Quantcast
PplWare Mobile

Bluetooth 4.0 vs Wi-Fi Direct – Quem vencerá?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. lol says:

    Nao maioria dos casos o bluetooth 4 sae sempre a perder, logo o wifi devera prevalecer.

  2. Helder says:

    Eu apostava mais no Wi-Fi Direct que além de ter uma taxa de transferência de dados 10x superior ao bluetooth continua com um baixo consumo energético. Sustentando ainda o facto de ser retro-compativel, ao contrário do bluetooth…

  3. a Friend® says:

    Não sei se estarei a falar à toa, mas penso que as duas tecnologias terão que co-existir, porque partindo da lógica que o Wi-Fi direct usa a mesma norma do actual Wi-Fi, é bastante comum o termos ocupado a usar a Internet e até que ponto isso não afecta o Wi-fi direct? Ou é possivel usar em simultaneo uma ligação Wi-fi direct enquanto temos uma ligação feita ao router?

  4. Dani says:

    Sem dúvida que a tecnologia Wi-Fi Direct irá avante. Pelo que li da análise feita, são muitas as vantagens em relação ao Bluetooth 4.0.

  5. Gonçalo says:

    acho que que retro compatibilidade dá grande vantagem ao wi-fi…

  6. Fernando Mendes says:

    A mim pareceu-me um artigo desnecessário. O bluetooth perdeu em todas as categorias, mas a introdução diz “Para os que pensavam que a tecnologia Bluetooth tinha morrido parece que é altura de mudar de ideias”.

    Na parte da gestão de energia, onde o bluetooth realmente joga noutra divisão, pregou-se um simples “para mais informação clicar aqui”.

    Um auricular a funcionar com wi-fi direct, quer-me parecer que teria de ficar ligado ao cinzeiro do carro.

    • TP says:

      Exactamente..

      O bluetooth não pode ser comparado ao wi-fi direct.. Cada vez mais, caminhamos para maior velocidades e preocupação com a segurança, por isso o bluetooth vai sempre perder..

      • Pedro Pinto says:

        Deixem-me discordar das vossas opiniões, pois se pensarmos dessa maneira então não se fazem quaisquer avanços em protocolos que foram “ultrapassados”.

        Quando falamos neste tipo de tecnologias temos de analisar a fiabilidade, alcance, simplicidade…Se calhar só quando virmos as tecnologias a funcionar é que poderemos ter opiniões desse tipo.

        Relativamente à questão da gestão energética….esse é sem duvida um ponto fundamental!

    • leonDeniz says:

      concordo, o blue nao apresenta novidade, continua lento, menos seguro, embora 128 seja bom, a incompatibilidade complica, vejam que o WinVista, perdeu feio pro XP nesse quesito.

  7. The STK says:

    Eu acho que vão existir as duas paralelamente, uma em alguns dispositivos, ou noutros, dispositivos com as duas (esta deve ser o que vai vingar)…
    Ambas têm vantagens, depende do uso que se vai dar, o que interessa é haver boas alternativas.

  8. fran says:

    lol… que comparação…

    uma tecnologia é so vantagens, a outra é só defeitos (quando comparada com a concorrente)…

    Nao ha muito a discutir aqui…

    Não me admirava nada que a Apple adoptasse já para o iPhone5 o Wi-fi Direct e eliminasse o bluetooth de vez!

    Tem que se começar a definir quais as tecnologias a usar porque não faz sentido nenhum usar todas! só ocupa espaço no smartphone e só complica.

    E a Apple como gosta de ser pioneira a definir o futuro, poderá entrar por aqui.

    • André says:

      A apple nunca foi pioneira em nada, se disseres que foi a que mais aprofundou as coisas e as melhorou concordo contigo, basta ver os iphones que a nível de funções/características está sempre atrás da concorrência.

      • a Friend® says:

        Só a começar pelo sistema operativo em diante.. tens muita coisa… basta pesquisares um pouco.

        Quanto a tecnologias tens várias, desde Firewire…MiniDisplay Port…a MagSafe…entre outras mais que viraram standard porque a Apple as fez Open-Standard de forma as outras marcas poderem adoptar se quiserem, como foi o caso recente do Minidisplay Port que virá já em muitas placas da ATI.

