Quantcast
PplWare Mobile

Apple: 5 previsões que vão vender milhões em 2016

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Zenfone 2 says:

    O maior trunfo vai ser a porta usb reversível, de resto é igual à concorrência inovar pouco a pouco para sacar o guito aos consumistas.

    • Andr8 says:

      Porta USB reversível?

      Aqui os “consumistas”, já têm uma porta USB reversível, chamada Lightning, desde 2012… vinda da marca que “inova pouco”…

      Comentário de quem não sabe nada da Apple, como o resto…

      • zenfone 2 says:

        Não li o artigo todo, ecrã 2k, mais de 16 gigas brutal! só falta vir com mais um pouco de ram para ser a revolução de 2016.
        Agora falando mais a sério, para o uso que damos telefonar, sms, música, vídeos e PC e bolso o que importa é máquina potente e fluida o resto são jantes e aileron.
        Ps: Um bom ano.

      • miguel says:

        “já têm uma porta USB reversível, chamada Lightning, desde 2012”
        Desconhecia que porta Lightning era uma porta USB universal… se eu liga-se uma pen ou um disco ou um rato UBS aquilo dava??
        É que nunca vii ninguém com um mac a usar essa porta, pensava que era mais uma inovação sem utilidade pois não era compatível com nada.
        Mas Obrigado pela informação.

        • JBM says:

          a porta lightning tem compatibilidade USB desde o início, daí poder transferir dados para um computador por USB. O uso de certos periféricos USB é uma questão de software e políticas de sandboxing. Tens programas que permitem fazer transferência para armazenamento externo, por exemplo. E é possível transferir fotos de máquinas fotográficas com portas USB

        • Andr8 says:

          Sim, podes ligar pens e discos e cartões SD…

          Tens adaptadores para isso, e pens e discos próprios para Lightning.

          Mas o iOS, não é como o Android, pode-se ligar a NAS e outros equipamentos por Wifi e Bluetooth, para quê cabos?

        • Wistfultale says:

          Não, uma porta Lightning nem chega a ser USB. Pode ser Reversível mas nunca chega a ser USB.

          • JBM says:

            uma porta Lightning tem compatibilidade USB, daí se poder usar alguns periféricos com USB e fazer transferências por USB para o computador. Se a Apple quisesse podia muito bem usar a porta lightning num computador para ligar e usar tudo o que se liga a uma porta USB vulgar, é uma questão de software e políticas de gestão e segurança.

          • acs says:

            O macbook “air” 12′ tem USB-C que leva com tudo até com o carregador. Deduzo que o novo iphone e ipad venham com essa.

          • JBM says:

            acs,
            não é certo, embora não deixe de ser verdade que o USB-C deita por terra a maioria das vantagens que a porta Lightning tinha até aqui.
            Já agora o meu comentário era meramente hipotético, apenas para indicar que é possível usar esta porta para ligar a periféricos USB (neste momento é inclusive compatível com USB 3), havendo os drivers correctos.

      • Wistfultale says:

        Chegaste onde muitos queriam… Só te contradizem: “já têm uma porta (…) reversível, chamada Lightning”. Que eu saiba a porta Lightning não é nenhuma porta USB. Uma porta USB REVERSÍVEL é sem duvida o USB-C e a única existente do mercado. Não mistures alhos com bugalhos.

      • Vlad says:

        O Lightning não é uma porta USB reversível porque esta não é reconhecida pelo USB Forum.

    • Vítor M. says:

      Bem, há novidades que dentro do ecossistema Apple fazem falta. Os outros, fora do ecossistema, são os melhores clientes da Apple, são esses que todos os anos fazem crescer os lucros. Portanto, é porque faz falta o que a Apple introduz, sendo ou não novidade no mercado “global” 😉

  2. Delta says:

    Fonte sobre o ”D jack”? É que além de nunca ter lido nada sobre isso, é minimamente estúpido, cria-se uma nova porta usb para não termos que andar a tentar acertar o lado correto, e agora vão por um jack que é preciso encaixar da forma certa? Pelo menos punham o atual 3,5mm jack mais fino, mantendo a forma.

  3. pacman says:

    Não há equipa que me deixe mais ansioso pelas novidades de 2016 do que a Surface Team.
    De resto, se o Tim Cook continuar com a filosofia que tem adotado nos últimos anos, bem podem esquecer a Apple.

    • Vítor M. says:

      Sim a Surface Team tem mostrado muitas novidades e todas elas têm sido um sucesso.

      Não é verdade, óbvio que não, 😉 embora tenham feito um bom trabalho mas ainda estão longe do sucesso, Aposto mais no Book… esse poderá ser algo bom, os outros ainda têm de melhorar um bom bocado. Isto para termos no Surface um tudo em um.

