iPhone 8: Produção de teste já começou… com o Touch ID no ecrã


Destaques PPLWARE

136 Respostas

  1. Miguel says:

    É mais importante saber se continua sem audiojack… isso sim faz mais falta.

    • Helder says:

      Não, não faz falta nenhuma.

      • Vlad says:

        Faz sim senhora. Por alguma razão os equipamentos headsets de topo fazem uso de um audio jack e não de bluetooth.

        • Helder says:

          Não, não faz.

          E o iPhone vem com um DAC na caixa se quiseres usar esses headsets.

          Mas se levas isso mesmo a sério, já usavas um DAC externo e sim.

          • Vlad says:

            Talvez na tua mente de fanático, torno a perguntar porque razão todos os headsets de topo fazem uso de uma ficha stereo em vez de lightning, USB-C, Bluetooth,…

            O adaptador que mencionas impede-te de fazer uso de um headset enquanto carregas o telemóvel. É o DAC incluído é bastante inferior ao do 6S.

            Eu uso um DAC no meu computador. Não uso no smartphone porque não é conveniente ter que andar com um. Mas se eu usasse o meu iPhone 7 como o leitor de música até poderia pensar utilizar um pois comparado com o meu outro smartphone, o Xperia XZ Premium, o DAC do primeiro é simplesmente mediano.

          • Helder says:

            Eu, mais quantos milhões de “fanáticos”?

            http://9to5mac.com/2017/07/25/iphone-7-cirp/

            Tudo fanáticos!

        • Bruno says:

          Existem headsets de topo que fazem uso da porta lightning, para além de qu o iPhone tem como ligar qualquer headset à sua porta lightning. Ter um jack incorporado na estrutura equipamento não é propriamente algo de essencial para ouvir música.

      • Miguel says:

        Faz, e MUITA.

        • Helder says:

          Faz a quem?

          Aos que não vão comprar iPhone e não?

          O cliente Apple não é como o resto.

          Já se viu quando a Apple tirou as disquetes do iMac, todos a dizerem mal, foi um ENORME sucesso que salvou a marca da falência depois de inúmeros produtos a tentar agradar a todos…

          • Toder says:

            Comparar disquetes com audio jack é como comparar alhos com bugalhos, pois nao ha nada que substitui o jack, sim o bluetooth mas ainda não esta la. Então mas do a apple removeu o jack? Lol es mesmo fanboys, Samsung, htc etc também removeram e ve-se agora a Samsung a mudar atras e trazer o jack de volta, nunca devia ter ido

          • Helder says:

            O Bluetooth “não está lá” para os telemóveis android.

            No iPhone funciona bem e recomenda-se.

          • Belmiro says:

            “O Bluetooth “não está lá” para os telemóveis android”

            Não sei que Android andas a experimentar mas não é deste planeta. A maioria dos Android de metade do preço do iPhone tem AptX para som, suportam os últimos standard e transitam de Bluetooth a Wifi directo automaticamente em envio de ficheiros. Coisa que o iPhone nem permite e geralmente envolve acesso à internet.

            Mas como nem conheces Android de topo nem vale a pena a tua opinião.

          • Edgar says:

            Uma das cenas q me impede comprar o iphone 7 e mesmo a falta da entrada do jack 3.5

          • Wooden says:

            Helder, fala por ti, não pelo resto do pessoal que compra e gosta dos produtos Apple. Por enquanto ter jack é uma mais valia.

            Nos ultimos meses a Apple “inventou/inovou” ainda mais no capitulo dos conectores… é simplesmente uma dor de cabeça!!!

            Estou a escrever dum MBP que só tem portas USB-C… então tenho de andar com adaptadores USB-C para USB para conectar qualquer coisa. Podes dizer… ah, mas há o cabo USB-C para lightning… pois há, e depois quando viajo em trabalho tenho 2 cabos, um para o Mac e outro para o carregador do carro. (A ver se não me esqueço de encomendar um organizador de adaptadores)

            Voltando ao iPhone, o jack não é necessário, para ligares o jack no iPhne 7 podes ter mais um adaptador. Moral da história… entramos a era dos adaptadores! Thanks Apple

          • Bruno says:

            @ Belmiro, a transferência de ficheiros entre iPhones usa bluetooth para descoberta e emparelhamento inicial para a transferência por WiFi, automaticamente.
            O AptX é apenas um conjunto de codecs, não te torna a ligação bluetooth aos auscultadores mais fiável.

      • Zéi says:

        Isto é só pessoal esperto que pensa que sabe mais que a Apple.
        Se não tem é obvio que não faz falta nenhuma.

    • eachtime says:

      isso é garantido

    • Vítor M. says:

      Pode fazer para uns sim, mas o mercado tem de andar para a frente. Com o bluetooth 5 espera-se que comecem a ser colocadas no mercado unidades sem fio de auscultadores das grandes marcas. Bom som, boa autonomia e liberdade de movimentos. Penso que não tem volta e o caminho será mesmo por aí.

      • Miguel says:

        O caminho é ditado pelos consumidores, não pelos avanços tecnológicos…

        • Vítor M. says:

          Não, é obviamente pelos avanços, tanto é que a porta USB-C será a que no futuro próximo servirá em todos os smartphones o som e nessa altura tu também terás de usar e esquecer a porta jack 3.5 mm.

