Quantcast
PplWare Mobile

Conheça quatro simples formas de colocar o seu Mac a dormir

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Diogo says:

    Ótimo artigo 🙂
    Para quem utiliza o Terminal, também é possível colocar o Mac em pausa através do seguinte comando:
    sudo shutdown -s now

  2. windows lover says:

    Usando um martelo…

  3. Nunes says:

    falta o método de fechar a “tampa” num portátil

  4. Santos says:

    Optimas dicas.
    Eu no meu simplesmente fecho a tampa e ja está …

  5. joão says:

    Quais são os portáteis com melhor relação qualidade/preço ? Todos aqueles com especificações mais avançadas, especialmente na parte gráfica e cpu, mas com preços abaixo dos Mac.

    Qual a mais popular suite de produtividade no Mac ? Microsoft Office (mas mais limitado que a versão Windows)

    Qual o sistema mais completo ou com mais opções hardware/software para jogar ?
    PCs equipados com Microsoft Windows

    Quais os sistemas operativos com maior variedade de software disponível e sobretudo “freewares” e livres ?
    Todos os que não se limitem ao Mac OS.

    O ” boot camp” permite correr o Windows em dual boot num Mac sem quaisquer limitações como uma perfeita máquina Windows ? Não. Existem dificuldades entre o Windows e o hardware dos Mac.

    Há alguma coisa de exepcional relevância que os Mac disponham em exclusividade, ou seja, inexistente para os demais portáteis para além do Mac OS ?
    Talvez alguns programas de edição vídeo e áudio com perfis mais avançados mas que a larga maioria dos utilizadores não vai tirar partido, aliás, também têm os seus equivalentes no mundo do Windows e até no Linux com suficiência para um vulgar editor de vídeo e audio.

    Então, para que serve então todo o foguetório à volta dos MAC?
    Para um CEO da Apple aparecer a emular Steve Jobs projectando slides do Powerpoint para uma plateia de babados “fanboys” anunciando que a empresa aumentou os lucros e a sua cotação no Nasdaq ( à custa do bolso dos fanboys babados que não deixarão de bater palmas ). No fundo, uma demonstração perfeita do apelo do marketing e do design aplicada ao consumo de produtos electrónicos.

    • Cristiano Alves says:

      Já arranjavas vida 😉

    • Manuel says:

      Aposto o que quiseres que tens uma gaja gorda;)

      • joão says:

        Já diziam os antigos que “gordura é formosura”, referidodo-se, certamente, às não mórbidas.

        Aposto o que quiseres que sofres de anorexia 🙂

    • Rui says:

      Existem N comentários espalhados pelos artigos no PPLWARE que falam acerca das vantagens/ desvantagens de um Mac vs um PC Windows. Se os tivesses lido, juntamente com o experimentar durante algum tempo um Mac, talvez não escrevesses este desabafo todo… 🙂

      Não chegando ao extremo da gorda vs gaja boa, porque há gajas boas que juntas não fazem uma, falar do que não se sabe leva a dizer asneiras, e, o que é bom para ti pode não o ser para mim.

      Vá, bom fim de semana 😉

    • Murdock says:

      Respondendo em tom simpático: tem toda a razão, dedução simpática, a sua, agora, falo por mim, que nem gosto de usar o que todos usam tipo ovelhas de rebanho: se esquecer o raio do nome e do logo, pergunto-lhe: DOS??? Win 3.1, etc… e andavam já os tais em interfaces gráficas altamente “user friendy” e super estáveis… e mais não vou escrever.

      A filosofia é esta, e deixando o Jobs descansar em paz (que o homem até tinha mau feitio, quanto a mim, e, alguns pontos): funciona, é fácil e pronto.

      Não encontro melhor forma de o expressar… sempre gostei da frase que alguém disse à umas décadas: gostava de ver a sua máquina de lavar roupa a tingir a roupa toda sempre que a ligasse????

      Não gosta? Porreiro, tem mais por onde escolher… vai ser mais barato? Depende… Vai perder mais tempo? Depende… no final, a experiência não será a mesma, isso garanto. O que interessa é que seja feliz… se irá pensar de forma diferente de mim? Nah….

      😉

      Um a coisa é fanatismo outra coisa é iluminação!!!

      Keep it simple

    • André says:

      Mas ainda há alguém que caia nessas campanhas de desinformação?

      Então essa do “Existem dificuldades entre o Windows e o hardware dos Mac.”, é de rir, pois dos melhores computadores para correr Windows, são Mac, devido à qualidade dos componentes e derivers destes…

      Tens jeito para a comédia… é o computador de eleição em empresas como a Google, IBM, é só não digo Microsoft porque seria vergonha a mais…

  6. Carlos Freitas says:

    shit + ctrl + eject apenas desliga o ecrã.
    para hibernar é option (alt) + cmd + eject (no imac, nos macbooks julgo que será com o power em vez do eject)

    • D! says:

      Arrisco-me a dizer que todas essas dicas estão erradas!

      • André says:

        E não é que acertaste?

        O iOS não precisa de manutenção nenhuma, precisa de ser usado. Já foi feito de maneira a que o utilizador não tenha de se preocupar com isso…

        Então aquela de aplicações a correr em background é para rir… Devem pensar que isto é o Android ou o Windows…

  7. inelson says:

    desculpem pelos erros, a esta horas da noite, ja estou a trocar tudo..
    ja tenho a cabeça a mil…(cada vez gosto menos da apple XD)

  8. Oupa says:

    Eu utilizo os hot-corners! Muito rápido e fácil! Isto, quando não quero fechar a tampa, é apenas deslocar o rato para o canto inferior direito (prefiro esse canto mas podem escolher outro) e voilá 🙂

    Bom artigo 🙂

  9. André says:

    Eu carrego no botão power durante cerca de meio segundo… Está feito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.