PplWare Mobile

Elon Musk vai banir o iPhone se a OpenAI for integrada na IA do iOS 18

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Rodrigo says:

    De facto não tem lógica integrar a nível de OS uma tecnologia que não é da Apple e que pode colocar em causa a privacidade dos dados.
    Tenho a mesma opinião para Android, Windows e afins, sei que o termo AI está na moda mas não podemos compactuar com um retrocesso na segurança dos nossos dados.

    • Vítor M. says:

      Como assim? A Apple já integra a Google há muitos anos e isso não é problema de privacidade. Aliás, a Google tem mesmo um sistema operativo que permite aos utilizadores deixarem tudo, de cartões de crédito a registos médicos, passando por morada, contactos e afins. No que toca ao chatGPT há essa preocupação? Tu entregas esses dados a um serviço que não precisa deles?

      Aliás, a Apple acabou de mostrar que quando os seus serviços não podem executar as tarefas todas localmente, apenas parte da informação é processada fora do hardware e nenhum dado privado é levado para fora. Vê aqui https://youtu.be/RXeOiIDNNek?t=4300

      • Rodrigo says:

        Uma coisa é o que eles dizem outra é a realidade, não venham com histórias que se vai usar OpenAI vai o fazer localmente, isso não existe claro que vai trocar informação com a OpenAI.

        Depois de em Março o o congresso dos EUA proibir a utilização da AI Copilot da Microsoft, a Microsoft este mês também já voltou atrás com o “recall” certamente porque viram que também não foi bem aceite pelos utilizadores.

        • Vítor M. says:

          Mas então estás a dizer que a Google partilha os teus dados com terceiros? E tu continuas a usar os serviços Google?

          E não, uma coisa não é o que dizem e outra o que fazem, porque são empresas altamente escrutinadas. E a Apple (assim como a Google e agora a OpenAI), mais ainda, como deves saber, por tudo o que implica estar na maioria dos bolsos dos utilizadores americanos. E a Apple sabe disso, criou esta nova forma de gestão de dados fora do hardware por poder de processamento deslocado, mas sem enviar dados privados. Se não o fizer, caem-lhes em cima, como é sabido e a Apple sabe disso.

          A forma como a Apple introduz o chatGPT nos seus sistemas é diferente do que fez a Microsoft, não são comparáveis. O da Microsoft funciona fundido no sistema de pesquisa, o da Apple é como se fosse um serviço terceiros, usado pela Siri. Isso ficou bem explicado, aliás, até com um aviso que carece de aceitação por parte do utilizador.

          • David says:

            @vitor
            Porque é que a MS desistiu do SO deles em detriments do Android?
            Que na minha opinião é menos segura que o Android (pesa tb o facto de ser o sistema mais usado)

            Acho que a MS tb não esta a fazer um bom trabalho com o Windows… mas isto sou eu…
            E acho tb que o CEO da MS devia mudar…

          • Vítor M. says:

            A Microsoft desistiu porque não conseguiu atrair o mais importantes: developers. E olha que era um sistema operativo brutal. (os mais velhos que por aqui andam, ainda se lembram do “developers developers, developers developers, developers, developers…” 😉

            Na minha opinião pecou ainda porque não quis fazer a passagem do muito material (software) que existia do antigo Windows Mobile para o novo Windows Phone. Foi uma má jogada, iria ter um repositório brutal de ferramentas. Eu usei muito no tempo em que trabalhava com o Windows CE num PalmTop e mais tarde num PDA.

            Não teve nada a ver com segurança. Teve a ver com o esforço financeiro que a empresa não quis fazer. E olha que nem todos conseguem, basta ver a Samsung que não conseguiu com o Tizen, a Nokia com o Symbian, A Raspberry com o Pi OS… entre outros.

          • Rodrigo says:

            “A forma como a Apple introduz o chatGPT nos seus sistemas é diferente do que fez a Microsoft, não são comparáveis. O da Microsoft funciona fundido no sistema”

            Mas então não é disso que estamos a falar?
            “If Apple integrates OpenAI at the OS level”

            Parece que estou a falar chinês.
            Uma coisa é uma pesquisa ou APP, outra coisa é integrado a nível de OS.

            Quanto a ser americano e seguro não é bem assim senão o congresso dos EUA não desconfiavam e proibiam.

          • Vítor M. says:

            Não foi da mesma forma, a Apple explicou isso. Aliás, a Apple descreveu a forma como a informação vai ser processada fora do hardware do utilizador. Está bem explicado, não é da mesma forma. O da Microsoft era totalmente entregue aos servidores OpenAI, o da Apple não. Vejam o que foi apresentado.

            O congresso? Alguma vez ficaste sem os serviços da Google? E quantas vezes a Google foi chamada ao congresso? E a Meta? 😀 Não queiras ver um diabo de um lado e um santo do outro 😉 só porque sim.

        • Xicodf says:

          O Musk tem razão, a Apple não tem forma de controlar os dados depois de partilhados. Contudo, no final é uma questão de confiar mais na Apple do que na.OpenAI, quando entrego todos os meus dados à Apple e ao Icloid, já estou a confiar a Apple cegamente

        • Mr. Y says:

          Eu não conheço em detalhe o modelo que será usado no iOS mas sim já é possível usar modelos de IA generativa, localmente, sem necessidade de enviar dados para a cloud.

