desktop com i7 e gtx980 “não-M” nem os cpu/gpu são os mesmos. Querem correr mil coisas: comprem um MBP mais fraco e um Desktop decente.

  8. censo says:

    “expoente máximo” , “obra prima”…poupem-nos e limitem-se aos factos, pplware!

  9. Pedro says:

    Viva,

    Embora ache que haverá público alvo para poder fazer uso de 32 GB de RAM num portátil – e quem mencionou máquinas virtuais, já deu um exemplo – eu percebo que 16 GB de RAM seja suficiente para muita ou quase toda a gente. Às vezes parece que as pessoas criticam muito apenas pela teoria das coisas; basta pensar: “EU preciso de 32 GB de RAM num portátil?” e serem honestos com a resposta.

    No meu caso, eu preciso de RAM – não estou a especificar valores – para programar, fotografia, edição de vídeo e, se me apetecer muito, virtualização; muitas destas tarefas fazem-se melhor num PC do que num portátil. 32 GB de RAM parecem-me bem num gaming laptop. E o MBP não é gaming laptop.

    Abraço,

  10. AhETal says:

    “iria consumir demasiada energia e não seria eficiente o suficiente”

    A Microsoft discorda 🙂

  11. João Silva says:

    Nos Mac, a partir dos 16GB a energia consumida pela memória é superior à consumida pelo resto do sistema.
    BOA !!!

  12. Jorge Manuel Pires Ferreira says:

    A Apple fez um laptop chamado de Pro nem dá para ligar um iPhone? AHAHHA ok

  13. minutogeek says:

    Enquanto alguns Bocages anda por aqui a mandar bitaites tecnológicos absurdos e a comparar marcas que não se podem comparar… a realidade é outra.
    Porque é que eu mantenho um MacBook de 2102? Porque este deixa aumentar a RAM e o HDD (dentro dos limites), ora, isto é mau negócio para a Apple. Como não podem fazer equipamento de Trampa porque depois não o vendem ao preço que eles gostam e correm o risco de destruir os sonhos de muitos seguidores, ou, porque não podem matar a maquina com software especifico como fazem no iPhone (pois um PC possui muitos mais recursos e querem manter aquela máxima de que o BSD é o melhor do mundo), eles optam por fazer isto com limitação de hardware disfarçada de poupança de energia. Isto é, vão vender máquinas o preço das que vendiam em 2010 + e que permitiam aumentar recursos mas com uma diferença, não deixam aumentar recursos :), assim, daqui a poucos anos as exigências de software tornam as nossas maquinas potenciais alvos de substituição por novo modelo 🙂 Não é esta uma forma brilhante de Obsolescência Programada?

  14. flavio says:

    E porque não escolheram DDR4?

    • Bartolomeu says:

      A Apple não usa memória DDR nos seus portáteis, usa memória LP-DDR, e os processadores Skylake da Intel suportam apenas LP-DDR3

      • Daniel says:

        Completamente errado. A Apple não usou ddr4 porque não quis. Aliás ddr4 consome menos energia que ddr3.

        • Bartolomeu says:

          Mas o que é que estás para aí a falar? A Apple não usa memória DDR nos portáteis há alguns anos, usa LP-DDR que é diferente, com menor consumo e que ocupa menor espaço, e até é mais cara que a DDR.

          • Mylittlelife says:

            A Apple usa LPDDR porque na gama de cpu que tem e muito mais porque os gpu integrados são rudimentares, assim pode conseguir tempos de bateria aceitáveis com pequenas (e baratas) baterias e ainda emitem menos calor à custa de performance.

          • Bartolomeu says:

            Mylittlelife, por acaso já prestaste atenção aos CPUs que aparecem nos MacBook Pro? Aos GPUs que aparecem nos MacBook Pro? LPDDR3 não implica sacrifício em performance quando se está a falar de portáteis, consegue-se obter largura de banda de memória e latência semelhante ao que se obtém em muitos dos portáteis de topo com DDR4 2133MHz
            Pequenas e baratas baterias? Bateria do MacBook Pro 15 é 76 Wh, não é pequena!

