PplWare Mobile

Finanças: Já pode pagar o IUC e IMI por Débito Direto


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

64 Respostas

  1. Marco Lopes says:

    Aderi logo na primeira semana, mas demorou mais de 15 dias a ficar ACTIVO… portanto não estranhem se durante algum tempo constatarem uma mensagem “Pendente de IBAN”

  2. Pedro says:

    Não, obrigado.

    • Marco Lopes says:

      Sinceramente… temos de pagar e temos… PRIMEIRO paga-se, depois reclama-se. É assim com a máquina do estado. E entre ter uma penhora derivada a um esquecimento de IUC, IMI ou IRS, prefiro ter a certeza que será tudo pago automaticamente…

  3. fernando says:

    também não, obrigado !!! impostos é para pagar no último dia

      • PedroC says:

        Básico. É sempre melhor ter o dinheiro do teu lado do que o contrário. Qual é o interesse para ti estares a fazer um pagamento 1 mês antes da data que te dão como limite? Se vires do outro lado, é muito vantajoso para o Estado visto que recebem milhares de pagamentos por dia de diversas coisas.

        • Cruz says:

          Exactamente, nunca se sabe quando precisamos do dinheiro, principalmente para as empresas, sempre pago no ultimo dia. O Estado merece que assim seja.

          • Joel Reis says:

            Se por um lado o dinheiro do estado não é senão de todos nós, por outro lado, se o dinheiro dos impostos fizer falta, gasta-se e depois não se pagam os impostos?!

        • Joel Reis says:

          E fico com o dinheiro debaixo do colchão (para quê?) ou no banco a dar lucro ao banco? Prefiro dar lucro ao estado, que afinal de contas é para mim.

    • Marco Lopes says:

      Essa do “Pagar no último dia” já me saiu cara! Deixei-me de tretas, desculpem a expressão :\ Tenho de pagar e tenho… fica resolvido de forma automática. Não me digam que pagam Energia, Água, Telecomunicações, Mensalidades diversas, etc, no último dia e de forma manual…

  4. Nmandix says:

    “Para ajudar os contribuintes….”
    kkkkkkkkkkkkk epa não resisti..

  5. Diogo Silva says:

    Tenho uma questão. Com o débito directo as notas de pagamento são emitidas automaticamente? Ou isto simplesmente substitui a parte do pagamento propriamente dito?
    Quando pago o IUC por exemplo, tenho sempre de fazer uma consulta dos veículos que estão disponíveis para pagamento e criar uma nota de pagamento. A minha pergunta é se o debito directo automatiza este processo?

    • Marco Lopes says:

      Boa pergunta para fazer no E-Balcão…

    • GM says:

      Deixa. Eles querem é a nota, o bago. O resto, não interessa. Tu é que tens de recolher o documento para fazeres prova em caso de seres abordado pela PSP/GNR, em como tens o IUC pago. Aliás, nem é muito necessário, pois pela matrícula verificam no sistema o que é que está pendente.
      Esta funcionalidade nem tem assim muito interesse. Como tenho actividade aberta, recebo anualmente um email, no mês anterior àquele em que é devido, com o alerta de pagamento do IUC, com a refª MB.

      • Luís says:

        Boas pessoal,
        Errado a questão de apresentar o IUC às autoridades, como a GNR ou PSP.
        O IUC é um imposto fiscal.
        Nem se quer precisa de ter o documento na viatura. Aliás até pode circular com IUC’s em atraso.

        Abraço

  6. José says:

    Tem que ser pago e tem, MAS não me importo de fazer o ‘OK’ antes de irem à conta.
    Quando o estado for mais expedito a devolver eu aceitarei ser expedito a pagar.
    O estado demora quase seis meses a devolver o que nos reteve durante o ano transato e quer ir-nos à conta o mais rápido possível…

  7. Marco says:

    Nada como andar em cima destas coisas e ter a porta fechada somente aberta quando é devido. Já basta o que roubam … quanto mais abrir a porta toda.

    • Marco Lopes says:

      Eu só vejo vantagens neste sistema… já me dei mal no passado por ter esquecido o pagamento do IMI… depois temos o IUC e para não falar no IRS… se temos de pagar… qual é o problema?

      • GM says:

        É o mesmo raciocínio para todas as despesas “fixas” de casa. Tenho electricidade, gás, água com DD. Mas só. VODAFONE FIBRA recebo a e-factura e pago quando me dá jeito, dentro do prazo. Tenho um alerta no tm para em determinada data proceder ao pagamento.

      • Marco says:

        Obviamente se se esqueceu de uma obrigação … sabe que tem penalização. Eu pessoalmente não gosto de ter a porta aberta a qualquer entidade que seja. O IRS nem tem razão para existir, só continua assim para sustentar TOCs e afins.

        • GM says:

          Não é para “sustentar TOC’s/CC e afins”, é antes para sustentar a máquina gorda do estado. E greves. Enquanto trabalhador por conta de outrém, não necessita de “TOC’s/CC e afins” para lhe tratar do IRS. E se for trabalhador independente com contabilidade simplificada, também não. Já se for trabalhador independente com cntabilidade organizada (desde que tenha volume de facturação anual acima de 100.000€ se não estou em erro), já necessita de “TOC’s/CC e afins”, pois não pode cumprir as suas obrigações fiscais de forma autónoma.

