Apple, o maior concorrente do iPhone 7 é o iPhone 6s?


Destaques PPLWARE

163 Respostas

  1. Logic404! says:

    O grau de inovação já é tão elevado? Que tal oled, reduzir bezels enormes e desnecessários, aumentar resolução que já estavamos em 2016, Iris scanner, screen finger print reader. Ha muita coisa que se pode fazer, a Apple é que se está a borrifar, faz incrementos mínimos para ter de gastar pouco em R&D e ter o máximo de lucro possível ao extorquir fanboys que querem mostrar o último produto da Apple na rua.

    • Vítor M. says:

      Para que precisa a Apple de colocar OLED e reduzir o bezels? Não vende e não consegue uma máquina equilibrada? Iris Scan? E tecnologia no ano passado que garantisse resultados seguros?

      Se quiseres inventar, podes solicitar também câmara com visão nocturna, sensor de gás, compressor anti-furo, detector de metais e macaco hidráulico. Tudo tecnologias que algumas pessoas não se importariam de ter no telefone 😉

      Pensa que a Apple nunca lançou certas tecnologias que simultaneamente não beneficie a maioria dos consumidores e que não beneficie a sua carteira…. pensa nisso.

      • forever says:

        Vitor M., acho que devias voltar a ler o que escreveste , quem paga por um dos equipamentos mais caros que existe neste mercado espera que o que venha seja do melhor que existe em todos os aspectos, o que ele disse em nada esta a inventar, para que precisa de meter OLED? mais qualidade, mais leve , mais fino, mais facil de manobrar e trabalhar, mais economizador a serio ? , reduzir os bezels ,tijolos? a serio?, podia ficar aqui o resto do dia com outros exemplos que ja ah muito podiam ter inserido(wireless charging, fast charging etc etc) em que o iphone deixaria de ser ”tradiçao” e passaria a ser um equipamento moderno e ”mais” adequado ao preço.E por estas mentalidades do ”ah e tal assim ta bom porque vende bem” que a apple continua nesta linha de sempre de pouco ou inserir nos seus equipamento,eu nao percebo como é que quem tem iphones o argumento seja este que acabaste de postar,e nao gostar de ver ja outras funcionalidades ja ah muito no mercado que existem inseridas no seu proprio iphone, eu percebo que algumas coisas seja inventar como dizes,porque muita gente contentasse com pouco mas por um valor destes era esperado ja ah muito outras funcionalidades.Estas mentalidades é bom para a apple, eles gostam é de pessoas assim, por isso sao os que mais lucram.Mas o que mais se tem visto agora é a venderem menos equipamentos porque alguns ja vao acordando

        • Vítor M. says:

          Estás errado, no meu ponto de vista. isto porque as pessoas pagam pelo conjunto da oferta e não pelo processador ou pelo ecrã tão bom tão bom que nada usam dele (poucas são as apps correntes que tiram proveito da total qualidade do ecrã). Mas isso não sou eu que digo, é o mercado que mostra. A Apple desde que lançou o iPhone há 10 anos que vende milhões e todos os anos tira milhões de lucro nesse produto… com o seu hardware, o seu software, os seus serviços, acessórios e tantos outros produtos conexos. O conjunto, com tudo isso, garanto-te que para mim, para o que eu preciso, é o melhor. Como eu, há muitas pessoas que têm a mesma opinião.

          • forever says:

            Mais uma vez estas a bater no mesmo, que é ir buscar vendas.. Voute deixar uma pergunta no ar, como achas que seria as vendas do iphone se neste momento lançassem o primeiro telemovel agora com estas caracteristicas sem a porta jack ,ecran lcd hd/full hd, sem memoria expansivel , sem carregador rapido /wireless e um sistema chamado ios que nunca ninguem teria utilizado por uns estrondos 900 euros ?. Isto é a resposta as vendas do iphone, as pessoas sao leais ah marca porque de uma bagagem que ja vem de tras, um telemovel nestes moldes se chegasse agora ao mercado a marca nao iria durar 1 ano. Quanto ao ecran acho que nao tens razao, quanto aos processadores tens meia razao,pois eu so pego na evoluçao dos processadores pela eficiencia na bateria que eu acho que é importante.Se achas que estas satisfeito que com para mim é tao pouco por tanto dinheiro isso nao posso discutir, mas agora o que se podia discutir era que o iphone ja podia ter por exemplo ip68 ah 2 anos atras, oled ja o ano passado, e outras funcionalidades porque sim o preço exige

        • Ricardo says:

          A nível profissional, o ecrã OLED não atinge os padrões de qualidade no quesito tonalidade e contraste certo. Pode verificar em sites mais profissionais por exemplo a anandtech sobre o 6s e o 7. Não vejam para lado do consumidor. Nisso,n o meu ponto de vista acho que a apple faz bem em continuar com o lcd ips,pelo menosaté agora. Outra tecnologias “antigas” tambem sao exemplo. Trabalho no ramo aeronáutico e garanto-lhe que a tecnologia empregue tem muitos anos de existência mas nunca se mete tecnologia de ponta. Não estou a querer justificar td atenção mas o proprio tim cook dá muita ênfase ao nivel profissional por esse motivo.

      • celso says:

        Vitor, um ecrâ oled e carregamento sem fios já fazia falta! A câmara com visão noturna também era uma boa adição! Com NFC ou Bluetooth e Carregamento sem fios, deixava de ser necessário a porta micro usb no smartphone. Se tiraram a porta 3.5 porque não fazer o mesmo para o usb micro?

        • celso says:

          De salientar que o ecrã oled é muito bom para apresentar as horas, notificações, meteorologia, etc enquanto o ecrã está bloqueado. Quem usa um smartphone assim não quer outra coisa, daí muitos pedirem por um ecrã oled. O carregamento sem fios é uma coisa que a apple já devia ter!

        • Vítor M. says:

          Faz muito mais falta outras coisas, faz falta um design novo, faz falta uma qualidade de som superior, faz falta um sistema operativo sem bugs, faz falta a Siri em português de Portugal, faz falta um Apple Mapas mais perfeito, pelo menos que seja tão bom como o Maps da Google. Não faz falta nenhuma “usb micro”, não faz falta nenhuma jack 3.5, então quem não faz mesmo falta é o NFC tipo 1 (sim, porque o iPhone desde há uns anos que traz NFC tipo 4 para Apple Pay… “não tenho a certeza que seja do tipo 4”).

          Quanto ao carregamentos sem fios… acho ainda cedo e inútil Vamos imaginar que, como eu, viajo muitas vezes dentro de fora do país. Então além do carregador normal ainda tenho de levar a base de carregamentos sem fios? Naaaa isso é treta ainda. Quando qualquer móvel carregar o telefone, no carro houver um sítio que o faça, quando na mesa do restaurante possa carregar exista uma forma transversal de carregar… aí sim, fora disso, é inútil.

          Uma coisa que não é inútil é carregamento rápido, isso sim.

          • celso says:

            Vitor, mas quanto aos airpods não temos que andar com a dock de carregamento atrás? não vai dar ao mesmo então? Na mesa do restaurante também tens que andar com o carregador. A vantagem é não ter fios ligados ao telemóvel que foi esse o propósito de criarem os airpods!
            Em relação ao design novo, não concordo mas são gostos.

