Quantcast
PplWare Mobile

Análise Football Manager 2017 (PC)

                                    
                                

Autor: Paulo Silva


  1. Nildo says:

    O que mata é a dificuldade em contratar jogadores (de elite).
    Mesmo com grandes clubes eles não aceitam fácil, mesmo oferecendo muita grana, diferente da vida real em que a maioria vai logo se a oferta for boa. $$$$$$

    • Otxentxa e Otxo says:

      Para influenciar uma contratação interessa também:
      – reputação Mundial do clube,
      – reputação do campeonato desse país,
      – a existência de outros jogadores da mesma nacionalidade no plantel,
      – ou de staff (treinadores ou jogadores) com quem tenham relações de amizade,
      – participação numa competição internacional, de preferência a Champions League
      – se o jogador gosta ou detesta o clube onde está ou o clube que o quer contratar, ou um clube rival
      – a reputação do nosso avatar (não temos reputação no início, antes de ganhar competições)
      – a rapidez (ex: logo na 1ª proposta) com que oferecemos o contrato que o jogador quer
      – o estado de felicidade do jogador no atual clube,
      – o estatuto de importância que o clube lhe atribui,
      – a existência ou não de melhores ofertas (ou renovação de contrato) ao jogador,
      – os jogos mentais, como por exemplos fazer elogios antes de avançar para a contratação,
      – agentes que “convencem” os seus jogadores a mudar de clube mais facilmente caso lhes paguemos (aos agentes) maiores comissões,
      – etc

      FM é de facto uma simulação. O tempo do “toma lá $$$ a obedece à minha vontade” já passou há vários anos na série FM.

      • Nildo says:

        Esse tempo do (“toma lá $$$ a obedece à minha vontade” já passou há vários anos na série FM), nunca vi, :-), deixei de jogar ha muito tempo devido a dificuldade em contratar.

  2. Corvo says:

    antes da separação da EIDOS é que rolava… CM 4ever!… mais simples, tudo o k o a maioria dos jogadores quer!… simplicidade!… não é preciso estavagancias para fazer um bom jogo, pelo menos deste genero!…

    • Otxentxa e Otxo says:

      Era só contratar o mítico “Tó Madeira” e estava ganho…

    • Ricardo Coutinho says:

      A maioria dos jogadores quer simplicidade? Totalmente errado, quem quer simplicidade tem imensos jogos bem mais fáceis do que FM, portanto quem quer simplicidade não joga com toda a certeza este jogo. Ainda assim a versão simplificada do jogo é para isso mesmo, para quem quer ou não tem tempo para algo mais complexo.

      Portanto acho muito bem que o jogo fique cada vez mais complexo, um simulador serve para isso mesmo.

  3. Ricardo says:

    Muitas noites bem perdidas neste jogo 🙂

  4. Rui C. says:

    Para mim é mais do mesmo.

  5. Rafael Cardoso says:

    É pelo que foi dito que não entendo o porquê de todos os anos lançarem um novo jogo em vez de fazerem apenas uma actualização ao anterior. Já vêm a ser assim à muitos anos e de certeza que as vendas cada vez são menos.
    60€ por um jogo igual ao anterior, mas com mais meia duzia de bugs novos.

    • Otxentxa e Otxo says:

      Fui viciado em CM e FM durante mais de uma década. Neste momento estou limpo… e agora, com a análise distanciada que isso permite, posso dizer que a razão pela qual não tenho nenhuma recaída é exatamente porque a definição que fizeste é a mais certeira que já vi:

      “60€ por um jogo igual ao anterior, mas com mais meia duzia de bugs novos”

      Para atualizar as bases de dados, bastaria a muito activa comunidade dos MODs.

      Podiam concentrar-se em lançar um novo jogo, sem bugs, a cada 2 anos, e um “major patch” a cada intervalo, só para os pessoal não perder a rotina de começar nova carreira todos os anos.

      Ou podiam criar um novo modelo de negócio, com a possibilidade de clientes que já compraram o jogo, poderem ter mais desconto a cada ano.

      Não o fazendo, só estão a provocar os clientes, que procurarão fazer justiça pelas próprias mãos, ou deixando de jogar, ou passando a usar uma versão “gratuita” através da “partilha”…

    • ta says:

      Encontras o jogo a 30€…

    • Sergio says:

      Com a associação à steam aumentaram a dificuldade de o crackarem e só isso disparou as vendas, principalmente no 1º ano. Também deixei o jogo, mas o seu preço acessível é um convite à compra.

  6. Tiago says:

    Penso que não mencionaram a melhor melhoria de todas. Pela primeira vez o jogo foi lançado numa versão de 64bits o que o torna muito mais rápido a processar (para computadores x64 obviamente). Essa foi sem dúvida a melhor melhoria para mim 😉

  7. says:

    Sempre fui um viciado nesse jogo na minha altura de estudante. Digamos que depois a vida não proporciona tanto tempo livre para passar horas e horas a jogar. De qualquer maneira, tenho acompanhado a evolução do jogo e acho que por vezes peca por exagero. Ou seja, e de modo a agradar todos, poderia ser criado dois níveis de jogo. Um mais “leve” em que poderíamos remontar a 2000/2004 em que não tem demasiadas opções e parâmetros a serem geridos pelos treinadores. E então um modo mais “Pro” para quem quer controlar tudo ao mínimo detalhe. Digo isto, porque, e como dito anteriormente, já não tenho tanto tempo para ficar a jogar e o pouco que tenho, quero mesmo é jogar e não perder muito tempo a controlar detalhes! É apenas uma opinião… Um abraço a todos 😉

    • rmso27 says:

      Essa diferenciação de modos já existiu (não sei se ainda existe) em versões anteriores em que tinhas o Modo Clássico (menos detalhes) e um 2º modo mais completo.

  8. Telmo Barros says:

    Cada vez mais complicado jogar isto. Continua exageradamente complicado e para isto tudo não há paciência para jogar. Devia ser mais simples e intituitivo, na minha opinião. Pena, visto que jogo FM desde sempre, desde os primeiros PM e SW.

  9. Francisde says:

    Comprei o jogo com mais 4 amigos.
    O jogo custou 30€ na Steam. Pelos cinco dá 6 euros a cada uma.
    So temos o problema de nao jogar online de resto da para viciar.

  10. Sergio says:

    Eu deixei o jogo pela falta de novidades e também por mim próprio, sou de uma geração que irá sofrer sempre da nostalgia e que ao mesmo tempo perdeu o hábito de reservar horas a fio para jogar este titulo.
    Mais objectivamente:
    1- Os atributos de ano para ano ficaram incoerentes, lembro-me do maradona com uns dez 20’s e o ronaldo nas ultimas edições vinha apenas com um 20. Ou lembro-me de um Roberto Carlos com vários 20’s, porque era exímio nessas coisas, e vejo jogadores exímios actualmente sem a mesma tributação. O mesmo raciocínio, para os outros valores..
    2- A inflexibilidade ou falta de opções estratégicas nas bolas paradas, que hoje em dia definem jogos.
    3- IA e a sua dificuldade ou falta dela, depois de descobertas as instruções mais adequadas é so fazer seguinte e rodar jogadores.
    4- O quadro táctico é demasiado complexo e alguns termos são fáceis de baralhar, à ideias que ficariam explicitas em 2 instruções em vez de 4.

    Por fim, algo bom que fizeram nas ultimas versões foi o modo rápido .

  11. Dani says:

    ELLIFOOT forever!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.