Quantcast
PplWare Mobile

Apple poderá estar a preparar carregamento sem fios

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Daniel Jesus


  1. fnar25 says:

    Eu posso ate estar enganado mas os primeiros modelos com essa tecnologia foram penso k forma os lumias, mas a publicidade ao android e iphone é tanta k sao smp os primeiro em td mesmo passando anos.

    • Francisco Pinto says:

      Diz la qual é o lumia ou o Android que carrega sem precisar de estar ligado à tomada ou pousado numa base?
      Gostava de saber. Já que vou preciso de comprar um smartphone novo, comprava esse.

      • David Ramos says:

        O iPhone vai precisar de base…

        • Trend says:

          Ele perguntou não estar pousado numa base!
          Será bastante diferente poder ter o aparelho a carregar sem fios até quando se está a usar normalmente o aparelho.

      • Joao Lucas says:

        Francisco, desde o velhinho Lumia 920 que os Windows Phones têm essa possibilidade, a referencia era Nokia DT-900 Wireless Plate, depois disso já houve os Lumia 720, 730, 820 e 830, os 930 ou 950… como diz o FNAR25, a publicidade ao Android e iPhone, é que faz as coisas parecerem novidades em iPhones 6 e 7 quando nos reino da Nokia e Lumia as coisas já existem à anos…

        • Trend says:

          Os velhinhos Lumia requerem estar pousados numa base, não têm carregamento a 5 metros de distância da base.

        • Francisco Pinto says:

          Os Lumias precisam de estar pousadas numa base! A tecnologia que a ENERGOUS está a desenvolver com colaboração da Apple(segundo os indícios que vão aparecendo) não precisa de estar pousado. Podes simplesmente ter a base lá na estante de casa e estar comodamente sentado no sofá a usar o iPhone e ele estar simultaneamente a carregar! Tecnologia bem diferente da usada pelos Lumias,Nexus 4 e afins!

        • MLopes says:

          como de costume vocês misturam tudo. windows phone e android são sistema operativos e iphone é um equipamento. software versus hardware.
          o sistema de carregamento sem ficha ou até sem contacto não depende do software. qualquer sistema operativo tem a possibilidade (se rpogramado para tal) de auxiliar o seu hardware neste tipo de carregamento, desde que o hardware o suporte.
          aqui é que está a diferença, desde que o hardware o suporte e isto não tem nada a ver com guerrinhas de sistemas operativos

      • Miguel says:

        Sem base ?? Pensas que a eletricidade aparese por obra divina na bateria??

        Existem pessoas que pensam que é Deus no céu e Apple na terra.
        Mas a física sobrepõe se a isso tudo.

        • Trend says:

          “ou pousado numa base”
          não te interessou ler a parte “pousado”?

        • Francisco Pinto says:

          Vá..! Lê melhor o que eu disse!

        • Luis Pereira says:

          Boas Miguel, de facto não é uma tecnologia nova, mas EXISTE! A Sony Ericsson, lançou há uns anos (2001 penso eu), esta tecnologia.
          Controlar um carro telecomandado por BT, buscado a electricidade ao equipamento.

          Podes consultar mais aqui: http://www.geekzone.co.nz/content.asp?contentid=1741

          • Trend says:

            Desculpa mas esse carro não é carregado sem fios. Chega a dizer no texto para carregar ligando ao telemóvel por cabo. Bluetooth é apenas para comandar.
            Esta tecnologia não apareceu do nada, há muito tempo que se demonstrou carregamento à distância, o problema é criar tecnologia eficiente e capaz de “transportar” energia suficiente para carregamento de aparelhos deste género a distâncias práticas. É isso que tem faltado e por isso não ainda não se viu aplicação comercial.