          • Luis says:

            @Mylittlelife, as pequenas e baratas baterias usadas nos Macbook, duram e duram e duram, em horas de utilização e em ciclos de carga.

  15. jorge santos says:

    Atenção que quando ele fala em ser EFICIENTE ele quer referir-se à eficiência energética, não para ter mais performance de processamento.
    Dito isto, sou utilizador de um Macbook Pro mas esperava mais performance deste modelo de 2016.
    A Apple está totalmente vocacionada para a eficiência energética e várias horas de autonomia. É pena…

  16. Winetree says:

    Curioso que os tipos que criticam tudo e mais alguma coisa da Apple! São sempre os mesmos e vejo-os mais nos posts da Apple que nos outros… porque será?

  17. SRF says:

    Apple, I sense some serious bullshit going on out there…

  18. Luís FA says:

    A Apple pós Steve Jobs está a tornar-se uma companhia de design e marketing e a esquecer a paixão da engenharia. Desenha máquinas com vista a obter a maior margem possível e põe lá dentro o mínimo de recursos para as tornar convincentes até ao próximo upgrade.

  19. Dxico says:

    OK, percebo o ponto de vista da apple. Mas o que me parece é que desta forma tornam um MBP obsoleto mais rapidament após o lançamento por as características não serem mais compatíveis com o OSX”XPTO”. Todo sentido ser o departamento de marketing dar resposta a uma questão técnica

    • Bartolomeu says:

      lol! Mas tu acreditas mesmo que o limite de 16GB vai tornar o MBP incompatível com uma futura versão do OS X? Antes de necessitar de 16GB necessitaria de outro processador.

  20. Marco Nunes says:

    Por estas e por outras que comprei o MBP de 2012 (13″), enfiei disco SSD de 500GB samsum EVO e 16GB de ram nele… pro meu trabalho é suficiente, o software da jetbrains consome imensa memória (quando trabalho costumo ter sempre por volta dos 80% de memória cheia) quandoc omrpei tinha 4 e coitadito….. entupia como nariz pingado! mas isto é estratégias de venda como disse 1 user mais acima, obsolência programada…. acho absurdo os retinas que na altura custava 1500€ com 4GB de ram e 128GB SSD, pra estas specs que tenha passava e muito dos 2300€, e este custou 1050€ (incrivelmente aumentaram o preço desde entaõ e rondam agora os 1150€).

    A desculpa do tempo de bateria é ridiculo!! a treta do “usem desktop” e se eu for 1 estudante ou alguém que trabalha sem local fixo? e se preciso trabalahr em 3D ou edição de video? então vou gastar 2500€ num mac e mesmo assim limito-me ao que metem? não é questão de bateria… mas sim custos pra Apple de reformular o seu hardware pra permitir o upgrade, mais facil fechar a torneira que resolver o problema…

    O que digo é…. pode não dar grande vantagem, o user pode não precisar, mas vá lá…. quando compramos 1 produto e nos dizem que não podemos adapta-lo às necessidades, mesmo que sejam estúpidas, não tem o cliente razão de pedir que o que compra tenha qualidade e possa evoluir? por estas e por outras a Apple começa a cair, pode não ser nas vendas ou o que seja…. mas infelizmente…. desde a morte do Steve Jobs…. é só descer a pique!

  21. VERDADES says:

    Macbooks é para Produtores/Djs , Fotógrafos e Designers não para “pessoas comuns” ficam aí a por defeito nas marcas mas não sabem o propósito das mesmas ! É a mesma coisa que comparar IOS com Android , são coisas totalmente diferentes

  22. Luis FA says:

    O sonho húmido da Apple é fazer um computador tão fino , tão fino que não se vê. Tirar-lhe as portas todos, rigorosamente todas, para que seja leve como o ar. Ficar tão simples e despojado que seja literalmente invisível. Depois, colocá-lo numa caixa branca, convencer os “fiéis” de que é a melhor solução, mais moderna e transcendente. Colocar-lhe um preço suficientemente caro para parecer “bem” e de seguida lançá-lo no mercado com uma grande produção. Vai vender bestialmente e ter montões de fãs!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.