        • lol says:

          Qual desses é que foi mesmo um standard?

        • a Friend® says:

          @lol

          Isso ainda se pergunta? 🙂

          Firewire.. completamente obrigatório nos profissionais do ramo multimédia (som e imagem) dada a velocidade de transmissão de dados!

          Se fores confirmar, todas as motherboards de PCs topo de gama continuam a ter-las lá…

          Só a minha Nforce tem 2… e dizer-se que a Apple não foi pioneira em nada é desconhecer na totalidade a informática. Mas também é natural.. cá em portugal informática é só sinonimo de Windows… só agora é que o povo vai conhecendo Linux e Mac mas mesmo assim continuam a achar que o Bill Gates é o inventor dos PC’s e toda a gente copiou o Windows, lol…

        • rss says:

          Só a começar pelo sistema operativo em diante

          Diz isso aos tipos da Xerox

      • Miguel says:

        a Apple nunca foi pioneira
        pois

        eu só vim parar cá porque a Apple lançou máquinas novas com o tal do bt4
        [ e como eu nem do bt3 tinha ouvido falar .. google comigo ]
        [[ já tinha feito o mesmo com o usb por alturas do 1.º iMac ]]

  9. Megamix says:

    Apenas uma correcção: “As tecnologias associadas às redes são (deveria ser sem) fios são uma área que me desperta sempre algum interesse e curiosidade.”

  10. SamC says:

    A vantagem do bluetooth será o facto de ser já um standard em vários aspectos como comunicação entre telemóveis, periféricos do PC, auriculares e headsets, mas se deixa de ser compatível com as versões anteriores, para mim tem morte anunciada!

    Quanto ao Wi-Fi direct além das vantagens do protocolo, iria evitar mais um “chip” do aparelho e em alguns casos as consequentes licenças ou patentes (que acho que existem a nível industrial no caso dos chips e por ser um dispositivo de comunicação sem fios), isto iria baixar o custo e tornar mais simples aparelhos que teriam vantagens nisso como os telemóveis.

  11. Wilson says:

    Correcção: “As tecnologias associadas às redes são fios são uma área que me desperta sempre algum interesse e curiosidade.”

    Deveria estar: (…)redes sem fios(…)

  12. Edgar Marques says:

    Faltam os factores fulcrais: Preço e Lobbys.

    Podem ser o suficiente para pender a balança…

  13. RCS says:

    O consumo actual de WiFi quando comparado com bluetooth não tem nada a ver.
    O bluetooth nem me faz diferença em termos de bateria gasta. Já do WiFi não se pode dizer o mesmo.

    Querem auriculares leves e que durem dias? -> bluetooth.

  14. SonicReducer says:

    penso que para dispositivos que sejam para uso diario, pontual, como os auriculares, que eu só uso por exemplo no carro e que não tenho de me chatear, se o telefone suporta, “pois a maioria suporta” seja android , apple nokia sony ericsson, e nem me recordo da ultima vez que carreguei, o bluethooth é superior, e mais simples…. mas… estamos cá para ver

  15. eu mesmo says:

    so vejo vantagens para um lado e desvantagens para o outro, no campo onde o bluetooth podia ganhar terreno o artigo n adianta nada, diz apenas “se quiser saber mais carregue aqui”, ora se eu quisesse saber mais simplesmente pesquisava sobre o assunto, mas n tou assim tao interessado, gostava apenas dum pequeno resumo, q o artigo n deu.

  16. cris says:

    Eu acredito que é o que as marcas moveis quiserem implementar. Se as marcas optarem por uma é óbvio que o consumidor terá de comprar adaptadores consoante isso. Este guerra será somente ganha quem tiver mais parceiros a adoptar a tecnologia (lembram-se HD-DVD e Blu-ray).

    • viperbruno says:

      Quem paga um smartphone de 600 euros vai querer ter ambas as tecnologias, e isso significa suporte por parte da placa para isso. Se a WiFi aliance conseguir que sejam feitas placas com suporte duplo, os early-adopters (ver video: http://www.rodrigostoledo.com/2010/11/early-adopters-na-historia/ )
      iram analisar, lançar boas criticas e apartir daí veremos uma guerra tão boa como o blue-ray vs hd-dvd. Caso contrario terá de fazer o caminho contrário, começar pelos portateis e depois chegar ao mercado “maior”.