          Assim como pode no iPhone 8 ser já essa porta a servir os utilizadores Apple e no futuro a Apple uniformizará todos os seus dispositivos, visto ser esta porta, finalmente, uma porta que serve as pretensões da Apple.

          • Francisco Pinto says:

            Tira o cavalinho da chuva o iPhone 8 não vai ter usb-c, nem o 9 nem o 10 e se é que alguma vez vira a ter…

          • Vítor M. says:

            Porquê? Não há dispositivos Apple com portas USB-C?

          • Bruno says:

            O que tem sido dito é que o iPhone 8 não vai usar uma porta USB-c, vai continuar a ser lightning, que será electricamente compatível com as normas de carregamento associadas ao USB-c.

          • Francisco Pinto says:

            E?? A Apple a décadas que tem dispositivos com USB , nunca chegaram aos iOS devices!
            Ter uma porta diferente faz parte da estratégia de control da plataforma!

          • Vítor M. says:

            Não só mas também.

          • Martins says:

            Uma coisa é o fio outra é radiaçao na cabeça. Liberdade de movimentos, que nubca foi problema, em troca de radiaçao na cabeça. Modernices.
            O tabaco antes nao fazia mal e o amianto até era conhecido como o ouro branco… Modernices…

      • Vlad says:

        Andar para a frente implica substituir um interface por outro superior. Infelizmente isso não se passa com a remoção do audiojack. A única vantagem do bluetooth é a conveniência. Ou seja, remover um conector que produz resultados superiores não é andar para a frente.

        • Vítor M. says:

          Espera lá, mas há alternativas, porque a Apple inclui um auscultador com lightning, que é superior ao jack 3.5mm.

          Por isso tens duas alternativas e ambas com vantagens. Alias, outras marcas estão a seguir os passos da Apple e todas elas nos próximos anos assim o farão e o USB-C será igualmente a porta de áudio.

          • Vlad says:

            “Apple inclui um auscultador com lightning, que é superior ao jack 3.5mm” lamento mas é uma valente mentira. O auscultador lightning possuí um dac para traduzir o sinal digital para o analógico, quando o dac antigamente se encontrava no próprio smartphone. Portanto o conector lightning para áudio não é em nada superior ao conector stereo. Tem aliás a desvantagem de ser mais frágil, compatível apenas com produtos Apple, e mais caro pois tens que introduzir um circuito para a tradução do sinal.

            E não são as outras marcas que estão a seguir o caminho da Apple, mas sim ao contrário, pois smartphones sem ficha stereo com USB-C já existiam antes da Apple remover o seu.

          • Vítor M. says:

            Isso não é verdade, estás a vender a banha da cobra. Usando um conector Lightning, os fabricantes de auscultadores podem usar o seu próprio processador de sinal digital de alta qualidade – digital-to-analog converter (DAC), e amplificar o sinal por forma a obter um som mais profundo e poderoso.

            Os auscultadores tradicionais, que recorrem aos jack 3,5 mm tęm de suportar o que o iPhone lhes tem para oferecer com o seu próprio DAC, logo, não traz qualquer vantagem como referes.

            Mas há mais vantagens, é estranho dizeres estas asneiras sem consultares pelo menos alguma documentação.

            Quanto ao resto, voltas a dizer disparates, quando a Apple patenteou a porta Lightning foi pioneira. Quando a introduziu já esta tinha as funcionalidades que hoje apresenta.

          • Vlad says:

            A hipótese de ligar um DAC externo já existia antes do conector lightning. Ou seja a Apple removeu uma opção, pronto. É sim, nós sabemos como os fabricantes de material específico da Apple utiliza material de topo. Por alguma razão o DAC incluido no adaptador fornecido é medíocre. Olhamos para os headphones de topo é utilizam, surpresa, um Jack stereo.

            Quanto á Apple até compreendo pois o DAC incorporado no iPhone 6S para trás era mediano. As vantagens são da compatibilidade e durabilidade e preço. Para não falar que carregar o telemóvel e ouvir música não é permitido nesta solução sem teres que recorrer a mais um adaptador.

            Mas que vantagens falas tu? Pois dizes que tem vantagens e depois pedes para consultar.

            A hipótese de se usar um DAC externo existe antes do conector lightning.

          • Vítor M. says:

            Afinal estás a dar-me razão… então porque não foste logo consultar a informação antes de dizeres disparates no primeiro comentário que falaste do DAC? Foi só dizer mal da Apple?

            Mas sabes porque me dás razão? Porque referi a verdade, que há melhores processadores de sinal digital de terceiros. E só por isso, porque alguém fez melhor que a Apple (o que é verdade em tantas coisas) tu consegues dar-me razão 😀 logo por aí se vê que não estás a ser racional, apenas és um hater, tudo o que for contra a Apple, para ti é o que é válido 😉 deixa-te disso…

            Temos de ser racionais e ser objectivos quando analisamos o mercado. Quando a Apple é melhor temos de dizer que é melhor mas quando não é temos de dizer que não o é e é assim que temos de estar neste mundo da tecnologia… mas doa a quem doer meu caro. Desta forma estás a informar com qualidade e isenção, mesmo que seja contra a tua vontade, gosto, opinião. Mas é a realidade dos factos 😉

          • Vlad says:

            Mas eu em algum momento disse que não era possível ligar um DAC externo antes da Apple remover o seu? Parece-me a mim que estás a utilizar a falácia lógica do espantalho.

