PplWare Mobile

Análise: Pode o Windows 10 Mobile substituir um computador?


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. André says:

    Pareceu-me um pouco lento…

    • Alexandre Carvalho says:

      Estamos a falar de um Telemóvel com processador ARM.
      Não podes querer milagres. O conceito já está quando a tecnologia mobile evoluir, já não vais notar esse lento.

      • onz says:

        não o ligues é um troll que quer atenção. só isso

        • André says:

          Eu? Só constatei um facto – é lento.
          Não estou a dizer que há melhor que isto porque simplesmente não existe nada que se compare com isto. É inovação, mas tem que ser aperfeiçoada.

          • Nuno José Almeida says:

            Por acaso existe. Quem primeiro aplicou o conceito foi a Canonical. Sim a M$ está a ultrapassar como seria normal.

          • jose says:

            O ubuntu ja tem algo parecido. Nao quero tirar mérito a MS mas a primeira vez q ouvi falar de algo parecido foi através do ubuntu.
            Os milhões da MS devem ter ajudado a levar o conceito a outro nivel

          • Rudua says:

            Tens razão, o Ubuntu foi o primeiro mas o sistema da Microsoft permite usar o telefone normalmente enquanto trabalhas no modo continuum, atender chamadas, etc sem interromper o que estas a fazer no ecrã. No fundo o telemovel e o Continuum, são sistemas separados.

    • Goncalo says:

      Tenho o Lumia 950 e esta bem mais rapido que neste video.
      O conceito, apesar de ainda estar no inicio da sua vida, ja esta bem amadurecido e mostra bem o seu potencial. Uma tecnologia unica, util, e num futuro proximo tera tudo para poder substituir qualquer PC.

    • Zéi says:

      É tudo menos lento, em coisas simples como navegar na Internet ou ver vídeos em HD não noto diferença em relação em relação ao meu portátil, e consegue ser mais rápido que um tablet Atom com windows 10 🙂
      Ainda tem muitas limitações mas o conceito está muito bom e sem duvida que no futuro passará por este conceito.

    • Miguel Costa says:

      Ta a usar um Touchpad.

  2. Bruno Tavares says:

    Quanto receberam por esta “encomenda”?

    Ainda por cima se fosse alguma novidade, mas isto já por cá anda há algum tempo… mais obvio era impossível.

  3. José Oliveira says:

    Parabéns pelo post!
    Além disso também gostei das fotos!
    Quem me dera ter assim uma secretária arrumada 🙁

  4. medina carreira says:

    air play

  5. PEDRO FIGUEIREDO says:

    MATARAM O WINDOWS RT, e AGORA QUEREM VOLTAR COM O WINDOWS 10 MOBILE, QUE É BASICAMENTE O O RT vERSÃO 10.

    • Portimão says:

      Só que com o Continuum não necessitas de comprar um Surface caríssimo à parte. Basta ligares o smartphone ao monitor e podes usar o ecrã do smartphone para qualquer função como se não tivesse ligado ao monitor. Isto enquanto usas o “Windows RT”, como lhe chamaste, no monitor.

  6. Rudua says:

    O Acer Liquid Jade Primo tambem permite o mesmo e já foi lançado em Portugal

  7. MAFF says:

    Substituir laptops? É plausivel. substitir desktops? Dúvido imenso pura e simplesmente pela parte de gaming desktops e do mercado VR gaming que se aproxima.

