Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Marinha Portuguesa

Marinha Portuguesa compra drone de 858 mil euros que não funciona

A Força Aérea Portuguesa tem em mãos um problema com os seus drones, destinados à vigilância florestal no combate a incêndios. Dos 12 equipamentos adquiridos, apenas 4 estão a funcionar a meio gás. Os drones, que custaram ao todo 4,5 milhões de euros, são modelos Ogassa VTOL e demonstram vários problemas técnicos, nomeadamente a descolar e aterrar verticalmente.

No entanto, também a Marinha Portuguesa adquiriu um desses modelos VTOL que está a dar problemas. No total a Marinha já gastou 858 mil euros no equipamento, mas à semelhança da Força Aérea este também demonstra problemas a levantar voo e aterrar, funções fundamentais para as suas tarefas.


Marinha Portuguesa tem unidade que desenvolve drones de guerra com brinquedos

A Marinha Portuguesa, comparativamente à de outros países, não tem um orçamento tão alargado. Contudo, tal não a impede de inovar. Através da Célula de Experimentação Operacional de Veículos Não Tripulados (CEOV), tem desenvolvido drones e robôs de guerra recorrendo a componentes provenientes de brinquedos e demais peças de objetos do quotidiano.

Este projeto tem dado frutos e, apesar de o foco não estar em criar soluções definitivas para combate, tem como principal objetivo estudar contramedidas contra os inimigos mais inovadores.

Marinha Portuguesa tem uma unidade que desenvolve drones de guerra com brinquedos Célula de Experimentação Operacional de Veículos Não Tripulados (CEOV)