            Não, não sou um hater da Apple, possuo todos as gerações do iPhones desde o original até ao 7 (excluindo o SE e o 5C), bem como vários ipads e já tive vários MacBook e iMac. Até porque a Apple não foi a primeira a ter a ideia idiotica de remover o conector stereo.

            O restante do texto não apresentasse facto nenhum, apenas a tua ideia repetida ad nauseum sem a fundamentares. Mas pronto estou a ver o mercado profissional de estúdio a abandonar os seus headsets por uns com conector USB-C ou lightning.

          • Vítor M. says:

            Ponto… lá vem a conversa de que “não sou um hater porque tenho isto e aquilo da Apple”…. que sabemos que não é de todo verdade, mas enfim. E depois para fugires ao assunto vais desenterrar um assunto já várias vezes falado das portas USC-C nos Macbooks Pro 2016 e nem o consegues enquadrar na conversa. Está bem…

        • Bruno says:

          O erro é assumires que há uma substituição directa do jack por bluetooth, quando o iPhone disponibiliza também outra forma para ligar auscultadores ao aparelho, que permite resultados superiores.

        • just a normal guy says:

          tambem nao concordo contigo,eu prefiro andar com mais um adaptador no bolso do que ter uma entreda sempre disponivel para audio.acho muito mais logico ate porque se perco o adaptador fico apeado… lolol mas pronto se perder depois compro uns phones bluetooth ,que para terem qualidade decente só acima dos 100euros.mas como o telemovel é barato compensa sempre o investimento nuns grandes phones.

      • Freaka says:

        E o consumo? Ou com o Bluetooth 5 também se espera uma optimização dos consumos das ligações Wireless?
        O mercado tem de andar para a frente, mas os produtos também…e as baterias, ainda mais.

      • Dani says:

        “espera-se que comecem a ser colocadas no mercado”. Se já houvesse mercado para acompanhar esta mudança faria sentido remover o jack, caso contrário não faz qualquer sentido. Não conheço ninguém com iPhone 7 que ache boa esta decisão (isto já para não falar na fragilidade do adaptador e dos phones que acompanham o iPhone).

        • Vítor M. says:

          E não há? Há muitos (e muito bons), mas o preço é que ainda não é grande coisa. Contudo, como é normal, havendo mais oferta o preço baixa e é isso que vai acontecer, não tenhas dúvidas.

          Em 2018 iremos ver muitas das grandes marcas a colocar no mercado ofertas sem fios dos seus produtos de som a preços competitivos.

        • Daniel says:

          Olá, chamo-me Daniel. Já conheces uma pessoa.
          Comprei Beats Solo 3 e AirPods. A conveniência que estes dois headphones me trazem é incomparável com phones com fios. Os jacks no MacBook Pro e no iPad estão lá para ganhar teias de aranha.

          • Joao Magalhaes says:

            Um investimento que nem todos podem fazer, para a grande maioria, o Iphone é comprado com contrato logo não sobra dinheiro para dar 300€ por uns headphones.

          • Daniel says:

            @joao magalhaes
            Os iPhones podem ser comprados sem contrato. Quando ao investimento, concordo. Mas nunca disse o contrario que não era preciso dispender algum dinheiro.

          • Joao Magalhaes says:

            Daniel, todos os equipamentos podem ser comprados sem contracto, o que eu disse é que a grande maioria compra com contracto pois é mais fácil pagar 30€ ou 40€ na factura mensal a juntar com outros serviços. Quanto ao dinheiro, se o tiveres, então tens solução para tudo ( excepto saude ) mas a realidade é que a maioria nem para o Iphone tem dinheiro quanto mais para uns Beats Solo 3.

      • David Ramos says:

        Os mercados têm que avançar mas não cegamente. Puxar por mais uma tecnologia que anda a fritar os neurónios da malta não é mt bom.

      • Molko says:

        Com a bateria que dura um iPhone? Bluetooth está descartado kkkkk

        • Vítor M. says:

          Se reparares esse argumento da bateria é meio 2015 😉 acho que estás desalinhado face ao que hoje um iPhone tem em termos de autonomia. Depois, face ás novas normas do BT, o consumo é menor e a gestão da própria tecnologia está muito melhor. Cai por terra esse teu argumento.

    • Helio says:

      Lol um tipo que usa windowsphone sem apps e está preocupado com fones e fios

    • Sujeito says:

      Mas qual é o problema? Tens phones que vêm na caixa que são compatíveis. Tens marcas a vender phones à parte que são compatíveis. E tens montes de marcas com jack áudio se é isso que dita a tua compra dum telefone. Vai resmungar para outras bandas.

  2. Nuno Oliveira says:

    200 unidades por dia? Uau! Lá para 2030 já têm 1 milhão para vender…

    • Vítor M. says:

      Será que desapareceu a palavra “teste”? 😀

      • Bruno says:

        Creio é que a questão é que pegam na produção de 200 unidades por dia como demonstrando que não há atrasos na produção.

        • Vítor M. says:

          Se esse for o processo normal, como podes tu afirmar o contrário?