    • Tony says:

      bem os proprios laptops substituiram muitos desktops, ficando o seu uso hoje praticamente para servidores. com a evolução da miniaturização da tecnologia, é provavel que o tamanho de um telemovel tenha as capacidades de hoje de um laptop

    • Tony says:

      discos rigidos hoje podem ser substituidos por cartões microSD
      ja quase nao se usa DVD e CD
      basicamente estamos na era dos raspberry, penPC, e claro os W10M

      • MAFF says:

        Essencialmente que eu me estava a referir Tony, é à performance exigidia para gaming no seu melhor. Exemplo simples, um i7 num laptop é, regra geral, de baixa performance comparado com o i7 no desktop. Depois temos a questão de que maior performance gera maior calor o que requer melhor refrigeração logo mais espaço necessário para equipamento de refrigeração (problema atual de alguns octacores em telemoveis e parta da razão pela qual andam agora a aparecer graficas exteriores e sistemas de watercooling exteriores para laptops). E por ai podia ir mas não vou tornar isto mis extenso do que já está

        • Tony says:

          sim concordo que não será para todas as aplicações, e certamente não para o mundo gamer para já, que até necessita de interfaces próprios em caso de ProGamer. Para já para casual gamer servirá certamente

          • censo says:

            Nem para gamer nem para tratamento de foto e video.

          • Tony says:

            depende, corre o Adobe Photoshop Express muito bem, é claro que para coisas avançadas/pesadas e se for video, poderá ser limitado, nao faço ideia

          • Eduardo Ribeiro says:

            Se tiveres uma máquina com Photoshop instalado podes editar fotos via Continuum fazendo Remote Desktop… De qualquer forma, a ideia do Continuum não é substituir um PC em todas as suas formas possíveis, mas antes dar uma ferramenta ao mercado empresarial e eventualmente aos consumidores menos exigentes que seja móvel, simples, prática e que lhe permita executar as tarefas do dia a dia sem ter que carregar um portátil atrás… Imagina por exemplo que trabalhas em Lisboa e tens uma reunião no Porto para mostrares algo de um projecto em desenvolvimento ou que simplesmente queres algo para rapidamente receberes emails, trabalhares em documentos, fazer apresentações, etc… levas apenas o telemóvel… é essa a ideia… potenciar a mobilidade

        • P says:

          Sobre isso do Gaming, com as conexões usb tipo c e ligações a net de baixa latência, os jogos podem ser jogados externamente (como o meo jogos por exemplo)

    • Xis says:

      E o problema nem é o gaming em si.
      É que para haver gaming, os jogos tiveram de ser feitos em algum lado, e não foi num laptop ou num telemóvel de certeza…

  8. David Ramos says:

    Pplware os videos continuam a não funcionar na vossa aplicação para Android

  9. ÁRF says:

    É apenas ligeiramente interessante. É termos um pequeno tablet no bolso para o transformar num tablet gigante, com teclado e rato, ligando-o a um monitor. Não acredito que tenha um grande sucesso comercial.

  10. Rudua says:

    HP explicando o porque de ter escolhido Windows 10 Mobile em vez do Android
    https://www.youtube.com/watch?v=7zm_ewhJ04E&feature=youtu.be

      • onz says:

        depois vamos ver o quanto vão vender

        • Tony says:

          sim tenho dúvidas, existe neste momento uma grande inercia. Mas este claramente de ter um computador no bolso para uso profissional (digo mesmo correr as aplicações necessárias sem ser só email e office) e não precisar de andar com portátil é o caminho. Se será este telemóvel que vai quebrar o conceito não sei. Mas é o sistema operativo que abre a mente para outras possibilidades, é. Bem como tambem a seguir algo como o Hololens ou parecido será o passo daqui a uns anos

        • Tony says:

          a história mostra que conceitos inovadores nem sempre são bem recebidos no início. quando apareceu o iPhone já existia os Nokia. Agora substituir um portátil + telemóvel, por um único telemóvel, ainda vai haver muita desconfiança.

        • Rudua says:

          2onz
          A HP quando projectou o Elite X3 fez um estudo de mercado para saber como fazer um smartphone para o mercado empresarial e o Android não foi considerado como um OS ideal. A HP se quisesse metia lhe Android, não custava nada, mas não ia ao encontro dos interesses das empresas. Alias eles já têm acordos com pelo menos 30 empresas para o venderem. O principal foco de venda são as empresas, não o utilizador comum.

