PplWare Mobile

Dicas sobre tecnologia Wireless (IEEE 802.11)


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Ricardo Antunes says:

    bom tópico!

    mas não deixes um “cheat sheet” 😉

  2. Gil says:

    Ora… já me serve para tirar algumas dúvidas… deixa-me aproveitar da boa vontade dos visitantes…

    estou a tentar criar uma rede wireless em casa, 2 pcs fixos e 2 portateis para ter net em qualquer lado sem problema… alguma sugestão em relação ao router que devo comprar??? melhor relação preço/qualidade!!!????

    agradecia.

    • N. Roque says:

      Depende do tamanho da casa, nº de pisos, nº de paredes entre receptor e emissor, espessura das paredes, a localização escolhida também é importante, de preferência deves instalar o mais ao centro da casa, ou se utilizares repetidores (o que não acho que seja o caso) dividir o espaço consoante o alcançe dos mesmos.
      Também depende do uso, para aplicações ou jogos que precisem de um dado ping e/ou velocidade para trabalhar correctamente muitas vezes o sinal wireless não é o ideal, é aconselhável usar ligação de cabo UTP cat. 5 (ou mais).
      Depende ainda da norma usada, actualmente usa-se a norma N, embora ainda se veja a norma G à venda, é de ter cuidado.
      Finalmente, depende do dinheiro que estás disposto a investir, evita certas marcas que não conheças, falo por experiência própria, pois comprei um TP-LINK que tive que devolver, de qualquer modo usa sempre o espaço de tempo de experimentação, testa o sistema e se não funcionar como queres dirige-te à loja e pede para trocar, ou se te deixarem para devolverem o dinherio.
      (ATENÇÃO: os ISPs fornecem um router wireless, normalmente não muito bom, mas difícil de ser trocado).

  3. luminoso says:

    Excelente e obrigado.
    Quando alguém perguntar, nada como dar este link com este resumo!

  4. IR says:

    @gil

    Para mim o melhor router é da linksys, Wrt54g que quando o firmware é DD-wrt faz maravilhas.

    Cumps

  5. Criem um post sobre como usar a net wireless dos vizinhos 😛 Please:
    Em ubuntu de preferencia 😛

  6. Gil says:

    @IR

    thanks 🙂

    @Miguel Marinho

    LOL

  7. Carlos Costa says:

    Um bom post!!!!!

    Mas tenho algo a acrescentar.
    No início dos primeiros equipamentos Wireless IEEE 802.11g existiram de facto alguns com 125Mbps! Trabalho numa empresa que distribui equipamentos activos e passivos para redes estruturadas.

    Chegamos a vender umas boas centenas deles TEW-410APB+ 125Mbps! da TRENDnet Wireless IEEE 802.11b (11Mbps), IEEE 802.11g (54 Mbps) e Alta-Velocidade-G (125 Mbps)

  8. Sky says:

    @Miguel Marinho
    Isso é que era de valor.
    Se alguém souber….

  9. Pedro says:

    o k ker dizer draft?? ex. 802.11n (draft)

    • N. Roque says:

      Quer dizer que não está em conformidade com toda a norma N, ou seja, é um equipamento que funciona com a norma G, e com alguns constituintes da norma N, normalmente o MIMO.

  10. aver says:

    Gil

    2 PCs fixos e dois portáteis – norma 802.11 n se for possível. O preço dos equipamentos desta norma tem vindo a diminuir. Podem fazer jogos on-line todos ao mesmo tempo que nem notam a diferença.

    A questão é que não basta que o router seja 802.11 n para ter atingir a velocidade referida . Os equipamentos ligados ao router – portáteis já preparados ou computadores com terminais (pen) wireless – têm que aceitar também essa norma, Senão ficam ligados à velocidade das normas anteriores b ou g.

    (Para todos os efeitos falar em Wireless IEEE 802.11 ou Wi-Fi é o mesmo)

  11. Pedro Pinto says:

    @Pedro

    Draft quer dizer que ainda não é a versão final.

    Pedro Pinto

  12. Pedro Pinto says:

    @Gil

    Bom e barato: Belkin !!!!

  13. Tive um WRT54GS e é sem duvida um grande router. Mudei para um Airport Extreme para tirar partido do Gigabit (ethernet) e do wireless. É sem duvida um produto bastante competitivo face ao preço

  14. Pedro says:

    @ Bruno Andrade

    Quando acedes do desktop ao router belkin é como se tivesses a aceder da internet para a tua rede interna (isto com a configuração de rede que tens).

