Quantcast
PplWare Mobile

Mac Studio: O novo computador da Apple é um “monstro” potentíssimo

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. cat says:

    Performance IPC e FP do CPU ? E … corre o Crysis a quantos FPS ? E … e muito mais … XD

  2. AJ says:

    Se isto é um monstro imagino o meu Ryzen 9 5900X, GTX 3080, 32GB RAM, etc… com um SO optimizado para ele… e quem diz este fala também de qualquer PC com Intel i9 e/ou gráfica de topo da AMD RX 6800 XT ou 6900 XT… imaginemos um SO só para hardware com estas características…

    • Otioobvio says:

      Uma GTX 3080? Isso deve ser uma gráfica nova…

      E referes-te ao Windows, o SO “optimizado” para esse hardware?! O Windows é um SO generalista feito para x86 (geral) e até ARM (corre de modo não oficial num Apple M1).

      Mas o “teu” PC só de CPU e GPU “puxam” 550W, imagina o sistema completo lolol bom aquecimento tens… já para não falar do espaço ocupado.

      Um Mac no geral é para quem precisa dele:
      – estilo
      – baixo consumo para performance
      – altíssima performance em edição multimédia e programação
      – para quem as suas apps corram no Mac OS

      Assim que se gostas de tunning, jogos e dizer que tens os mais altos benchmark ou que as tuas apps só correm em Windows, então esses sistemas são a opção;
      Se queres estilo e muita performance em multimédia com baixo ruído, consumo e as melhores apps, então Apple.

    • sómaisum says:

      Para que imaginar? Uso os dois SOs, tendo-me virado mais para Win ultimamente (linux apenas ferramentas especificas, nao conta no meu caso), principalmente porque custo/performance continua a ser melhor… Tu apenas comparaste performance, o que sim, é uma vertente, mas, e eficiencia? (para já apenas curto prazo, resta saber a longo prazo). Mas, nunca vais ter um SO APENAS optimizado para o “teu” hardware, até porque, o teu hardware, por exemplo, tens 500 variantes de gpu (para o mesmo chip/modelo) e mesmo para RAM, e até para Mobo… Não compares alhos, e bugalhos, porque nao vale a pena.
      mas, continuo a preferir os ultimos ryzen a intel, sem duvida, mas, tendo um M1 em casa (é de trabalho) o rendimento daquilo para o aque aquece (nem falo no consumo) é abismável…^
      dar crédito onde ele é merecido

    • Tadeu says:

      Será que fazes ideia do que é que o M1 Ultra pode representar em termos de performance face a um 5900X?

    • Carlos Natario says:

      Ate ficas surdo com o teu monstro a refrigerar

  3. Há cada gajo says:

    Como sempre, a Apple surpreende!…

  4. Ricardo says:

    E o monitor ainda é 60hz? E o Windows? Pois…

  5. Ze says:

    Boas specs mas depois com esse SO vergonhoso podem ficar com isso.

  6. aaa says:

    “Com o Mac Studio pode criar o estúdio dos seus sonhos graças a 12 portas de alto desempenho, comodamente localizadas à frente e atrás. Ligue e desligue com facilidade a sua câmara fotográfica, um disco externo ou outros dispositivos na parte da frente. ”

    publicidade?

    • CD says:

      Não vejo onde é que nessa frase se aplique a ideia de publicidade, apenas uma descrição do que poderá ser feito com este equipamento e algumas das suas características. Tenho um palpite que é mais um que quando veio ler o artigo já vinha com a ideia formada de que teria que comentar alguma coisa de negativo e não ocorreu melhor. E já agora a ideia de ser contra a publicidade é porquê mesmo? Não sendo enganosa, não vejo qualquer problema na publicidade, seja ela de que tipo for.

    • sdfg says:

      estamos a falar de uma porta de 230v de alto desempenho.. ou será que e o jack 3.5mm de alto desempenho ahahah

  7. joao says:

    suponho que se avariar alguma peça não dê para substituir ou fazer upgrade…

    • nitrofurano says:

      aí é que está a imensa oportunidade dos fabricantes de “pc” substituirem a arquitectura amd64 (x86-64) por arm – a Apple na verdade o que está a fazer é abrir terreno, cpu risc é o futuro (seja arm, sparc, mips, powerpc…) – cpu risc vão desaparecer todos (e não venham com aquela treta que os cpus intel vem com risc dentro – se isso prestasse e se assim fosse, porquê não podemos aceder às operações risc directamente, e porquê o desempenho e consumo dos chips intel são a desgraça que são?)

  8. nitrofurano says:

    como parece que já conseguiram rodar gnu/linux em cpus arm “m1” (mac mini e macbook air), fico curioso de conseguirem no mac studio também, e partilharem para nós o que “cat /proc/cpuinfo | grep bogomips” diz – no meu velho (2011) macbook air que estou a usar agora, um i5 com 4 núcleos, mostra “bogomips:3392.47” 4 vezes (ubuntu 21.10 amd64)

  9. IUR says:

    Se não rodar o elifoot, não presta 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.