          • Tony says:

            Olho a minha volta e vejo dezenas e dezenas de pessoas ou com android ou com w10m ou com ipad, mas invariavelmente toda a gente com um portatil com windows

          • onz says:

            vai ter um preço de 699 euros (860 euros com IVA incluído) fonte site tek. se fosse mais barato uns 560€ + ou – até se vendia. agora a este preço exagerado e não se sabe realmente se o windows mobile está morto ou não. LOL. depois é aquela cena das vendas do windows mobile sempre a descer

          • onz says:

            e no site tek também diz “mas se quiser juntar o HP Desk Dock e o Lap Dock ao smartphone terá de desembolsar 1.199 euros.”

  11. Tony says:

    Claro que depende das aplicações a correr!
    Por exemplo, um arquitecto utiliza diferente de um gestor os seu computador

  12. Tony says:

    Claro que depende das aplicações a correr

  13. Kendimen says:

    Gosto muito desta ideia e já há muito tempo que espero pela mesma!
    Presumo que o telefone também esteja a ser carregado quando ligado à dock, certo?

  14. Sergio says:

    O conceito está lá, aliás já vejo nos raspberry e afins a mesma intenção..
    A Microsoft pode destacar-se dos outros, mas terá que saber lidar com os próprios problemas e com a eventual concorrencia que vai surgir.
    Os gamers é claro que não estarão interessados porque têm outras necessidades, mas não deixam de ser um nicho ao qual este conceito não vai chegar.

  15. Ze says:

    Caríssimos, vejam as coisas da seguinte forma, a intel no mercado de consumo está a morrer, está a ser ultrapassada a passos largos por ARM onde cada vez se conseguem fazer CPU mais potentes, com menores consumos e menor produção de calor, aqui a Intel começa a perder terreno e todos os esforços de R&D parecem não ser match para os avanços em ARM, exemplo disso são as quebras de vendas da Intel e os seus layoffs.
    Com a queda de vendas de computadores e o aumento de vendas de mobile devices parece-me que a plataforma vencedora a um longo prazo (5 a 10 anos) será ARM, daí a esta ser a aposta perfeita, a tecnologia já evoluiu tanto desde o iPhone que neste momento já deixa de fazer sentido usar ter conteúdos e apps exclusivas para mobility, cada vez mais faz sentido ter tudo em todo o lugar e a Microsoft consegue fazer isso com o Continuum, de lembrar que apenas agora a Microsoft lançou o kit para transformar as suas apps em universal apps, que é algo tão simples de fazer que até uma criança de 10 anos consegue fazer, só agora começa a ganhar tracção as universal apps, tendo ontem o Plex sido lançado como universal app, os devs só terão de fazer este caminho com as suas apps para poderem beneficiar das suas apps em plataformas mobile, vai-se acabar o desenvolvimento para desktop + mobile e vai dar entrada para desenvolvimento universal, onde uma app corre em qualquer plataforma, não é Windows 10 Desktop, IoT ou Mobile, é simplesmente Windows 10.
    O 950 e 950XL apenas foram lançados não para vender, mas para mostrar aos fabricantes o potencial do Windows 10 e o que pode ser feito com ele, a HP já percebeu isso, agora vamos começar a ver outros fabricantes a vir atrás, isto vai ser semelhante à wave de surface, que começou como hobbie e já é 1B USD business e onde já existem fabricantes a lançar as suas próprias versões destes equipamentos.
    Tudo isto para já tem apenas o foco no segmento empresarial, como tudo na Microsoft, mas no futuro vejo mesmo o smartphone a ser a único equipamento que possuem e que pode ser ligado a qualquer TV/monitor via miracast (não sei porque não realizaram o teste por miracast e só com Display Dock). Isto aliado ao crescimento da cortana e do hololens poderá ser a mudança que tanto precisamos e ainda não sabemos.

  16. irlm says:

    “Pode o Windows 10 Mobile substituir o seu computador?”
    sim, no futuro com o suposto Surface Phone….
    apartir de 2017 com Redstone 2.

  17. Nathan says:

    Não substitui nem o PC, nem o smartphone!

