Quantcast
PplWare Mobile

Não, a Apple não o está a espiar com o iPhone 6s

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Benchmark do iPhone 6 says:

    “… na nova funcionalidade da Siri de estar sempre a ouvir os utilizadores, esperando que sejam ditas as palavras definidas para a activar”

    Isto é feito pelo co-processador, M9, que passou a estar integrado no A9 (antes o co-processador) que lhe permite – sem gastar energia – estar à escuta de instrução de activação do Siri (“Hey, Siri” / “E aí, Siri”.

    Também lhe permite realizar tarefas, sem gastar energia, recorrendo aos sensores (contar passos, medir distâncias percorridas e altitude) sem necessidade do GPS.

    • Tom says:

      Como mede distâncias percorridas e altitudes sem a necessidade do GPS?

      • NP says:

        Eu não tenho a certeza, mas em relação às altitudes, o iPhone 6 não tem sensor barómetro?

      • JBM says:

        Distância – com informação de giroscópios e acelerómetros. É assim que há décadas muitos mísseis são guiados, por exemplo.
        altitude – com um barómetro/altímetro. Mesmo princípio usado por aviões durante décadas
        A diferença está na precisão!

        • Carlos says:

          Não só giroscópios e acelerómetros, também há o magnetómetro (mais conhecido com bússola), as redes wi-fi e as estações base celulares. E em alguns casos menos comuns, um barómetro. O barómetro é o menos útil porque a pressão atmosférica varia naturalmente, mesmo não havendo alterações de altitude (por isso é que nos aviões o barómetro tem de ser calibrado).

          • JBM says:

            magnetómetro não te permite ajudar a calcular distâncias, apenas orientação do movimento.
            barómetro ajuda a determinar variações altitude. também se pode fazer calibração, indicando altitude base. Variações na pressão atmosférica podem ser um problema, mas não são assim tão frequentes ao longo dum percurso ao ponto de tornar o altímetro inútil. Uso de barómetros para determinar altitude não é de agora, e podem nalgumas situações ser mais fiáveis que o GPS

          • JBM says:

            e uso de redes WiFi e antenas não tem resolução suficiente para determinar distância percorrida por uma pessoa, apenas ajudam a dar uma posição aproximada.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Com sensores, entre os quais acelerómetro, bússola, giroscópio e barómetro – que estão “por conta” do coprocessador M, e não do processador, o que permite poupar energia – ainda mais com a integração do M9 no A9.

        • Carlos says:

          Sim, e então?
          Os SoCs Exynos na Samsung e os Snapdragon das séries 400 para cima da Qualcomm também fazem o mesmo.
          Algumas dessas coisas até os novíssimos Skylake da Intel fazem…
          E daí?

    • Alexandre says:

      “Sem gastar energia”!!

    • TR says:

      O que mais me surpreende neste comentário é a existência de um processador que não gasta energia! Apple sempre a inovar! Parece que já resolveu os problemas energéticos do mundo tb com este iPhone!!

    • TR says:

      O que mais me surpreende neste comentário é a existência de um processador que não gasta energia! Apple sempre a inovar! Parece que já resolveu os problemas energéticos do mundo tb com este iPhone!!

    • Mikes says:

      E o que raio isso tem a ver com o caso?
      Já reparaste que praticamente em todos os assuntos dos novos equipamentos vens com essa conversa do processador… e mais o processador… e o chip…
      Trata-te… que o teu processador está em overload.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Já reparaste que ao contrário do Cortana e do OK Google, a Apple só permitia a activação do Siri por voz quando estava a carregar?

        Que só agora, com a integração do coprocessador M9 (que é o que fica “à escuta”) no A9 – sem gastar bateria, é que passa a ser sempre possível a activação por voz?

        Foi um pequeno detalhe sobre tecnologia que destaquei. Fez dói-dói?

        • Mikes says:

          Dói-dói porquê?!
          Dói-dói deves ter tu aí no teu chip.

        • Felipe Teixeira says:

          Isso já não existe há muito nos chips da Qualcomm? Em que é diferente?

          • Carlos says:

            Em nada.
            Precisamente por isso é que já há uma data de tempo (relativamente falando), já dava para fazer isso com o OK Goole e com o Hey Cortana.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Isso da ativação do OK Google e da Cortana por voz é de somenos – a Apple tinha isso no iOS ligado à corrente.

