Quantcast
PplWare Mobile

Magic Mouse 2 e um teclado sem fios vão ser novidade da Apple

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Benchmark do iPhone 6 says:

    Qual é o problema de usar pilhas em vez de bateria? Uso pilhas recarregáveis, não vejo problema nenhum.

    Quanto ao Magic Mouse, o que posso dizer é que é o rato que mais se aproxima de um ecrã “multi touch”. Não dá jeito escrever num teclado e andar a dar toques no ecrã. É mais fácil usar a superfície do Magic Mouse que tem “multi touch”.

    Se o novo Magic Mouse usa pilhas ou usa bateria, se liga por Bluetooth ou por Bluetooh BLE não é muito relevante. Tinha curiosidade era em saber se avançaram com o “force touch” no novo Magic Mouse, tal como no Trackpad do “só” Mac.

    A história do teclado do Bluetooth BLE, não é muito importante, excepto num tecklado para o iPad Pro. Será que o iPad Pro, em vez de e um tablet puro, para trabalhar com os dedos no ecrã, está pensado para se usar teclado e rato? Não me parece grande ideia.

    • JBM says:

      Se realmente usarem BLE então à partida o consumo será significativamente menor, o que implica que dura mais tempo entre recargas.
      Usar bateria em vez de pilhas poderá trazer melhorias no comportamento dos dispositivos, já que o rato actual da Apple tende a ser muito sensível à qualidade das pilhas, por exemplo! Também permite teoricamente aumentar a energia e reduzir o peso.

    • Baptista Batos says:

      Que pilhas usas?

      Eu uso umas duracell.

      Quando estão para acabar, não avisam, acabam logo, e quando pego no outro par, estão vazias, como é normal nas recarregáveis…

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Estive a contar e aqui em casa estão a ser utilizadas entre comandos de televisão e de outros aparelhos, ratos, teclado, relógios, etc (e sem contar com máquinas fotográficas com pilhas – e que autenticamente devoram pilhas) – à volta de 20 pilhas, a maior parte delas AA e algumas AAA.

        Todas recarregáveis. É questão de se comprar uma boa quantidade e de organização. Arranja-se uma caixa com duas divisórias – de um lado põe-se as carregadas e do outros as descarregadas. Arranja-se um bom carregador que suporte 8, 4 AA e 4 AAA, e que desligue automaticamente finda a carga. Olha-se periodicamente para a caixa para ver se ainda há carregadas.

        P.S.1 – Como acabam por entrar em casa pilhas não recarregáveis, a enviar para o pilhão, olhem para o saco das pilhas usadas porque o pessoal de casa tem uma certa tendência a pôr lá também as recarregáveis. Ao princípio têm tendência a desaparecer não se percebe porquê, mas depois entra nos eixos. Um medidor de carga é indispensável.
        P.S.2 – Enquanto é preciso um carregador para cada bateria – cheguei a contar 9 carregadores diferentes uma vez que fui de férias, as pilhas AA e AAA são standard, um carregador dá para todas.
        PS 3 – O Mac avisa quando as pilhas do rato estão fracas. Francamente, se o rato tem pilhas ou tem bateria é para o lado que durmo melhor.
        P.S.4 – Referi-me ao Bluetooth BLE como uma questão secundária, na mesma linha – mas também porque considero mais importante que, se conseguirem, o Magic Mouse tenha “force touch” – aí é que era 🙂

    • flavio says:

      tu es mesmo um fanboy. eu adoro os produtos apple mas obviamente que bateria num rato e teclado é muito melhor do que pilhas, 1 as pilhas nao sao nada saudaveis ao ambiente e tens que as substituir, 2 se usares recarregaveis entao tens que comprar a parte e o carregador, ha e dois pares pra cada dispositivo, ou entao nao os usas durante a carga. 3 as pilhas teem menos autonomia e menos duraçao de vida que bateria. queres mais motivos??? e o facto te usar bluetooth LE tambem é bom poque se poupa energia. muito ou pouco poupa se. se a tecnologia existe entao acho bem que esteja a merce de se utilizar

      • Marco says:

        1, as pilhas são baterias
        2, as baterias tem mais carga pq n são standard (carregadores tal e coisa) e ai podem aumentar a capacidade das baterias.
        3, as pilhas tem menos tempo de vida pq tem mais ciclos de carregamento.