          • Técnico Meo says:

            O problema é k as LLM Locais Opensource exigem poderes computacionais muito elevados e ficam aquém nas pontuações dos leaderboards das comerciais. Para quem defende que o opensource não tem futuro (1 investigador da Meta k envolveu numa escaramuça com o Musk) , eu digo k as LLM Locais opensource serão o futuro.veja-se o caso da Robótica: os robôs devem poder correr localmente a sua IA sem estarem sempre conectados. E a IA na robótica irá controlar tudo, desde o movimento como a sua interação humana, num único modelo, á semelhança do nosso cérebro, que faz tudo.

    • Castro says:

      andas a basear todo o teu discurso num pressuposto falso lançado pelo Musk, sem prestar atenção ao que a Apple anunciou.
      A integração com a OpenAI é lateral e não central ao funcionamento da implementação da Apple. A Apple tem a sua própria AI, e qualquer possibilidade de interação com a OpenAI leva com um aviso ao utilizador, pedindo que ele autorize o envie de dados para a OpenAI.

  2. Pois says:

    Chora mais, elão

  3. Jack says:

    Tradução: musk está chateado porque mais uma vez não vai lucrar com o negócio da openai por isso não deixa que entrem na casa dele! Parece os cachopos! Lol
    chora mais atrasado.

  4. Aves says:

    Na apresentação foi referido que com o ChatGPT se podia perguntar ao iPhone, através do Siri, por receitas (culinárias).
    Lembrei-me de perguntar agora ao ChatGPT se tinha receitas de cataplanas. “Claro! Aqui estão duas receitas clássicas de cataplana: uma de marisco [amêijoas, camarão, lulas e mexilhões] e outra de carne [carne de porco com amêijoas].
    (Não estão nada mal … embora as minhas já sejam melhores.)
    Criar grandes modelos LLM de inteligência artificial como o ChatGPT (OpenAI), o Copilot (Microsoft) ou o Gemini (Google) é extremamente caro e complexo. Musk, que está a criar o seu e que tem especial embirração com a OpenAI/ChatGPT, diz que a Apple devia também criar um próprio. Mas as receitas saíam melhores do que as dos outros modelos que ja existem? Provavelmente não.
    O que vai interessar é o resultado prático da utilização do ChatGPT no iPhone. Há questões de privacidade e segurança que precisam de ser bem esclarecidas? Por certo e terão que ser esclarecidas.
    Mas uma coisa é certa – muita gente já ouviu falar de modelos de inteligência artificial, mas não usou ou instalou a app so para experimentar. O número de utilizadores de iPhone é estimado em 1.500 milhões. Vai ser um enorme impulso no uso corrente da IA generativa a integração do ChatGPT no iPhone. No Android, que nesta altura leva vantagem nos Pixel e Samsung, o percurso será o mesmo. Musk vai ter que viver numa gaiola de Faraday.

  5. Rui says:

    Nas minhas empresas diz ele. Que boneco..

  6. TdSR says:

    O menino ficou amuado. XD

  7. Técnico Meo says:

    Mestre Vitor, os comentários assim um bocadito maiorzitos não estão a entrar pois não?

  8. Técnico Meo says:

    @Mr. Y O problema é k as LLM Locais Opensource exigem poderes computacionais muito elevados e ficam aquém nas pontuações dos leaderboards das comerciais. Para quem defende que o opensource não tem futuro (1 investigador da Meta k envolveu numa escaramuça com o Musk) , eu digo k as LLM Locais opensource serão o futuro.veja-se o caso da Robótica: os robôs devem poder correr localmente a sua IA sem estarem sempre conectados. E a IA na robótica irá controlar tudo, desde o movimento como a sua interação humana, num único modelo, á semelhança do nosso cérebro, que faz tudo.

    • Castro says:

      boa parte dos exemplos que a Apple mostrou na apresentação eram com processamento local

      • Técnico Meo says:

        Ok. Tenho de ver o video do lançamento todo até ao fim, não vi. Pena não ser opensource, mas também percebo que as empresas não vivem do ar.

        • Mr. Y says:

          Já há modelos LLM mais leves onde não precisas de GPU e correm totalmente offline. Não são tão eficientes como GPT e afins mas o caminho irá ser esse.
          É impressionante a evolução que está a acontecer.

          • Técnico Meo says:

            Llama 3 8quant consigo correr num Ryzen 7940hs quase a 10 tokens por segundo, para mim satisfatório, e a LLM também muito interessante. Falta melhorar a arquitectura para se poder compactar ainda mais sem perdas. Em falta uma OPENSOURCE multimodal satisfatória, para correr em low hardware. Em testes o phi-3 medium, mas está muito censurada.

  9. Miguel A. says:

    Pelo que percebi da apresentação, toda a AI nativa, é feita localmente, e apenas em casos específicos, é feito por servidores da Apple. Toda a AI que seja exigida ao ChatGPT, é necessário dar autorização especifica em cada acto para fazer upload da informação ao ChatGPT. Logo, o problema da privacidade é menor do que nos outros casos, nomeadamente nos dispositivos que já existem no mercado. Não vi o Elon Musk dizer que vai ser proibido Earbudsda Nothing na sua empresa, tendo em conta que tem ChatGPT integrado, ou Rabbit’s R1, ou Ray-Ban Meta Smart Glasses, com AI. Está a fazer birrinha…

  10. Joca says:

    Vai deixar de ser siri e passar a ser siria. Dependendo da programação e das autorizações que lhe derem a nível de OS os políticos, governo e afins não vão gostar muito desta conversa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.