          • Luís says:

            Normal necessitar de um profissional, quando a situação em concreto não é de simples realização. Ou seja terá de ser realizada com determinadas regras. Quando tens um braço uma apendicite também não “utilizas” a forma autónoma.

  8. Joel Reis says:

    Boas notícias. Já me tinha poupado algumas multas.

  9. herculano santos says:

    dispenso

  10. Alpha says:

    Imposto é roubo… legalizado

    • Marco Lopes says:

      O que tem isso a ver com o facto de os ter de pagar?

      • Alpha says:

        “Ter de os pagar”… pois sujeitamos à “moral” sem questionar ou por em causa a quantidade de impostos que pagamos. De forma coerciva e ameaça permanente, porque se não tiver de acordo não tenho outra hipótese!

        Já só faltava ter de pagar um balurdio por um conjunto de impostos que não estou de acordo, sujeitar-me a irem à conta retirar de forma automática… ainda por cima quando se enganam imensas vezes.
        Mais de 50% do rendimento voa e ainda aceitamos que cada vez mais se metam na nossa vida.
        Caminhamos alegremente para a servidão (do estado… ou dos que dominam o estado) e achamos piada e “giro” estas medidas.

        • Alpha says:

          E não vale a pena virem com o comentário da ordem: “Se todos pagassem os impostos…”

          É viver na doce ilusão que se não reclamos contra esta “mama” um dia com todo o controle e mais algum, vamos pagar menos impostos!

        • Joel Reis says:

          Não precisa de pagar impostos… Obviamente depois não deve usar aquilo para que os impostos são usados.

          • Alpha says:

            Na maioria dos casos, fazendo bem as continhas, o que todos pagam e usufruem, há um enorme gap.

            Esse gap é ineficiência pelos serviços serem públicos e não entregue a privados. Os gestores públicos só gerem despesas (quando gerem alguma coisa)… não gerem receitas!

    • int3 says:

      sem impostos = não há sociedade.
      quem paga os serviços públicos? Quem paga os polícias que nos protegem? A saúde pública? A justiça? A manutenção das estradas? A legislação? Os professores?
      És típico daqueles que usa e reclama. Típico de tuga hipócrita.

      • darkvoid says:

        Uma coisa é pagar justamente!
        Outra é a metade trabalhadora que vê metade do que ganha a ser roubado, porque a outra metade não faz nada!

        • Joel Reis says:

          Alhos e bugalhos…

        • David Guerreiro says:

          Para te tirarem metade do que ganhas é porque deves ganhar uma fortuna, só pode. Até um ricalhaço não tem 50% de IRS.

          • Alpha says:

            Ai não? Isso é outra coisa que fazem para atirar areia aos olhos. Só em Segurança Social é 35%! Se é por conta do trabalhador ou empresa é a mesma coisa. Uma pessoa de classe média facilmente soma mais 17% de IRS…. Faz as contas
            Depois precisas de gastar em alimentação, serviços, água luz… Mete o IVA.
            Um rico, considera-se que ganha mais de 5000 euros brutos, o que vai para o estado à cabeça são mais de 70%

          • Alpha says:

            Segurança Social a pagar é um imposto, não é uma coisa à parte como tentam vender.

            A maior parte das pessoas não usufrui daquilo que pagou a vida inteira (tendo em conta que o empregador paga a maior parte que podia ir para o nosso bolso)

          • Luís says:

            A segurança social a pagar é uma contribuição, não um imposto

      • Alpha says:

        Precisas de estado com a dimensão que tem? Com uma educação, saúde e segurança e serviços mínimos organizados e eficientes é uma amostra no orçamento de estado.

        A imagem de tuga hipócrita é a que estás tu a defender. Tens muitos países onde o estado é mínimo e estão bem melhor que nós e não somos enganados de forma permanente a pensar que um estado forte nos protege

  11. Luís M says:

    O estado não é pessoa de bem…boa sorte para os azarados quando for cobrado a mais.

  12. Jorge says:

    Taxa é um imposto tb legalizado ‍♀️

  13. int3 says:

    E quem está isento de IUC? É emitido automaticamente a folha?

  14. Spike says:

    Ainda estou para perceber porque temos de pagar IMI quando a casa e o terreno são nossos (caso das vivendas)

    Se nós ou os nossos pais/avós pagaram tudo para poderem fazer a sua própria casa porque temos de pagar este imposto? Pensava que a época dos reis onde os terrenos eram sempre deles já tinha passado

    Mas pronto, quando até o IMI é mais caro simplesmente porque a casa apanha mais Sol que as outras (algo da natureza tal como o terreno) diz tudo

    come e cala como eles adoram

      • Spike says:

        concordo com isso tudo, apenas não concordo que nada é realmente nosso

        não teria qualquer problema de haver algum outro imposto para o mesmo fim, ou tu achas justo que se te acontece algum imprevisto e não podes pagar o IMI ficas sem casa que supostamente deveria ser 100% tua se a pagaste toda? obras e terreno

        isso é ser bom para a sociedade? tu seres posto na rua de uma casa que é tua? é so isso que não acho justo porque para mim sim deveria continuar a haver impostos para melhorar o serviço publico mas nunca por em causa o que supostamente uma pessoa é dona

        • Joel Reis says:

          Os impostos incidem sobre os bens de forma a que quem tem mais contribua mais (aceito quem coloca isso em causa), daí os impostos sobre a casa. Ser posto na rua não será bem assim, se a casa for para habitação própria permanente e não tiveres de facto meios de pagar os impostos; muita gente está isenta.

