Quantcast
PplWare Mobile

Os Airpods já podem ser encontrados com a nova versão do iOS

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. cabecinha pensadora says:

    não a nome em português essa empresa pensa que todo o planeta fala a língua deles

  2. fla says:

    Os Airpods podiam ser encontrados anteriormente, existia uma app para isso. No entanto durante a semana passada essa app foi removida da store. E viva a liberdade dos developers para fazerem/disponibilizarem apps úteis, o facto da apple tirar as ideias delas e depois as remover sem explicação, é um pequeno, grande, pormenor…

    • Daniel says:

      Achas que esta versão do iOS apareceu por magia desde a semana passada? Provavelmente a Apple já tem esta versão pronta para testes internos há semanas e esta feature planeada há meses.
      Com isto então aquela aplicação não serve para nada. A configuração é mais complicada, com menos fiabilidade (funcionava num esquema de quente/frio), e menos opções (por exemplo, meter as ear pods a reproduzir um som alto para as encontrar).

      • Pedro says:

        Não serve para nada? Só porque tem menos funções não serve para nada? Não é possível ao programador fazer melhorias à App? Dessa forma só as Apps com todas as funcionalidades é que podem estar na AppStore…

        • Sujeito says:

          A questão não é essa Pedro. Portanto eles querem simplificar o processo e tu queres complicar?

          • Pedro says:

            Portanto, querem simplificar e retiram uma App da AppStore (que apareceu antes da “oficial”)… Então para simplificar só tinham o Safari na AppStore (só para simplificar claro está)!

          • Guiomar says:

            Pedro, a questão é que era uma app paga na loja da Apple, que reivindicava fazer exclusivamente algo (para um acessório da Apple) que a Apple sabia que iria integrar de forma gratuita no sistema. Para além disso a loja tem apps gratuitas capazes de identificar qualquer dispositivo bluetooth à volta e o nível de proximidade, que é o que aquela aplicação fazia apenas para os Airpods…
            Tudo somado acho que é mais do que óbvio como a Apple manter aquela aplicação, naquelas condições, seria muito pouco correcto para os clientes da loja.

          • Tiago E. says:

            Pedro a app não cumpria as guidelines da apple. Esquece os restantes comentários inúteis.
            É tão simples quanto isso.

        • Daniel says:

          A questão é: essa app tem como única função reproduzir uma função que está no iOS, com muitas desvantagens (devido a não estar integrada no sistema), e é paga. Qual é o sentido de a ter? Aumentar a count de aplicações na App Store? É dispensável.
          Há alguma razão para não usar o Find My iPhone?

      • RuiZ says:

        Não tem nada a ver.

        A App dizia “AirPods”, tinha imagens dos AirPods da Apple, etc.

        Não se pode fazer isso, era como eu fazer uma App a dizer “Spotify” e por o logo da Spotify e submeter à AppStore, não posso fazer.

    • Guiomar says:

      Era uma aplicação paga. Imagina como é que as pessoas iriam reagir depois de descobrirem que pagaram por algo que em pouco tempo teriam de forma de gratuita e provavelmente com mais funcionalidade integrado no sistema.

  3. nelson nunes says:

    O meu telefone com windows mobile permite encontrar todos os dispositivos ligados via Bluetooth e guarda automaticamente a ultima localização.

  4. Guiomar says:

    Não há grande curiosidade nesta novidade! Esta funcionalidade para o iOS mostra a própria razão para a Apple ter removido aquela aplicação da loja, pois era uma aplicação paga, com um objectivo funcional que a Apple sabia que iria fornecer de forma gratuita em breve, uma circunstância que poderia levar a problemas legais.

  5. DeuX says:

    “Ainda não se sabe muito sobre ela, uma vez que está ainda numa fazer muito inicial” – fase em vez de fazer

    “que de forma resumida, fazia o que esta novidade da Appel agora traz.” – Apple em vez de Appel

    Era expectável que após a remoção da aplicação Finder for AirPods que a mesma fosse integrada nativamente pela Apple de uma forma ou de outra. No entanto penso que a postura da Apple perante o programador não foi a mais correcta… bastaria dizer que esta função irá fazer parte do ecosistema nativamente em vez de alegarem que a app era inapropriada para a App store.

  6. Pedro Antunes says:

    Agora percebe-se porque é que removeram a App Finder for AirPods. Queriam ser eles a lançar primeiro essa funcionalidade. Que atitude mais mesquinha e infantil por parte da Apple.

  7. censo says:

    Uma vez perdidos, perdidos para sempre. Abram a carteira, afinal isso parece ser tão fácil, e comprem novos. o Tim agradece.

  8. Nope says:

    Ai a app Finder for Airpods (por 4 dólares) fazia o que a nova versão do iOS vai fazer (à borla)?

    Toda a gente fala como se a conhecesse. Esteve uns dias na App Store. Na verdade só o MacRumors fez uma “review” e não lhe a achou grande coisa. Caso não saibam também são retiradas do App Store que se limitam a ir ao bolso do utilizador. É verdade que esta sempre dizia: “Está quente”, Está frio”. Estando na mesma sala, desde que o AirPod não estivesse tapado, procurando era capaz de se encontrar. Ao menos agora, com o iOS, sempre se consegue que apite.
    P.S. Isto nada tem que ver com o “Encontrar iPhone (e IPad e Mac). E não usa GPS.
    http://www.macrumors.com/2017/01/06/finder-for-airpods-app/

  9. carlos said says:

    boa discussao , mas o app de watsap para ipad esta vivo e simples experimente
    https://itunes.apple.com/app/apple-store/id1157181090?pt=117865237&ct=WhatsAppiPadFree&mt=8

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.