Quantcast
PplWare Mobile

AirTags: A Apple quer ajudar a encontrar tudo o que perdeu

PUB

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. mojorisin says:

    30€ um porta-chaves, e vai tudo comprar feito doido.
    é por isso que os preços sobem feito loucos, ninguém deixa de comprar.
    deve ter um custo de fabrico abaixo de 1 dólar

  2. Abel says:

    Existe quem dê mais que isso por um porta-chaves que não faz nenhum…manias…

  3. Eu sei lá says:

    Fazendo a câmbio e incluído o IVA são 30€. Comprando quatro tem desconto, são 100€, fica a 25€.
    É um bom preço e a Apple vai empochar uns largos milhões. Mas isto é assim, quem não sabe comerciar fecha a porta.

  4. Rui says:

    Sinceramente nao lhe vejo grande utilidade mas isto sou eu, provavelmente 99% das vendas é para quem quer ter um porta chaves com o simbolo da apple 1% para quem realmente quer realmente encontrar alguma coisa.

  5. Cláudio Andrade says:

    ja existe algo ha anos.. LAPA e é portugues e mais em conta

  6. Ben Hur says:

    Mais uma inutilidade…

    • Charlton Heston says:

      Inutilidade?
      Agora parecias os velhos do Restelo quando apareceu a televisao a cores XD

      • scp says:

        grande revolução, vai mudar o mundo. Acho que a apple devia cobrar-te no mínimo 300€ por isto, que é quanto encontras uma smart tv a cores. E mais 500€ pela apple tv.

        • SCB says:

          Oh SLB, mas alguém te obriga a compra-la? Não queres , compra a tal smart televisao a cores, lol…Ou isso é o tal dito “Quem desdenha quer comprar”?
          Las esta, como disseram em cima, parecem os velhos do Restelo quando aparece algo inovador, são obtusos como vocês que bloqueiam a evolução.
          Antes de ir, vou-te contar um segredo brutal, a Apple tv tem uma coisa que as smart tv não tem, sabes qual é? Pertence ao ecosistema da Apple e se ja tiveres uma tv não smart, não precisas de um com a Apple tv.
          PS: Esse 3º lugar esta difícil ne?

    • Rodrigo says:

      muito pelo contrário! Se pensares um pouco descobres logo N situações em que isto sera util.

    • PTO says:

      Não a compres.
      Vês como é fácil resolveres o teu “problema”?

    • nuno a says:

      Para si pode ser inútil para mim é excelente e vou comprar um pack de 4. Um para colocar na moto, outro no carro, outro na minha mulher e outro na amante . KkKKkK

      • nuno a says:

        existem muitos sistemas de tracking de veiculos com localização aproximada gps para recuperação em caso de furto e todos eles tem um custo mensal associado e dimensões que dificultam a ocultação do mesmo no caso das motos, vou comprar 1 para colocar na moto e criar um shortcut de localização em que caso o veiculo se mova do sitio onde esta estacionado recebo um alerta e isto é excelente, permite reportar o roubo segundos depois de ele tomar lugar e estar em contacto com as autoridades em tempo real para que o mesmo seja recuperado ou então dar numa de Chuck Norris entrar num taxi segir o ou os larapios e recupera-lo eu mesmo .

  7. Miguel Ferreira Pinto says:

    Isto sim vai ser muito útil.

    Quem não sabe o que é o THREAD e o CHOIP pode ir ler sobre o tema e perceber que isto vai ser muito mais do que um porta-chaves. São elementos que comunicam entre si e que um dia vão ajudar a ter uma vida mais tranquila nalgumas coisas. O cão perdeu-se? Procura-se a tag da coleira e a cadeia de devices com thread a falar entre si permite encontrar o cão a 5km de casa.

    • Castro says:

      Isto não parece ter nada a ver com thread ou CHOIP. É apenas um protocolo da Apple para beacons que pode tirar partido da rede FindMy da Apple e dos serviços de localização.
      Pode ser que alguém venha a imaginar integrar isto num produto com o HomeKit mas continuam a ser APIs separadas.

      • Miguel Ferreira Pinto says:

        Não acompanhei ontem a apresentação, mas todas as apresentações sobre o thread andavam à volta das tags e da vantagem, há uns tempos. Se não vem para thread então é uma parvoíce.

  8. DFS says:

    As airtags utilizam apenas o uwb ou também o bluetooth?
    Quanto a utilizar a rede de iphones para localizar, isso está ativo por defeito? Não consumirá bateria demasiado se muitas pessoas tentarem localizar as airtags?

    • Castro says:

      uwb e bluetooth.
      Não posso dizer que sei como funciona, mas faz parte do serviço FindMy que não está activo por defeito. Imagino que o iPhone se limita a enviar dados periodicamente para um servidor, tal como já faz para quem tem o serviço activo para encontrar o iPhone caso seja perdido, de modo que não me parece que haja qualquer ligação de consumo com tentativas de outras pessoas a tentar localizar airtags.

  9. Nuno Silva says:

    Com falta de ideias para inovar, vemos uma Apple desesperada a lançar produtos no mercado sem qualquer interesse. Ainda por cima produtos já existentes e antigos no mercado.

  10. LG says:

    Então isto só é compatível que tem pelo menos um iPhone 11 ou mais recente? (requer bluetooth 5.1 que trouxe “direction finding” em 2019)

    • Castro says:

      funciona com qualquer iPhone que tenha a versão mínima do iOS.
      A funcionalidade “Precision Finding” (que permite melhor localização) é que requer um aparelho com UWB, ou seja um iPhone 11 ou superior

      • Eu sei lá says:

        Correto. Diz a Apple:
        “ Requer o iPhone SE, iPhone 6s ou posterior, ou iPod touch (7.ª geração) com o iOS 14.5 ou posterior, ou iPad Pro, iPad (5.ª geração ou posterior), iPad Air 2 ou posterior, ou iPad mini 4 ou posterior com o iPadOS 14.5 ou posterior.”
        A funcionalidade “precision finder” é que requer o iPhone 11 ou posterior.