          • Bruno says:

            Como é que sabes que é o processo normal para o final de julho?
            Falar em produção de 200 unidades simplesmente não demonstra nada relativamente a atrasos, primeiro porque é uma produção irrisória (cerca de 1000-2000 vezes menos que o necessário), segundo porque a ser um teste não te é dito se teve sucesso para produção em larga escala, terceiro porque não tens informação sobre quanto tempo demorará até que as linhas de montagem a larga escala estejam a funcionar em pleno. Ou seja não tens como dizer que não há atraso.

          • Vítor M. says:

            Se a fonte diz que está normal, tu é que vais contradizer com base em quê? 😀 Que bases tens tu para dizer qual é a quantidade de unidades de teste para afirmares que é ou não normal?

          • Bruno says:

            Em lado nenhum a tua fonte fala em normal, o que te diz é que não está atrasado, mas ao mesmo tempo diz que o que começou é “trial” de 200 unidades, o que para Julho não é propriamente o calendário normal, para além de que o nível de produção ainda está longe de produção a larga escala.
            Outras fontes põem em causa a tua fonte, basta ler as respostas no twiter

          • Vítor M. says:

            Lá diz que é normal e tu afirmas que para julho não é normal. Para discordares do que escrevemos os comentários da fonte servem, mas para confirmar o que escrevemos, a fonte já não serve. Bruno… 🙂 vota na AD

          • Bruno says:

            Victor, não! A tua fonte não diz que é normal ser no fim de Julho, isso és tu que estás a dizer. O que a tua fonte apresenta é simplesmente insuficiente para que mostre que não há atrasos, pois não é nesta altura que deveriam estar a começar testes.
            Se leres os comentários no twitter verás como a tua fonte se contradiz em resposta ao que lhe dizem, passando a dizer que se enganou que se calhar não era produção teste. etc! A afirmação dele até nem tem certeza se a produção teve sucesso com o sensor debaixo do ecrã!

          • Vítor M. says:

            É desonesto de tua parte referires como “a tua fonte” quando é uma fonte identificada no artigo, mostra desde logo desonestidade intelectual de tua parte. Mas adiante.

            O que ali está dito é o que foi publicado mediante a suposta fuga de informação que é apenas tratada como tal, rumor, leak e nunca como oficial, que, se leres no artigo, isso só acontecerá no dia da apresentação do produto. Depois, eu li o tweet e percebo a tua ansiedade, estás a seguir um outro leaker que está a “atacar” o Benjamin Geskin. Bom ambos não sabem nada de forma oficial e ambos estão a tentar ser os primeiros a dare as supostas notícias, um sabe uma coisa o outro tenta desarmar o anterior e tu, como bom seguidos da verdade, agarras-te ao que te convém, aquele que supostamente nada sabe mas sabe que não é verdade o que o outro supostamente sabe… só que não sabe.

            Ele não diz nada disso, ele nos comentários está a “gozar” com o outro, tu nem isso consegues perceber?

            Só acho estranho a tua ansiedade perante o que normalmente uma empresa como a Apple tem como responsabilidade. Eles sabem que têm um produto para apresentar, trabalham nas tecnologias há anos, sabem que debaixo do seu ecrã Retina conseguem colocar o Touch ID, só não percebo porque razão o mercado postou as fichas todas num ecrã OLED neste iPhone, a Apple está muito bem servida com o seu ecrã IPS Retina, mas… pode ser que de facto queira colocar um OLED. Depois, todas as outras tecnologias a Apple já conhece muito bem. O carregamento sem fios, a Apple usa no Apple Watch há anos e sempre com qualidade assumida, o carregamento rápido a Apple usa nos AirPods e zero problemas, tudo o resto são tecnologias que a Apple amadureceu no seu seio e não terá qualquer problema em colocar em produção. Tem as suas unidades de produção mais que prontas e contratadas para dar início nos timings necessários…. tudo o que se fala são apenas rumores que vão contra tudo o que a empresa durante esta última década fez. 😀 As ODDS não te são assim muito favoráveis

          • Bruno says:

            @ Victor, mas o que é que estás para aí a inventar!??? Não foste tu que escreveste o artigo? Se escreveste o artigo explica-me o que é que tem de errado que seja identificado como a tua fonte para evitar confusões!!!? Mas que mania tens em distorcer o que os outros dizem.
            Agora está a gozar! Está bem, está! O tweet da tua fonte é claro, ele mudou de posição ao fazerem lhe ver que o início de testes foi há muitas semanas atrás, não começou agora como a tua fonte afirmou. Aliás já outros apontavam que seria agora o tempo limite para iniciar a produção em larga escala de modo a não haver atrasos, não era agora que começavam os testes.
            Não estou a seguir nenhum daqueles leakers, apenas falo nas contradições geradas pela tua fonte sobre o mesmo assunto. Falar em início de produção teste de 200 unidades agora, descredibiliza a afirmação de que mostra que não há atrasos.
            Atrasos acontecem! Não seria a primeira vez se o início de vendas fosse algumas semanas mais tarde que o habitual.

          • Vítor M. says:

            Agora que meio mundo está a fazer eco do mesmo leak… pronto, estão todos errados. Deves ter razão pronto… ou não! Mas os rumores são assim, vamos ver então como ficará no dia da apresentação. Vais estar atento?

