PplWare Mobile

Crie apps para Android: Guia do Android Studio para iniciantes (2)


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Anonymous says:

    Infelizmente, as aplicações móveis estão no BOOOM, mas por pouco tempo, não é produtivo trabalhar num telemóvel num écran tão pequeno e sem teclado físico e não tem nada de ergonómico. Até mesmo um tablet é improdutivo. As pessoas ainda não caíram na realidade, só querem ter telemóvel porque é fácil de transportar e para dar nas vistas, porque para trabalhar é improdutivo.

    O melhor e sempre foi será sempre um portátil ou computador desktop tanto para trabalho ou para jogos.
    O boom dos telemóveis e tablets um dia vão acabar, é preciso ver que a produtividade está nos portáteis e desktops tanto a nível pessoal como empresarial.

    Para mim uma das melhores invenções foram os portáteis com 15″ ou maiores. Programar para portáteis ou desktops é desafiante, enquanto para telemóveis é interessante, mas a longo termo, não acredito que tenha futuro a não ser claro que se possa ligar um telemóvel a um écran de 15″ ou mais polegadas e colocar um teclado e rato ligado ao mesmo, aí sim, seria interessante, mas não substitui um portátil.

    • André says:

      1º – Acho que estás completamente errado no teu pensamento. Hoje em dia já mal se usa o computador a não ser para trabalhar mesmo a sério. Cada vez mais está tudo na palma da mão.
      Antes para se ver o saldo bancário tinha que se ir a um multibanco, depois já dava para ver pelos sites, a seguir pelos telemóveis e hoje em dia até pelo pulso dá para ver isso.
      O futuro é mobile. Ponto.

      2º – Em relação ao teu último parágrafo, caso não saibas, existia o Windows 10 Mobile com uma cena chamada Microsoft Display Dock. Tal como hoje também existe o Samsung Dex. Investiga isto 🙂

    • Lourran says:

      Trabalho numa companhia aérea, e toda a minha produtividade é por meio do smartphone. Apresentações, tabelas, controles, recibos… Pelo suite de apps Android.
      Discordo, respeitosamente, do seu ponto de vista.
      Tenho um notebook que uso muito pouco, e cada vez menos.

  2. António Campos says:

    No que diz respeito a iniciar-se na (nobre arte) programação em Android ( a qual acho muito promissora (e segue para IoT’s) penso que o artigo apresentado dirá respeito a programadores com alguns conhecimentos. No entanto, existem outras alternativas (essas sim para quem se inicia) nesta área e em Android como por exemplo o B4x. Falo por experiência própria. É muito fácil criar desenhos de ecrãs, muito fácil programar e muito fácil obter ajuda no forum existente relativo à linguagem. Se em qualquer altura necessitar de mais funcionalidades sempre poderá utilizar o Java e incorporá-lo no seu programa em B4X.
    Diga-se de passagem que o B4x tem apenas 7,5 Mb de download e que tem um ambiente integrado (identico ao do Android Studio) sendo que quando chega a altura de testar poderá efetuar o download para o android utilizando um cabo Usb ou apenas Wireless…

  3. André says:

    Queri investir em desenvolvimento para mobile só tenho uma duvida de iniciante. Qual.a melhor a opção para desenvolver um app simultaneamente para android e iOs?

  4. António Campos says:

    Boas. Conforme indiquei o B4x parece ser a dita. Desloque-se até ao b4x.com e veja por si. qualquer dúvida em relação a programação com esta linguagem digs ou melhor pergunte no amplo forum que lá existe.

  5. Marco Aurelio says:

    Em primeiro lugar, q quiser megulhar de cabeça n Android Studio eu aconselho ter um bom conhecimento de Java e como locais de Estudos

    o Site da Devmedia e o livro Use a Cabeça Java.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.