Quantcast
PplWare Mobile

Tags: ética

Google acusada de racismo e sexismo despede outra investigadora da sua equipa de ética de IA

A Google despediu outra investigadora de inteligência artificial, Margaret Mitchell. Esta é mais uma baixa resultante da recente escalada de tensões internas na empresa. Tudo isto começou depois da controversa expulsão de Timnit Gebru, uma funcionária negra de topo que expressava a sua frustração pela diversidade de género no ramo da Inteligência Artificial da Google.

Ao que parece, a empresa não consegue conter o “incêndio” que se espalha na sua equipa de ética de IA.

Ilustração da Google no caso da ética no departamento de inteligência artificial


Google: Polémica associada ao despedimento da investigadora de ética na Inteligência Artificial

Apesar de conhecermos bastante bem as ações e condutas externas das grandes protagonistas da Internet, como a Google, por exemplo, não conhecemos assim tão claramente a forma como funcionam internamente. Ainda que as políticas sejam, na maioria dos casos, públicas, não se sabe como se processam efetivamente.

Com isto, uma das principais investigadoras da Google, em Inteligência Artificial ética, diz ter sido despedida pela empresa.

Timnit Gebru.


Nenhuma destas pessoas existe… Os seus rostos foram criados por Inteligência Artificial

A inteligência artificial está cada vez mais avançada e tem entrado em cada vez mais áreas, mesmo nas temáticas mais inesperadas e sensíveis para a sociedade.

A NVIDIA desenvolveu uma ferramenta que, recorrendo a Inteligência Artificial, consegue criar rostos humanos extremamente realistas… Haverá limites para a atuação da IA?