          • Bruno says:

            Meio mundo?? Está bem, está! Nem sites como o Appleinsider ou Macrumors, muito mais interessados em assuntos Apple, se dão ao trabalho de mencionar esse leak! Aliás não lhes tem faltado fontes nos últimos dias a dizer que há atrasos na produção que irão afectar o lançamento. Enquanto que outros (9to5mac) apontam aquilo que eu disse, no calendário normal não andaria em testes, já estaria a começar a produção em larga escala, e fazem referência às contradições da tua fonte.

          • Vítor M. says:

            Agora tiveste piada porque, mais uma vez, não segues as notícias: http://appleinsider.com/articles/17/07/26/apple-iphone-8-to-reportedly-launch-in-october-or-november-sans-white-bezel-option

            Os rumores desta notícia são com os mesmos tiques da outra mas disfarçados de “fabrico de acessórios” para dizer nada com coisa nenhuma mas deixar no ar exatamente o que o outro rumor afirmou é nada de novo trazem, até afirmam que possivelmente o que se falou pode ser real

            https://www.macrumors.com/2017/07/26/iphone-8-no-side-button-touch-id/

            E usam agora ambos a mesma fonte. Repara, falam em outubro novembro…. a Apple apresenta em finais de setembro e aposto que o fará de novo…. rumores e cada vez apontam mais para o normal. Em setembro teremos um novo iPhone.

          • Bruno says:

            @ Vitor, mais invenções! Novos iPhone topo de gama há vários anos que são postos à venda e entregues a clientes antes do mês de Setembro terminar, com apresentação pública nas primeiras semanas de Setembro – a apresentação não tem sido em finais de Setembro como tu dizes. Por isso início de disponibilidade em Outubro-Novembro não é o normal, longe disso.
            O que o Appleinsider e Macrumors dizem não tem nada a ver com a tua fonte, e falam em atrasos, o que é o oposto do que a tua fonte afirma.

          • Vítor M. says:

            Da Apple? Só disparates. A Apple há anos que só faz apresentações nos finais de setembro (salvo o iPhone 4S que foi em outubro). O último iPhone apresentado em junho foi o iPhone 4. Desde então tem sido a partir do dia 21 em diante. E muitas vezes só uma semana depois ou duas começa a expedir. Para teres uma ideia, desde há anos que os primeiros iPhone não eram entregues em mais que 3 ou 4 países na primeira rodada. Portugal nunca estava dentro dessa primeira rodada, só no iPhone 7 e iPhone 7 Plus é que houve, pela primeira vez, uma entrega mundial (a que nem foi mesmo mundial porque não estava disponível em muitos países vá).

            E não venhas com conversas que o que afirmam esses links não trazem nada mais que o que já se vinha atrás a falar e o que a fonte do tweet que coloquei fala, agora já voltam de novo a considerar o Touch ID debaixo do ecrã, o que antes já não era considerado. Depois, usam uma fonte de fornecedores de acessórios, o que deita por terra o teu argumento 😉

          • Bruno says:

            @ Vítor M., apresentações no final de Setembro? Ora repara bem nas datas:
            https://pplware.sapo.pt/apple/keynote-apple-conheca-novo-iphone-directo/
            https://pplware.sapo.pt/apple/apple-apresenta-o-iphone-6-e-iphone-6-plus/
            https://pplware.sapo.pt/apple/precos-oficiais-do-novo-iphone-6s-e-iphone-6s-plus/
            7 e 9 de Setembro é o mesmo que dia 21, são final de Setembro?
            Os iPhones ficam à venda e são entregues a clientes ainda em Setembro, vários milhões de aparelhos. O que é dito é que este ano tal só aconteceria a partir de Outubro-Novembro, isso implica atraso, algo que frisam explicitamente!
            A fonte usa informações da cadeia de fornecedores da Apple, lê bem o que foi escrito, não vem apenas dos acessórios. Dizem o oposto do que estás a dizer sobre o TouchID, acham pouco provável que seja debaixo do ecrã. É que não tem mesmo nada a ver com o que a tua fonte diz!

          • Vítor M. says:

            Uma coisa é a apresentação, outra é o lançamento e importa é o lançamento, óbvio. Repara bem porque eu, por norma, recebo-o logo no primeiro dia que chega ao mercado:

            iPhone 7 e iPhone 7 Plus 16/set/2016, 23/set/2016 e 7/out/2016
            iPhone 6s e iPhone 6s Plus 25/set/2015, 09/out/2015, 13/nov/2015
            iPhone 6 e iPhone 6Plus 17/set/2014, 26/set/2014, 17/10/2014, 23/out/2014, 24/out/2014, 30/out/2014, 31/out/2014, 06/nov/2014, 14/nov/2014, 06/fev/2015
            iPhone 5s 20/set/2013, 25/out/2013, 01/nov/2013, 15/nov/2013, 22/nov/2013, 26/jan/2014

            Acho que chega para perceberes o que estava a dizer. Logo, se a apresentação for em setembro, mesmo que seja no início, mas se só em outubro comece a ser despachado, não é nada que nos anos anteriores não tenha já acontecido. Agora uma nota importante.