    • Carlos says:

      ” Não dá jeito escrever num teclado e andar a dar toques no ecrã.”

      Dizes isso porque a Apple ainda não tem touch screens nos Macs e por isso nunca trabalhaste com um computador assim.

      Mas não te preocupes, quando a Apple passar a instalar touch screens nos Macs, vais ver como dá jeito.

  2. Pll says:

    Claro bateria e sempre melhor, depois quando for preciso trocar não há cá pilhas do supermercado tem de largar a nota na Apple.

    • JBM says:

      e achas que vai ser preciso trocar de bateria dum dispositivo que dura semanas? Basta que aguente 500 ciclos de carga para que a bateria dure mais de 15 anos à vontade!

      • Carlos says:

        O problema da bateria em vez das pilhas nem é esse, porque nestes dispositivos a bateria dura meses, o que quer dizer que a vida útil da bateria é muito maior que a do dispositivo em si.
        O problema é não poderes carregar a bateria e usar o dispositivo ao mesmo tempo. Se for com pilhas, trocas as pilhas em 30 segundos e já está pronto a usar.

        • JBM says:

          Tens a certeza disso? E que tal carregar a bateria do rato ou teclado por um cabo USB? Tornam-se por breves momentos dispositivos com fios, mas funcionam à vontade enquanto carregam, nem perdes 30 segundos, nem tens que andar preocupado se tens pilhas carregadas para substituir.
          Ou então implementar carregamento sem fios, embora neste caso requeira alguns extras se for bem implementado permite manter os dispositivos sempre carregados.

          • Marco says:

            tens de ver este topico dentro da filosofia apple, e neste momento a filosofia é usar o menos fios possíveis (ver a apresentação do novo macbook) , logo esse presunção de ter um cabo ligado ao rato para carregar cai por terra. Se não cair então é um grande contra-censo no que vêem apregoar.

          • Marco says:

            cheira-me mais depressa que vao vender uma base de carregamento, ou um carregador, se reparares nas imagens fala em pack.

          • JBM says:

            o desenho não mostra a abertura que existe no rato actual para que se retire/troque a bateria.
            Battery pack deve significar que a bateria usa mais do que uma célula, o que não diz nada sobre se dá para trocar, carregar com fios ou sem fios.

          • JBM says:

            o novo macbook usa fios para carregar, o iPhone usa fios para carregar, o iPad usa fios para carregar, etc; não vejo onde é que isso faz cair por terra o carregamento com fios.
            Até o Apple Watch que tem o que se pode chamar carregamento sem fios, não disfarça estar ligado a um fio para carregar.

          • Marco says:

            @jbm: vai carregar o rato ligado a onde mesmo? ao pc? se sim e tendo em conta que o mabook so tem uma porta… se n tiveres bateria nos dois qual carregas? Ligas a um carregador e continuas a trabalhar?
            Eu sei que as vezes és meio troll, mas porra trocar um sistema que é só trocar pilhas e já está por um que é andar com mais um cabo atrás… qd eles querem acabar com os fios. Falas que o macbook/ipad/iphone tem de usar fios para carregar, boa mike, nivel troll conseguido. queres que te envie o badge? Acho graça como não falaste no mac pro ou no imac que tb usam fios para estarem ligados à tomada.

          • JBM says:

            Marco, menos nomes se faz favor. Se te faltam argumentos não abuses.
            Vens com a ideia abstracta que a Apple não quer ver ponta de fios em lado nenhum, mas o facto é que a Apple os usa para tudo o que tem a ver com carregamentos dos seus dispositivos, e agora até parece que nenhum vai permitir trocar de bateria.
            O MacBook está pensado para usar um hub para ligar a tudo o resto – monitor, corrente, periféricos como discos externos, etc… Ou não reparaste nisso? São coisas que a Apple vende como acessório para o Macbook, com as pessoas a preparam-se para o uso que querem dar aos aparelhos. E a tua invocação de problemas ou ideias por causa das portas do MacBook também deita por terra a ideia que defendes de carregamento sem fios (talvez pior), ou o uso de tantos ratos com fios. E muito sinceramente a Apple pensou no trackpad do Macbook para as pessoas não terem que usar ratos.
            E explica como é que andar com pilhas e um carregador de pilhas atrás é mais prático do que ligar um cabo de tempos a tempos?