  17. racpxt says:

    Isto parece-me outra guerra do tipo da USB vs Firewire, a segunda é muito superior à primeira, mas foi isso que falou mais alto? Ou terá sido a popularidade e massificação já presente na indústria a ditar quem permanecia?

    Pois, mesmo este artigo mostrando que o BlueTooth está atrás, não quer dizer que ele perderá, está muito enraizado na cultura e indústria para que o larguem de uma hora para a outra.

  18. Natana says:

    Boas, eu concordo com a opiniao do racpxt, visto muitos dispositivos ainda usarem bluetooth penso que o bluetooth 4 será quase de certeza compativel com as anteriores por isso ainda nao saiu se da ou nao ainda nao podemos afirmar tal coisa mas quase de certeza será muito mais util usar o bluetooth para auriculares e envio de pequenos ficheiros visto efectuar uma ligação super rapida e que o wi-fi de certezaa nao o vai permitir mas a questao da velocidade vai ser muito bom para envio de ficheiros de maior capacidade tipo ah e tal tenho um filme novo no meu ipad ocupa cerca de 2gb e vou enviar como bluetooth? naaaa antes pelo o wifi direct será mais rapido e ate podera este ultimo deixar partilhar ficheiros nos nossos dispositivos de hoje em dia, bom era conseguirem meter o wi-fi normal a trabalhar em simultaneo com o direct assim tudo se tornaria um pouco mais facil mas mesmo assim para ligação de altavoz queria antes usar o bluetooth sera mais facil de configurar assim penso que os dispositivos vai sair na mesma ou com luetooth ou com wifi ou entao as duas (tres) tecnologias ao mesmo tempo nos dispositivos ou cada marca , empresa, apostará na sua, mas penso que saira sempre com ambas pois alem de parecidas ainda sao muito destintas. O usb vs firewire nada tem a ver uma com a outra visto muitas das vezes ser preciso instalar drivers para o firewire trabalhar em condições e o usb é logo plug’n’play eheheh bem vamos la a ver no que isto dará mas sem sair nada ou quase nada podemos afirmar em questao a isto!

    Abraço

  19. Jaime says:

    Para mim as duas serão importantes e de usos diferentes.

    WiFi -> Ligações de alta velocidade para transferência de dados: Ligação à Internet, jogos em lan, transferência de documentos (imagens, vídeos, musica)

    BlueTooth -> Ligações onde o baixo consumo de energia é importante: kit mãos livres, auriculares, auscultadores, e todo e qualquer gadget que beneficie de uma autonomia elevada.

    Como foi dito, ninguém vai achar piada um kit de mãos livres ligado ao isqueiro do carro só para ter qualidade usando a ligação de 250mbt/s

    As duas vão coexistir, pelo menos até existir algo que tenha o bom das duas ligações.

  20. Pedro Ribeiro says:

    Concordo que, tal como foi apresentado, o Bluetooth 4 não deverá ter grande futuro. Isto porque a grande vantagem do Bluetooth é precisamente a base instalada. Ora, sem retro-compatibilidade, o argumento cai por terra. Como em praticamente tudo o resto o Wi-Fi é superior, algo me diz que o Bluetooth irá continuar a existir no formato actual até ser progressivamente substituído.

    Quanto à guerra USB/Firewire, ambos necessitam de “drivers”. Se a percepção comum aponta para o contrário, isso deve-se ao facto de poucas MBs terem suporte Firewire embutido, enquanto todas têm USB. Na prática, boa parte dos utilizadores de PCs tiveram contacto com o Firewire através de placas PCI específicas, ou com o chipset integrado em placas de som, por exemplo, o que explica a percepção de que são necessários drivers para Firewire, mas não para USB. Curiosamente, embora não partilhe a opinião de que a Apple seja responsável por grandes inovações tecnológicas (embora reconheça que sabe ler o mercado como poucas), foi graças à Apple que o USB se impôs.
    Basta ver que o Windows 98 foi a primeira versão deste S.O. a incluir suporte para USB (e muito limitado), numa altura em que já eram bastante comuns as boards com suporte USB (ou não fosse uma tecnologia da Intel). Mas foi o iMac original que popularizou os dispositivos USB (a começar pelos básicos teclado e rato).
    Quem sabe se hoje teríamos USB 3.0 se não houvesse um Firewire 800? 😉

  21. Cruz says:

    O Bluetooth 4 não será compativel com as normas anteriores ? Já li nalgum lado que será compativel com as normas anteriores.

