Quantcast
PplWare Mobile

Tags: polo magnético

Nova investigação sugere que uma inversão dos polos magnéticos da Terra pode ser catastrófica

Os polos magnéticos da Terra estão constantemente em movimento. Segundo os registos geológicos, o fenómeno pode mesmo já estar atrasado nesta era moderna. Os investigadores sabem que já aconteceu no passado.

Apesar de ser inevitável, as opiniões estão divididas sobre os efeitos que tal evento poderá ter no planeta e nos seus habitantes.

Ilustração polos magnéticos da Terra


Mistério marítimo está a desorientar navios e estes navegam em círculos

No último dia de maio, foi registado um incidente nas águas do Atlântico, a oeste da Cidade do Cabo, na África do Sul. Em causa esteve a orientação do petroleiro Willowy que foi vítima de um raro fenómeno. Segundo o que foi reportado na altura, os oficiais deram conta que, tanto o seu navio, como outros quatro que estavam na área, navegavam em círculos, incapazes de seguir o rumo estabelecido.

Surpreendidos com tal situação, os responsáveis pela embarcação inicialmente apontaram que o problema estaria nas fortes correntes. Contudo, nada disso estava referenciado e algo estranho se passava.

Imagem petroleiro que ficou confuso com o GPS a mandar navegar em círculos


Qual a razão para o polo norte magnético da Terra estar a flutuar tão rapidamente?

Os cientistas estão intrigados com esta flutuação tão rápida do polo norte magnético da Terra. Segundo os investigadores, a localização deste polo parece ser controlada do fundo da Terra por 2 bolhas concorrentes no campo magnético. Uma dessas bolhas está no Canadá e a outro na Sibéria. Ao que tudo indica, “a bolha da Sibéria está a ganhar”.

O campo magnético do nosso planeta é importante para a sua navegação. Como tal, embora haja uma constante atualização da sua localização, o facto de estar mais irrequieto levanta alguma preocupação.

Imagem do polo norte magnético da Terra


NASA: crise misteriosa no campo magnético da Terra criou um novo tipo de aurora boreal

Desde há algum tempo que se sabe que o campo magnético da Terra está a mudar. Segundo o novo Modelo Magnético Mundial (WMM), a localização do Polo Norte magnético do nosso planeta está a mover-se rumo à Sibéria, na Rússia. Agora a NASA descobriu que estas alterações criaram um novo tipo de aurora boreal.

Uma estagiária da agência espacial norte-americana revelou este tipo de aurora através de imagens de vídeo captadas nos últimos 3 anos do céu do Ártico.

Imagem da NASA mostra uma nova aurora boreal na Terra