PplWare Mobile

Apple, o que se passa com o AirPower?


Tomás Santiago

A tecnologia e aquilo que é possível fazer com ela sempre foi algo que me cativou bastante. Estudo Ciência de Computadores na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Adoro programar e desenvolvimento de aplicações móveis, principalmente para iOS. É a escrever para o Pplware que partilho os meus conhecimentos. Sigam-me no Twitter: @mrtomasantiago

Destaques PPLWARE

21 Respostas

  1. Security says:

    Concordo… é algo que com o Jobs possivelmente não aconteceria. Divulgar produtos e não ficar disponível em tempo “útil”. Possivelmente estão a ter lacunas, e sendo asssim mais vale nem sequer venderem. Mas, algo se passsa com esta “solução” Apple que não chega. Não me faz falta e dificilmente compraria, mas que é estranho é.

  2. Moneldr says:

    Estão à espera que outros gastem o necessário para desenvolver a solução que lhes agrade para depois copiarem, quer dizer, melhorarem… E no fim ainda dizem que foram os primeiros porque já está anunciado há mais de um ano 😀

  3. Hyroku Mahta says:

    A Apple ficou em 2012, é la que os seus fanboys se sentem confortaveis.

  4. Cortano says:

    “simplesmente pousar os dispositivos todos juntos sem ter que fazer mais nada.”
    Mas eu já faço isso há uns 2 anos!!! Que cena… incrivel…

    Essa coisa de que a Apple está a preparar algo nunca antes visto, etc., etc., é uma balela pegada.
    Como alguém já disse, a Apple está à espera que as coisas evoluam nesta área, que surjam novas empresas com tecnologia nova nesta área. Depois, compra a empresa e diz que inventou o sistema.

    Se não conseguem meter nada de inovador no mercado, podiam muito bem meter uma base simples com 2 ou 3 luzes a piscar. Os isheeps compravam na mesma e iam desenvolvendo a idea da tal base “nunca antes vista” com o tempo.

    A Apple não mete uma base À venda porque está a borrifar-se para o consumidor. Lança equipamentos com a tecnologia e depois não fornece os acessórios necessários?!? Que treta de empresa é esta?!

    Seja como for, eu já carrego o meu iphone com uma base, mesmo que a apple lançasse esse produto fantástico não o ía comprar na mesma, porque no fim, será apenas uma base de carregamento como as outras.

  5. Jorge Brito says:

    A malta que critica a RTP é a mesma que de bom gosto paga à operadoras para ver a CM e Sport TVs e ainda se acha com moral superior. É para rir!

  6. V.T. says:

    Até nisto a Apple copia os outros… mormente a LG! Ahahahah…

  7. zeze camarinha says:

    essa pergunta devia ter sido desde 2012 ate agora o que se passa afinal com a Apple

  8. SG says:

    Enquanto utilizador Apple (no iPhone), tenho de dizer que me parece que a Apple está a ficar algo desorganizada. Ontem assisti à Keynote (não por ser fanboy, simplesmente por interesse, fiz o mesmo com a apresentação do Note 9, e com outros dispositivos android) e fiquei com a sensação que praticamente ninguém estava preparado para os discursos. Via-se claramente eles a lerem tudo, aliás, houve inclusive momentos em que a câmara apanhava os ecrãs com os textos que eles estavam a ler. Acho isso muito mau, estar a falar do orgulho de se fazer algo, e como se pretende inspirar, e ser preciso ler isso… Soa a falso.
    Um grande problema da Apple, neste momento, é que o iPhone é responsável por mais de metade dos seus rendimentos… E isso é um erro colossal, nenhuma empresa pode estar dependente de um só produto. E acho que se tem vindo a notar um maior nervosismo da Apple. E depois, lança-se um iPhone que, a meu ver, tinha todo o potencial (Xr), a um preço, por cá, semelhante a um Huawei P20 Pro, por exemplo, e com um ecrã com resolução pouco superior a 720p, com uma densidade de pixeis igual ao meu 6s (embora seja Liquid Retina, bla, bla…). A sério? 879 euros (preço base, 64gb de armazenamento)??
    No ano passado fiquei com a sensação que o iPhone X foi lançado à pressa, uma vez mais, pela pressão da Apple em renovar a imagem do seu produto essencial para a sua facturação, e o Airpower é mais um exemplo de toda essa urgência: tiveram simplesmente que anunciar, uma vez que toda a gente já andava a falar de carregamento sem fios.
    É só a minha opinião.

    • Moneldr says:

      A Apple tem estado cada vez menos dependente do iPhone e isso tem sido um trabalho brilhante de Tim. Quanto a preços, estão dentro do costume e com certeza vao ter o mesmo sucesso de vendas.

  9. Pedro says:

    Criticam a organização, a falta de atenção ao detalhes que antes tinham, etc. mas a verdade é que continuam a comprar tudo o que deitam cá para fora custe o que custar.

    Os OEMs Android idem, gozam com o Notch, com a ausência do Jack, etc. mas depois espetam as mesmas caracteristicas nos seus equipamentos.

    É por causa destas massas que a Apple ocupa a posição que ocupa e tem a fama de visionária (mesmo que vá buscar coisas que em outros SOs eram realidade em 2013 e até antes – o Focus posterior nas fotos, Driving Mode, Dark/Light Mode, etc). Mesmo na actualidade, chegando depois ficam rapidamente com a fama de “inventores” – quantas pessoas lembram-se que o Essential Phone tinha Notch antes do X?!

    Conseguem transformar tudo na Next Big Thing, e os adversários tratam logo de realçar essa fama errada apostando em força no processo de cópia.

    A única coisa que lamento é observar que a industria funciona como um todo, e com a Apple sempre a definir novos tectos de PVP nestes equipamentos e os outros a copiarem nos seus FlagShips, em 2020 deveremos ter equipamentos a 2500€ impedindo o comum dos mortais de ambicionar um FlagShip.

    Pior, os preços continuam a subir quando continuamos sempre a ter mais do mesmo estando constrangidos sempre à mesma UX. Temos melhores camaras, mais processamento mas continuamos sempre presos naquele “pequeno” ecrã.

  10. censo says:

    A Apple continua a inovar e vai apresentar fast charging com os ipads em outubro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.