          • Vítor M. says:

            Mas tem o mesmo tipo de utilidade? Podes comparar os AirPods ou o Apple Watch com um iPhone? Não, não podes. Depois como qualquer acessório, a ideia é não usarmos a caixa para ter de os carregar num dia de utilização, assim como o relógio, Eu ando com o meu smartwatch e só o carrego à noite em casa (e que tanto me irrita quando tenho de levar mais um carregador para carregar o relógio, poderia ter uma porta lightning).

            Quando falas nos fios, calma, há dois lados da coisa, o do carregamento e outro da comunicação entre o smartphone e o acessório, são coisas diferentes. Concordo com todos os processos de remoção de fios, desde que não acrescentes mais bases, mais transformadores…. mais fios!

          • Cortano says:

            Carregamento sem fios inútil? LOL

          • Vítor M. says:

            Sim, para já sim. Lê o que referi, mas lê tudo 😉 Vais perceber.

          • celso says:

            Atenção que quanto ao usb micro, estava-me a referir ao geral dos smartphones.

          • Vítor M. says:

            Está a mudar também. Agora caminha tudo para USB-tipo C.

          • Logic404! says:

            Portanto um Samsung com uma bateria maior Carrega mais rápido em fast wireless charging que um iphone com uma bateria bem menor por cabo. Mas é inútil. Certo. Oled consome menos, o stock de painéis necessários é muito inferior, basta veres naquele vídeo explicativo que já vi que vocês aí são muito leigos em tecnologia, há inúmeras vantagens de usar oleds. Em relação às apps não usarem essa resolução, ainda gostava de saber de onde veio essa teoria, as apps fazem scale.

          • Vítor M. says:

            Não sabes ler, isso já te tinha dito há uns dias. Para que conversas se não lês? Quem falou em fast wireless charging? Se não leste, novamente, repara que separo o que é fast charging do que é wireless charging.

            OLED consome menos? Ó… mas só vem o OLED no smartphone? 😀 E o resto? As apps no iOS não necessitam de OLED para terem qualidade e mais, não tiras proveito do OLED com grande parte das apps que usas.

          • Alexandre says:

            Boas, desculpem meter-me na vossa conversa… mas eu gostava de ver a Apple usar tecnologia de carregamento wireless. No entanto concordo com o que se fala pela web. Falta um standard!

          • Vítor M. says:

            Falta um standard e acessórios transversais. Para não termos de carregar as bases…

          • celso says:

            Mas Vitor, refiro-me que ao usar o carregador, é quase igual. Apesar de não ter grande comparação a nível de utilização, quem usa os airpods ou o iphone, assim como outro qualquer smartphone ao ponto de precisar de os carregar a meio do dia, vai ter sempre que andar com o carregador atrás. Eu só carrego o meu telemóvel á noite porque não faço grande utilização dele. Chego ao quarto, meto o telemóvel em cima da base e tá feito. mas se precisar de o carregar a meio do dia, claro que vou ter que andar com a base atrás ou usar outra. Agora, vamos precisar sempre de um acessório para o carregar. seja ele um cabo, uma dock, uma base, etc… a questão do carregamento sem fios é mesmo o que o nome indica: Sem Fios. É essa a utilidade! Apenas porque quando quero fazer uma chamada ou ver as noticias não ter o fio lá agarrado. Qual a diferença dos airpods para uns phones normais? A utilidade de serem sem fios. Agora se me disseres assim: tenho que carregar porque dura pouco tempo de bateria, ai é outra história…. Para a comunicação, o wifi ou bluetooth ou mesmo o nfc serve bem.

          • Vítor M. says:

            Acho que perante os exemplos que deste e bem, estamos de acordo face à utilidade na actualidade. Quanto aos acessórios, volto a dizer que estão noutro nível. Quer os auscultadores, quer o Apple Watch, só os carrego ao fim do dia em casa… se tiver de andar com o carregador do smartwatch atrás de mim… fica é o relógio em casa.

          • Sujeito says:

            Ó amigo Celso, isso é que é vontade de implicar. E essa ideia dos utilizadores de iPhone andam a carregar ao meio dia foi alguém que tá meteu na cabeça. Qualquer pessoa que use bastante o tlm tem de o carregar durante o dia.

            De iPhone e Android que tive e tenho, só agora é que estão a chegar ao nível de bateria que os iPhones costumam durar para um uso normal.

          • miguel says:

            Vitor, gostei bastante do teu comentário! (sem ironias)
            abraço

          • Goncalo Pinto says:

            Faz falta o iPhone ter um preco adequado ao que ele oferece, e ai sim, cativaria mais pessoas e venderia muito mais, pois passaria a fazer parte de uma gama media em vez de estar mal colocado numa gama alta.

          • Vítor M. says:

            Só um alerta. Se continuar a comentários agressivos, insultuosos como os que foram moderados, não vai ter oportunidade de conversar com as pessoas que participam nos artigos. Pode discordar de tudo, mas se não tem respeito, não pode estar aqui a participar. Se não concorda comigo e com outros utilizadores, não tem de partir para o insulto. Assim, com este esclarecimento, escusa de me estar sempre a perguntar porque não passam os seus comentários. Respeito, para ser respeitado.

          • Goncalo Pinto says:

            Carregamento sem fios inutil? Experiemnta um telefone com essa tecnologia e passa-te a meter nojo os que nao o teem.
            Para que essa resistencia a realidade? So fica mal.

          • Vítor M. says:

            Gonçalo, vamos lá ver se nos entendemos. Perceba que a questão não está na tecnologia, essa é fantástica, está sim na forma como a temos de usar. A questão que me leva a referir que para já é inútil é que não há ainda umas oferta em termos de infraestruturas para utilizarmos essa tecnologia sem termos de lavra a base, mais o cabo mais o transformador… não estamos a remover fios, estamos a acrescentar acessórios, percebe?

          • Tiago Cruz says:

            Vítor M. concordo com tudo o que disseste, mas falta dizer que quem compra um iPhone, não está a comprar só um telefone, está a comprar um sistema, que não é open Soure, está a comprar um ecossistema… para mim, faz toda a diferença…

          • Vítor M. says:

            Verdade. Tens razão. Além do hardware o utilizador compra o software, os serviços e um vasto leque de outras ofertas que a Apple tem disponíveis, quer sejam usadas ou não. E não, não é open source de facto. Tudo se paga, sem dúvida.

        • ifernando says:

          carregamento sem fios não existe!!!!!! Um tem fio da tomada ao telefone e o outro tem fio da tomada à base……..

      • Filipe Teixeira says:

        Claro que não precisa, vos comprais na mesma e ainda achais que não precisais de mais.

        • RuiZ says:

          Compram telemóveis sem updates, que vêm com malware e publicidade e que explodem, com chips de porcaria, que aquecem, com SSD de porcaria, e dizem mal dos outros!