            O coprocessador M9 e, agora, a sua integração com o A9 é que “risca”.

        • Pll says:

          estas a ver o moto x o primeiro? tinha o chip dedicado a isso. estas a ver o snapdragon 800? sim o 800 nao era sequer o 801 ou 805, tambem tinha um low powered core apenas para estar a “escuta” se procurares no xda houve um dev que conseguiu aceder a esse core e fez um tweak para que se conseguisse acordar o telemovel com um ok,snapdragon utilizando esse core e sim, gasta energia apenas gasta menos energia. Mais tarde o tweak foi removido porque o dev achou que se a qualcomm tinha restringido o acesso a isso por alguma razao tinha sido. Agora se querem inventar nomes como sempre fazem para parecer que e uma coisa nova força. É como o retina. “AH mas o meu iphone tem retina” sim, retina apenas quer dizer que a uma certa distancia nao consegues ver os pixeis, continua a ser um ppi baixo em comparaçao a telemoveis do mesmo preço.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            O Snapdragon tinha um core do processador de baixo consumo apenas para estar à escuta e nhã-nhã-nhã.

            Qual a semelhança disso com um co-processador para os sensores de movimento e que -agora-também fica à escuta sem gastar energia?

            Não se está a falar de um core do processador – está-se a falar de um coprocessador – que serve para muito mais coisas do que estar à escuta.

      • Carlos says:

        Caros utilizadores Apple, lamento informar mas a Apple não inovou nada nem implementou nada que não existisse já no mercado, o Android 5 Lollipop faz reconhecimento de voz igualmente sempre activo, à espera de palavras como Hello Google, igualmente conta as distâncias e passos pelo giroscópio e trilateração dos sinais de rede móvel, o uso de energia é reduzido que a Apple mais uma vez aldraba e diz que não gasta energia, o Android tem funcionalidades tão interessantes como o bloqueio automático, ou seja, se tivermos segurança no telefone para o desbloquear, ele não se bloqueia se tivermos o telefone no bolso e andar-mos, porque pelo giroscópio detecta que se encontrar junto ao nosso corpo, mas segundos depois de termos pousado numa secretária, o mesmo bloqueia-se sendo necessário o código de desbloqueio, que tanto pode ser reconhecimento facial, de voz, ou códigos etc. Estas e muitas outras funcionalidades serão a inovação do próximo iPhone por certo…

        • JBM says:

          essa do desbloqueio deve ser uma piada!
          Para que é que a Apple iria implementar uma coisa dessas no iPhone quando tem o TouchID que permite desbloquear o aparelho quase instantaneamente e sem deixar o aparelho desprotegido a um roubo do bolso?

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Mas a questão era o reconhecimento de voz (“Hey, Siri” – “OK Google”) ou era fazer isso sem gastar bateria? É que se a questão era “já fazia”, ligado à corrente o iOS também já fazia.

          Sobre o que vai significar a integração do A9 no M9 em termos de poupança de energia, mesmo com o “Hey Siri” sempre ativo, adiante se verá. Não te esqueças que a Apple se “atreveu” a utilizar uma bateria de menor capacidade.

          Essa coisa do andar no bolso desbloqueado é daquelas “features” para rir. No Android gostam muito disso.

          • hfilipe says:

            Concordo consigo.Tenho um Nexus 5, mas há coisas que simplesmente são fixes por ser…mas na realidade não servem para nada. Eu já usei Android, WP e iOS…e na realidade acho o Sistema Android é um pouco instánvel. Eu desbloqueio o telemóvel com o Trusted Face..é prático. mas na verdade volta e meia aparece um erro a dizer que o mesmo deixou de funcionar. Gosto muito do telemóvel e foi por isso que o comprei. Mas estou a ponderar seriamente em comprar o iPhone. Pode ser muita coisa, mas durante o tempo que o usei, nunca apareceu nenhum erro.

        • Safrane says:

          Lá vêm os invejosos…

          A Apple não precisa nada disso é as pessoas não usam, tem touchid, que ao contrário do Android, ainda não conseguiram vencer, e pior, ainda não conseguiram roubar as impressões digitais de lá!

          A diferença no sistema de voz da Apple, é que este reconhece a voz do utilizador, e só obedece à voz do utilizador.