      • LG says:

        Obg! Então “precison finder” é o nome que a Apple deu a algo que foi já standardizado pelo Bluetooth 5.1…

        • Eu sei lá says:

          Não.
          The item tracking uses the company’s proprietary U1 ultra-wideband chip for what it calls “Precision Finding.” This will work with Apple’s newer iPhones (iPhone 11, 11 Pro and the newer iPhone 12 devices) using the U1 chip and ultra-wideband, as well as other input from the camera, ARKit, accelerator and gyroscope. This way, the Find My app can guide users to a lost AirTag using a combination of sound, haptics and visual feedback.

          • LG says:

            Ou seja sim… O chip U1 é propietário da Apple claro, mas a tecnologia por trás é a mesma segundo as specs da U1…

            Ou eles reinventaram a roda mas isso quer certitificação mas dúvido.

            Em conjunto é que ainda utiliza “inputs” adicionais da camera, giroscópio etc mas a tecnologia é standardizada. Patentes não protegem a Apple aqui (a não ser o próprio AirTag se for deles).

            O “precison finding” funciona somente no iPhone 11 para cima __por precisar de bluetooth 5.1__ que tem essa função.

          • Castro says:

            LG, não entendo onde é que foste buscar essa história toda do Bluetooth… é que nem te deste ao trabalho de tentar perceber o que é UWB e o chip U1… e ainda te pões a imaginar inputs adicionais da camera!
            Ainda por cima, ao que parece, nenhum iPhone usa sequer Bluetooth 5.1.

          • LG says:

            @Castro

            Pensava que tinha 5.1. Daí a minha dúvida incial. Afinal de tudo a Bluetooth SIG trabalhou nas specs do UWB e basicamente ambos co-existem na nova specificação.

            https://www.youtube.com/watch?v=c3XqbEKmNcM

          • Castro says:

            LG, continuo a não entender essa tua fixação no bluetooth depois de tudo o que te disseram. O UWB não tem nada a ver com a especificação do Bluetooth.
            UWB – ultra wideband… frequências diferentes, antenas diferentes, protocolos diferentes.

        • Castro says:

          Não! tal como disse é para aparelhos com UWB, é outro tipo de rádio que não tem nada a ver com bluetooth. O bluetooth nem consegue este nível de localização, pelo menos não de forma fácil

  11. Joaquim says:

    Alguém consegue dizer qual o alcance destes airtags ? Se eu estiver em casa e me esquecer de algo que esteja no trabalho por ex (10 kms) consigo localizar? Ou tem que estar “próximo”?

    • Keyboardcat says:

      Tens que estar próximo. Alguns metros.

      Mas podes sempre ativar o lost mode. Nesse caso outros iPhones que estejam na proximidade da tag fazem relay da sua localização aproximada.

      Isto dá imenso jeito para esconder num bicicleta. Caso seja roubada existe uma grande possibilidade de a encontrar.

    • Castro says:

      tem que estar perto de algum aparelho que faça parte da rede FindMy da Apple…
      Eventualmente pode dar-se o caso de recordar a última posição em que foi “visto” pelo sistema, por isso poderia mostrar que foi visto no local de trabalho, mas sem dar informação em tempo real.

      • Joaquim says:

        Obrigado. Pensei que fosse algo tipo o curve da Vodafone. Sendo assim parece-me algo supérfluo

        • Eu sei lá says:

          Isso é um localizado de GPS com cartão SIM. Não serve para procurar as chaves dentro de casa, quebserá a principal utilização das AirTags,

        • Castro says:

          acabam por ser produtos diferentes, cada um com as suas vantagens!
          O da Vodafone permite localizações à distância usando a rede móvel para transmitir os dados de localização… O da Apple está feito para fazer localização precisa na proximidade, com a possível ajuda da rede da Apple para localizar fora da proximidade.
          O curve não está feito para boa localização dentro de edifícios; a bateria dura no máximo 7 dias vs 1 ano do airtags; é mais caro e requer pagamento de mensalidade pelo serviço.

    • Eu sei lá says:

      O alcance, direto, é o do Bluetooth, ou seja, perto.
      Mas se no trabalho se deixa as chaves, com AirTag, próximas de um Mac (não desligado, geralmente deixa-se os Mac em modo de suspensão, o que para o efeito é o mesmo que ligado) pode-se localizar o Mac e, através dele, as chaves.
      Se se der o AirTag como perdido, qualquer iPhone, de outra pessoa, que passe perto, ao alcance do Bluetooth, o localiza.
      Foi o que eu percebi.
      Obviamente que a utilização principal é dentro de casa, para localizar objetos que não se sabe onde se deixou.

  12. Fabio says:

    Uma pergunta pois estou interessado em comprar: passado um ano, ou a bateria acabar, qual é a solução?

  13. Eu sei lá says:

    Já agora, os AirTags vêm sem porta-chaves para os colocar. A Apple vende o porta-chaves … mais caro que o AirTag. Vai haver “merchandising” independente, mais barato, mas não se vai gastar só os 35€ do AirTag (30€ cada, comprando quatro).

    • PTO says:

      Por acaso qd vi isso no site da Apple achei perfeitamente absurdo.
      Venderiam muitos mais se incluíssem no preço um suporte, nem que fosse de plástico ou silicone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.