PplWare Mobile

ASP.NET – Introdução e conceitos


Destaques PPLWARE

  1. EP says:

    O artigo está excelente, queria só fazer um aparte que muitos podem não saber, existe uma ferramenta gratuita da Microsoft para desenvolvimento de sites e webservices que é o Web Developer (http://www.microsoft.com/express/Web/), não tem que ter uma licença ($$$$) de Visual Studio completa!!
    Era só este o aparte para irem todos a correr para os sites que sabemos “adquirir” licenças do VS, de resto fico a aguardar a continuação!!!

  2. Deywid Dutra says:

    \o/
    Desculpa cobrar no outro post 😀

  3. TC says:

    Muito bom :), algumas coisas fazem muito mais sentido agora.
    Fico à espera do próximo guia.

  4. Fernando Jorge says:

    Olá Henrique,

    Pelo que vejo, estás a usar o VStudio 2010… é a versão Express?
    Para os tutoriais, usar a versão Expresse ou a normal é indiferente?
    Já alguma vez experimentaste o sharpdevelop?

    Desculpa as perguntas todas… já não programo há uns tempos, mas tinha andado a pensar em fazer umas experiências e ainda não me decidi qual a ferramenta a usar. 🙂

    • Henrique Graça says:

      Olá Fernando,

      Estou a utilizar a versão Ultimate. Para o tipo de utilização no âmbito destes tutoriais, a versão Express é mais que suficiente.

      Já utilizei o SharpDevelop, apesar de preferir o Visual Studio, parece ser uma boa alternativa. Só ainda não vi muitas vantagens entre o SharpDevelop e o Visual Studio Express.

      Se queres fazer experiências utiliza as ferramentas oficiais, assim poupas em surpresas. A versão express dá para experimentar muitas coisas.

      Cumprimentos.

      • Fernando Jorge says:

        OK!! Obrigado!
        O sharpdevelop, provavelmente conseguirá ultrapassar algumas limitações que a versão Express terá em relação (por exemplo) à Ultimate.

        Seja como for, já estava meio inclinado para o VSExpress… acho que vou mesmo instalar essa plataforma.

  5. Fernando says:

    Qual a ferramenta/linguagem que aconselham para a criação de uma página WEB? ASP,PHP ou até mesmo utilizar o JOOMLA ou outra ferramenta do género.
    Obrigado.

    • Henrique Graça says:

      Boas,

      Essa pergunta apenas tu a poderás responder. Depende muito do teu background como programador e do objectivo do teu site.

      Depende dos teus conhecimentos. Para mim depois de ter trabalhado com ASP, PHP e ASP.NET, prefiro ASP.NET. Acho que é muito mais prático e o código é muito mais arrumadinho, evitas código em esparguete.
      Se optares por ASP.NET, tens uma das melhores ferramentas para programadores, Visual Studio, ao teu dispor.

      Depende dos teus objectivos, podes usar um CMS como o WordPress, Joomla, etc, assim não te preocupas com desenvolvimento só com o conteúdo.

      Cumprimentos.

      • Duarte Brito says:

        Concordo totalmente!!!!

      • Henry Jr says:

        Código arrumadinho? Se me dizer que é mais rápido, que já existem vários plugins que só precisam arrastar pra tela, TUDO BEM! Mas o código gerado pelo VISUAL STUDIO só me faz lembrar o extinto FRONTPAGE. O CSS que ele gera é simplesmente TRISTE. Ao olhar o código vemos as tag`s style=”” A LOT! Da pra arrumar isso? Da sim. Mas ai gera mais trabalho… Sinceramente? Não que eu prefira php, mas pelo menos quando programo em PHP (OO, sem “GAMBIARAS”) eu sei exatamente o que está sendo executado e onde se está. Com um CMS a estrutura fica toda separadinha, o que é layout pra um lado, o que é programação pra outro, folhas de estilos (css), libs de javascript (jquery). Mas concordo com o “Essa pergunta apenas tu a poderás responder”, plenamente.

        O BOM É O QUE TE SUSTENTA!