      • fnar25 says:

        Tens razão, nenhum, mas podes ter a certeza k a base foi bastante inovador ate pk tenho uma e sei bem o bom k é. Como não foi a apple ninguém deu valor a isso, mas amanha a apple lança uma k é igual mas carrega pendurado numa ponte e vai td para as pontes carregar tdos contentes k é inovação.
        Não tenho nada contra a apple, para mim tem produtos bastante interessantes, mas não são eles que inovam nd.
        Senha num dispositivo por impressão digital? Penso k já tive isso a mt tempo num portátil que na altura não prestava para muita gente, mas no iphone é top, etc.
        A tecnologia k a apple esta a referir se neste post é nada mais nd menos que a evolução da que existe, isso se conseguir.

        • Trend says:

          O que dizes é quase como dizer que a memória flash é uma evolução do disco rígido.
          A tecnologia tem pouco a ver com o que é usado no carregamento wireless de smartphones actualmente. Usam princípios da física diferentes.

    • Daniel Jesus says:

      Em 2012 a Google também lançou esta tecnologia no nexus 4. Mas sim, têm razão, foi no mesmo a o dos lumia.

      Mas o primeiro fabricante a incluir esta tecnologia até foi a palm 🙂

    • FAB says:

      Não tem nada a ver, os Lumia e os Android têm de estar sobre uma plataforma a menos de 1 cm de distância.

    • Coiso says:

      mas para ser inovador tem de ser a maçã a fazer… ja a Microsoft apresentou tablets e não foi aceite , quando a maçã fez um tablet ….ui todos quiseram.

      • Portimão says:

        Sim, para ser inovador tem de ser a maçã a fazer, sabes porquê? Carregar sem estar em cima da base. Poderes estar a usar o smartphone enquanto ele carrega sem fios.

        Não é inovador? Libertador? Lá vão os haters ter de arranjar outra forma de criticar a Apple, porque aquela de não poder carregar o telemóvel enquanto se ouve música através do conector lightning vai deixar de ser um motivo para os coitadinhos criticarem.

        • Alpha says:

          Mas a Apple apresentou esta tecnologia, foi? É que a tecnologia se carregamento que eu vi a Apple apresentar foi com fios, e nem sequer podes usar os earphones quem vêm com ele, enquanto carrega… Viva a inovação!
          Mas “para o ano é que vai ser!”

        • Miguel says:

          Ja existe alias ate ha capas para o iPhone, com essa tecnológica inovadora Portimão

  2. Pedro says:

    Ora aí está, outra grande novidade tecnológica. Sempre a inovar!!!

  3. tekMan says:

    «O carregamento sem fios foi uma tecnologia inserida no mundo Android há alguns anos»
    Android e Windows Phone, já que os modelos Nokia Lumia 920 e 820 tinham essa tecnologia em 2012.

  4. NT says:

    E pronto… sem botões, sem jack. Proxima “inveção/inovação” da apple irá ser um bloco. Sem qualquer tipo de ligação… vai ser tudo sem fios.

    • Portimão says:

      A inveja é muita porque nenhum dos Androids que tem carregamento sem fios consegue fazê-lo sem estar em cima da base.

      Deixa lá, passados uns meses depois de sair o iPhone dos ano que vem os androids todos já copiaram a tecnologia.

      • Alpha says:

        Mas o novíssimo iphone 7 tem esta tecnologia experimental, é? Ou será que a inveja é por o mesmo ainda precisar de fios para carregar e não podes usar sequer os earpods enquanto o fazes?
        O iPhone 7 também ia (finalmente) ter oled, viu-se…
        O iPhone 8 vai ter carregamento sem fios a 5 metros… Lol!
        O iPhone 7 é tão bom que ainda agora saiu e já se fala é naquilo que o 8 pode trazer.
        Mas… “para o ano é que vai ser!” 😀

      • marco andre says:

        realmente é mesmo muita,porque a apple ja tem essa tecnologia LOLOL.eu tb vivo de inveja dos gajos que ja tem carros que vao sair em 2050. como é que alguem pode ter inveja de uma tecnologia que ainda nem saiu num smartphone?explica la essa?nao serás tu que tens inveja do desbloqueamento de telemoveis pela Iris ?