          • Marco says:

            @jbm: usa para tudo não, os rato sem fios e teclados sem fios não usam fios para os carregares. estamos a discutir acessórios, não estávamos a discutir portáteis nem iPad nem iPhone. Qd introduzi o macbook na conversa era para teres uma ideia de qual é a filosofia que a Apple está a tomar no portáteis, portas reduzidas ao mínimo, e portabilidade máxima, e não o macbook não está preparado para ligar ao hub, ouve bem as palavras do Phil Schiller, a aquando da apresentação do Macbook, ele vai contra esse conceito, quer que seja portátil ao máximo e que n andes com fios atrás.

            “O novo MacBook foi pensado para um mundo cada vez mais wireless. Com o software Apple, que usa as últimas tecnologias Wi‑Fi e Bluetooth, pode fazer quase tudo sem fios. Esteja onde estiver, pode ligar o portátil à internet, transferir ficheiros, organizar fotografias, ouvir música e muito mais.” – Retirado da página do macbook.

            Se me excedi, peço desculpas.

          • JBM says:

            E continuas a misturar uso com carregamento! Todos os aparelhos da Apple acabam ligados a um cabo para carregar por algum tempo, e agora olhando para os esquemas os próximos rato e teclado nem devem permitir trocar de bateria – isto sim é que é uma política comum e conhecida da Apple. O que implica que ou carrega por fio ou sem fios. E sem fios nessas tuas ideias filosóficas sobre o MacBook é ainda pior, pois obriga a extras mais volumosos para transportar com o Macbook, mantendo na mesma fios para ligar à tomada, que engraçado. Por isso decide-te sobre se queres usar o Macbook como prova de alguma coisa sobre carregamentos sem fios dum rato!
            E queres ver que a Apple anda a fabricar coisas que não sabe!?
            A porta USB-C está lá para ligar à corrente, a monitores, e a periféricos que necessitem. A Apple fabrica um “Hub” para poder usar tudo ao mesmo tempo caso seja preciso. Se não sabias ficas a saber. E repito, se queres ir por filosofias, se há coisa que se pretende com um portátil é nem sequer usar um rato, mas usar o trackpad que a Apple fez evoluir bastante no MacBook. Não é certamente em ratos que a Apple está a pensar na sua filosofia do MacBook!

          • JBM says:

            Nem é para o Macbook que anda a desenhar ratos!

  3. HSP says:

    O departamento de ergonomia, devia estar de folga quando desenharam o rato.

    • Daniel says:

      É a versão original do “you’re holding it wrong!” 😛

    • JBM says:

      Nunca tive problemas com a ergonomia do rato. Ele é para ser usado também como trackpad e tem o formato adequado para o efeito, levando as pessoas a usar com o pulso apoiado, que é a postura aconselhada para o uso de qualquer rato.
      O meu único problema é com a superfície da base do rato que tem mais atrito.

    • Marco says:

      se tu soubesses que o rato é um produto inacabado… Conta a lenda que o SJ andava à procura de um rato novo e que todos os ratos que lhe foram apresentados foram rejeitados, até que passou por um mockup e disse que o rato tinha de ser assim sem botões, ainda lhe explicaram que aquilo n estava acabado, mas ele n quis saber.

    • Kruskal says:

      Podes comprar um fantástico acessório no ebay que torna aquilo quase aceitável 😀

  4. Dc says:

    Magic Mouse é horrível! Espero que venha algo de jeito desta vez.

    • Waffen SS says:

      Então explica porque é horrível, estou curioso por ouvir críticas construtivas!

      • Baptista Batos says:

        Sabes como é, está habituado aos ratos “normais”, experimentou um diferente = é horrível…

        Mentes fechadas, é assim…

        Depois do magic mouse, não quero outro rato, é muito mais confortável, quando aprendemos a usa-lo, com a palma da mão em posição natural (quase esticada).

        • Vlad says:

          Estás a ser sarcástico, só pode. É que a posição natural da mão quando esta está na horizontal com a palma virada para baixo nem sequer próximo é de ser quase esticada? A curvatura da mão neste caso é maior do que a curvatura da grande maioria dos ratos. Mas experimenta um rato como o Logitech MX Master e depois compara com o Magic Mouse.