    Logo se queres aceder à administração do belkin deves tomar as medidas apropriadas. Podes resolver este problema de várias formas dependendo do que queres fazer. A maneira mais simples será provavelmente permitir a administração do belkin pela “internet”, que neste caso não será a “internet” mas a tua rede local do huawei. No entanto resolvendo assim o teu problema não irá permitir por exemplo a comunicação entre o desktop e o portatil.

    🙂

  15. Pedro says:

    @Pedro Pinto

    Sinceramente nao deves ter muita experiencia com equipamentos de rede..lol Belkin chega ao ponto de ter 2 equipamentos no mesmo kit, por exemplo um router e uma pen wireless que nao funcionam em conjunto..mas funcionam com outros equipamentos de outras marcas. lol

    Linksys, Dlink e Draytek são os aconselhados para uso domestico, para quem não se importa de dar mais uns trocos por um equipamento router com wireless. Fiquei bastante impressionado com a sincronização dos huawei quando usados em clix ou optimus.

  16. Pedro Pinto says:

    @Pedro
    Nem sei que te diga 🙂
    Eu tenho um belkin, foi bem barato e faz tudo e mais alguma coisa, nunca me deu problemas!!!
    Quanto a minha experiência no mundo dos equipamentos de rede….Não é Draft !!!!!!

  17. wm301 says:

    Venham mais destes posts que o ppl agradece!!!

  18. Bruno Andrade says:

    @ Pedro:

    Tens alguma ideia melhor? Porque a minha ideia era ter o Dameware (outro qualquer, alguma sugestão?) para poder estar no portátil no andar de cima, e a qualquer momento que precise de algo deste pc, poder controla-lo remotamente e poder ligar o pc (usando o “mac”) etc… É realmente muito chato não poder fazer isto.. Nao tenho mesmo nenhuma ideia (mesmo tendo um curso nível 4 em redes -> ate me envergonho de dizer isto e nao conseguir por de forma local o acesso entre ambos os pcs… eu nao quero ter de usar a net, ate porque por vezes ela pode nao dar etc).

    Brigado pela resposta, abraços.

  19. Pedro says:

    @Bruno Andrade

    Como terminaste o curso e “não sabes do que falas?” LOL
    Realmente o ensino tá uma …..
    Anyway…

    Tens 3 hipoteses (que me tou a lembrar de momento)

    – se o belkin tiver modem adsl. Usa apenas o belkin. Se realmente nao tem cobertura wireless para a casa toda experimenta por exemplo colocar apenas em norma B e reduzir a velocidade para 1mbps. Talvez comprar uma antena com mais ganho nao seja má opçao.

    – Se o belkin nao tiver modem adsl, coloca o huawei em bridge e usas o belkin para efectuar o PPP. Nesta caso irás ligar todos os pcs ao belkin também.

    – Opção aconselhada: Colocas o belkin a trabalhar como switch (se possivel, quase de certeza que sim), mantendo o resto tudo igual. A forma mais simples de fazer isto será provavelmente ligares o huawei a uma porta de LAN do Belkin e desligares tudo no belkin (dhcp, firewall, ppp, etc)

    🙂

  20. Rafa says:

    boas! tenho uma duvida em relação a estes tópico.. se puderem esclarecer-me agradecia imenso!

    tenho uma placa wireless Intel Pro/Wireless 3945ABG.. e supostamente, deveria ter (quase) sempre a velocidade wireless a 54Mb.. o que acontece é que essa velocidade varia imenso chegando mesmo aos 5Mb..

    Porque acontecerá isto??

    Cumprimentos e resto de um bom trabalho!!

  21. Pedro Pinto says:

    @Rafa
    Essa é uma boa pergunta 🙂
    Bem, quando falamos de 54Mbps ou 11Mbps estamos a falar em “ritmos” de transmissão. Quando estás perto do teu router wireless a tua placa deve certamente funcionar a 54 Mbps isto porque detecta que estás perto e desta forma podem enviar e receber a 54 Mbps, e pode enviar dados a na “força” máxima .À medida que te vais afastando, a distância para o AP aumenta e os ritmos de transmissão vão diminuindo na escala 54, 48, 36, 24, 18, 12 e 6 garantido assim que não hajam muitas perdas uma vez que o ar é o meio de comunicação.
    Se tiveres alguma duvida avisa.