          • celso says:

            Ruiz, tenho um lumia 735 e tem updates de 2 em 2 meses, sem malware e publicidade, com snapdragon, não aquece, é rápido e fluido. Nunca me explodiu até a presente data.
            Mas deixa-me dizer-te que apesar de gostar do lumia e do win10, não gosto da Microsoft e se fosse hoje, tinha antes comprado um Jolla. E o teu?qual é? Ou vens para aqui só para meter veneno?

          • RuiZ says:

            Tão bom que até foi flop e a MS já esconde que tem telemóveis…

        • Vítor M. says:

          Verdade compro mesmo as ferramentas que preciso, mas tu estás preocupado com o que eu compro? 😀 Noto que sim (se trabalhares também podes comprar coisas, sabes?).

          Mas eu tenho outras compras, olha há dias comprei dois pneus para a frente do meu carro. Comprei dois aros Mavic para a minha Cannondale e umas sapatilhas, umas Nimbus 18. Um armário do Ikea e umas pantufas na loja na minha rua. 😉

          Sim eu acho que tenho o melhor, porque é o que me serve. Ao contrário de ti, achas que nunca tens o melhor, porque estás preocupado com o que os outros têm.

          • Filipe Teixeira says:

            Claro que não estou, era o que faltava, eu preocupar-me com o que os outros compram.
            Só respondi ao que perguntas-te, “para que é que a Apple precisa de inovar em certos componentes?”, se vós comprais na mesma, e pior, ainda achais que tendes “o melhor”?

            Já agora, não me conheces, não sabes se trabalho, não sabes se tenho um smartphone sequer, seja ele iphone ou outro, portanto essa tentativa de ironia/piada saiu ao lado.

            Depois de dizeres isto “O grau de inovação nos equipamentos é já tão elevado que as novidades entre versões acabam por não ser relevantes”, não esperes que a tua opinião altamente imparcial seja levada a sério.

          • Vítor M. says:

            Ó Filipe, o amido dá uma no cravo e outra na ferradura. Claro que tenho o melhor, é óbvio. Se compro conforme preciso, conforme o trabalho que faço e mediante as minhas possibilidades, é evidente que tenho o melhor. Mas desde quando tu decides que o que tenho é ou não o melhor? Conheces-me?

            Aaaa espera, tu não me conheces nem conheces as necessidades das pessoas que compram diferente de ti… mas não admites tal insinuação e até te insurges com “Já agora, não me conheces, não sabes se trabalho, não sabes se tenho um smartphone sequer, seja ele iPhone ou outro, portanto essa tentativa de ironia/piada saiu ao lado.“. Ai sim?

            Mas pior e afirmares que fui eu que disse algo… manifestando claramente um desconhecimento pelo texto que foi escrito e o enquadramento que levou a uma frase tão assertiva. Sobre a minha opinião… olha lá caríssimo, desde quando uma pessoa que fala sobre o que conhece, que usa o material, o software que escreve… tem opinião “imparcial”? Toda e qualquer pessoa que saiba do que está a falar, quer seja pelo seu conhecimento de utilização, quer seja por estudar o assunto e concluir, perante a sua cultura, uma determinação…. nunca conseguirá ter a mesma opinião que tu e logo, tu dizes que essa pessoa não é imparcial, por não comungas com a sua opinião. 🙂 eu falo do que sei.. da forma como percebo as coisas que utilizo. Não falo da forma como tu queres que eu fale.

          • Filipe Teixeira says:

            Vitor, de facto não foste tu que o escreveste, e peço desculpa por te associar a frases que não disseste, mas é o hábito, já cá venho á uns anos, e normalmente és tu quem escreves este artigos de adoração à Apple, e como o vieste defender como se te sentisses insultado associei-te a autor do artigo, desculpa.

            Depois eu não quero que tu compres o que quer que seja, se és um feliz cliente da Apple, fico contente, tens todo o direito de comprar o que tu quiseres, levas o argumento para o lado errado, quando percebes que a razão não combina com o que escreves.
            Só acho errado, que se parta do princípio que a superioridade do iphone é um dogma, ninguém a pode questionar, que eu saiba isto não é um local de culto à Apple, citando-vos isto é “o mais relevante canal de tecnologia português”, portanto eu esperar parcialidade não é de estranhar.

        • Sujeito says:

          Vai mandar larachas para outro lado Filipe. Tópicos de Apple é sempre a mesma coisa. Que criancice.

      • João says:

        Para que precisa de colocar Oled? Isso foi uma piada? Só pode…. Ah ok, o iPhone é barato e colocar a tecnologia presente nos equipamentos super inflacionados das outras marcas, iria levar a uma subida de preços nos iphones, talvez para uns módicos 2000€.

        • Vítor M. says:

          É uma piada para quem não percebe muito da oferta 😉 se percebesse, veria que ecrã OLED não é de todo uma necessidade, bem pelo contrário, o ecrã que o iPhone traz é fantástico, a haver novidades há outras bem mais interessantes. Não me diga que usa o ecrã o smartphone para ver filmes? Eu uso ecrãs bem maiores 😉

          • Ricardo says:

            Subscrevo. Não vou mais longe, a anandtech especifica tudo aquilo que suspeitava há anos e é onde a apple faz a diferença: a escolha adequada de componentes chave para a sua arquitetura. Por exemplo: o recente teste ao novo sistema de ficheiros APFS, para se usar em discos flash. Só um exemplo. Vitor M também sabe do que fala porque entende o modo como a apple funciona e não por onde as massas querem ir.

      • Paulo Mendes says:

        Olá Vitor.
        Tens toda a razão no que falaste. Eu sou um fanboy e estou-me a marimbar para o que dizem, sabes porquê? Porque eu como muitas pessoas gastamos o nosso dinheiro como queremos e nos apetece. Quem critica desta forma, ou não tem para gastar, ou então tem muito e é um agarrado do catano. Cada um gasta como quiser. Eu tenho material Apple há já alguns anos e sinceramente, não há neste momento no mercado melhor. Tenho dito. Admiro estes gajos que vêm para aqui criticar e nem o nome deles colocam.

      • just a normal guy says:

        basicamente o Vitor defende que nao é preciso ecrans com mais resolucao num equipamento que custa quase 1000euros. que o seu telemovel mais avancado tras uma resolucao de FullHD mas paga se como se fosse dos mais avancados equipamentos do mercado, ou mesmo o iphone 7 que nao é tao grande nem fullHD tras…

    • Guiomar says:

      Não me parece que faças ideia o quanto a Apple tem aumentado o gastos em R&D.

    • Victor F. says:

      “aumentar resolução que já estavamos em 2016”

      Gosto particularmente desta parte.

    • Dc says:

      Concordo com a parte do bezel.

    • Alexandre says:

      O problema dos oleds são ainda alguma perda de qualidade a longo prazo e a quantidade. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, não se pode criar uma fábrica de um dia para o outro a produzir 90 milhões de unidades/ano, que é o valor aproximado de iphones/ano.

      – Reduzir bezels é absurdo se for mal implementado, assim que se toca no canto do ecrã dá asneira. Temos exemplos no mercado atual!
      – Iris scanner e screen finger print reader, obviamente a tecnologia ainda não está madura.

