PplWare Mobile

iPhones também dão problemas! Saiba quais os mais comuns…


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Tim says:

    Portanto, os problemas dos iphones sao troca de ecrãs partidos por quedas e troca de baterias completamente usadas/gastas!
    Belos problemas!!!!

    • Joaquim Alcobia says:

      Vi o teu comentário e fui logo ler o artigo para poder dizer mal também (é giro!) mas realmente,…. o comentário lido no fim de ler o que está escrito fico com a ideia que é um comentário um bocado parvo.

      Venham eles!
      https://www.youtube.com/watch?v=otyYi1cG33s
      Venham eles!

    • Pedro gomes says:

      Se tirar os ecrans partidos fica uma grande percentagem nos ecrans que deixam de funcionar, e as baterias que duram 2 anos, ou melhor as actualizacoes prejudicamco desempenho dos equipamentos e provocam avarias, a prova é os 5s com o 12 a maior parte deles berrou. Politica do desespero

      • B. Braga says:

        Sabe que não há nenhum android que chegue à idade de um 5s com o desempenho dele e atualizações não sabe? Política de desespero é montar um smartphone e saber que ao fim de no máximo de 2 anos 95% desses smartphones estão fora de mercado.

        • Renato Nismo says:

          não há ?
          Oneplus One, LG G2, Nexus 5, até o 1º Moto G são suficientes para utilização diária, ainda usam esses com custom rom

          Redmi 1s do meu familiar e o meu redmi note 2 foram cerca de 150€ e não falta muito para chegar à idade e ainda com o mesmo desempenho..

          só resta saber quanto custou o 5s no lançamento.. uns estoiram 800 e em 5 anos estoira outros 800, quando podia ser os 200 + 200 que seria uma escolha sensata e quase dá ao mesmo de um iphone………..

        • Renato Nismo says:

          apenas fiquei curioso como seria nos dias de hoje.. ir procurar no youtube por alto e vi isto
          https://www.youtube.com/watch?v=CIproRlDxbM

          eu nunca estava enganado, se aqui uso meRdiatek de 2015, android 5.0 que não foi dos melhores, e anda tudo fluído, portanto..

  2. Pedro says:

    O meu ipad 10.5 já foi para a troca em menos de 1 ano. Pontos brancos no ecrã…

  3. Joao Magalhaes says:

    Looooooooooooooool, mas vocês depois de escreverem tantos problemas com o Iphone ainda tinham dúvidas?

  4. Joao says:

    “Na maioria dos casos trata-se da quebra do ecrã/LCD” lool

  5. Miguel Porto says:

    Ui, o Vítor M. permitiu este artigo????
    Deve estar de férias 😛

  6. Mateus Pinto says:

    Patrocínio grande da Samsung ou Huawei à vista?

  7. PAULO SILVA says:

    Acho que não deveria ser considerado no artigo o facto dos displays partidos e baterias com gasto anormal, uma vez que isso não são avarias a considerar.
    Este tipo de avarias acontece em todas as marcas. deveriam ser mais específicos nas avarias e não do descuido das pessoas.
    Eu também acho que fazer um artigo com base em uma empresa de reparações somente pode dar azo a estatísticas erradas. deveriam fazer um somatório de várias empresas e aí sim dar uma ideia do que são avarias, e se possível a nível mundial 🙂
    Sei que tal é muito difícil de realizar mas também fazer um artigo com pouca substancia não esclarece nada.

    • Max says:

      Para além que a “iLoja” nem é um reparador autorizado Apple …
      A apple oficialmente não faz “reparação” de circuitos internos, é feita a substituição total da unidade caso se trate de componentes (fora receiver, motor de vibração e coisas do género).

  8. coelho says:

    E os que dao problemas (de bateria, por ex) a apple corrige o problema diminuindo a velocidade. tem os que apanham mal wifi assim do nada, tem tambem aqueles caros topos de gama iphone X com riscos na tela…

  9. maisum says:

    avarias existem em todas as marcas e garantidamente, se fosse feito um comparativo a todas as marcas, os problemas seriam identicos.
    é preciso não ser cego…

  10. Renato Nismo says:

    ir a grupo apple no facebook, quase todos os dias são novas queixas de baterias com 80% e afins em meses a uns anos e vão logo trocar na garantia,
    a verdade é que aproveitam a abusar.. e se qualquer dia a apple tira essa função para não ficar a perder mais no suporte técnico.

    e eu com redmi note 2 que custou 1/5 da altura do iphone acabado de ser lançado, que eu carregava quase todos os dias e deixava ir muitas vezes ao zero por a autonomia não ser suficiente para o dia todo com LTE, ainda estou com bateria de origem e faço hoje perto de 3 horas de SOT, no primeiro e segundo ano passava das 5h
    ainda não é altura de comprar nova bateria.

    ps. de acordo com a outra notícia da câmara fotográfica que a apple investe menos, das baterias também devia investir mais na qualidade e capacidade.
    bateria de um xinoca de 150€ de 2015 com pior autonomia que dura muitos anos, come on

  11. Pérolas says:

    «também»… uau nem é preciso lixivia para o branqueamento LOL. Quem tem ou teve equipamentos apple sabe do que estou a falar. Além do downtime as reparações são uma pipa de massa e até dá vergonha de dizer a alguém….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.