  5. Micael says:

    Mais um extra ao exemplo dos novos fones…

  6. MiguelDias says:

    Quando vai ser lançado essa inovação quando os restantes equipamento já não precisarem de carregar?

    Tech tão antiga.

  7. jmmso says:

    A tecnologia de carregamento sem fios existente nos Android não interessa à Apple e muito menos aos seus clientes. Não vejo qual é a diferença de pousar o telefone numa base e a de ligar um cabo, ou de colocar o telefone numa base compatível.
    Quando a Apple adoptar esta tecnologia nos seus produtos, terá com certeza características diferenciadoras.

  8. Marco says:

    “We revolutionize the way you charge your phone” (after a few manufacturers)

  9. João Reis says:

    Este é um exemplo mais um do que faz a Apple, e faz bem. A tecnologia já existe, sempre antes da Apple usar, o que torna diferente é a forma como usas a tecnologia, como está ao teu dispor, como a usas dia a dia.

    TouchID impressao digital existe desde sempre, no entanto a forma como a Apple colocou um leitor fantástico na rodinha que usas normalmente com o telefone, revolucionou completamente nao o facto de ter leitor de impressao mas a forma como ele foi concebido para tornar o seu uso sem mudar uma palha.

    A ausencia do Jack, vai ser mais um FLASH, daqui a 6 anos os telefones de topo de todas as marcas já nao vao usar Jack, não é a Apple que faz as regras, mas cria bases logica e vantagens na sua utilização.

    • Serato says:

      Acreditas mesmo no que dizes???

      • Antonio Ferreira says:

        Serato, é como o IOS a 64bits. ha e tal, disparate, a Apple é doida, etc, etc. POrque sera que Samsung e companhia foi logo atras dos 64bits ? ou será q é melhor o leitor de impressões digitais da Samsung, que é necessario passar o dedo de cima para baixo ? Experimente fazer isso só com uma mao a segurar no equipamento. A azia e a raiva a tudo o q a Apple faz, nao fica nada bem, mas enfim

    • Alpha says:

      O touchID é prático, é útil e não estou a ver desvantagens; retirar o jack para forçar o uso dos airpods que não são são práticos e têm muitas/grandes desvantagens é outra história.
      A Apple consegue obrigar o seus utilizadores a aderir praticamente aquilo que ela quiser, ainda que não gostem, uma vez que não têm alternativa – ou se adaptam ou têm de abandonar o iOS e todo o ecossistema; em Android se uma marca tirasse o jack, os clientes optavam por outras, simples.

      • Trend says:

        No iOS… opta por outro modelo com jack… simples!
        Ou experimenta usar o “jack” que vem no iPhone 7!

        • Alpha says:

          Sugeres comprar um modelo desatualizado?! E quando já não venderem velhos como se fossem novos (e com o jack)?
          O “jack” do iPhone 7 tem desvantagens.

          • Trend says:

            O iPhone 6s é um modelo desactualizado?
            Daqui a 2-3 anos achas que as pessoas continuarão a ter a mesma reacção e a mesma tendência nos aparelhos Android novos virem com jack? Será que estás à espera que o jack dure mais 100 anos?
            O jack também tem as suas desvantagens, tudo obriga sempre a um compromisso. Neste caso as pessoas até podem continuar a ligar os mesmos auriculares que já têm.

          • Alpha says:

            A partir do momento em que saiu o 7, o 6S passou obviamente a estar desatualizado, sendo o 7 a atualização do mesmo.
            E porque não dura mais 100 anos? Que desvantagens são essas? São mais que as desvantagens dos airpod?
            Se estás a propor a utilização de um iDaptadorzinho para remendar a “coragem” da Apple… lol!

