PplWare Mobile

Criança de 15 anos faz clone de AirPods da Apple por 3,5 euros


Fonte: Motherboard

Autor: Pedro Pinto


  1. Paulo L says:

    LOL, notícia para buscar clicks e gerar discussão.
    Em primeiro lugar ele pegou em uns headphones com fio da Apple, só isso custa mais de 4.00 USD, depois diz que colou uma bateria e que talvez não tenha sido a melhor opção, porque estão um pouco mais feitos, um clone é igual, nem mais bonito, nem mais feio, igual … adiante, quanto custou a bateria e a cola?

    Não explica como fez a caixa para carregar a bateria enquanto estão guardados, se calhar não a fez.

    Por esta ordem de ideais, eu fiz uns clones dos sem fios da Apple com apenas um 1 EUR.
    Usei uns headphones sem fios da Apple, comprei uma capa em vermelho e adaptei (leia-se, coloquei) a caixa de cargas dentro da capa vermelha. Talvez não tenha sido a melhor solução, se calhar uma capa preta tinha ficado melhor, mas era a única cor disponível…

    • Fulano says:

      A questão nãoé essa… se um miudo com 4 dollars e pouco ou nenhum conhecimento de electronica faz isto e com BONE CONDUCTION como extra, só demonstra que os Air Pods têm um valor de fabrico na ordem dos 5€. Mas pronto… Gasta lá os 180€ que eles te pedem para ficares contente.

      • Paulo L says:

        Não quero entrar em discussão alargada sobre se o valor é alto ou baixo.
        O comentário vai no sentido em que nem o miúdo gastou 4 dólares, nem o que ele construiu é um clone ou algo semelhante.
        O puto criou uns auriculares Bluetooth semelhantes aos AirPod usando uma série de equipamentos existentes.
        Podes ignorar o facto de ele ou quem quiser copiar a idea, tem de ter os headphones originais da Apple que custam mais de 4 dólares, e na realidade não vais ter um clone dos AirPods.
        Estes ficaram famosos pela simplicidade de poderes carregar a bateria enquanto os transportas no bolso, de serem simples de emparelhar em um iPhone ou Mac, de os ligar a em um equipamento e estarem disponíveis em todos os outros do universo Apple, por serem leves e de não caírem do ouvido a cada movimento mais brusco.
        Tenho algumas dúvidas que estas clones tenham algumas das características do que acabei de descrever.

        Além disso, este fantástico preço não inclui o tempo que ele teve de pesquisar, ou as tentativas falhadas e o hardware inutilizado, nem todos os componentes tais como os headphones originais que foram usados ou a cola, etc..

        Em uma empresa ninguém de trabalha de borla nem por desporto, é preciso pagar ordenamos de todos os técnicos, desenhadores, criativos, etc…
        Tudo para que no final tenhas um produto que a maioria quer usar … ou copiar porque não tem dinheiro para os comprar.

        • ToFerreira says:

          É verdade o que apontas ao caso, é falsa a justificação para o preço dos airpods. Não custam isso pelo custo (total) de produção, mas sim porque é o valor que as pessoas lhe percepcionam e estão dispostas a dar por eles.

          • Paulo L says:

            É fácil olhar para o custo total e de acordo com os componentes usados dizer que é caro, e sim eu falei na relação procura preço, mas também existe o custo de pesquisa e desenvolvimento, nenhum dos técnicos trabalhou sem salário.
            Depois existe o capitalismo a ditar o mau hábito de que as empresas privadas tem de dar lucro, e de quem investe querer um retorno também ele com lucro … enfim manias do capitalismo.