      • Ricardo Raimundo says:

        A equipa do Surface mudou o paradigma dos computadores portáteis. O que não falta hoje em dia são marcas a lançar portáteis híbridos à semelhança do Surface. A Apple inovou com o fabrico em unibody e com os seus excelentes trackpads, mas isso já foi há uns aninhos.

        • JBM says:

          Antes da Microsoft lançar o Surface já havia tablets com o mesmo conceito a nível de hardware, e havia acessórios para muitos tablets para dar funcionalidade parecida. A diferença foi apenas na tecnologia de um dos teclados que apresentou para o fazer mais fino – creio que depois foi abandonado.

        • JBM says:

          Antes da Microsoft lançar o Surface já havia tablets com o mesmo conceito a nível de hardware, e havia acessórios para muitos tablets para dar funcionalidade parecida. A diferença foi apenas na tecnologia dum dos teclados que apresentou para o fazer mais fino – acho que depois foi abandonado.

      • Andr8 says:

        Sim, um sucesso, que não funciona, e muita gente a devolver os produtos, a Microsoft a pedir desculpas!

        Muita parra, pouca uva!

      • turn10 says:

        Quer o Book, quer o Pro 4 são máquinas excelentes e pioneiros nas suas categorias de computação. Acho que a concretização do conceito All-in-one já está muito sólida e apelativa.
        O sucesso é óbvio, mas comparando com outras userbases de outras empresas então sim ainda tem muita audiência para conquistar.

  4. badsector says:

    Portanto conseguiu-se uma porta usb reversível para depois implementar um jack que não é?

  5. Mordor says:

    Se for isto que têm para apresentar, mas vale estarem quietos….

  6. miguel says:

    Mais um ano a bater recordes.

  7. Iurie Solomon says:

    eles vao inventar a maquina do tempo

  8. Boss says:

    O principal trunfo, fonte dos lucros astronómicos vai continuar a ser o mesmo, a imagem de marca e os fiéis à mesma.

  9. Douglas Magalhães Ferreira says:

    Das maiores novidades que virão, em minha opinião, a que terá melhor proveito será o leitor de digitais no MacBook. Mas gostaria que viesse com a possibilidade de identificação de qual conta logar.

    No meu Macbook Air tenho duas contas de usuário. Atualmente, para logar, é necessário clicar no usuário e depois digitar a senha. O que gostaria é que, mesmo sem clicar no usuário, ao tocar o leitor de digitais, o sistema já identifique qual a conta correspondente.

    As críticas ao novo MacBook de 12″ poderiam ser sanadas se a Apple colocasse mais uma saída USB-C do outro lado do aparelho. E ainda que fornecesse adaptadores de USB-C para USB de legado já como parte do kit. Concordo que é preciso que alguma empresa crie coragem de inovar ao incluir novos padrões e que force a retirada de padrões antigos, mas durante a transição é necessário dar opções para que equipamentos antigos continuem em uso.

    Uma coisa que se vê muito aqui no Brasil é que praticamente não existem pendrives no padrão USB 3.0, quem dirá no padrão C. Acredito que em um futuro próximo os pendrives serão extintos e os arquivos passarão a ser carregados no smartphone, basta que os fabricantes incluam suporte a NFC em seus notebooks e desktops.

    Na verdade o único dispositivo que acho que demorará para perder a conexão física será o monitor, devido à grande quantidade de dados transferidas durante o uso. O restante – mouse, teclado, discos externos, impressoras etc – ficarão sem fio em praticamente sua totalidade. Neste cenário, não haverá necessidade de tantas portas USB.

    Aliás, a própria saída de vídeo será substituída pelo USB-C, que, além de enviar dados ao monitor, receberá energia para alimentar o notebook.

    Quanto ao iPad Air, ao invés de vir mais fino, gostaria que a Apple se preocupasse em colocar uma bateria mais potente. Não que a bateria seja ruim, mas o aparelho já é fino o suficiente, seria mais proveitoso aproveitar a “sobra” de espaço em mais bateria.

    Outra melhora bem vinda no iPad Air é um sistema de som melhorado. O som do aparelho não condiz com a qualidade com conjunto.

    • JBM says:

      A bateria do iPad já será o que pesa mais no aparelho; para aumentar de forma significativa a bateria (com a mesma tecnologia) aumentaria também de forma significativa o peso, algo que não se quer num aparelho destes, ainda mais quando o iPad já tem muito boa duração de bateria.

  10. João Matias says:

    Acho que vai ser o começo da queda do mobile. Entrada em loop do sector

    • Vítor M. says:

      Pode ser… ou não se a dependência cada vez for maior e vemos que de facto assim é. Os números mostram que cada vez mais as pessoas navegam na web nos dispositivos móveis, que as redes sociais são cada vez mais usadas a partir dos dispositivos móveis e que as pessoas fazem mais fotografia a partir dos telefones.

      Os serviços de música streaming, como o Spotify, cresce a olhos vistos graças aos utilizadores que usam o serviço nos dispositivos móveis.