            O smartphone mais vendido no mundo, o iPhone 6 e iPhone 6 Plus, que vendeu tanto como 220 milhões de unidades, em setembro poucas unidades conseguiu colocar no mercado. Isto porque, como sabes, sempre que a Apple mexe na estrutura, tem sempre uma colocação mais lenta de iPhones no mercado. Logo, outubro e novembro, são datas normais, como podes ver nos modelos já lançados.

          • Bruno says:

            É preciso paciência contigo, tanta desconversa.
            Quer seja apresentação, quer seja lançamento, quer seja a entrega aos primeiros clientes, há vários anos que essas datas calham em Setembro.
            É também caricato que tenhas sido tu a falar em apresentações e insistir que eram no final de Setembro…
            As fontes estão a falar de início de disponibilidade, é irrelevante para o que eles dizem as datas posteriores que estás para aí a dar, pois o início era Setembro e agora fala-se em Outubro-Novembro, não haveria qualquer entrega em Setembro como nos outros anos, logo atraso!!!
            Vender cerca de 10 milhões de aparelhos em 3 dias não é colocar poucas unidades no mercado, é vender muito mais do que o que vende normalmente por dia!

            Vê ao cúmulo a que a tua lógica chega, se só aparecesse em Janeiro também terias que vir para aqui dizer não haveria atrasos, porque em anos anteriores foi em Janeiro que nalgum pequeno país começava a vender o iPhone!

          • Vítor M. says:

            Já te mostrei com datas que não é verdade, queres continuar a inventar 😉 força. Para esse peditório já dei. Já não tens mais argumentos e estás a dar voltas à mesa e a dizer coisas sem sentido.

          • Bruno says:

            Vítor M., mostraste o quê? Por acaso conseguiste mostrar que a disponibilidade e distribuição de novos iPhones não se inicia em Setembro há vários anos? Conseguiste mostrar que Outubro não é depois de Setembro, mais tarde? Conseguiste mostrar que atraso não significa demora?
            O que conseguiste mostrar é capacidade para desconversar.

          • Vítor M. says:

            Pois, estão lá as datas… e isso chateia verdade? Mas é a realidade que desconheces, por isso é que não tens mais argumentos.

          • Bruno says:

            É, estão lá as datas que dizem que os iPhones começaram a ser entregues em Setembro! Chateia-te teres que admitir que Outubro é depois de Setembro, e que se nenhum pode ser entregue em Setembro de 2017 isso significa atraso relativamente a anos anteriores!
            Mas dá para reparar bem nessa tua “lógica alternativa”, que acaba a defender que mesmo se fosse Janeiro e Fevereiro nunca seria um atraso!

          • Vítor M. says:

            Sim chateia o iPhone 8 estar atrasado. Estamos em finais de Julho e ainda não está cá fora, está mesmo atrasado. Tens razão, o iPhone 3GS foi lançado a 19 de junho de 2009… porra…. a Apple está mesmo atrasada. Assim não dá.

          • Bruno says:

            Vítor M., é, chateia-te se não desconversares! Chateia-te que se está a falar sobre atrasos ao calendário de produção predeterminado.

          • Vítor M. says:

            Vºa, já aprendeste mais alguma coisa hoje. Agora já sabes. A Apple já fez lançamentos em Junho, setembro, outubro… e em diante. Por isso, podes decidir a partir de que mês está com atraso…. 😉

          • Bruno says:

            Agora até já achas que sabes ou sabias mais que outros! Impressionante como achas que o calendário de produção actual é o mesmo que o calendário de lançamento de Junho de há 6 anos atrás.

    • Helder says:

      Era uma produção que chegava e sobrava para o Google Pixel (aka HTC).

  3. Helder says:

    Com Touch ID no ecrã, é uma grande chapa de luva branca a todos os Android.

    Muitos querem por a carroça à frente dos bois para dizer que estão um passo à frente. Mas só faz sentido estes ecrãs de ponta-a-ponta quando o principal problema está resolvido completamente.

    • ucs says:

      “Com Touch ID no ecrã, é uma grande chapa de luva branca a todos os Android.”

      ahahaah. deixa la cair o iphone no chão e depois diz la como o vais usar o touch id. ahahah

    • Vítor M. says:

      E se não trouxer ecrã OLED, for na mesma IPS RETINA com Touch ID por baixo do ecrã, consideras na mesma uma chapada de luva branca ou um empate a zeros? 🙂

      • Daniel says:

        Os OLED não são o cálice sagrado dos ecrãs. Têm vantagens, nomeadamente ao nível dos true blacks e dos contrast ratios. Mas não se pode negar as vantagens dos IPS displays:
        – Estrutura de subpíxeis mais eficientes (necessitando de menos píxeis para atingir níveis de clareza de imagem semelhantes aos OLED)
        – Menos susceptíveis a pixel-burn
        – Menos susceptíveis a degradação da precisão da cor no longo prazo

        Com isto não quero dizer que os OLED são melhores ou piores. Mas a decisão para usar OLED em vez de um IPS não é assim tão clara quanto isso.

      • Helder says:

        Chapada.

        Para mim, IPS como o iPhone 7 ainda é melhor que qualquer OLED do mercado.

        O único que se consegue ver de dias de sol, e com óculos escuros.