      Inovar e gastar € em RD não é deitar € para a rua só porque sim.

    • RuiZ says:

      A Apple é só a empresa que mais gasta em R&D e o iPhone 7 é o melhor telemovel do mercado.

      OLED já existem há anos e continuam com problemas de imagem queimada e reduzir bezels à custa meter os botões no ecra que depois fica o bezel no ecrã, e Meyer os sensores de Touch ID (Mais uma coisa que todos copiaram da Apple) na parte de trás não é inovação nenhuma.

    • Sujeito says:

      Primeiro comentário numa notícia é de alguém a quem a Apple incomoda. Já é previsível.

  2. rui says:

    “Quando a Apple apresentou o iPhone 7, revelou um equipamento único e com as melhores especificações do mercado…” nada imparciais…

    • Vítor M. says:

      No conjunto foi verdade, e se não tivesse acontecido o que aconteceu ao Note7, hoje estaria já ultrapassará, mas na verdade, como podes ver em termos de performance, qualidade de materiais, serviços lançados, software oferecido…. ainda é a máquina que mais atrai o consumidor em termos individuais. Onde está a mentira? Não é o autor que diz isto, são os números do mercado.

      • alguem says:

        As especificações estão longe de ser as melhores do mercado. No iPhone tens a vantagem do SO ser feito para esse hardware específico, mas não se pode dizer que as especificações por si só estão sequer perto das dos concorrentes.

        • Vítor M. says:

          Certíssimo. Mas o equilíbrio entre o hardware, o software e os serviços (que é tudo o que as pessoas usam) é que faz a oferta mais agradável. É cara? Sem dúvida, as a título de exemplo, no ano que passou foi a Mercedes a empresa que mais carros vendeu e não a Fiat, por exemplo. As pessoas querem conforto, segurança, qualidade e status. Não tenham dúvida.

        • Alexandre says:

          “As especificações estão longe de ser as melhores do mercado.”

          Como em tudo no mercado. O que interessa é o conjunto.
          A Intel não têm especificações melhores que a AMD, no entanto acima dos i5 não existe AMD que se compare em performance. Mesmo com mais “cores” e memória de “cache”.

        • Sujeito says:

          São as melhores do mercado no conjunto. Se recusas isso , está tudo explicado.

  3. RickPinto says:

    “O grau de inovação nos equipamentos é já tão elevado que as novidades entre versões acabam por não ser relevantes.”
    Depois de ler isto, já vi que quem escreveu o artigo era um apple lover e portanto parcial na sua opinião…

    • Vítor M. says:

      Não, o que está aí escrito é que o que a Apple tem conseguido apresentar nos seus dispositivos consome toda a inovação que esta consegue ter. Não diz que é mais elevado que todas. 😉

      É como se ele estivesse a dizer que ‘não tem mais para mostrar e diferenciar’, segundo o que tem lançado.

    • Sujeito says:

      Larga essa camisola. Ou não percebes o mundo ou não queres perceber.

      É o mesmo que aconteceu nos computadores de secretária e portáteis. Chega uma altura que já não evolui tanto de uma geração para outra. Verdade para iPhone e outros todos.

  4. Guiomar says:

    Alguém, algures, não saberá muito sobre isto, para vir dizer o iPhone 6 pode ter sido um campeão de vendas neste Natal – a Apple deixou de comercializar o iPhone 6 quando o iPhone 7 foi lançado, por isso nunca poderia ser um campeão de vendas.
    O que o analista diz é que acredita que os aparelhos mais baratos (especialmente o 6s) da Apple, têm vindo a crescer em percentagem de vendas face a anos anteriores, não diz que o grosso das vendas foram modelos mais antigos.

  5. ze ninguem says:

    ma quem ganhou afinal

  6. Gabriel says:

    Comprei o meu iPhone 6s em Abril do ano passado e nao tenciono trocar pelo 7 nao me chama a atencao… penso que nao vale a pena o 6s continua a ter das melhores camaras do mercado e muitas vezes superior a um iphone 7 sem duvidas em termos de inovacao coisa que vi por aqui concordo que a Apple nao esta “a inovar” pra que ecras Oled? Pra que mais resolucao? Pra que iris scanner? Porque nao pensar ao contrario… Porque as outras empresas apenas decidem colocar mais uma coisa mudar o design todos os anos lancar coisas insignificantes que nao servem para nada… e que so aumenta o preco final… iPhone 6s pra mim e atualmente o
    Melhor iphone do mercado… nao gostei do 7 nem tenciono gostar

    • Luis FA says:

      A diferença é q a Apple aumenta o preço final sem acrescentar nada de especial (como no MacBook). A Apple está a viver uma espiral de ganância lamentável que defrauda todos os que apreciam a marca com realismo e objetividade.

      • Alexandre says:

        Os preços aumentam consoante o euro desvaloriza e os mercados flutuam.
        Se estamos a atingir a paridade com o dólar, obviamente só temos a perder.
        Os Samsung, HTC, Lenovo não estão mais caros? Estão! Está tudo na tecnologia.

        Quanto ao macbook, é uma questão de tempo, já a primeira geração retina veio mais cara para escoar os antigos. Passado 2 anos os preços normalizaram.

        O problema neste país persiste. A lei do safa, dos padrinhos e do contrata um qualquer que cumpra o trabalho. E quem realmente é bom obviamente vai-se embora mais tarde ou mais cedo.
        Já tenho imensos amigos (engenheiros por exemplo) no estrangeiro a trabalhar.
        “E vão voltar?” – “Claro, nas férias.”
        “Voltar para viver em Portugal?” – Aí todos dizem – “Não! Nem pensar!”

      • Sujeito says:

        Mas qual ganância? Fizeram um produto com R&D que tem de ser pago, subiram preço como costumam fazer. Até parece que te obrigam a comprar e a vir comentar em notícias deles.

        Que raio, a parvoíce anti Apple é tanta que até a dizer o óbvio vão achar que isto é uma defesa ou maluqueira parecida.

        Qualquer empresa tem de fazer euros para se manter. E se estão a vender é porque estão a fazer alguma coisa bem. Olha se parasses para pensar no que é. Pista, não é um ecrã OLED. É um smartphone usável sem complicações.

    • Ricardo says:

      Concordo. No entanto, gosto muito do touch capacitivo do 7.

  7. Victor F. says:

    Malta dos iPhones, compraram em lojas físicas ou directamente do site da Apple?
    Prós e Contras?

    • Rui Martins says:

      É irrelevante, se for numa loja física o ideal será uma iStore que são APR ou no website http://www.apple.com que saem directamente da Irlanda.

    • Joao says:

      O meu último iPhone foi pelo site da Apple. Entrega e acondicionamento do mesmo 5 estrelas. O meu MacBook Pro só não foi pelo site da Apple porque estava esgotado o modelo com Touch Bar e com espera de 5 semanas, no entanto comprei num revendedor português da Apple (também online) e correu igualmente, tudo bem.

    • RuiZ says:

      No site da Apple é Mais fácil se queres encontrar um modelo específico.

      Mas não é mais barato que uma loja física e se quiseres na hora.