    Se não o for não tem vantagem nenhuma sobre o wifi direct. Aliás para que quero um aparelho com a nova norma se não comunica com aparelhos antigos e ainda por cima ao lado tenho uma tecnologia melhor ?

    Se não o for é suicídio, mas enfim já vi muita maluquice.

  22. Cruz says:

    Ó Pedro Pinto, donde saiu essa de que nao será compativel com as versões anteriores ?

    Olha o que aqui diz: “After a successful first year of competition in 2009, the Bluetooth SIG called on developers, entrepreneurs and students to submit ideas in 2010 for products that use Bluetooth low energy technology. The 2010 contest focuses on Bluetooth enabled products for health care, sports and fitness, and home automation. All these product ideas make use of the unique characteristics of Bluetooth low energy technology, such as very low power consumption and compatibility with existing Bluetooth enabled devices”

    http://www.bluetooth.com/English/Products/Pages/Low_Energy.aspx

    “All these product ideas make use of the unique characteristics of Bluetooth low energy technology, such as very low power consumption and compatibility with existing Bluetooth enabled devices”

    “…characteristics of Bluetooth low energy technology, such as very low power consumption and compatibility with existing Bluetooth enabled devices”

    Pois parece-me que será compatível, não faz sentido ser doutra forma, mas como dizem os advogados “… esta é a minha opnião, salvo melhor opnião”

    • Cruz says:

      “Ó pessoal”, na ausência de contestação parece que se confirma o que disse sobre a compatibilidade do Bluetooth 4.0 com as normas anteriores.

      Mas não quero deixar de chamar a atenção para o que já outros comentaram, também a mim não me pareceu correcto que quando o Pedro Pinto se referia ao consumo que tivesse postado “Para quem quiser saber mais sobre a nova tecnologia usada no Bluetooth 4.0 (Low Energy) pode fazê-lo aqui aqui”.

      Aliás parece até que há uma certa superficialidade na abordagem do assunto e que as preferências pessoais do autor terão pesado na maneira como os dados foram apresentados. Foi a impressão com que fiquei e neste aspecto é mesmo só isso.

      Pessoalmente penso que o wi-fi directo pode ter mais futuro mas no curto e médio prazo se a retrocompatibilidade for assegurada pelo bluetooth 4.0 este tem pernas para se aguentar durante mais uns anos e quem sabe ganhar novo folego com o desenvolvimento da tecnologia. É uma questão básica da sobrevivência, perante um concorrente mais forte se aguentarmos pode ser que se tenha tempo de criar as condições para sobreviver e até vencer. O futuro ditará o vencedor.

      • Pedro Pinto says:

        Caro @Cruz
        A questão de superficialidade deve-se ao facto das tecnologias ainda não estarem no mercado. Penso que aí podemos fazer uma análise mais concreta….isto faz-me lembrar quando saiu o wireless…as especificações diziam 100 utilizadores em simultâneo em cada equipamentos…pois bem…em teoria..pois sabemos que nao prática isso nao acontece.
        Vamos esperar que as tecnologias estejam disponíveis para se realizar uma análise mais exaustiva.

        PPinto

  23. Jorge says:

    Acho que era muito mais fácil de ler as diferenças entre estas duas tecnologias através de um quadro comparativo com cores para se ler mais facilmente qual das duas é a melhor em cada aspecto.

  24. phixie says:

    Vencedor/perdedor… Acho que a perspectiva não é essa…
    Ainda hoje “saiem” telemóveis com IRda… E não estou a ver um telemóvel de gama média a vir com wi-fi, nem directo nem “indirecto”… 😉 😉
    Parece-me evidente que vão co-existir mesmo que uma tenha mais vantagens que a outra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.