          E é normal alguém que está habituado ao conforto de um rato ergonómico e detestar o Magic Mouse, não tem nada a ver com mentes fechadas. Foi o que me aconteceu a mim. Quando comprei o meu Magic Mouse utilizava o meu velhinho Logitech MX Revolution. É caso para dizer que detestei o Magic Mouse. O facto de ter touch não foi o suficiente para compensar a perda de conforto. Este acabou encostada num canto, e nesse canto lá se encontra desde então.

          • FG says:

            Não, não é, é esticada.

            Não curvas as mãos, daí a diferença para os outros raros.

          • Kruskal says:

            FG, és troll? A posição da mão em repouso é esticada?! Não sei o que é que este pessoal anda a fumar…

          • Mikes says:

            Esse MX Master deve ser brutal, pena o preço não ser para a minha carteira.

          • Vlad says:

            @FG

            WTH! Acho que acabei de dizer que a mão em repouso tem uma curvatura maior que grande parte dos ratos, quanto mais o da Apple. Mas pronto, se achas que um rato baixinho com arestas bem definidas é ergonómico e confortável, bom para ti. Mas deve ser por isso que existem toneladas de acessórios à venda para tornar o Magic Mouse mais confortável.

      • Kruskal says:

        Por exemplo a ergonomia… Sinto que usando-o 10min seguidos desenvolvia logo o síndrome do túnel cárpico.

        • Miguel says:

          Que estranho… Farto-me de usar e nunca tive problemas nenhuns e olha que sou capaz de o usar bastante tempo, trabalho com música e o rato é sem dúvida uma coisa imprescindível…

          • Kruskal says:

            Pesquisa por “Magic Mouse ergonomics” e veràs como é um problema generalizado. Experimenta outros, p.ex da logitech e vais compreender depressa a diferença 😉

          • Miguel says:

            Não irei pesquisar na Internet até porque não me interessa. Maior parte das coisas que por aí existem são uma verdadeira mentira e, além do mais, só posso dizer se é um produto que se adapta bem a mim ou não se o experimentar (o que é o caso até porque tenho um).

        • Baptista Batos says:

          Isso é o que acontece nos ratos normais, e que evitaram no desenho desse rato.

    • FM says:

      Só o touch daquilo, come os outros ratos todos C:

  5. Kruskal says:

    Ainda não encontrei um substituto à altura do meu velhinho logitech MX…
    Quanto a teclado, mecânico ou nada…
    Estes brinquedos bonitinhos são bons mas é para enfeitar a prateleira.

    • JBM says:

      O teclado da Apple é tão mecânico como os outros!

      • Daniel says:

        Algo me diz que não sabes o que é um teclado mecânico e qual a diferença para um teclado de membrana…

        • JBM says:

          Algo me diz que nunca pegaste no teclado da Apple, não tem nada a ver com teclado de membrana!

          • Daniel says:

            E continuas a demonstrar a tua ignorância, é um teclado de membrana, se a Apple teve algum teclado mecânico foi aos anos, quando ainda era normal vê-los, antes dos membrana surgirem. Logo, garantidamente não tem absolutamente nada a ver com um teclado mecânico então só poder ter a ver com um teclado de membrana. Pode até ser melhorzito que um de budget membrana, mas continua a ser um membrana, com todos as desvantagens deste e nenhuma das vantagens (o ser muitíssimo mais barato que um mecânico). Esclarecido?

          • Kruskal says:

            Lol! Ironia ou ignorância?

          • Kruskal says:

            É um teclado de membrana, mas não tem nada a ver… Bebe menos champomy!

          • JBM says:

            O teclado da Apple não é de membrana, é um teclado “scissor-switch”

          • Vlad says:

            @JBM
            Lol, outro que não sabe o que fala.

            https://pt.ifixit.com/Teardown/Apple+Wireless+Keyboard+%28A1255%29+Teardown/5239

            Vê o teardown do teclado que dá para ver claramente que é de membrana e em vez de mecânico como tu pensas.

          • Kruskal says:

            Era ignorância mesmo… 😐
            Pesquisa um bocado sobre o assunto e e sobre teclados de verdade, porque chicletes são para a boca e não para os dedos.