        • Paulo says:

          Por acaso sabes que esses ecrãs dos iPhone não são fabricados por eles certo?
          Sharp, LG ou Samsung
          Olha este… Chapada de luva…

          • Daniel says:

            E alguma vez o Helder disse o contrário?

          • Helder says:

            Os ecrãs do iPhone são fabricados exclusivamente para eles, e quem fornece os painéis podem ser essas empresas, mas o ecrã não é só painel (polarizador, backlight, controlador, enfim)…

            Claro que para ti, isto é tudo chinês…

  4. F. F says:

    Bem o design ficou melhor do que se previa. Fizeram uma especie do que fez a LG com o V10 e V20 ou seja neste caso aqueles 2 cantos superiores funcionarao como uma especie de 2 mini ecras so para algo especifico (rede e horas), e o ecra em si será no formato normal sem cortes, com os cantos redondos tal como fez a LG e a Samsung.
    Portanto em termos práticos é um iphone com 4mm de bezel em 3 lados, e no topo uma bezel um pouco maior, ao estilo do S8, que apesar de tudo tem 6mm no topo e em baixo, e 0 na lateral.

    Quanto a fingerprint no ecra… a pplware diz que vai acontecer, e 1000 sites dizem desde ha 2 dias que é no botão de power, que por sinal está bem maior e todas as capas que ja apareceram mostram um ”corte” na zoan do botão em vez da capa cobrir o mesmo indicando que o touch ID pode mesmo seguir uma patente da Apple para o meter no botão de power (sim patente apesar da Sony já ter isso em alguns modelos)

    Seja como for, de destacar que pelo menos o ecra ficará sem cortes e design mais uniforme. As bezel de 4mm nao é o mesmo que dizer bezeless, alias penso que o iPhone 7 nas laterais tem 3mm o que é ainda menor.

    • Vítor M. says:

      Não, calma, quem o diz não é o pplware, quem disse que no equipamento de teste a Apple estava já a usar o Touch ID debaixo do ecrã e que estavam já a produzir 200 unidades por dia foi Benjamin Geskin. Depois, como referi no texto, desde o botão traseiro até ao botão lateral… tudo já foi avançado como provável, também está no texto, 😉 e as capas… ui as capas, quantas não apareceram já com o corte traseiro para o botão?

      Em relação ao bezel… é um assunto que também vamos ter de esperar, já se falou de tantas possibilidades e tal como também refiro… só no dia 😉

      • just a normal guy says:

        isso tambem a samsung produziu uma dezena de S8’s com leitor por baixo do ecran e voltaram atras porque os resultados nao eram satisfatorios..pode acontecer o mesmo com a apple.

  5. David Guerreiro says:

    Todos os anos se falam maravilhas do novo iPhone, que vai ter esta e aquela tecnologia inovadora. Vejam o iPhone 7 com um screen to body ratio de 65.6%. Depois temos equipamentos como o LG Q6 com 79.01%, ou até o OnePlus 3T com 73.15%. Espaço muito mal aproveitado, num smartphone que custa cerca de 1 milhar de euros, em que se exije no mínimo que possua a melhor tecnologia, e os maiores avanços tecnológicos. No fim de contas, fica atrás de muitas xinesices manhosas com displays OLED.

    • Helder says:

      Mal aproveitado?

      Esses telemóveis têm duas colunas? Dual camera verdadeira? E se a Apple quisesse por o botão atrás, qualquer um pode fazer isso. Por o botão abaixo do ecra, ninguém consegue!

      • Daniel Gomes says:

        Têm tantas colunas como o iPhone 7, a diferença é que não são stereo. O iPhone 7 só tem uma coluna em baixo, apesar de ter duas ranhuras, o 7 também não tem dual cameras, o 7 Plus é que tem, e o screen to body ratio é melhor no 7 Plus logo o seu argumento é para se atirar à água.
        A Qualcomm já fez um sensor debaixo do ecrã e está aplicado num telemovel qualquer da Vivo mas é algo muito verde ainda. No entanto se seguirmos a sua lógica: Aonde está o Dual SIM no iPhone 7? Headphone jack? microSD slot? IR Blaster? QuadHD screen? Como consegue ver, também funciona ocontrário. Se o design do iPhone 7 não fosse algo completamente ultrapassado nos standards de flagships de 2017, a Apple não estaria a trazer o iPhone 8 com um novo design. Estás a tentar defender algo que não tem assunto nenhum, o iPhone 7 tem bastante espaço mal aproveitado comparado ao Samsung S7, o competitor da altura. Não é justo comparar ao S8 mas se o fizeres, espaço mal aproveitado é favor.

        • iTroll says:

          O iPhone tem duas colunas. Uma em baixo (como costume) e outra em cima. 😉

        • Helder says:

          Que ridículo este gajo!

          Nunca pegou num iPhone 7, para dizer o que diz das colunas (a outra coluna está no sítio do auscultador), e só fala de tecnologia dos anos 60 que nem está nos telemóveis mais recentes…

          Já nova tecnologia como 3D Touch, Taptic Engine, Co-processador de movimentos, etc. nem sabe nem sonha…

  6. RUI says:

    vou ficar com o meu iphone 6.