      Lojas físicas recomendo fnac, el corte inglês, o atendimento é muito bom e não pagas mais.

      Não recomendo essas lojas que se fazem passar por “lojas da Apple” e não são nada, são revendedoras autorizados a fingir que são outra coisa.

  8. V.T. says:

    Qual grau de inovação da Apple?? A Apple ultimamente tornou-se tão inovadora que ficou aborrecidaaaa!

    • Vítor M. says:

      Verdade, ficou aborrecida sim senhor, ao nível das inovação, vai criando algumas coisas boas. Por exemplo, a colocação do TouchID foi importantíssimo, agora que no MacBook Pro tenho isso acessível, é mais simples tudo, desde fazer login na máquina como autorizar determinadas acções. no iPhone e iPad dá muito jeito, principalmente porque se tornou mais seguro até a usar apps financeiras.

      Criou um sistema de fotografia agradável, tem apostado muito e cada vez mais pessoas usam o iPhone para fotografar… mas falta mais…

      • V.T. says:

        Plenamente de acordo, mas já viu a Apple de agora comparada com a Apple do tempo do iPhone 4S por exemplo? Já nem falo de inovação, falo apenas de actualização em relação à concorrência, pois num iPhone 7, nem carregamento rápido se tem…

        • Vítor M. says:

          O mercado tecnológico também abrandou em termos de evolução. Há apenas nos últimos anos uma rectificação de conceitos, uma optimização de conceitos e passos singelos num ou noutro campo dos sensores. Todos os anos, desde há 5 ou 6 anos, estamos nas várias feiras tecnológicas por este mundo fora, principalmente no que toca aos certames europeus e vemos que as novidades deste ano são o que já se mostrava no ano anterior, apenas com mais qualidade e quantidade… com um ou outro ponto inovador. A época do WOW está lá atrás.

          Precisamos de algo verdadeiramente avassalador, tal como o iPhone o foi em 2007… mas noutro segmento. Será nos automóveis?

        • Sujeito says:

          V.T. a conversa na altura do 4S era a mesma. E digo te mais , na altura do 3 G era a mesma. E quando tive um dos primeiros iMac era a mesma.

          A única coisa que mantém é que eles fazem em função da necessidade, exequibilidade financeira e de vez em quando um capricho ou outro.

          Não é um ecrã OLED que faz a diferença na usabilidade do telefone, mas as tecnologias que estão a implantar neste momento. Como fizeram nos anos antes e que agora lhes permite ter larga vantagem perante os concorrentes.

  9. leo says:

    Respeito a apple.. O sistema e leve e flui rapido, ainda mais com 3gb de ram, quadcore, vai ser bem rapido.. Sem duvida.

    Mas novidade sempre foi a Samsung que trouxe em seus galaxy S e note. Essa tela curva e o celular do futuro, imagina 8gb ram octocore 2.7 ghz mais as funcoes edge e fora outras. Os edge sao lindos. Nesses pontos apple esata bem atraz.. E muito mais interessante a Samsung quando se trata de aparelhos de ponta q comunicam com qualquer computador. S8 vem ai..

    • Vítor M. says:

      Verdade… mas nunca criou tracção. Repara que marcas como a Xiaomi, Huawei e outras que tal não querem saber das novidades da Samsung, vão por um caminho mais seguro e mesmo a Samsung paga caro a sua tentativa de criar tendências e por isso registou prejuízos nos últimos anos.

      Agora, resta lembrar que a Samsung é um grande player, mas não tem a capacidade de criar tendências… por melhor que seja o seu hardware (basta lembrar a RV não está a criar tracção).

      Isto porque é uma marca que quer ter um sistema operativo, mas usa o Android que é da Google (em grande parte do seu leque de produtos), quer ter uma loja, mas as pessoas querem é a Play Store e não a loja da Samsung. Quer ter software próprio e serviços próprios como a Apple tem (Samsung Pay, Find My Mobile, Fingerprint Scanner, Samsung Wallet, etc) mas a Google tem outras ofertas mais populares….

      O mal da Samsung foi querer ser concorrente da Apple, e deixou o flanco desprotegido e marcas como a Huawei, Xiaomi, LG e OnePlus deram conta dela no mercado Asiático.

      A Apple não tem concorrente, porque mais ninguém usa iOS. Simples. A Apple tem essa vantagem mas não lhe garante sempre resultadios positivos, porque as pessoas depois fazem isto…. compram o modelo anterior mais barato e não apostam no mais recente… porque a Apple está aborrecida.

      • V.T. says:

        Atenção que ter um SO próprio não é só vantagens! Eu por exemplo, que já fui um consumidor Apple, mudei-me de há três anos para cá precisamente para a Samsung e não estou nada arrependido, antes pelo contrário. Pois na minha opinião o IOS é demasiado restritivo.

        • Alexandre says:

          E quais são as restrições do ios já agora?
          É que isso parece-me ser mais um mito que se diz e nunca se sabe o que quer dizer.

          • Sujeito says:

            Ora aí está uma boa pergunta. E a resposta: ROMs, mudar os ícones, mudar o launcher e instalar apps com vírus. Tudo coisas que uma pessoa normal nem se quer preocupar, quer bem feito de origem.

            É como as touradas , a única resposta correcta é “eu prefiro”.

          • Alexandre says:

            Então, mas nunca fizeste jailbreak?

            E essa resposta da ROM a mim não me diz nada… conheço muita gente que diz o mesmo e depois – mudam o wallpaper.

          • Sujeito says:

            Já, por curiosidade apenas. As coisas já vêm bem de origem, quero ter um smartphone a trabalhar para poder fazer a minha vida, não trabalhar para ele funcionar.

            Já meti Roms. Aprecio a open source e pardais ao ninho, mas se as coisas estivessem bem de origem (suporte, updates) não teria de o fazer.

            Ou seja, também gostava de ver explicado esse mito do iOS ser limitado.

        • Vítor M. says:

          Uma medida não serve a todos. Há dias, numa formação da CISCO em Lisboa na semana passada, estavam umas 40 pessoas, 35 tinham um MacBook. Mas isso não quer dizer nada…

  10. aaaaa says:

    Não uso apple e poucas vezes mexi nos produtos da marca. Não sei se isto já estará resolvido:
    – enviar qualquer tipo de ficheiro por bluetooth
    – usar nfc para mais do que pagamentos
    – ligar ao computador sem ser necessário itunes
    – usb em vez de ligações proprietárias

    Sinceramente os produtos apple passam-me ao lado, mas vejo quem os tem com problemas que não o deveriam ser. Ter funções diferenciadoras nem sempre é positivo…

    • RuiZ says:

      – AirDrop é muito mais rápido
      – em quê? Praticamente nada usa isso
      – pode-se, não é preciso nada para transferir fotos
      – o teu telemóvel também precisa de um cabo USB para micro USB ou de USB para USB-C

      • aaaaa says:

        Isso é tentar disfarçar os problemas que existem. Tecnologias “capadas”, conexões proprietárias, recurso a programas extra para funções básicas, acesso incompleto ao ficheiros armazenados.

        • Alexandre says:

          Vamos lá por partes então.