          • JBM says:

            pesquisa um pouco sobre o mecanismo do scissor-switch, e como isso tem um efeito mecânico e não é considerado um teclado de membrana.

          • Vlad says:

            @JBM
            Pelos visto tu é que tens que pesquisar o que é o um scissor-switch. As únicas diferenças entre os teclados scissor-switch e um normal está no mecanismo que segura a tecla (este tipo de sistema é usado em várias aplicações, como por exemplo numa simples tábua de passar a ferro, e chamasse mecanismo de tesoura, daí o nome) e o facto de cada tecla ter uma cúpula de borracha individual (os tradicionais as cúpulas estão todas juntas numa só placa). A forma como é efectuado o contacto em ambos é idêntica, a cúpula quando desce puxa as membranas que se encontram em baixo desta de forma a tocarem-se, fechando o circuito. E não, não é considerado um teclado de membrana, mas sim um teclado de membrana híbrido, tal como os restantes teclados à venda também não são de membrana mas sim de dome switch. Os teclados de membrana é quando a própria tecla possui um elemento condutor responsável por fechar o circuito. Ao contrário destes teclados, os mecânicos utilizam interruptores mecânicos em cada uma das suas teclas.

        • Baptista Batos says:

          O teclado da apple não é de membrana. É mecanismo de tesoura, e recentemente, borboleta.

          Deves pensar que a Apple é como as outras fabricantes que é ao mais barato possível…

          • Vlad says:

            http://deskthority.net/wiki/Scissor_switch

            Mais uma vez não é um teclado mecânico. O sistema de tesoura refere-se ao mecanismo que segura a tecla na sua posição. O contacto continua a ser efectuado usando uma cúpula de borracha tal como qualquer outro teclado de membrana. Isto difere dos teclados mecânicos que usam um interruptor mecânico para cada tecla.

          • Kruskal says:

            Sabes la do que falas!
            Será assim tão difícil? http://bfy.tw/1Klm

          • FG says:

            Lol, eles dizem que não é, depois provam que é um mecanismo de tesoura…

            Se tem uma mola, ou é uma borracha, qualmé a diferença?

            O que interessa, é que tem o mecanismo que dá o feedback e a estabilidade…

          • Vlad says:

            @FG
            Fogo que estou a ver que meter algo no teu cérebro é um desafio. Um teclado mecânico, é mecânico não porque usa uma mola para retornar a tecla à sua posição inicial, mas porque o interruptor é mecânico em vez de serem duas membranas a tocarem-se.

            O sistema scissor-switch já é utilizado em computadores há bastante tempo, e a Apple não foi a primeira a usar nos portáteis, nem em teclados de desktop. As razões pela qual este tipo de teclados são raros em desktops, quando comparado com os dome-switch, são um custo mais elevado e fornecem um feedback inferior. As únicas vantagens é um perfil bem mais estreito (por isso é que este sistema é usado quase exclusivamente nos portáteis) e é mais silencioso.

            Eu ainda utilizo um Model M da IBM na minha empresa para programar e a não ser que apareça algo melhor não o irei trocar. Em casa utilizo um teclado com interruptores da Cherry. Acredita que o feedback de um teclado mecânico é consideravelmente melhor que um dome/scissor-switch.

  6. Jonny says:

    Eu uso o magic mouse e gosto muito. Acho-o ergonómico, preciso e com o Magic Prefs até dá para o cad (a questão da rodinha do scroll é importante para zoom em cad). Como peça é lindíssima, não tem fios, emparelha perfeitamente e as pilhas duram e duram…

  7. 1berto says:

    Magic mouse é dos piores produtos da apple, lol.

    Eu não tenho nenhum mac, mas uma vez queria um rato e ofereceram-me um porque quem tinha esse mac não o usava, e basicamente tive de comprar na mesma um rato porque aquilo é muito mau… Duvido que grande parte dos utilizadores mac usem aquilo.

  8. Fernando says:

    O rato e teclado da Apple basicamente foram uma importação da reduzida agilidade e funcionalidade do rato e teclado dos portáteis para o mundo desktop. Não me convencem que é tão prático o “touch” do rato apple quanto a tradicional “rodinha” dos outros ratos…ou ate as próprias teclas. Não troco o conforto do meu rato gaming por nada que se pareça com aquilo.