  7. Cfpinto says:

    Olhando para as repostas da para ver que ainda há muita gente que não percebe que a maior parte das pessoas que tem iPhone não está à procura das melhores specs. Isso está nos androids. Quem tem um iPhone quer uma experiência de utilização que é uma extensão dos seus outros dispositivos. O iPhone sem iOS a nível de specs não é o melhor,mas a tecnologia que usa juntamente com o seu SO fazem do iPhone, para mim, o melhor. Obviamente que ter tecnologia, que apesar de não ser o última flatulencia tecnológica continua a ser de topo, é essencial.

  8. Joao Magalhaes says:

    Voces acreditam mesmo no que dizem, então ter um Android não é “uma extensão dos seu outros dispositivos ” , então não é ? A “experiência ” não é a mesma ? Ou o IOS é mesmo de outro mundo ? E já chega de falar de updates pois 2 em 2 meses existem updates no IOS. Não acham estranho? Tantos erros, tantas coisas para corrigir?

    • Cfpinto says:

      Obviamente não vives no ecossistema da Apple. Eu vou só dar-te um exemplo: no outro dia fui ao Hospital na Horta mas deixei o meu CC na madalena. Conclusão como tudo sincroniza sem stresses nos meus dispositivos nem sabia q tinha um scan dele no meu telenovel. Mas tava lá e safou-me de uma viagem de barco. Quando o Windows ou Linux tiverem um ecossistema em que as coisas simplesmente funcionam então podem comparar o hardware, até lá so quem vive no ecossistema Apple percebe. Mas agora vens dizer que fazes isso tudo com Android. Claro q sim. Mas tens que instalar isto e aquilo é usar a cloud daqui e o controlador dali… bah o meu trabalho não é configurar compuatadores para sincronizar contactos e ficheiros entre dispositivos. O meu trabalho e fazer software

      • Feitas as contas... says:

        Exato, poupou uma viagem de vamos supor 10€ ou até mesmo 20€ (até podia ser mais)
        No entanto gastou 10000€ ou mais para entrar no ecossistema da Apple (supondo que tenha adquirido mesmo tudo)
        Gastar 10000€ para poupar 10€ ou 20€… Ahahah, parabéns… já conseguiu poupar uma migalha para o seu próximo iPhone

        • rodrigojds says:

          O exemplo passou-te ao lado.
          Infelizmente nao percebes mesmo nada da coisa!

        • Cfpinto says:

          Eu nunca disse que era um ecossistema barato. Mas mesmo assim se pensares bem poupei 1% do valor do meu telemovel. Se ao fim de 2 anos, o tempo que eu demoro a trocar, me ajudar 100x já compensa. Se o teu telemovel nao te desenrasca 100x no espaço de 2anos atira-o ao mar, n precisas dele. PS: ng compra as coisas todas da Apple, compram o que acham que precisam, eu tenho MB pro, iPhone, iPod e Apple TV, bem longe dos €10000.

      • rodrigojds says:

        Concordo contigo Cfpinto. Quem nunca experimentou o ecossitema da apple ‘e que fala mal.

        Ligo o meu macbook pro e ‘e automaticamente desbloqueado pq tenho o apple watch no pulso. Quando estou a ler um artigo no telemovel consigo passar facilmente para o macbook com um simples toque no ecra.
        Quando estou a ver algo na televisao, usando o Apple TV, tenho como screensaver as fotos tiradas do telemovel..mesmo aquelas tiradas 5 minutos em antes! Consigo ligar o macbook pro ‘a televisao usando o Apple TV e sem fios com apenas 2 cliques.

        Sao estes pequenos pormenores que fazem a diferenca.

        Mas atencao que tudo que tenho da Apple foi comprada em 2a mao. Nao sou rico nem tolo para comprar novo 🙂

      • André says:

        Cfpinto, obviamente não vives no ecossistema do meu cérebro. Eu vou só dar-te um exemplo: no outro dia fui a uma loja mas deixei a minha carteira e telemóvel em casa. Conclusão 1, como a minha cabeça memoriza bem nem sabia que tinha um scan dele no meu cérebro. Mas estava lá e safou-me de uma viagem.
        Conclusão 2, não precisei de gastar uma fortuna para me poder lembrar do meu número do cc.

    • iTroll says:

      João, informação é poder! Informa-te antes ou pensa para que podem servir os updates… óbvio, para corrigir erros! Mas muitos updates servem para melhorar a experiência do utilizador e para melhorar sempre os serviços do iOS. É preferível do que fazer e deixar ficar, não achas?

      • Nuno Oliveira says:

        Sim. É preferível. Mas sempre que atualizo nas descrições indicam melhoria de funções e correcção de erros.
        Ou seja, algo não estava bem e precisava de ser melhorado, e algo estava mal e precisava de ser corrigido.
        Acho que é a isso que se referem.
        Ou não se lembram de criticar o Android pela constante necessidade de actualizar para corrigir os erros?
        Sinceramente, uso ios desde o 7.1.1 e Android desde o 2.3.4 e do que noto, as actualizações do IOS não trazem nada (ou pouco) além de corrigir erros…

  9. Molko says:

    Resumindo: iPhone sem jack daqui a 1 ano de uso vai ser impossível escutar música (velho problema de bateria). No final a Apple só quer te ver gastando dinheiro com o novo lançamento.. E usar adaptador? Francamente né? É até ridículo pelo preço que é comercializado o aparelho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.