Quantcast
PplWare Mobile

PHP é à quinta-feira – Trabalhar com Datas

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. João Fernandes says:

    Mais um bom tutorial de PHP, simples e fácil de entender para quem está a começar a mexer em PHP.

    Continuação de bom trabalho e boas dicas!

  2. Henry Jr says:

    Na verdade, o que bagunça a cabeça mesmo sobre data (com o php) é quando ela é trazida do MySQL, por exemplo: com o timestamp. Rs

    Ja tive minhas minhas horas de estudo pra por certinho isso!
    Otimo post pra quem esta iniciando, ajuda muito.

  3. rodasp says:

    Excelente..

    costumo, no mês passado precisei para somar dias..
    e por acaso antes de ontem necessitei de subtrair horas…
    é sem dúvidas muito útil…

    agora, tenho uma questão.. existe alguma diferença (p.exemplo: em segurança) em fazer uma consulta à base dados desta forma: “$sql = mysql_query (‘SELECT * FROM users’); $dados = mysql_fetch_array” em vez desta: “$sql = ‘SELECT * FROM users’; $resultado = mysql_query ($sql); $dados = mysql_fetch_array ($resultado);

    PS: se o pplware precisar de alguns códigos talvez eu possa ajudar, não garanto é que seja a melhor forma de se fazer as coisas..

  4. A strtotime é espectacular! Consegue-se simplificar muito o código usando esta função.

  5. Bom artigo 😉

    Deixo uma dica para quem precise de mais qualquer coisa:
    http://pear.php.net/package/Date/
    http://pear.php.net/package/Calendar/

    O PEAR tem boas bibliotecas, não só para datas mas para muitas outras situações.

    Neste caso o Date e o Calendar ajudam em cálculos onde seja, por exemplo, preciso iterar sobre o calendário.

  6. Rui Costa says:

    Em relação às datas trazidas da base de dados, para a formatar como queremos:

    $data = date(“Y.m.d H:i:s”, strtotime($row[‘minha_data’]) );

    Abraços,

  7. DaniR says:

    Pergunto-me o que é que não dá para fazer com PHP. Depois criam-se maus hábitos quando se regressa ao C ou C++ 😛
    Excelente dica.

  8. FXX says:

    Eu já precisei de trabalhar com datas e as explicações que encontrava pela net eram muito confusas.
    Esta artigo explica muito bem estas duas funções, pela simplicidade e pelos exemplos que nos permitem explorar mais estas funções.

    Obg pplware

  9. Miguel Costa says:

    Boas,
    bom artigo Pedro, acho que teria sido também interessante que tivesses falado no mktime….

    Por vez é mesmo o ideal para fazer cálculo de datas, mas mesmo assim grande artigo 😉

    cumprimentos

    • Pedro Peixoto says:

      Boa noite, obrigado! Referi-a na conclusão, para quem quiser dar uma vista de olhos, mas neste caso não a achei tão relevante como as restantes. Cumprimentos 🙂

  10. Mandrake says:

    Dessa eu não sabia.
    Fiquei impressionado

    echo strtotime(“+1 day”);

    Muito bom. Tutoriais fantástico como sempre.
    Vlw!

  11. Rogério says:

    O método mais correcto de usar horas num site, é ir buscar a hora do servidor.

    Mas isso não é o mais complicado ao trabalhar com horas.
    O que realmente é complicado, é fazer o switch de conversão das horas em 12 ou 24 horas.

    Muita das vezes, o servidor que usamos usa um sistema operativo em inglês, e a configuração da hora que foi feita está em formato 12 horas.
    Então, se o site, for um site em português, em Portugal usa-se horas em formato 24 horas, então tem que se fazer a conversão das horas para formato 24 horas.

    Neste momento não é nada difícil fazer isto, basta uma pesquisa no Google e encontram muita coisa sobre isso, mas na altura que eu precisei de saber isto, não se encontrava nada, e tive de descobrir sozinho como o fazer.

    Relativamente ao tutorial, é algo importante saber.
    O controlo das horas num site é importante, seja pelo facto de existir registos de utilizadores, seja pela inserção de dados na BD.

    Uma coisa que talvez fosse bastante interessante para os que estão a iniciar a carreira profissional em programação web PHP, era saberem usar sistemas de templates.

    É algo que dá bastante liberdade na programação, e deixa os scripts limpos e organizados.

  12. Ricardo R. says:

    Olá, como posso aceder a uma lista com todos os tutoriais PHP é à quinta-feira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.