  18. cabecinha pensadora says:

    isso se chama copiar do air play da apple não copiar não e crime?

    • Rudua says:

      @cabecinha pensadora
      Se dissessses do Ubuntu, isso sim porque o conceito é o mesmo, agora do air play?
      O Air play não é mais que o miracast e isso até o mais basico Lumia faz.
      O sistema da Microsoft permite usar o telefone normalmente enquanto trabalhas no modo continuum, atender chamadas, etc sem interromper o que estas a fazer no ecrã. No fundo o telemovel e o Continuum, são sistemas separados.

    • Eduardo Ribeiro says:

      Copiar do Air Play? O que foi copiado exactamente do Air Play da Apple? O que tem que ver o Air Play com Continuum… ou não sabes do que falas ou simplesmente apenas comentas por comentar… Quanto muito podias dizer que isto era uma cópia do Continuity da Apple… mas nem nisso isto é semelhante em absolutamente nada

    • Tony says:

      nao sabes nem o que é o airplay, nem sabes o que é o Continuum

  19. ACMSeBr says:

    Muitos falam de conceitos ligados a processamento Pesado ou a games e afins.

    Mas este senário e ligado ao usuário profissional / domestico se esse desejar ser assim.

    Então um administrador / diretor que trabalha com planilhas e textos (OFFICE) não vão ter esses problemas relacionados ai encima.

    OBS: E as empresas que já trabalham com virtualização, (VDS), acesso remoto, (RDP)…ETC.

    Agora se você não esta nessa lista vai comprar um pc.

    Já eu queria esta com meu Lumia 950 XL no bolso levando junto meu pc para casa e para o trabalho.

    😀

  20. André Gomes says:

    Tenho um Lumia 950 e funciona bem! Na minha opinião e uso próprio substituiu o portátil que tinha. Tenho um pack de licenças Office 365 e com a Dock faço praticamente tudo com o smartphone, raramente recorro ao portátil. Funciona em plono com o Lumia 950 e o Lumia 950XL. Na fase de lançamento do XL a Microsoft ofercia a Dock.
    Recomendo!
    Para verem como é uma opção de futuro basta ver que a HP vai lançar com seu Smartphone esta opção.

  21. gajomau says:

    o continuum funciona no 950 também.. não é só no 950 xl..

    https://www.microsoft.com/pt-pt/windows/continuum?wa=wsignin1.0

  22. amdjp says:

    Fala-se tanto de Android e de IOS que quando surge uma notícia de W10, aparece tudo a criticar só porque usam outro Sistema Operativo nos seus telemóveis. W10 é estável, seguro e versátil. As apps universais vieram para ficar e isso será sempre uma mais valia para o Continuum. Eu vejo ali o futuro da tecnologia. Até porque se pensarmos bem, os nossos telemóveis hoje em dia já substituem em muito os nossos computadores. Já editamos documentos, lemos o email, editamos fotos, jogamos e navegamos por lá. Resta é saber se os devotos de android e IOS não se vão depois apaixonar pelo W10 loool

  23. Bruno says:

    Boas,
    O conceito é muito bom e acredito que possa substituir alguns portáteis, sendo o mercado alvo o empresarial deduzo que este Windows 10 Mobile dê para adicionar ao domínio interno, alguém sabe?

    • Ze says:

      Esquece domínio, esquece GPO, a Microsoft vai mandar isso tudo à vida no futuro, a ideia é AzureAD e MDM, a Microsoft está focada em fazer do MDM algo tão ou mais completo do que GPOs, Windows 10 is all about that.
      A ideia do algo empresarial é o modo de operação da Microsoft desde sempre, primeiro usas no trabalho, habituas-te e depois queres igual para “casa”.

  24. Tiago E. says:

    É pena é vocês não atualizarem a app do pplware para universal app….
    Foi possível ver no vídeo que é incompativel com o continuum.

  25. MethodicOwl says:

    Link dá 404 no kuanto kusta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.