          – enviar qualquer tipo de ficheiro por bluetooth
          O bluetooth é lento (25Mb/s) por isso não entendo porque não criar uma rede wireless em 2segundos, ou usar a existente, e transferir ficheiros a vários Mb/s.
          Ou já que estamos todos a caminhar para os vários Gb de internet no smartphone que tal disponibilizar os ficheiros online. Mail…cloud…etc

          – usar NFC para mais do que pagamentos
          Para que queres usar o NFC além dos pagamentos? Uma tecnologia que precisa de uma distância curta (10cm) e só faz 500kb/s. Não entendo que uso poderá ter esta tecnologia além de autenticação e pequenas tarefas pontuais.

          Não consigo entender a resistência que as pessoas têm a usar a tecnologia igualmente fácil, simples e mais rápida – wireless. Faz-me confusão.

          – ligar ao computador sem ser necessário iTunes
          Já é possível desde 2011… ou seja mais de 5 anos.
          Mas atenção que continua a não ser possível ligar Android a Linux ou Mac sem usar software extra.
          E já agora para quê ligar ao computador? Porque não partilham pastas na rede…?

          – usb em vez de ligações proprietárias
          Concordo já deviam ter passado para o usb c, e penso que será esse o caminho no próximo iPhone.

          Quanto aos problemas, a maioria, seja com que sistema é sempre ao nível do utilizador.

        • RuiZ says:

          Eu recurso a programas extra? O AirDrop vem com o sistema operativo.

          A maioria dos android não vêm com a transferência Bluetooth, porque isso é patenteado pela Nokia e fora a Samsung, ninguém paga.

          Já eu envio SMS do meu iPad, já eu tenho acesso a mais docking stations e mais acessórios, faço chamdas do meu Mac, sincronizo o clipboard entre todos os aparelhos, passa os AirPods de um lado para o outro sem configurações, ApplePay no relógio, Apple Music Port Hey Siri no tablet e depois continua no relógio.

          Mas quem não sonha sequer com isto, continua a bater na tecla do Bluetooth que ninguém usa nem no android

          • aaaaa says:

            Tens a tua opinião, tenho a minha. Tecnologias proprietárias não favorecem ninguém. Já agora uso Android e Bluetooth.
            Mas cada um sabe de si. Para mim as falhas que apresentei são suficientes para não pensar sequer em iphones. Isso e o sistema operativo não ser open source. Mais uma vez digo, para mim.
            Há quem não goste de ver os dados a “voar” entre aparelhos nem goste de os ver na nuvem. Ainda bem que há opções para todos nós 😉

          • RuiZ says:

            Eu quero lá saber se é proprietário ou não.

            Como utilizador individual, quero o que é melhor para mim.

            Estou a pensar em mim, não nos outros.

            Não gostas a voar ou na nuvem?

            Espetáculo!

            Para que queres um “telefone móvel” mesmo? Não é esse o intuito? Não ter cabos?

  11. Raquel says:

    Oh Vítor, não precisas de vir para aqui fazer de advogado. Cada um tem a sua opinião. Ninguém tem a sabedoria completa. O qu para ti é importante, para outros não, não indiques o comportamento do mercado como resposta a tudo, porque o mercado é inconstante e impossível de lever ou conhecer ou seu resultado perfeito.
    Tenho a minha opinião sobre as coisas, mas não me expresso de forma a querer mudar a dos outros, ouva defender algo. Sinto pena de algumas pessoas.

    • Vítor M. says:

      Advogado? Não, estás enganado,. apenas gosto de trocar opiniões com as pessoas que escrevem cá. Aprende-se muito ao conhecer o que acham, por isso respondo ao que escreves, leio, interesso-me. Sentes-te mal com isso? Acho que como respeito e entendo a tua opinião, eu também tenho a minha e gosto de perceber como vai o mercado 😉 eu tenho a minha opinião que não quero que seja a tua e não te imponho isso, por isso falo contigo e discuto conceitos genéricos 😉

      Obrigado pela tua opinião. Não tenhas pena para outros não terem pena de ti. Tem antes respeito, é mais humano e racional.

    • Sujeito says:

      Raquel, não se deve aderir a unha coisa má só porque é moda. Da mesma forma, não se deve negar algo bom só porque é moda também. Tira daí o que quiseres.

  12. arkan says:

    PRONTO começou kkkkk mas ate que o titulo ta certo, o concorrente de um CELULAR iphone é o proprio CELULAR iphone 6s…. porque Galaxy, Moto Z, Sony Zxxx, é smartphone.

    Porque o iphone é um celular, já que nem se conecta a smart tvs sem precisar de Idiotdevices.

  13. Golden says:

    Eu acho que em causa está a qualidade, a estética, a performance, o 3D Touch, as câmaras do iPhone 6s ou iPhone 6s Plus que são praticamente iguais em relação ao iPhone 7 ou iPhone7 Plus, e com os preços mais baixos na versão 6s e 6s Plus, é normal que preferência prevaleça mais pela versão dos modelos anteriores, visto também que existe uma boa possibilidade de existir uma melhoria significativa a nível de algumas coisas com o novo iPhone 7s e com os 10 anos do iPhone, como o carregamento rápido, e uma mudança significativa a nível de performance para suportar gravação de vídeo em 4k para 60fps na perfeição por exemplo entre outras melhorias a nível de câmara para fotos é vídeo, isto já está tão avançado a nível de tecnologia em smartphones que já não há muito por onde se pegar, para se sentir aquele sentimento wow que se viu em anos atras, acho muito difícil hoje em dia, nesse caso acho muito normal isto ter acontecido este ano, mas isto não se aplica apenas a Apple, sobretudo vai acontecer o mesmo a todos os maiores fabricantes de smartphones a meu ver.

    • Alexandre says:

      Concordo, estamos a atingir uma certa estagnação na melhoria dos smartphones. Assim como já existe nos pc’s.

      Estamos longe do início da década passada em que de ano para ano era uma revolução em termos de performance e capacidades para os pc’s.
      É interessante que o mesmo está a acontecer nos smartphones. Evoluíram de 2007 até 2013/2014 e começou a “estagnação”.

      • Golden says:

        Sem dúvida alguma, nos PC aconteceu exatamente a mesma coisa, hoje em dia é tudo muito bom para o uso diário sem problemas na capacidade resposta quando falamos em máquinas de topo, de ano para ano, é mais coisa menos coisas, isto acontece quando já voamos em cima de um topo de gama de 2015, um topo de gama será sempre um topo de gama seja no que for carro/ mota / computador/ smartphone/ e etc, hoje em dia da forma que isto está tão avançado já não se nota aquele coisa que nos faz ter o próximo, acho que é mais ou menos isto a realidade do marcado.

    • Vítor M. says:

      Golden partilho da tua opinião, a estática e a performance em geral não se nota diferença do iPhone 6s para o iPhone 7. Eu tenho o iPhone 7 Plus 128 e o iPhone 6s Plus e não noto grande diferença a não ser ao nível da fotografia e de uma ou outra aplicação que tira total proveito do hardware, mas são pouquíssimas as pessoas que têm mais que o casual nos smartphones e como tal… não vêem grande interesse no salto.