          • Trend says:

            Alpha, noção muito esquisita do que é ser hardware desactualizado, quando o iPhone 6s continuará a ter a versão recente do iOS e a correr todas as aplicações do iOS, e quando se vê tantos modelos novos doutras marcas a sair com pior hardware.
            Responde lá se achas que o jack dura mais 100 anos. Achas o jack perfeito, para questionares que não tem desvantagens?
            “tudo obriga sempre a um compromisso”

          • Alpha says:

            Esquisito é misturares hardware com software. O hardware com não sei quantos anos dos iPhones mais antigos que correm o iOS 10 está atualizado? OK! Então o do iphone 7 é… Hardware do futuro?
            Se não houver grandes/muitas desvantagens no Jack é claro que pode durar mais 100 anos. Já percebi porque é que o carro da Apple não vai sair do papel, é que a Apple não podia usar rodas que é uma tecnologia com milhares de anos.
            Diz lá que desvantagens tem a ver se são superiores às dos airpods, não tenhas medo!

          • Trend says:

            Alpha, esquisito misturares noção de idade de modelos com a noção de desactualização que depende de funcionalidade e software.
            Não sabia que a tecnologia de pneus actual já existia há milhares de anos.
            Se achas que daqui a 100 anos as pessoas vão continuar a usar o jack para ouvir música em mobilidade, não tens grande imaginação ou consideração pelo o engenho humano. Se calhar também deves pensar que se vai continuar a usar os mesmos dispositivos dos dias de hoje, afinal também funcionam, para quê procurar melhorar.
            Os Airpods são a única alternativa a usar? O wireless a única opção actual?
            O que eu sei é que é que têm surgido phones por lightning com melhor qualidade de som vs analógico equivalente e que permitem mais funcionalidades usando a comunicação de dados (digitais) para melhor ajustar o desempenho, melhorar e ajustar o cancelamento de ruído, etc, tudo directamente do iPhone. O que eu sei é que o jack de 3.5mm ocupa espaço no aparelho que poderia ser usado para outros componentes, e que tem a tendência a introduzir ruído no sinal analógico com o passar do tempo/uso.
            A tecnologia muda de prioridades e evolui, há 10 anos atrás nem sequer era muito comum os telemóveis virem com jack de 3.5mm. Acreditas mesmo que daqui a 100 anos se vai dar prioridade a ter um jack num aparelho que nem sequer imaginas o que será, isto quando já se imaginam ecrãs dobráveis, baterias integradas na estrutura e também dobráveis, carregamento à distância, etc?

          • Alpha says:

            A desatualização do hardware depende do software? Essa é nova, mas vindo de ti, é só mais uma pérola para a caixa, nem vale a pena discutir.
            Não sabes a diferença entre uma roda (que eu falei) e um pneu (que tu introduziste)?
            Não há tecnologia com 100 anos ou mais que ainda hoje se continua a utilizar, pois não? “Melhorar”, dizes tu, para mim foi piorar.
            Alternativa? iDaptadorzinhos que te ocupam a única entrada?!
            Audiófilos não vão ouvir música no iPhone, as diferenças de qualidade são… enfim. A câmara também ocupa espaço, porque não tirá-la? Passa a vir com um iDaptador que se liga à porta lightning para tirar fotos, não?
            Futurologia não é comigo, deixo para a Maya e para ti, e como nenhum dos dois adivinha os números do Euromilhões desprezo as vossas adivinhações. Os adivinhos de há uns anos atrás, dada a evolução da ciência também tinham a certeza que no ano 2000 toda a gente se deslocaria em carros voadores, já lá vão 16 anos e ainda não há preocupações com o “tráfego aéreo automóvel”.

          • Trend says:

            Sim Alpha, o conceito de hardware desactualizado depende de software, o hardware não funciona sem software, e o que se pode retirar do hardware vem do software usado.
            Falaste em carro, não falaste? Pneus fazem parte das rodas dos carros que circulam nas estradas, representam um avanço na tecnologia, representa que não estás a usar a tecnologia de há milhares de anos, apenas que usa um princípio comum de mecânica. O jack é um objecto de tecnologia, é o mesmo há décadas, não é um princípio de tecnologia.
            Tens problema em ler “phones por lightning” para vires falar de adaptadores?
            Audiófilos não vão ouvir música no iPhone? Porquê? A partir do momento que têm uma porta digital que pode fornecer mais energia que a saída de 3.5mm, com DAC incorporado no auscultador com a qualidade desejada pelo fabricante, o que é que impede um audiófilo de comprar uns bons auscultadores lightning para ouvir música em formato lossless no iPhone? Já muitos usavam iPhones para se ligar a DACs externos via lightning (vê só), agora…