        • Henrique Graça says:

          Boas,

          O código que estou a falar é o de servidor, não ter tags de script no código HTML. Ter tudo separado em ficheiros, um para o código Servidor e outro para o HTML.

          Quanto ao HTML gerado pelos objectos, no “View Source” da página, só alguns é que não CUMPRIAM os standards, como por exemplo os menus e a gridview. Como disse não CUMPRIAM, agora na versão 4, foram todos alterados e agora são 100% compatíveis com as boas práticas de CSS.

          É claro que podemos ter ficheiros com CSS, Javascript, etc, separados e nas pastas que queremos é só referenciar, como em todas as tecnologias WEB. Até existe um conceito de Themes e Skins que não existe em mais nenhuma linguagem.

          Cumprimentos.

        • lmx says:

          lol…
          o código gerado por essas tretas parece um puzle, por isso é que não o uso, se isso fizesse código decente ai sim, mas é muito complicado produzir código decente, até porque grande parte do trabalho de desenvolvimento depende muito da utilidade que vais dar ao projecto e do intelecto do programador e isso é impossível reproduzir.
          um exemplo será por exemplo fazer o repaint gráfico da aplicação(que estas a produzir)…como é que a maquina vai saber se a trhead que trata desses eventos deve ou não ter maior prioridade…é simples…não sabe faz as coisas de forma genérica…igual para tudo.
          Do meu ponto de vista é muito mau para a evolução de um programador escolher um IDE apenas porque é mais fácil programar nele…

          cmps

        • Joao Cardoso says:

          Cumpro as 1001 boas práticas de programação. Dá mais trabalho? Não!
          Até podes usar asp.net MVC para usar camadas no teu projecto separando a lógica de negócio da lógica de apresentação. Fazes o desenvolvimento, teste e manutenção isoladamente. Já programei em vários IDE’s: Eclipse, NetBeans, WebSphere.. Todos têm prós e contras! Mas não vamos ser obstinados! Um mau programador é mau com qq ferramenta, se calhar o que querias dizer é que um mau programador talvez consiga fazer qq coisa com o Visual Studio.. aí claro que saí borrada

    • Duarte Brito says:

      Depende do objectivo final e de umas outras quantas variáveis pelo meio!!!!

      • Fernando says:

        O site a desenvolver diz respeito a uma Câmara Municipal. Já programei com php,asp,joomla, mas apenas superficialmente em trabalhos enquanto estudante. Queria aproveitar o desenvolvimento do respectivo portal para aprofundar os conhecimentos relativamente a alguma linguagem/CMS

        • Hugo Teixeira says:

          sites em joomla para alem de saberes o que é q mts addons fazem efectivamente não é um risco de segurança ?
          ainda por cima para uma câmara … uhhh

    • Luís sá says:

      JAVA EE 6, MVC usando JSF 2.0, Managed Beans, JPA 2.0
      Editor Netbeans 6.9

      http://wiki.netbeans.org/DevelopJavaEE6App

  6. João Carvalho says:

    Está muito bom. Muito simples e organizado !
    Excelente, continua 😉

  7. Ricardo Trindade says:

    Boas!

    Eu recomendo um CMS para criar websites (utilizo o Typo3). Para aplicações web, recomendo ASP, PHP, etc. (utilizo o ASP, mas queria utilizar algo OpenSource).

    Uso o Visual Studio Express a nível profissional. Para criar aplicações web, o Express serve-me perfeitamente. Atenção, que digo: serve-me (a mim). Uso-o com bases de dados Oracle, Postgres e MSSQL.

  8. netbeans says:

    Funny funny era ter esse ambiente para Netbeans 😛

    ou o VS correr o Java nas perfeições 😛

    😛

    • lmx says:

      boas..
      para que queres o Vs se tens o NetBeans…?

      cmps

      • netbeans says:

        sim, mas não gosto nada do ambiente gráfio do netbeans…

        Era nice, um tema com o mesmo tipo de letra já pré-defenidos, bem como o própio tema do VS no Netbeans…

        O que existe por ai é tudo uma porcaria. Nem dá gosto estar a programar num EDI, estéticamente feio, na minha opinião.

  9. Fernando says:

    Joomla VS Typo3, já agora seria interessante abrir este tópico para saber alguma opiniões.