  22. Muito bom artigo. Parabéns.

  23. Bruno Andrade says:

    @ Pedro:

    Um curso português nivel4 é geralmente um curso de apenas 3 semestres, sendo um deles estagio. Nos outros tens uma serie de cadeiras genericas (como Português, economia etc). Acabei por aprender muito pouco de redes em si, dai ter seguido numa licenciatura (nivel 5) de forma a aprender um pouco mais.
    Contudo a 3ª opção é a que estou a usar desde sempre, so que possuo de momento firewall, dhcp etc ligado no router Belkin. As outras duas hipoteses nao sao viaveis devido a estrutura da casa e onde tenho os pcs. Não é mesmo possivel.

    Obrigado pela resposta.

  24. UKN says:

    Muito bom post. Um noob como eu dá uso a esta informação.

  25. Joao says:

    Se vão mesmo ter que usar uma rede sem fios (algo sempre desaconselhável em termos de segurança) tenham ao menos alguns cuidados:

    – Vão ao site da empresa que fabricou o produto e actualizem o firmware do vosso modem e/ou router sem fios. Esta deve ser a primeira coisa a fazer antes de tudo, se possível. Porque muitas vezes correcções a nível de performance e segurança já estão disponíveis e evitam-vos muitos problemas.

    – Activar (somente) o nível de certificação WPA2, usando a cifra AES (e nunca a TPKI ou em simultâneo com o TPKI que é já actualmente considerado perigoso e potencialmente completamente quebrado num futuro próximo). Usar uma palavra chave com 63 caracteres usando diversos caracteres especiais… indo a grc.com/passwords.htm deve certamente facilitar… e honestamente guardem a senha num ficheiro na pen, ou cd, que se alguma vez precisarem de voltar a configurar o pc para aceder à rede é só copiar.

    – Alterem as senhas de acesso à rede a cada 60 dias… se alguém descobrir ou obtiver a senha, pelo menos não terá acesso ilimitado e para sempre à rede.

    – Permitam o acesso ao router somente aos MAC’s dos vossos computadores. É fácil de mudar por quem sabe, os MAC’s do próprio computador, mas pelo menos terão de ter esse trabalho e realmente da vossa parte ficam com a certeza que ninguém poderia ter descoberto o código e associado-se sem querer à vossa rede… teve de o fazer de propósito!

    – Se não necessitarem, desactivem o QoS… se não sabem para que serve, então provavelmente não precisam mesmo dele! No passado já foi usado em conjunto com o WPA + TPKI para permitir um tipo de ataque… mesmo sendo o WPA2 outro nível de certificação e o AES outro tipo de algoritmo… nunca é demais prevenir.

    – Usem um programa gratuito chamado: inSSIDer site: metageek.net/products/inssider para procurarem na vossa zona redes que existam (apropósito se aparecer alguma a dizer RSNA-CCMP é o tal WPA2 + AES)

  26. Rafa says:

    @Pedro Pinto

    Obrigado pela resposta, mas mesmo assim continuo achar que algo de mal está acontecer, isto porque, estou apenas a 7 metros do router, com duas paredes pelo meio..(apartamento) o router é um linksys WAG200G! será que está mesmo tudo normal?

  27. @Rafa

    Eu tenho um router igual a esse e apanho rede a uns 10m, com umas 4 paredes e mais duas portas de metal pelo meio e consigo usar a rede 🙂 (obviamente tenho depois dois AP’s para “espalhar” o sinal pela casa, mas consigo-me ligar e usar o do router)

    Eu diria que o teu problema é provavelmente da placa ou drivers da placa, tenta arranjar os drivers mais recentes.

    E faz um upgrade de firmware ao router.

  28. Oliveira says:

    Muito bom post.
    Considero este tipo de informação bastante útil e curiosa.

    Cumps

  29. ZES says:

    Belkin é bastante bom é o k uso em casa e sem problemas esteja onde esteja tenho sempre o sinal no máximo , e também ja disponho da gama N draft(modem e no portátil ) dispõe da tecnologia mimo e tem um software com bastantes opções de configuração e no que respeita a segurança é bastante completo.
    talvez não seja tão “moldavel” como os da linksys mas para o que é serve bem 😀

  30. Luís Santos says:

    Só para juntar à festa, algumas considerações e confusões que as pessoas costumam fazer.