          • Ruy Acquaviva says:

            Paulo, mesmo considerando-se tudo isso que você apresentou, o preço dos airpods continua sendo alto demais, não se justifica senão pelo fato de que as pessoas aceitam pagar um preço irreal pelo fetiche da marca do produto.
            Além disso você desconsiderou a redução de custo devido à escala de produção, apresentando apenas os argumentos que corroboram sua posição. Concordo com você que não seria possível a produção de airpods a 3,5 Euros, mas me parece evidente que tampouco se aproxima do valor cobrado, mesmo considerando-se uma margem de lucro justa.
            Por mim tanto faz, quem quiser que compre o produto apesar do preço exagerado, mas isso não quer dizer que as pessoas são proibidas de observar e comentar sobre tal disparidade.

          • Paulo L says:

            Ruy, eu nunca discordei que o preço esteja alto.

            Apenas apontei que os varios custos tem de ser considerados, o AirPod nunca custariam esse preço. Não estou a desconsiderar factos, apenas para corroborar a minha posição, até porque não entrei em detalhe no que compõem o preço, também desconsiderei que os AirPods nao custam 160 Eur como se diz, sendo que o preço final é o producto mais taxas, ora podíamos começar por tirar o IVA e depois taxa de exp/importação, estes sao custos por unidade e fáceis de alcançar, nada tem a ver com produção e não são regulados pela apple.

            Acho que a noticia tem apenas o propósito de gozar com os leitores e de estupidificar quem a lê ao invés de informar e educar como muitas vezes o mundo se move. A noticia, sim, essa oculta factos para corroborar com o preço de 4 USD por um clone que na realidade de clone não tem nada, não tem o mesmo aspecto, não tem as mesmas funcionalidades, logo acho ridículo chamar de clone e dizer que se pode fazer por 4 USD.

            Enfim, para não alargar muito mais, digo-lhe que concordo consigo, acho o preço exagerado, mas entendo que se trata de uma regra de negocio básica de cada empresa (que não seja do estado), o preço é ditado pela procura e pela oferta, quando a procura não é suficiente para ditar um preço que origine lucros líquidos, então retira-se do mercado.

      • Pedro Pinto says:

        Sim, mais por esse sentido. Depois é uma questão de estética 🙂

      • albino negro says:

        Fulano Espero que nao sejas gestor mas sim um mero trabalhador. Senao és ja despedido…

  2. kan says:

    milagre ninguem dizer: mas qual empresa quer fazer algo com custo de 3,5 dolares e nao vender a 4 mil dolares ? nao veem os iphones, o cara la na china comprou upgrade por 12 dolares.

  3. Samuel says:

    Lol!! Mais um prego no caixão da fama da Apple.

  4. albino negro says:

    Digam 1 empresa vende os seus produtos abaixo do custo de investimento e produção e sem intenção de gerar lucro.

    • Luis Santos says:

      Nenhuma ,mas a apple abusa nos preços .Não há um produto da apple que não tenha um preço super inflacionado .O rácio preço\qualidade da apple é ZERO.Mas como só compra quem quer ,por mim até podiam pedir 1500 euros ,mas iria haver sempre quem compre .Continuem lá a encher os bolsos á apple que eles agradecem

    • Ruy Acquaviva says:

      Diga uma empresa que vende seus produtos por um preço várias vezes acima da concorrência e com margem de lucro várias vezes acima do custo de produção, sem nenhuma justificativa além do fetiche da marca.
      Eu falo uma, a Apple…
      Há outras.

      • Pedro Coelho Silva says:

        Gucci

      • Paulo L says:

        Qualquer marca que o possa fazer …

        Samsung, Cisco, ou até como o Pedro escreveu em cima, Gucci (entre muitas outras).
        … Alem de estas, podemos falar do governo português ou de otros países.
        IRS, IVA, etc … a margem de lucro é brutal, e a qualidade (retorno) é malíssimo (saude, educação, etc…)
        Para não falar no imposto sobre os jogos, você aposta com o seu dinheiro (que o governo ja taxou) e escolhe os números, se falhar e não ganhar nada, paciencia, se por acaso ganhar 100 Milhões, recebe 80M.

        Mas afinal, o que interessa é falar mal de uma empresa especifica que só compra quem quer … ou pode.

  5. JCFB says:

    “Crianca”
    Mais adolescente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.