PplWare Mobile

CentOS 7 instalado? Aprenda a dominar este sistema (2)


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

8 Respostas

  1. Ivan says:

    Como disse, vou seguir este artigo Pedro 😉

    #6 como referido a firewalld é mais intuitiva que iptables, alem de ter também, uma interface gráfica muito simples (mas que conseguimos fazer tudo o que queremos), na linha de comandos é simples.
    abrir a porta para SSH:
    (pequena dica para saber algumas portas por defeito se tivermos uma branca, neste caso para o SSH: grep ssh /etc/services -> vamos ver que a porta para SSH é a 22 por defeito)

    firewall-cmd –permanent –zone=public –add-port=22/tcp
    firewall-cmd –permanent –zone=public –add-port=22/udp

    –permanent (como o nome indica, é para ser permanente ao fim de um reboot do sistema, por exemplo)
    A saber que temos “zonas” na firewalld, a zona “public” é a zona por defeito (firewall-cmd –list-all-zones , para verem as zonas todas, portas, serviços, etc… de cada zona)
    O numero da porta que queremos adicionar TCP e UDP neste caso
    Depois é só fazer o reload da firewalld:

    firewall-cmd –reload

    E a porta está aberta para uma conexão SSH

    PS: Uma grande dica para o firewall-cmd é que existe também o auto-complet neste comando, o que ajuda mesmo muito =)

    Amanha, quando tiver tempo, escrevo sobre os outros pontos.

    Bom artigo Pedro =)

  2. Lucas Santos says:

    @Pedro Pinto

    Adoro seus artigos acerca de distros Linux. Poderia, quem sabe um dia vir a testar o GhostBSD? Essa distro é um BSD, porém é conhecido no mundo BSD como o Linux Mint do BSD devido a facilidade de uso se compararmos como FreeBSD e OpenBSD.
    É uma distro out-of-the-box, user-friendly e nada tem a ver com Linux. Interessante, não?

  3. Dandan says:

    Como sempre, excelente postagem.

  4. Zé_Mota says:

    Muito bom

  5. gFan says:

    Artigo muito bom, continuação de bom trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.