      • Golden says:

        Sem dúvida Vítor M. Principalmente a câmara do IPhone 7 Plus, acho que nesse ponto é onde se nota realmente a diferença para o iPhone 6s Plus, principalmente quando toca a foto com Zoom e em alguns aspectos nas fotos no escuro, o resto está muito idêntico, dai a questão prevalecer com maior peso na questão do preço final e a escolha recair mais para a versão 6s ou 6s Plus no momento actual, isto posto em pratica quem usa os equipamento da versão do iPhone 5 ou anterior o iPhone 4.

  14. miguel says:

    o hp elite x3 riu-se destes comentários!

    • Alexandre says:

      Com windows, isso não se ri de ninguém.
      “Dead at birth”

      • miguel says:

        pega num e depois falamos!
        não há a venda em PT, mas lá fora vende muito bem. uma grande maquina com grande capacidade de utilização

        • Vítor M. says:

          O equipamento é bom Miguel, tens razão, o pior é o resto. As ferramentas Microsoft correm melhor no iOS que no sistema nativo da Microsoft, os serviços da Google correm com qualidade no iOS e no Windows 10 Mobile não correm ou correm com pouca qualidade. As aplicações que são sempre publicadas no iOS e Android e são retardadas no WP… enfim… tanta coisa boa no android e iOS que não há no sistema da MS.

          • miguel says:

            não serão as aplicações coisas que iram acabar num futuro próximo?
            acreditas que a MS esteja a preparar um surface mobile? estou curioso!
            tens que admitir uma coisa vitor, o continum esta incrível!

          • Vítor M. says:

            Miguel, está bonzinho sim, mas nada que a Apple não tenha, sabes que em termos de ecossistema, a Apple tem tudo e ainda tem o melhor da Microsoft e da Google. Já não é o caso de quem tem WP… tem apenas algumas coisas boas, mas poucas.

            Se me perguntas se actualmente está melhor? Sem dúvida, mas será difícil bater o Android e o iOS, estes estão muito fortes.

            Depois há uma questão, por menos lucros que a Apple tenha (que acredito que neste último ano tenha perdido lucros) a Apple não tem prejuízos, continua a facturar milhões…. a crescer enquanto empresa no segmento tecnológico. A Microsoft, ao longo destes anos tem tido necessidade de reordenar a sua estratégia a já despediu uns milhares de funcionários, lembras-te?

            Mas… continuo a achar que a Apple tem muita coisa boa porque a Microsoft produz para macOS e iOS… 😉 e ainda bem.

          • miguel says:

            nada que a apple não tenha? a apple ainda não tem nada parecido com o continum :b
            acho que o grande problema da WP é não ter tudo como a apple. porque a meu ver, o SO da MS é melhor do que o da apple, mas isso de não ter tudo, peca muito por ai.
            o grande problema da apple este ano acho que foi o novo portátil, esperava algo melhor sinceramente! processador de 7ºgeração, melhores ligações (peca muito por ai) e outro tipo de inovações. tens que admitir que apesar disso, a apple já não é tão inovadora como antes, e a MS está-lhe a tirar o lugar nesse aspeto. surface pro, surfacebook, studio… tudo grandes maquinas de inovação e muito eficazes! peca ainda é no mobile, mas vamos ver que novidades tem para o futuro. o lumia esta morto é verdade, visto que já nem vendem.
            abraço Vitor!

          • Vítor M. says:

            😀 olha o que dizes: nada parecido com o continum… mas tu conheces os sistemas operativos da Apple?

            O sistema operativo da Microsoft não é nada melhor que o iOS nem que o Android, isto porque falta tanta coisa ao nível da interface, faltam serviços, falta organização, começa logo pela loja de apps… Miguel, está melhor o WP mas longe dos restantes que referi.

            Outra incorrecção tua. Eu confesso que vocês deveria primeiro usar antes de falar. Eu tenho o novo Macbook Pro de 15″ com Touch Bar (de onde te escrevo) e deixa-me dizer-te que comparado com qualquer outro no mercado… o conjunto, hardware, sistema operativo e serviços, nada o supera. A Microsoft o que lançou, o SurfaceBook? Nem compares.

            Depois, vais ver as vendas do studio 😉 ainda dizem que a Apple é cara 😀 Olha, bom bom está o Office 2016 para macOS… TOP mesmo.

          • miguel says:

            sim eu conheço. iphone 3G, iphone 4, 5S e 6 foram os que passaram pelas minhas mãos. e eles não tem nada do género do continum. ou tem? se tem diz ai o que 🙂
            onde o novo macbook pro é melhor que o surfacebook? ahahha
            mas isso são opiniões, cada um vê o que é melhor para si. mas o macbook esta longe de ser o melhor em hardware. eu nem posso usar mac porqur alguns programas que uso nem existem para mac :b
            o que vejo atualmente mais pessoas a deixar os computadores da apple para irem para o Windows 10.
            sim o surface studio é mais caro até que o imac. mas queres comparar em nível de produtividade para designer e isso? já para não falar que é um aparelho que substitui 2 ou 3, portanto isso de ser caro é relativo.

          • Vítor M. says:

            Sim são opiniões.

          • miguel says:

            vitor, desculpa mas essa do conjunto de hardware foi de rir. há tantos melhores que mac em hardware. explica-me como a apple não lançou os computadores no final do ano com a 7º ~geração?

          • Vítor M. says:

            Então diz-me lá o que existe em termos de conjunto assim melhor. Diz-me por exemplo quais as máquinas que já trazem Kaby Lake (isso sim no processador já estão à frente da Apple). Não esquecer o resto, claro. Quantas máquinas são da Microsoft.

            PS: não vamos falar em máquinas de jogos, para isso temos as consolas 😉

          • miguel says:

            dell xps 13/15. diz-te algo?
            ainda não em disseste o que a apple tem parecido com o continum, continuo a espera!
            já agora, em relação ao imac vs studio. disseste que o studio é mais caro. contudo, é muito mais produtivo que o imac para um designer e não fica tão caro assim visto que substitui vários aparelhos.
            o surface pro e o book ainda não trazem isso, mas tenho a certeza que este ano vão lançar.
            depois ao comparar o dell xps com o mac pro também tens de ter conta os preços. o dell xps tem um preço/qualidade muito superior ao mac.

          • Vítor M. says:

            Miguel, mas o continuum só faz sentido na Microsoft que tem um sistema Mobile pobre, ou ainda não percebeste? Há que lhe dar uma finalidade mais alargada, agora, tu usdas isso para fazer o quê, ora diz-me lá.

            Depois, diz lá que computador da Microsoft traz o Kaby Lake… estou à espera Miguel. O studio mais produtivo que um iMac… mas como raio fazes tu essa comparação? Só mesmo porque nun ca usaste nenhum dos dois.

            Agora compara lá o Dell XPS com o novo MacBook Pro 😉 compara só a qualidade de um e de outro.