    • Jorge says:

      Fia-te na virgem dizeres que a casa é tua. O IMI para mim é um imposto aberrante como o IUC. Pagas o IMT ou ISV+IVA e depois pagas um aluguer sobre o direito de dizer que o bem é teu, mas que na realidade não é (IMI) ou para puderes circular com a viatura (IUC).
      São impostos estupidos, mesmo na forma como os mesmos são concebidos no cálculo dos mesmos

      • Alpha says:

        Qualquer imposto é aberrante. Há uns menos maus como o IVA que pagas naquilo que TU decides gastar, não te vai ao bolso à cabeça.

        Impostos sobre “posse” é o mais imoral e nefasto que existe, coloca em causa o princípio básico de uma sociedade livre que é o direito à propriedade privada.

  15. Márcio Graveto says:

    E uma forma de de pagar o IUC para quem vive no estrangeiro e não tem qualquer conta bancária em PT?

    • Cláudio says:

      Se tiver conta bancária no espaço SEPA (União Europeia), é só entrar na pagina das Finanças e colocar um IBAN e SWIFT/BIC da sua conta bancária e já esta :), se estiver no resto do mundo tem de pedir a alguém para ir ás finanças por si…

  16. Vitor says:

    Portugal sempre na vanguarda… Cobrar, claro.

  17. informado says:

    Nunca na vida. O Estado a debitar e a sacar directamente da minha conta bancária.. Nunca na vida.

  18. Rodrigo says:

    Na conta da empresa não aparece o IUC como opção de Débito Dierto :/ Tenho todos os outros (IRS IRC IMI…) mas o IUC não aparece? É suposto ser assim? Será porque estamos a falar de uma empresa? acho ridículo não existir essa opção para as empresas que supostamente têm mais veículos do que uma pessoa singular… Enfim

    • A. Martins says:

      …exatamente!! Também já tinha reparado nisso e nem queria acreditar!! Mas é uma triste realidade. Era assim tão difícil pôr o débito direto para todos os contribuintes? As empresas não são contribuintes?!…e até têm mais veículos para pagar!! Enfim isso é de loucos!!

  19. Rodrigo says:

    Débito direto? Não obrigado. Quando te começarem a tirar mais do que é devido e depois dizem que não te podem devolver em dinheiro, mas que fica em crédito na tua conta, é qd eu te vou dizer: “Quem te avisa teu amigo é?”

  20. Marco Lopes says:

    Para os ANTI débitos directos (e embora o IMI tenha sido processado de forma perfeitamente normal NO ULTIMO DIA DE PAGAMENTO – não fiquem a pensar que o estado vai meter o vosso $ ao bolso antes do tempo, como vi por aqui muitos comentários), o IUC é uma história completamente diferente!!!!!!!! Aqui fica o meu relato:

    CUIDADO COM O IUC da CATEGORIA C e aos pagamentos por DÉBITO DIRECTO!
    Acabei de receber uma CITAÇÃO para pagar com CUSTAS um IUC porque NÃO FOI COBRADO POR DÉBITO DIRECTO!!!
    ISTO É MUITO MAU para a AUTORIDADE TRIBUTÁRIA! Tanta publicidade aos débitos directos, e afinal não suportam a categoria C do IUC??
    Vai ser um golpe duro a quem já confiava neste sistema…

    Acabei de falar com a AT (linha de apoio e a minha repartição de finanças) e realmente toda a gente concorda: é uma situação delicada… A AT deverá ter em atenção que os contribuintes que aderiram ao débito directo para pagamento do IUC foram induzidos em erro, com uma falta de informação no que toca ao facto de apenas algumas categorias estarem a ser processadas através do débito directo… principalmente porque depois do pagamento voluntário com CUSTAS, acresce um novo processo de COIMA no valor de 88 euros!!!!!!

    Mário Centeno deu o exemplo do Imposto Único Automóvel (IUC) em que são frequentes os atrasos, porque o pagamento tem de ser feito no mês da matricula, mas até ao dia em que esta foi feira e não até ao ultimo dia do ano. Em 2017, disse o ministro, foram cobrados 54 milhões de euros em coimas só ao nível do IUC “que poderão ser evitados com o pagamento por débito directo”, afirmou Mário Centeno.
    FONTE: https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/comunicacao/noticia?i=impostos-passam-a-poder-ser-pagos-por-debito-direto
    DIVULGAÇÃO: https://www.jornaldenegocios.pt/economia/impostos/detalhe/pagamento-de-impostos-por-debito-directo-ja-esta-disponivel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.