    Realmente nas ligações de rede referimo-nos à largura de banda como sendo de “n” Mbps (Megabits por segundo), e quando falamos de armazenamento falamos de MB (Megabytes). Mas, como é óbvio, podemos converter megabits em megabytes, bastando para isso dividir por 8.

    Assim, e a título de exemplo, uma ligação de 8Mbps (megabits por segundo) é sinónimo de uma taxa de transferência de 1MBps (megabyte por segundo).

    Outra questão que tem suscitado comentários é a da rede “N”, também chamada de “draft”. Neste momento tem essa designação porque ainda não se encontra 100% parametrizada e implementada. Draft é uma palavra inglesa que significa “rascunho” (talvez assim se entenda melhor).

    Em relação aos equipamentos wireless, as minhas marcas de eleição são LinkSys, Asus e D-Link. Tenho um AP da Asus a fazer de bridge para a minha X-Box e consigo ver um filme em “streaming” a partir de um PC que está 3 divisões ao lado em condições perfeitas, e o resto da minha rede é D-Link.

    Para os mais entendidos, routers com sistema operativo baseado em Linux e uma ligação de porta paralela são uma boa receita para muita configuração (e,. às vezes, muita dor de cabeça).

  31. Edgar Sousa says:

    @Luís Santos

    No que toca Mbps e MB não é bem assim… Passo a explicar

    O M de mega nos Mbps significa 10^6, ou seja, 8 Mbps significam 8 000 000 bits por segundo.

    O M em MB significa 2^20 (1024 x 1024)… Dividindo os 8 000 000 por 8 e depois por 2^20 ficamos com aproximadamente 0,954 MB/s ou 976,5625 kb/s

    A mania dos informáticos calcularem tudo em base 2…

    E para acrescentar mais à festa: uma transferência terá no máximo uma eficiência de 95% (assumindo TCP sobre Ethernet com cabeçalhos minimos)… por isso, se com uma ligação de 8Mbps conseguirem 927,73 kb/s são uns sortudos, porque é o máximo possível.

  32. aver says:

    Luís Santos

    Não podes misturar decimal e binário ao mesmo tempo.
    8 Mbps é sempre 1 MBps (porque 1 byte = 8 bits)

    Agora se quiser entrar entrar na questão dos megabits (Mb)

    – bit (b) e byte (B)
    – kilobit (kb), kilobyte (kB), megabit (Mb), megabyte (MB), etc – usado para volume dos dados

    É preciso saber o que é
    – kibibit (kib), kibibyte (KiB), mebibit (Mib), mebibyte (MiB), etc – usados como unidades de transferência de dados.

    O problema põe quando se fazem contas como se o “i” lá estivesse, quando não está.

    Assim, diz o Luis Santos
    – 8 Mb (megabits) = 1 MB (megabyte) está certo
    Diz

  33. aver says:

    Grande confusão. Por favor apaguem o meu comentário anterior, porque não se percebe. Carreguei no “Publicar Comentário sem querer.

    O que queria escrever era:

    Não se pode misturar decimal e binário ao mesmo tempo.
    8 Mbps é sempre 1 MBps (porque 1 byte = 8 bits)

    Agora se se quiser entrar entrar na questão do:

    – megabit (Mb) = 10^6 bit/s = 1.000.000 bit/s
    – mibibit (Mib) = 2^20 bits/s = 1.048.576 bit/s

    e se se escreve Mb quando se devia escrever Mib, já é outro assunto.

  34. anonimo says:

    Brigadao comunidade……
    tirei todas as duvidas….
    boas–

  35. sandro alexandre says:

    Comprei um BELKIN 802.11g ms não consigo passar do 1º passo da instalação do cd porque dá este erro ” The Setup Assistant was not able to connect to the Router via any of the network adapters on this computer, and also not after you checked your hardware connections.” Tá tudo bem ligado mas mesmo assim népias
    Alguem pode ajudar ?

    • N. Roque says:

      Estás a ligá-lo por cabo para fazer a configuração? Se sim, verifica bem os cabos, alguns Belkin têm a mania que a porta WAN não lhes pertence e querem à força ligar numa LAN.

  36. irlm says:

    Como se cria uma rede com router e repetidor? Aguardo resposta.

  37. joão oliveira says:

    como descobrir palavras passe da tal RSNA-CCMP?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.