          Se tens várias pessoas na casa, basta uma dizer “Ok Google”, para ativar os telemóveis todos = FAIL

          • Pll says:

            sim sim isso no papel e tudo tao giro. E sim ja conseguiram passar o touchid. basta uma pesquisa rapida no google, ou ate mesmo no bing ;).

          • JBM says:

            Pll.
            Um bocadinho de cuidado nesse salto de raciocínio. O que conseguiram foi mostrar que se pode usar um duplicado da impressão digital usada para desbloquear o aparelho. Mas para conseguir um duplicado não é pelo TouchID, ou passando a segurança do aparelho.
            O mesmo já não se diz de aparelhos Android, com casos em que foi mostrado que seria possível chegar à informação da impressão guardada no aparelho.

        • João MS says:

          O reconhecimento facial é um flop. Dúvido que a Apple implemente essa tecnologia, pelo menos como funciona em Android.

        • flavio says:

          Meu deus, ve se mesmo que nunca utilizas te nada disso lololol

    • Rui says:

      “Também lhe permite realizar tarefas, sem gastar energia,”

      Isso não existe.

    • Prim says:

      Sem gastar energia?
      Agora percebo os preços, o iPhone é sobrenatural!

  2. JBM says:

    Teve muita piada a forma como a TechCrunch levantou primeiro as dúvidas antes de dar oportunidade à Apple esclarecer algo que parecia óbvio não acontecer. Basta pensar, por exemplo, que todas as aplicações de câmera têm o video e som activados quando são abertas, porque é que não se criam dúvidas também com isso!? Porque não parece minimamente provável, há um mínimo de confiança com estas empresas, não há um ganho óbvio para estas espiarem constantemente o video, e porque estar a gravar constantemente tem um impacto óbvio na memória, etc! Seria de alguma forma provável que isto fosse diferente com a nova funcionalidade? Não!
    Claro que é bom esclarecer tudo, mas onde é que uma pessoa fica esclarecida quando lançam primeiro as dúvidas e não dão respostas para algo que logo à partida não se teria muitas razões para ficar preocupado?

  3. censo says:

    Sim sim…engana-me que eu gosto…!

  4. Carlos says:

    Caso houvesse alguma dúvida acerca da dualidade de critérios, aqui está a prova provada.

  5. Realista says:

    Cortana sempre a ouvir = Problemas de Privacidade
    Siri sempre a ouvir = Ah ok…

    • JBM says:

      a lógica é a mesma do que foi implementado para o Ok Google (que já tem 2 anos)! hardware especializado de baixo consumo à espera das palavras passe…
      Afinal de contas o microfone já lá está, não é sequer preciso esta funcionalidade para ter dúvidas sobre o que se passa com o microfone!!
      A questão que se deve colocar é sobre a segurança da implementação. Se conseguem proteger o acesso ao microfone e hardware por parte de malware.

      • Zaark says:

        Tens acompanhado os inúmeros artigos (no pplware e fora dele) acerca da privacidade do Windows 10? É que o problema das pessoas não tem sido a segurança da implementação – até deves ser dos primeiros aqui a levantar essa questão.

        • JBM says:

          explica-me uma coisa, onde é que a recolha demonstrada de dados para servidores da Microsoft (com dificuldade em desligar) se equipara ao processo de escuta por palavras chave, que já se sabe há bastante tempo como funciona (por exemplos anteriores) e que não envolve envio de dados para fora do aparelho?
          É essa a questão… não estamos perante nenhuma funcionalidade desconhecida que à partida levasse a desconfiar estar a enviar dados às escondidas!

          • Abilio Matos says:

            Quem garante que o processo é só de escuta de palavras chave e não faz algo mais? Eu não vi a Google dizer que é mesmo só escuta. No entanto, a Apple veio confirmar que é apenas escuta.

            Além disso, para as pessoas que não estão por dentro das questões de segurança das implementações, se lhes falares em privacidade, só se vão preocupar se os seus dados estão a ser transmitidos para algum lado, seja, por processos de escuta, de recolha de dados ou por outra forma. Quebra de privacidade é quebra seja ela qual for.

          • JBM says:

            para escutar algo mais não é preciso ter isto! Qualquer telefone pode escutar tudo, afinal de contas todos têm pelo menos um microfone e vários processadores… E essas preocupações já foram analisadas por muitos e debeladas pelas políticas dos sistemas operativos.
            A isso se soma a análise a outros exemplos deste tipo de hardware de baixo consumo. Se não viste a Google a dizer alguma coisa é porque se calhar ninguém decidiu haver motivos para levantar estas questões, mas pelos vistos com a Apple é diferente. É sempre possível questionar tudo e todos e pôr tudo em dúvida, mas entre o possível e o provável (e senso comum) vai uma grande distância!

