PplWare Mobile

iMac Pro – O Mac mais poderoso de sempre


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

38 Respostas

  1. Rodolfo says:

    BTW este macpro ja suporte VR? 😀

    • rjSampaio says:

      essa grafica é +/- igual a uma gtx 1080, a partida sim.

      • Helder says:

        Podes explicar isso, se a GPU ainda nem sequer saiu em lado nenhum?

        • rjSampaio says:

          Comparando os terá flops exclusivamente,

          • Helder says:

            Comparando flops?

            Os da 1080 a single precision são de 9, esta faz 22, é comparável?

            Além disso esta faz 11 TFLOPs em double precision, uma 1080 não faz nada!

          • rjSampaio says:

            estava com a ideia que eram 11 em double e não em single (e estava a referir me a ti que é 11.3)

          • Vlad says:

            @Helder @rjSampaio
            De notar que os FLOPS mencionados são uma medida teórica e não prática. Não são obtidos fazendo uso de um benchmark (sintético ou outro).

            Dou como exemplo os FLOPS de single precision do Titan Xp. Sabemos que esta executa duas operações por cada instrução FMA por cada núcleo CUDA por cada ciclo. Ora a Titan Xp possui 3840 núcleos CUDA a com uma frequência de 1405 MHz. Logo 2*3840*1405*10^6=10790,4 GFLOPS. A GTX 1080 Ti têm 10608,64 GFLOPS. A diferença em ambos é aproximadamente 1,7%, no entanto a diferença de performance entre estes ronda os 8%.

            Quando sair os processadores Radeon RX Vega e estes forem analisados minuciosamente poderemos ter alguma ideia da performance do Radeon Pro Vega.

  2. MacacOS says:

    A ver se realmente não vai ter problemas de sobreaquecimento, assunto já conhecido da Apple.

  3. InLight says:

     “Esta será, sem margens para dúvidas a máquina mais poderosa alguma vez desenvolvida num espaço tão exíguo.”
    O Quê?… desculpa mas não consigo perceber!
    … a mais pode quê?… não, não pode…

  4. Rui says:

    Já lá vai o tempo em que o Steve Jobs anunciava e era possível comprar num prazo de 10 dias. Agora o anúncio público é em Junho e sai para o mercado em Dezembro.

    Sou user Apple há 15 anos, em máquinas poderosas que têm que correr e renderizar em Maya e uma suite de plugins muito muito pesados.

    Tive que abandonar a Apple, e foi se quis montar uma workstion abaixo dos 5000 euros. Aliás, teria que mudar mesmo porque alguns dos maiores fabricantes de plugins e suites VFX já abandonaram a Apple pq os estúdios já apostam maioritariamente em Windows. Sad :/

    A placa gráfica anunciada neste novo iMac já qualquer um a tem em Windows há 1 ano.

    E depois para actualizar ou estender este hardware, como vai ser?

    Quem trabalha a sério com computadores está-se nas tintas para se é “fino”, e não precisa de 5k para nada, pelo menos agora e nós próximo 2/3 anos.

    As possibilidades do processador não são más, mas fica-se sem se saber qual o que vem com o preço anunciado.

    A pouco e pouco, adeusinho Apple.

    • José Carlos da Silva says:

      Não poderia estar mais de acordo! Haja quem perceba. E pelo valor compra-se algo bastante superior e com possibilidade de upgrade de forma simples.

    • Daniel says:

      Tens memória curta.

      iMac – anunciados a 6 de Maio de 1998 – acesso ao público a 24 de Agosto
      iPhone – anunciado a 9 de Janeiro de 2007 – acesso ao público a 29 de Junho
      iPad – anunciado a 27 de Janeiro de 2010 – acesso ao público a 3 de Abril

      Já nem vou falar de Software com períodos de transição que demoraram cerca 3 anos.
      E o teu comentário sobre a gráfica já estar disponível há um ano é mentira. Esta gráfica só saiu ao mercado no final de Abril.
      Sinceramente, assim que sair ao mercado duvido que consigas fazer uma workstation, spec by spec mais barata do que esta.

      • Balmer says:

        *Acredito que consigas fazer uma workstation, spec by spec mais barata do que esta.

        Fixed that for you, porque se achas que tens de largar aquele dinheiro por aquelas specs. .. enfim.
        Lembra-te, é desde, não é 5000 pelo top of the line.

      • toni da adega says:

        Uma workstation spec by spec, que fique ao mesmo preco é sempre uma boa opcao, pelo simples facto que facilmente se faz upgrades. É possivel colocar 1 disco extra, mais RAM, daqui a 2 anos melhor GPU.