    • JBM says:

      O Touch é mais prático e funcional que a rodinha. A única vantagem da rodinha é o feedback mecânico, porque de resto o touch permite mais em termos de scroll e funcionalidades extra usando gestos.

      • Fernando says:

        Para algumas funcionalidades extra uso os botões extra do rato gaming. Como o fio não me atrapalha, também não tenho a procupação de poder ficar sem carga nas pilhas/bateria. Mas como em qualquer equipamento, fica ao gosto de cada um.

      • Kruskal says:

        O touch imita um rato de verdade… prefiro sempre o original as imitações.

        • JBM says:

          conheces algum rato que permita fazer o que o Touch do Magic Mouse faz, tirando outros ratos que entretanto apareceram com Touch? Se faz mais como é que é imitação?
          Já alguma vez usaste o rato da Apple?

          • Marco says:

            Não me perguntaste a mim, mas respondo-te já: considero-o mau, fico com dores na mão pela falta de apoio que dá, não é natural, o touch é uma mais valia que se perde nas dores que ganhei na mão. Ergonomicamente é mau. Aquilo é uma tentativa de teres 2 em 1.

          • Kruskal says:

            O Marco já te te respondeu. Acrescento só que me faz lembrar aquelas geringonças da d-mail ou das televendas, não conheço nada que faça aquelas coisas todas, mas daí a serem boas ou úteis…

          • JBM says:

            resumindo, nunca usaste!
            O Marco diz que tem problemas com a ergonomia, mas até reconhece que o Touch tem mais valias. Mas muitos dizem que não têm qualquer problema e aproveitam tudo isso.

    • Baptista Batos says:

      LOL…

      Coitado, ainda usa “rodinha”… troc-troc-troc… 😀

  9. Mikes says:

    O magic mouse, aka sabonete, é muito giro mas como pisa papéis.
    Tenho o meu na gaveta e estou a usar um normal.
    O magic mouse é muito bom para navegar na Net, para usar o OSx e pouco mais.
    É péssimo para trabalhar. Pouco ergonómico (é demasiado baixo), é difícil de controlar em software onde precisamos de precisão.
    Leva duas pilhas que se gastam tão rápido como o meu da Microsoft wireless que só leva uma pilha.
    Resumindo: demasiado caro para o que vale… é giro, bonito pisa-papéis e nada mais que isso.
    O teclado é melhor que o rato, mas por 60€ arranja-se bem melhores.
    Estes fatos e teclados são o exemplo do que é a Apple, peças bonitas e mais nada que isso.

    • Marco says:

      o teclado até gosto, não precisei de tempo de adaptação está tudo no mesmo sitio do keyboard do portátil, não é mais uns cm à esquerdo ou à direita é no sitio.

  10. Dexter says:

    Um colega usou o Magic Mouse por algum tempo com seu iMac. Disse que era desconfortável, causava-lhe dores nos ombros e a sensação de usar esse rato era como “arrastar uma chinela com a mão”. LOL 😀 Acabou voltando ao mouse/rato tradicional.

  11. piri_vm says:

    Há mesmo cegos e defendem tudo mesmo sem razão.
    O teclado e o rato da Mac é bonito e funcional para algum tempo e/ou utilizador causal.
    Não se pode comprar com ratos e teclados profissionais ou gamers.

  12. piri_vm says:

    Boa notícia ser bateria, vai tornar o rato mais leve e com mais “autonomia”. Devia de haver a opção com carregamento wireless, e a dock ser a base do “monitor” (como vimos a pouco um da Samsung). E se tiver forcetouch também será uma boa novidade. Veremos.

  13. Sergio J says:

    O teclado deve ser a actualização para o mecanismo da borboleta.

    As baterias duram bem mais que pilhas recarregáveis. Tem o inconveniente do carrregamento, mas não sabemos como a Apple o irá implementar. Poderá ser por cabo (já tive um assim), poderá ser carregamento sem fios com um tapete ou uma dock (muito pouco provável). Até podia ser um mecanismo que usasse o mover do rato ou o oscilar das teclas para carregar. No fundo não sabemos e assim não podemos dizer se é melhor ou pior se não sabemos como vão implementar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.