            Quanto à questão de segurança e privacidade, o problema/questão levantado pelo blog foi para o que o iPhone faz ao escutar, se envia alguma coisa para a Apple. Acho que parece óbvio que a questão não inclui questões de segurança da implementação para evitar o uso por malware!

      • Carlos says:

        Conseguem, claro, não há malware no Windows Phone, pela exatíssima mesma razão que não há no iOS: só se podem instalar apps certificadas e assinadas pela Microsoft.

        E o facto das apps terem acesso ao microfone não tem nada a ver com a função do Hey Cortana ou do OK Google.

        • JBM says:

          não disse que as aplicações tinham a ver directamente com os assistentes! Mas não é por isso que deixa de haver questões de segurança, quando o microfone na prática está sempre ligado e mais funcionalidades aumentam a “área” para descobrir bugs e buracos na segurança … podemos imaginar por exemplo um malware que aproveita o hardware especializado para se activar ao captar determinada palavra chave, de modo a reduzir o tempo em que permanece à escuta, passando mais despercebido.

  6. Daniel says:

    Ah pronto se a Apple garante, quem somos nós pra desmentir!!
    Já a Microsoft e os Andorids…. ahhhh esses malvados, é tudo mentira aquilo que eles dizem, são uns espiões malandros!
    São aplicações do “Demónio NSA, CIA e FBI”…. esses malandros, nos produtos da Apple não entra lá nada, nem do tamanho de uma cabecinha de uma agulha, é tudo gente séria em Cupertino!

    • Benchmark do iPhone. 6 says:

      O Cortana (Microsoft) e o OK Google ( Android) já faziam isso – não me recordo de se levantar problemas de sugrança.

      No iOS, para não gastar bateria, só quando o o iPhone/iPad estava a carregar é que podia ser activado por voz – o que a existir problema de segurança não é de agora. Fora disso só premindo o botão Home.

      Agora, que a Apple consegue integrar o co-processador M9 no A9 – o que lhe permite estar à escuta – sem gastar energia – da ordem para activar o Siri destaca-se isso?

      Não – aparecem com os papões do costume para assustar criancinhas 😉

    • Safrane says:

      Sim, a Google usa os teus dados para gerar publicidade, e estão todos desencriptados nos servidores da Google, e até os funcionários podem ler os teus mails, imagens, pesquisas na net, etc.

      A Google nem diz o contrário.

      Já na Apple, não!

      • Prim says:

        Lol, que andas tu a fumar meu jovem?

      • raz0r24 says:

        Julgo que a maior parte das pessoas que têm conhecimento disso (que a Google pode ler) prefere saber de antemão que o fazem que ter promessas que ninguém tem acesso a nada e daqui a uns tempos haver notícias a dizer o contrário. No entanto, para quem não lê termos & condições das empresas, é apanhado “desprevenido” e vem-se “chorar”. Se é que me entendem.

        PS: Aqui não se trata de quem é melhor ou pior, apenas uma opinião de um utilizador.

  7. Niner says:

    “I’s Okay when Apple does it.”

  8. Lima says:

    Mas segundo vários sites, o iOS e o OSX enviam informação dos users a “terceiros”.
    E tem sido práctica comum…..
    Mas aqui é no APPLEWARE é ao contrário….. só os “outros” é que fazem

    • JBM says:

      e que terceiros são esses?

      • Mikes says:

        E que terceiros são os da MS?

        • JBM says:

          e donde é que aparece a MS aqui?

          • Mikes says:

            Quando o assunto é privacidade da MS, aparecem umas quantas teorias também. A pergunta final acaba por ser a mesma e a resposta é igual, não se sabe.
            ou seja, para a Apple é normal e basta um comunicado ligeiro qualquer para o assunto morrer, para a MS nada chega.
            Se responderes à questão de quais são os “terceiros” da MS, tens a resposta para a a tua pergunta.

          • Zaark says:

            Aparece no contexto das notícias de privacidade que têm saído a vulso desde 29 de Julho deste ano.