        Quem precisa de uma workstation nao está minimamente preocupado se muito bonita ou feita, uma máquina dessas nao é para estar exposta na sala, é pura e simplemente para ser o mais funcional possível.

        • Daniel says:

          O problema é que esta máquina não tem como função principal ser um servidor. Isso terá o MacPro que vai sair no próximo ano.
          A principal função desta máquina é para computação científica e estatística. Claro que isto não é para o orçamento das universidades portuguesas, mas estas máquinas a substituirem os iMacs actuais em universidades como Harvard, Stanford, etc.. Imagino que em grandes organizações financeiras esta máquina também venha a ter muita popularidade.
          Nestes casos, não interessa muito a capacidade para fazer upgrades. O orçamento permite renovar os computadores quando for necessário. E não estou a ver universidades ou empresas grandes a substituir peças. Querem é a máquina pronta a funcionar.

          • Cortano says:

            “principal função desta máquina é para computação científica e estatística. ”
            Errado. Para isso teriam de ter outra grafica.

          • Daniel says:

            @Cortano
            Errado, para maior parte das aplicações uma gráfica com 2/3 teraflops é mais que suficiente. Este mac permite ir até aos 11 teraflop . A performance não é particularmente importante. O que é mais importante é prevenir a corrupção de dados. Daí a memória ECC e o Xeon a acompanhar

          • Joao Reis says:

            Para isso apostavam nas QUADRO!

          • Daniel says:

            @João Reis. E as Radeon Vegas também são workstation class. Claramente a Apple não está virada para CUDA, mas antes para Open GL e Metal. E vendo o tipo de performance que é tirada de aplicações como Final Cut Pro, não censuro a decisão.

    • kekes says:

      Um comentário realista. Quem quer uma maquina de trabalho, seja para o que seja, nos dias de hoje já não depende da Apple para nada, pois já não se destacam da concorrencia.

    • Helder says:

      Não sabe mesmo do que fala, fica nesse meme falso…

  5. Flávio Ferreira says:

    Se é o pc mais poderoso do mundo em tão pouco espaço, então a Acer e mentirosa, e que depois de a uns dias ter apresentado o predator 21x acho que compacto e poderoso não há melhor

  6. 1904_3526 says:

    Preços para ricos e sem qualquer conhecimento de informática.
    A realidade mostra que a Apple já perdeu o barco á muito tempo com cada vez mais profissionais a apostar em máquinas mais poderosas e baratas em Windows.
    Se não fosse o iPhone já tinham fechado portas á muito….

  7. Jaquim says:

    Tava com esperança que não viesse com ecrã 🙁 Isso inflacciona muito o preço é não faz falta nenhuma para produção musical 🙁

  8. Alex says:

    Aparentemente ainda está a ser desenvolvida, uma vez que vai ser lançada apenas em Dezembro :)!
    Estes artigos, quase retirados do anúncio da Apple sofrem de um problema, anunciam capacidade máximas e preço mínimo (desde bla bla bla).
    Os $5000 devem ser para o processador base que custa uns $500, a versão com 18 cores custa mais de $3000 e só com isso o preço deste Mac vai subir para perto de $8000, junte-se mais lucro, discos maiores, mais memórias e vamos ter um computador de facto brutal mas cujo preço facilmente chega aos $20000…. Junte-se o IVA para Portugal.

  9. Luis Pomba says:

    Só uma duvida: Estes 18 cores são de um processador Intel, certo?
    É que como o processador X10 Fusion do novo iPad tem….. uma performance equivalente a um PC, porque é que a Apple não meteu nisto uns 4 ou 5 X10 e tinham rebentado com a concorrência….?

  10. Homo Erectíssimo says:

    Mas quem é que quer comprar um “monstro” destes nos para já ditos 5000 dólares que vai custar nos Estados Unidos da América ?? Só um louco !! Ou só quem for pedir um crédito para comprar (sub-repticiamente), e sem dar cavaco a quem pede o crédito,que vai gastar uma fortuna num “bicho” destes !! É que isto é mesmo só para ricos !! Qual a empresa que compra iMacs Pro de 5000 dólares para cima em Portugal ?? Só se se contarem pelos dedos das mãos,pelo amor de Deus !! 🙂

  11. MacWin says:

    Acho que um dos principais pontos negativos destes “iMacs”devido ao facto de não se poder controlar outra maquina, problema que já vem desde o Retina. Pois o ecrã é bastante bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.