      Assim, cada vez se usa mais dispositivos móveis, mais smartphones o que não se prevê para já a queda desse segmento, bem pelo contrario, com o aparecer da Índia a querer ser a nova China.

      Além disso há o renovar constante de arcas, de tecnologias e a portabilidade é cada vez mais o hino da humanidade. Isso são garantias para os próximos 10 anos.

    • Douglas Ferreira says:

      Acho que não. As pessoas trocam de smartphone em um período mais breve do que quando trocam de desktop ou notebook. Só isso já ajuda a manter o mercado mobile quase estável.

      E ainda tem o fato de mais crianças atingirem idade suficiente para terem um aparelho.

      Somado a isto temos os usuários que perdem/quebram o seu aparelho e precisam de um novo (eu tive três aparelhos neste ano de 2015, sou meio desastrado), bem como, aqueles usuários que exigem ter sempre a “novidade” do ano.

  11. Yes Man says:

    Boring… Same old same old…

  12. Carlos says:

    O problema do carregamento por indução é que é fisicamente (no sentido que as leis da física não permitem) impossível fazê-lo se o corpo do telemóvel for de metal.

    Uma solução é usar um material como o policarbonato, mas isso tem o problema de dar uma aparência “pobre” ao telemóvel ou vidro que, como quem já teve um iPhone 4 sabe, é bastante mais frágil que o policarbonato ou metal. Outra solução é usar cabedal verdadeiro, como nas tampas da Mozo para os novos Lumia. Mas isso é estupidamente caro e nada fácil de produzir aos milhões.

    Além disso, tanto o plástico como o vidro e o cabedal são maus condutores térmicos e não ajudam nada a dissipar o calor interno no telemóvel.

    Desconfio que é por isso que a Apple ainda não tem carregamento por indução no iPhone.

    • JBM says:

      não é impossível, pode ser feita uma abertura no corpo metálico e alinhar as bobines para reduzir a ineficiência (ao estilo do Apple Watch) – o logo da Apple na traseira do iPhone acho que já é doutro material não metálico.
      O problema da Apple estará na funcionalidade, já que o carregamento sem fios ainda não é muito rápido para compensar a perda de funcionalidade do carregamento com fios; e também nos compromissos que teria de fazer no desenho do aparelho para funcionar sem problemas.

  13. Manuel says:

    Basicamente nada de inovador….
    O grande lucro da apple vão ser os iphones que actualmente é única coisa boa que ainda tem.
    O resto vai continuar igual

  14. João says:

    A Apple quer fazer concorrência ao Netflix (fonte segura)

    • JBM says:

      fazer concorrência ao Netflix? A Apple com os seus serviços de conteúdos já é há muito tempo concorrente da Netflix, mesmo que haja diferenças na distribuição. E não me parece que a Apple esteja interessada em seguir o modelo de negócio da Netflix; o que se vinha a ouvir era que a Apple desejava criar uma oferta agregada de canais televisivos, embora as negociações não parece que tenham tido sucesso. Agora parece que prefere apostar mais em dar ferramentas para os canais na AppleTV deixem de ser estáticos e facilitem a pesquisa e navegação.

  15. B@rão Vermelho says:

    Ainda há dias havia uma noticia a dizer preciosamente o contrario, afinal no que ficamos?
    Acho que os preços dos produtos da Apple são um autentico exagero, mas com o marketing que tem por traz até faz sentido, se agora os Iphones passassem a ser a 100€, acho que muita gente já não os queria, quanto a qualidade acho que está um pouco acima da concorrência, eu ainda tenho um Ipad 2, e continua a bombar e chega e sobra para aquilo que lhe peço para fazer, mas eu continuo a dizer não há nada que faça neste momento tanto num telefone como num tablete que justifique pagar os preços absurdos que se pede por os atuais topos de gama.

  16. Ana says:

    Quero adquirir em breve um IPad, mas não Pro. Será que vale a pena esperar por este IPad Air 3?

    • Douglas Ferreira says:

      Eu tenho o Air 2 e lhe digo, espere pelo 3. Digo isto unicamente pelo sistema de som o aparelho que é bem fraquinho. De resto, é um ótimo dispositivo.

  17. RF says:

    Aiii que sonoooo!
    Ou seja, mais do mesmo… e lá se vai aumentando mais 100€ ao produto que a inovação ultimamente tem sido apenas no preço!

  18. Carlos Reis says:

    E uma nova versão do OSX ninguém quer? 😀

  19. Vlad says:

    Será que o pplware sabe o que é um ecrã 2K? Não me parece porque a resolução 2k é 2048×1080 (1.90:1). E não FullHD não é 2K. Mudar para 2K seria mudar o rácio do ecrã outra vez.

  20. vaderstarlight says:

    Asserio acabar com o Jack normal ,depois querem ligar uns fones normais e não podem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.