            Mas se achas isso tudo deste Dell vê lá aqui: http://bit.ly/2jgS3sS

          • miguel says:

            eu já usei um imac, mas nunca um studio é verdade!
            um studio para mim não útil porque não sou desenhador, designer….
            mas para quem o é, é sem duvida muito mais útil que um imac. e quem o diz não sou eu, são os profissionais da área. neste momento a MS esta a fazer muito mais por eles do que a apple.
            Vitor, eu nem vou entrar por ai. queres que te mande vídeos, noticias a falarem bem pior dos mac de 2015 e 2016 e a serem trocados por dell? se quiseres mando-te! até encontro alguns em PT 🙂

          • Vítor M. says:

            Pronto, disseste tudo, o Studio é para desenhador, designer… um iMac 😀 ouve um iMac 5K, mais barato que o Studio e é brutal, acredita.

          • miguel says:

            a MS vai lançar com kaby lake este ano. uma empresa que anda a pouco tempo nisto já os vais lançar, a apple… ups 🙂

          • Vítor M. says:

            Mentira, lá está, falas sem saber 😉 a Apple vai lançar no segundo semestre os Macs com Kaby Lake e mais… só ainda não lanço porque a Intel não garantia quantidade suficiente. Não lês 😉

          • Alexandre says:

            @Miguel

            Atenção que os KabyLake sairam apenas este mês. No ano passado só tinhas 4 ou 5 na gama mobile. Que não serviam para mostrar gamas em nenhuma marca.

          • Vítor M. says:

            Exactamente, tal como escrevemos há dias. Mas o Miguel não tem acompanhado o que a Intel tem dito.

          • Miguel says:

            Explica-me uma coisa agora que falas em artigos. A uns tempos publicaste que há cada vez mais pessoas a substituir o macbook por surfacebook. Como explicas isso? :b

          • Vítor M. says:

            Se me mostrares o artigo…

          • miguel says:

            https://pplware.sapo.pt/microsoft/utilizadores-mac-estao-mudar-surface/
            vitor esta ai o artigo que te prometi a pouco que tinha sido escrito por vocês! b

          • miguel says:

            esqueci-me, li agora o artigo que me mandaste. diz “a dell xps não evolui a 3 anos, esta parada” queres mesmo falar disso?
            a apple teve o mesmo retina mais de 3 anos hahaha

          • Alexandre says:

            Miguel os retinas têm sido atualizados todos os anos, sem excepção.
            O “sem ser retina” é que entrou em “fase out” durante vários anos.

        • Miguel says:

          Porque não aguardaste para comprar o Mac nessa altura? :b
          Se houver forma de usar o arcgis em mac, eu penso em comprar um então :b

  15. Lima says:

    A inovacao que a Apple podia apostar era em VR. Abria logo novamente um novo mercado de apps e enfrentava a competicao que a Google está a lancar com o DayDream.

    • Vítor M. says:

      Achas que o VR terá futuro? Pessoalmente tenho tanta fé no VR como nos discos Blue-ray… mas isso sou eu. Agora, há segmentos onde a Realidade Virtual poderia vingar, mas são nichos e isso não vende. Como exemplo deixo o segmento da saúde, da recuperação dos pacientes de lesões ao nível do sistema neurológico. Vamos ver, essa é das tecnologias que está na incógnita.

      • Lima says:

        VR traz uma sensão única para o consumidor. Vizualizar conteúdos com o movimento da cabeça e o recurso de um apontador torna-se uma experiência fácil e divertida. Mas talvez a realidade aumentada será uma tecnologia mais disruptiva como foi mostrado no Microsoft HoloLens.

        Na área da saúde é sem dúvida uma necessidade existir avanços significativos. Mas normalmente existe pouco interesse por parte das empresas no que toca ao financiamento. Depois há a dificuldade em contratar pessoas qualificadas em ambas as áreas que referiu – neurociências e informática – sem falar em consultores médicos, pois estes projetos são feitos com a colaboração de um hospital.

      • miguel says:

        +1.
        recordo-me da ps3 chegar ao mercado por 600 euros por causa do leitor de blue-ray. mas alguém se importou com isso? não. com os VR vai acontecer o mesmo

      • Sujeito says:

        Eu não sou nenhum céptico de tecnologia mas o VR realmente… É uma fantasia de quando éramos miúdos. Mas até se mostrar utilidade real , nada feito.

        É a técnica que a Microsoft empregou muitos anos e que sempre lhes pregou rasteiras. Apresentam algo que dizem”isto é vai ser”. Os consumidores ficam a pensar “estou deserto que chegue este futuro”. As empresas lançam a tecnologia sem utilidade e diz “tomem a tecnologia do futuro que ainda não faz nada”. É a Microsoft ficava a pensar “então ninguém faz nada com isto?”.

  16. Bikes says:

    Comprei o meu novo iphone 7 plus e farto-me de rir com certos comentários… valha-me Deus!!!

  17. Nelson says:

    A Apple a andar de marcha atrás…Enfim…

  18. Kikofhm says:

    Falam de oled como se fosse a melhor coisa, mas corrigem se estiver errado, não é o oled que traz problemas com imagens fixas? Caso exemplo as TVs oled que se tivesse muito tempo num canal e se muda-se o canal ainda se notava um sombreado do logótipo do canal anterior?? A ser verdade estou a imaginar os logos das apps

    • miguel says:

      Vitor, não estou a conseguir responder na conversa anterior.
      aqui tens o artigo da pplware em que diz que o pessoal esta a trocar mac por surfacebook:
      https://pplware.sapo.pt/microsoft/utilizadores-mac-estao-mudar-surface/

      outra coisa, em relação ao artigo que enviaste sobre o xps13 da dell: o macbook retina esteve mais de 3 anos sem atualizações a nível de design…

      • Vítor M. says:

        Aaa então não fui eu que escrevi, logo vi. É que estavas a dizer que tinha sido eu 😉 claro que não fui. Mas sabes e eu vou-te explicar uma coisa. A Apple, tal como eu já escrevi algumas vezes, desde Maio… junho… por aí, está com problemas nas entregas de equipamentos. Então dos dispositivos novos… estão a demorar uma eternidade. Para teres uma ideia, o meu MacBoo Pro de 15″ CTO demorou 3 meses a chegar até mim… 3MESE!!!! Segundo o que me foi dito, como é um CTO demora logo mais 4 semanas que o normal e como estes Macs com Touch Bar registaram alguma demora na entrega… a somar à época de de natal… foi o que se viu. O Apple Watch Nike… um mês e demorou a chegar ao mercado e os AirPods… outra eternidade. Isso deu às outras empresas a vantagem de poder entregar mais rápido, mas mesmo assim, não está a ser um sucesso a venda dos Surface Book.

        Quanto à falta de actualizações… mesmo sem elas, a Apple vendeu milhões de equipamentos, porque são bons e duram bastante.

        • miguel says:

          isso do durar bastante é relativo. comprei um asus em 2009 e a minha prima um macbook pro 15 em 2010. o meu asus ainda cá esta, já o mac dela… 😉
          ~
          isso da longevidade é muito relativo. vejo em vários fóruns o pessoal a queixar-se que o seu mac morreu.

  19. Miguel says:

    Vítor, alguma razão para teres apagado o meu comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.