PplWare Mobile

CentOS 7 instalado? Aprenda a dominar este sistema (1)


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. arc says:

    PPinto, novo layout dos posts?

  2. Bruh says:

    Colocaram o artigo todo na pãgina inicial lol Imagino que não era suposto estar assim

  3. Ivan says:

    Vou estar atento a isto, pois é a minha distro de eleição.
    Quanto aos utilitarios que não estão instalados depende da versão (net install / CD / DVD) que se instala. na versão Everything, acho que desses utilitarios só o nano (que não uso, pois prefiro vim) é que não vem instalado.
    Tenho um server “NAS” com este sistema e realmente faz tudo e ainda mais que un NAS normal 😀
    Se quiserem posto aqui a minha config e os serviços disponiveis, etc…

    • Ricardo Gaio says:

      Força! 😉

    • Ivan says:

      Config:

      Hardware: Hp ProLiant microserver gen8 G1610T –
      Processador: Intel Celeron 2.3 GHz
      Ram : 4Gb de base + 1 * Kingston Technology KTH-PL316E 8Gb = total 12 GB
      Salcar 2nd Hard Drive Caddy + DeLOCK 83877 para meter o SSD onde normalmente é o leitor optico
      1 SSD BX100 120GB
      USB KEY 4GB
      2 * 4 TB Western Digital Red, 4TB, 6Gbps
      mais tarde irei adicionar 2 * 4TB se necessario
      Backup:
      HDD 3 TB externo ligado por USB3.0 (script en bash para montar / fazer backup / desmontar o HDD)

      Config Discos:
      USB KEY – boot (em AHCI é impossivel de fazer boot pelo SSD en ODD por isso tenho que instalar o GRUB na pen)
      SSD – OS
      2* 4 TB RAID 1 software – data
      Configuração dos Discos instalação :

      USB KEY – /boot/ EXT4
      SSD : vg_centos – 120 GB XFS
      / – 20GB
      home – 88 GB
      swap – 4GB
      2-4TB: vg_data RAID 1 XFS
      /data – 4 TB

      Os serviços que correm no Server posto mais logo (agora não tenho muito tempo :P)

      • aguenta e não chora says:

        mas k raio d nas é esse?? nunca viste um nas a sério…

        • Amilcar Alho says:

          Cria um artigo e manda para o PP para ele publicar em como criar um NAS a sério.
          Toda a gente, incluindo eu, te agradece.

        • Ivan says:

          Ora vamos lá traduzir o que quer dizer NAS, pois pelo teu comentário não deves saber.
          Wiki é teu amigo 🙂
          “Network-attached storage (NAS) is a file-level computer data storage server connected to a computer network providing data access to a heterogeneous group of clients”

          Realmente o que eu tenho não é un NAS, é un mini server 🙂

    • Ivan says:

      Umas coisas que gosto neste CentOS 7.*:
      Com a chegada do systemd, veio também firewald (faz o mesmo que iptables, mas mais intuitivo), journalctl (muito util) entre outros que não me estou a lembrar agora.
      Algumas coisas que faço no Servidor:
      Samba / NFS / FTP / SSH / Openvpn / Xvnc / Http / Https / VM’s para testes / VM com Guacamole / Servidor Minecraft (não podia faltar :p) / Servidor de Ark Survival.
      Felizmente que para meter isto tudo a funcionar, matei alguns neoronios, pesquisei muito mas no final, estou mesmo muito contente. Criei ficheiros *.service para os servidores Minecraft e Ark e aprendi muito com isto.

      PS: Pedro só te peço uma coisa, nunca, mas nunca escrevas num tutorial o comando “setenforce 0” senão estás a matar por completo uma das camadas mais importantes de segurança deste Sistema Operativo, o SELinux. 😉

  4. José Macedo says:

    Já agora… Alguém que tenha usado o CentOS e o Debian (servidor) que possa dar uma opinião válida em relação a Prós e contras???

    • Ivan says:

      Para mim a maior diferença é que o Debian tem mais comunidade (mais support, mais tutoriais, etc…). De resto são os dois bons para servidores, eu tenho preferência por CentOS porque gosto mais da “família” Red Hat, mas o que fazes num, fazes no outro.

    • José Maria Oliveira Simões says:

      Entre o Debian e o Centos as diferenças são:
      No Centos, muito raramente vai obter uma resposta ou ajuda. No Debian, tem muito mais suporte, mas de longe. Vai receber respostas às suas duvidas de certeza absoluta. Ambos os servidores são muito bons. Para quem gosta do Red Hat, a escolha recai no Centos. As diferenças entre um e outro não são muito grandes. Mas se quiser, sempre pode optar pelo Red Hat. Aí tem o serviço de suporte da Red Hat. Então a escolha deverá recair na versão do Linux que mais se adequa às suas necessidades. É ver se os dois tem os pacotes de software que necessita. A tendência, quer se goste ou não, o systemd veio para ficar e vai a obrigar a que os scripts de administração sejam adaptados e alterados. Quanto a isso não há muito mais a dizer. Em rapidez e performance os dois são “Linux”. Não é por acaso que os super computadores e os telemóveis e outras maquinas correm o Linux .

  5. arc says:

    Hein? Hoje é dia de Dádiva de Conhecimento no Pplware?

  6. gFan says:

    Artigo muito nice, desde que montei uma central com o Elastrix 4 tenho andado atento a este sistema.
    Obrigado Pedro, continuação de um bom trabalho.

  7. baseline says:

    My 2c, em todos os meus sistemas o primeiro rpm é o “yum install deltarpm -y”. Quer dizer, seria se não utilizasse cloudinit claro 🙂

  8. pedro says:

    ora aqui está a melhor distro para os vários tipos de servers!!!! é nisto que o Linuz é bom ….

  9. castro wassolua says:

    ola tenho uma duvida. tenho um servidor centos 7 quero guardar no servidor as actualizações dos computadores que estão conectados na minha rede.

  10. castro wassolua says:

    ola tenho uma duvida. tenho um servidor centos 7 quero guardar no servidor as actualizações dos computadores que estão conectados na minha rede.

  11. Ricardo says:

    Criei um servidor de CCTV, e no momento da distribuição Linux, a escolha recaiu sobre o Shinobi e o Centos7. No Ubuntu estava a ter vários Kernel Panic, e no Centos, devido a estabilidade não os tive, no meu caso, Centos para servidores e o Ubuntu para desktop
    Abraços

  12. MARCO FARIA says:

    Muito bom o artigo, já saiu a continuação deste? CentOS 7?

  13. FabioDiego says:

    Parabéns pelo artigo Pedro! Obrigado por compartilhar seus conhecimentos! Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.