  10. Luis says:

    Excelente! podem continuar já amanha!!!!

  11. David says:

    Apesar de não vir a ser dado, apenas na introdução, penso que se poderia ter explicado o que é ASP.NET MVC e quais as principais diferenças para ASP.NET Webforms

    • TopPlus says:

      Tb penso que era importante.

      Bom post.

      Este “pack” da Microsoft contem o basico de ferramentas para começar:


      Microsoft Web Platform Installer 2.0
      The Microsoft Web Platform Installer 2.0 (Web PI) is a free tool that makes getting the latest components of the Microsoft Web Platform, including Internet Information Services (IIS), SQL Server Express, .NET Framework and Visual Web Developer easy. The Web PI also makes it easy to install and run the most popular free web applications for blogging, content management and more with the built-in Windows Web Application Gallery.

      • MadMax says:

        Actualização 😉

        Microsoft Web Platform Installer 3.0 e Microsoft Web Matrix. Para os diversos e diversificados programadores vale a pena ver estas aplicações.

  12. cris says:

    Viva Henrique, gosto imenso destes tutoriais corta-mato sem muita conversa fiada e concisos embora queria deixar uma sugestão, podias no fim do tutorial colocar um link para se ter acesso a um ficheiro exemplo e comparação para o caso de errarmos um passo ou outro.
    Parabéns e continua o bom trabalho.

    • Henrique Graça says:

      Viva,

      Obrigado pela sugestão.
      Como era pouco código não disponibilizei mas, quando começarmos com mais código, disponibilizo.

      Cumprimentos.

  13. Whoknows says:

    Grande trabalho. Este comentário tem apenas como objectivo dizer que o conhecimento aqui partilhado é de muito alto nível, pelo que deve ser aproveitado. Por isso deve ser enaltecido. Não basta gostarmos, é preciso dizer que gostamos.

  14. MsSoft says:

    Muito obrigado pelo tutorial e pela disponibilidade em lhe dar continuidade.Será possível esclarecer as seguintes questões:

    1-O que quer dizer com a frase que aparece no fim do tópico Web Forms-Também indica que os controlos incluidos nesta form estão assecíveis do lado do script.

    2-Porquê que na listagem do código em c# utiliza sempre uma afectação do tipo: Label1.Text += “Evento Page_Init “; e não uma afectação simples do tipo:Label1.Text = “Evento Page_Init “;

    Obrigado pela atenção.

    • Henrique Graça says:

      Viva,
      Obrigado pelo interesse e pelas excelentes questões.

      1- Significa que os controlos incluídos na form e que tenham o atributo runat=server, aparecem no script, ou seja, podemos referência-los no C# ou VB.NET, através do seu id.

      2- Boa questão. Utilizei o “+=” para comprovar que o viewstate estava desligado. Se o viewstate estivesse ligado para essa label, a cada novo postback a lista ia crescendo com os valores anteriores.

      Espero que tenha ficado esclarecido.
      Continue a acompanhar.

      Cumprimentos.

  15. noob says:

    Oi pessoal,

    Como noob que sou nesta matéria de asp.net queria saber se uma aplicação web nesta tecnologia apenas corre numa máquina windows dedicada, ou seja, normalmente, a maioria dos dominios suporta o php, mas raramente vi para asp…

  16. Fernando says:

    Para quando um artigo sobre Typo3? 🙂

  17. Ghost says:

    Porque é que uma página .aspx só pode conter um controlo Form?

  18. sSimoeSs says:

    Tenho poucos conhecimentos em ASP.NET. Estou a fazer um inquérito em asp.net e quero inserir na base de dados checkboxes e radiobuttons.
    Aguardo uma resposta.

  19. sSimoeSs says:

    O software onde estou a fazer o site é em Visual Web Developer 2010 Express.

  20. Mateus Martinez rosa says:

    Olá boa noite, eu precisa mto de tutoriais com esse, porem em video, onde posso conseguir?? Estou cursando TSI e estou tendo mtas dificuldades por causa da didatica e metodologia dos professores, aguardo.
    Desde já muito obrigado!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.