          • JBM says:

            desculpem, mas virem com essa da perseguição à MS é fugir completamente à questão que coloquei!
            Vêm dizer que o iOS passa informação dos utilizadores a terceiros, e eu pergunto quais!
            Acham que a vossa atitude elucida alguma coisa a questão?

          • Mikes says:

            @JBM: tal como todas as atitudes que vejo quando o assunto é criticar a MS porque nos está a espiar, a vender informação, etc.
            A tua pergunta é para o iOS, eu estou sempre a perguntar isso quando o assunto é Windows e, estou como tu, respostas = Zero, mas pelos vistos no caso da apple um comunicado banal chegou para enterrar o assunto.

          • JBM says:

            Mikes,
            mas que grande confusão vai nessa cabeça!
            Explica-me como é que perguntar por informação extra a alguém que levantou uma nova acusação que nem vem nesta notícia, te leva a ter essa atitude? é que não tem nada a ver com o comunicado!

    • somaisum says:

      Estranho…

      Os fãs not-apple reclamam que o pplware é pró-apple.
      Os fãs apple reclamam que o pplware é pró-android (em vez de contra-apple).

      Em que ficamos?

      Já agora Lima, também há sites que dizem que o mundo ia acabar à uns anos. Havia uns que o mundo ia acabar no passar do milénio, e ainda cá estamos todos. Será que fazes bem em acreditar nisso tudo tão afincadamente?

  9. Miguel says:

    Mais uma ferramenta ao serviço NSA!

  10. TR says:

    Nem sei pq continuo a comentar, ou a tentar comentar, neste site.. Quando cada comentário que faço leva com um “O seu comentário aguarda moderação.” e só é aceite ou não horas depois do mesmo ter qq interesse.. Enfim..

    • somaisum says:

      E fazes um comentário a reclamar a moderação dos comentários, com possibilidade de ser “moderado também” e fiacres num loop infinito. É irónico.

      Se não gostas, não comentes, não venhas. Tens direito a liberdade de expressão, mas os “donos” têm mais direito que tu 🙂

    • Miguel says:

      Começa a falar bem da apple que passas para a lista VIP 😀

      Eu quando falo mal da apple fico logo marcado para ser moderado, gostava quem é o artista que esta com o trabalho do lapis azul.

    • TKOmnia says:

      Junta-te ao clube amigo…

  11. B@rão Vermelho says:

    Ainda há gente preocupada com a privacidade, e depois no FB, até o almoço postam fotografias do mesmo.

    Mas uma coisa é certa há marcas que inspiram mais confiança que outras.

  12. g23423 says:

    é como perguntar ao ladrão se foi ele que roubou a loja 😀
    é obvio que eles vão dizer que não

  13. Prim says:

    Claro, se a Apple estivesse a espiar os utilizadores, ou a permitir que alguém espiasse, ia logo assumir isso! 😀

    • Baptista Batos says:

      Sim.

      A Apple não pode mentir aos consumidores, isto é USA, não é um país de terceiro mundo como Pt ou China, ou uma ditadura oligarca, como a Coreia.

      Os jornalistas podem dizer o que quiser.

      As empresas têm de cumprir a palavra, ou serão processadas, e por largos milhões.

      • Prim says:

        Pois, porque é nos “países de terceiro mundo” que temos a NSA. Quando se trata de questões de segurança nacional, os EUA não arriscam, “cumprir a palavra” é completamente secundário.

  14. Rui says:

    Quando essa funcionalidade foi lançada no MotoX de 1ª geração achei o maximo (e continuo a achar) sinceramente não vi questões de privacidade por parte da Google tal como não vejo agora por parte da Apple, sou utilizador de IOS e Android, e não sou fundamentalista.
    Se gostava de ter um 6s?? sim, mas é muito caro.

  15. AlexX says:

    Com esta concorrência toda, mais dia menos dia Siri, Cortana, OK Guglette e etcs vão gerar ódios e ciúmes tais que quem por azar se enganar no nome do assistente será considerado adúltero e este entrará em blackout bloqueando o terminal até que lhe passe a neura… ou 5 mil sorry (nome assistente) depois e muitas selfie com flores.

  16. Miguel says:

    Os estados unidos também garantiram durante muito tempo que não espiavam ninguém. Mas enfim aqui no pplware a Apple é um deus. Não digo que não tenham bons produtos porque os tem. Se tivessem dos dois lados(google/apple) tudo evoluía mais rápido e só ficavam a ganhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.