            A câmera é algo que pode ser substituído actualmente por outra coisa que o aparelho já tem?
            Os adivinhos de há uns anos atrás ainda não tinham visto tecnologia para os carros voadores que imaginavam… ao passo que tecnologias para substituir o jack já existem, bem como protótipos de muita tecnologia necessária para novos conceito de dispositivos móveis.

      • João Reis says:

        Obrigar? Podes comprar modelos anteriores e tens um adaptador que vem na caixa.

        Prefiro muito mais usar uma tecnologia atual com possibilidades imensas ao nivel da bidireccionalidade entre o próprio headset com o telefone. De repente ate a temperatura corporal ele pode tirar enviando para o telefone, facilmente medindo nos ouvidos. Quem diz isto diz muito mais coisas. A melhor que foi demonstrada ele simplesmete se desliga e avisa o telefone que se desligou quando tiras os phones dos ouvidos. Coisas simples que vao mudar habitos.

        A mudança vai ser demorada mas é obvio que será o futuro.

        • Alpha says:

          Comprar um telemóvel novo-velho é algo que nem sequer pondero, adaptadorzinhos é chinesice.
          Sabias que mesmo com o Jack existiam earphones sem fios com as mesmas vantagens (e desvantagens) que referiste?

      • MLopes says:

        não têm alternativa aos airpods?! a alternativa até vem com o iphone e chama-se, pasme-se, auscultadores 😉 só ligam é de modo diferente. qual é o drama afinal?!

  10. Moses says:

    Se carregar os phones também.. Faz todo o sentido!

  11. Luís says:

    Pro ano vai sair no iPhone 7s e vai ser a maior novidade da história dos smartphoneS

  12. Elkido says:

    Carrega sem contacto ate 5 metrfos da base….os lLumia precisavam estar em cima da base….é uma evolução obvia do carregamento sem fios…..e desta vez sem contacto algum….muito à frente do carregamento em cima da base…..

  13. Ricardo says:

    https://9to5mac.com/2016/09/17/iphone-7-plus-hissing/
    Primeiros problemas.
    Com certeza será explorado aqui em novo topico.

    • NT says:

      Cadê os defensores da maçã?
      Not a bug… It is a warning, better that other brands that explode. NOTEd that?

    • MLopes says:

      todos os modelos de todos o aparelhos, sejam eles quais forem, vão ter sempre problemas. a conceção e fabrico não são processos perfeitos e problemas vão sempre surgir senão não havia necessidade alguma de garantias e assistência pós venda.
      a questão está na relevância estatística do problema o que, neste caso, é nenhuma

  14. Zoelae says:

    Estes agora apresentam um equipamento que ainda nem se quer foi criado para fazer publicidade à mesma empresa de sempre. Haja paciência

  15. Pedro S. says:

    Quero ver qual o telemóvel com carregamento sem fios que bata a autonomia do nokia 3310!!! 🙂

  16. Luis Pereira says:

    Tal como respondi ao Miguel, esta tecnologia já existe, e foi criada pela Sony Ericsson, não me interpretem mal, eu sou fa da Apple, e por nada troco. Mas está tecnologia, foi usada para carregar um carro telecomandado à distancia, por Bluetooh. O que a Apple pretende agora, é carregar um iphone via wireless (seja wifi ou BT), sem ter a necessidade de pousar o equipamento numa base própria. Ou seja, podemos estar a jogar, falar ao telemovel, e o qeuipamento estar a carregar. Não tem nada a ver com os carregadores (sem fios) que a Lumia, ou mesmo os Samsung lançaram.

    O Carro que falo é o: Sony Ericsson CAR-100 – Bluetooth Car

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.