Quantcast
PplWare Mobile

Apple: Mais um trimestre único com novos recordes de vendas do iPhone e Mac

                                    
                                

Fonte: Apple

Autor: Pedro Simões


  1. Tiago Rodrigues says:

    Para quem andou a dizer que as vendas da Apple iam cair, isto cala o autor do artigo…

    É que a Rússia já arranjou forma dos produtos Apple serem vendidos no país…

    Quando quiserem perceber algo sobre a Apple, sigam os relatórios dos investidores…

    O resto é treta.

    • Vítor M. says:

      A Apple só apresenta resultados menos positivos se quiser. Com tanta oferta, tantos mercados onde apostar, onde criar promoções, vendas cruzadas, só se quiser é que não bate recordes. Basta querer.

      • Tiago Rodrigues says:

        Não foi isso que comentou quando publicou uma “ notícia “ aqui mesmo, em que referia que a Apple ia reduzir a produção do iPhone SE 3.a geração e mais alguns produtos…

        Assumir que erramos é nobre…

        Pelo que vejo do Senhor, nunca assume que erra!

        • Vítor M. says:

          Mas a Apple não é apenas o iPhone caro Tiago 😉 pensar dessa forma é um erro crasso. A Apple tem muitos produtos para poder aumentar a receita, se eventualmente os números caírem de um qualquer segmento. Se o iPhone baixar, aumentam-se as vendas (com várias ações), nos Macs, nos iPads, ou noutro produto. 😉 eu não errei, porque números oficiais só a Apple os tem 😉

          • Tiago Rodrigues says:

            Óbvio que a Apple é todo um universo de dispositivos…
            Sobre os números oficiais sobre a empresa, sendo uma empresa cotada em bolsa, os seus acionistas tem acesso aos dados das vendas, só assim a empresa valoriza…
            E a Bloomberg não larga a empresa, e está constantemente em cima do assunto!

  2. Márcio Pego says:

    Tiago Rodrigues +1

    • Tiago Rodrigues says:

      Se algum dia “ esta gente “ que apenas partilha boatos que aparecem em sites ditos especialistas na área, lessem um relatório dirigido aos acionistas da Apple sabiam o que é o tal produto Estrela da empresa!

      O iPhone representa quase 60% das vendas.
      Afirmar que a empresa vai reduzir a sua produção, é o mesmo que dizer que os acionistas vão ter perdas enormes…
      Mas também “ esta gente “, os tais especialistas em boatos, aposto que nem sabem o que é pegar numa ação de 900€ e dividir por 10…

      A Apple tem feito isso nos últimos 10 anos, por isso detém um cash-flow invejável e é extremamente rentável investir na mesma!

      Mas não vou dar aulas de macro-economia…

      Obrigado Sr Márcio por me ter percebido!

      Cumprimentos

      • Castro says:

        Reduzir produção é o que a Apple faz todos os anos alguns meses depois de lançamentos. Reduzir produção é o que a Apple faz de vez em quando para ajustar a sua produção ao nível de procura, quer seja apenas para um determinado modelo quer seja no global, já que produzir para depois não vender acarreta muitos mais custos.
        É fácil de ver que já houve anos em que as vendas anuais de iPhones cairam face ao ano anterior e mesmo assim isso não foi um problema para os accionistas. Há muito mais a afectar o preço das acções do que o nível de produção de iPhones em determinado momento, sendo que as vendas de iPhones, apesar de ser o que tem maior impacto, têm actualmente menos peso nas contas da Apple do que tinham há alguns anos atrás. Essa perspectiva revela uma maior diversificação de fontes de rendimento, o que altera positivamente a visão dos accionistas para o futuro, e por sua vez o mercado de acções.

        • Tiago Rodrigues says:

          Sim, tem razão…
          Um dos produtos que tem sido a chave do sucesso da Apple nos últimos tempos são os airpods… as vendas dos mesmo são surreais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.