PplWare Mobile

Usa o Visual Studio Code? Então tem de conhecer estas 5 excelentes extensões


Autor: Pedro Simões


  1. Pelete says:

    No texto do GitLens penso que queriam dizer “integração nativa com o Git” (e não GitHub).
    São coisas diferentes.

  2. Hugo says:

    Recomendo também o Material Icon Theme e Bracket Pair Colorizer (para queries complexas de mongodb, ajuda bastante).

    • Fernando Franco says:

      Prefiro o “Material Icon Theme” como alternativa ao “vscode-icons” assim como o “Hugo”
      “Git History” também é uma excelente pedida.
      Assim como os “Auto Close Tag” e “Auto Rename Tag”

  3. Gabriel Allon says:

    Gosto bastante do VSCode, trabalho com PHP diariamente e é a ferramenta que uso. Configurado à minha maneira, fica muito bom.

    • Tuaregue says:

      O VSCode está a conseguir trazer para as “janelinhas” muitos utilizadores de vIm e emacs. O sublimetext em certo momento também conseguiu este feito, mas o VSCode está bem lançado.

      • N'uno says:

        O VSCode está muito bom. Não fica nada atrás do sublimetext e tem a grande vantagem de ser open source. No início não lhe dava grande valor, mas agora é praticamente o único que uso, quer em Windows, quer em Linux. A única coisa que não acho interessante, apesar de contornável, é ter shortcuts diferentes nas duas plataformas.

      • Devsys says:

        Retirar utilizadores casuais do Vim e do Emacs pode acontecer, agora utilizadores “diários” não vai acontecer. Mas o mais interessante do Viscose, nem é propriamente o editor, é isto: https://code.visualstudio.com/api/language-extensions/language-server-extension-guide

        E isto sim, dá para ligar com o Emacs e Vim, e aí sim, a coisa é bastante interessante, mesmo para utilizadores de Emacs/Vim que passam a poder usar o seu “sistema operativo” até para programar em Java (aquela coisa que só pode ser escrita com recurso a um ide pesado)

        • Marco says:

          Ora toma lá um que deixou o emacs e que usou durante 30 ocasionais anos https://usesthis.com/interviews/dave.thomas/

          • Devsys says:

            Portanto, um tipo que faz apresentações no keynote (Apple), porque não consegue achar nada na combinação Linux/Emacs que o substitui 🙁
            Um tipo que diz “…which actually gives me everything Emacs did and more…”, Isto sem dizer exactamente o que é que lhe dá a mais…
            Portanto representativo do típico utilizador “diário” de Emacs?!
            Podes elucidar então em que é que o vscode é melhor que o Emacs? Quais são as características que fazem do vscode melhor opção do que o Emacs?
            Portanto, ele dá exemplos de linguagens que usa, e de todas, só a última é que já usei(uso quando não dá para fugir), portanto, falando da última, as “ferramentas” ao dispor do Emacs para integrar com web/JavaScript, são boas e não sei onde é que o VScode é melhor.
            Explica lá qual é a melhor extensão (no VScode) para interagir com Git (eu instalei a gitlens), depois compara com magit (e relacionados). A minha comparação é, magit dá 10 a 0.
            Qual é a ferramenta no VScode que consegue fazer sequer 20% do que orgmode faz?
            Poderia continuar com montes de exemplos, mas deixo para ti dares alguns exemplos onde VScode é melhor alternativa do que Emacs.
            Mas tal como te tinha dito, apartir do momento que apareceu o LSP (obrigado Microsoft… nunca pensei dizer isto), basicamente é possível estender o Emacs ao ponto de não haver nada que VScode tenha, que Emacs não tenha, com a diferença que no mundo Emacs já há ferramentas muito maduras que batem toda a concorrência.
            PS: já deves ter percebido que uso Emacs, e que tbm uso VScode, muito menos claro, só num computador com Windows que nem é meu, e no Windows, usar Emacs é um tormento. Aliás, desenvolver software no Windows é um tormento, ponto.

          • Devsys says:

            Afinal, reasonML é praticamente um ocaml. E ocaml já usei, e havia boa integração com o Emacs.
            Uma linguagem para a web, ao estilo reasonML é PureScript, que é capaz de já ser mais popular que reasonML. Para quem já viu Haskell, vai ser fácil usar PureScript. E há integração para VScode e para Emacs.
            Aconselho qualquer um a experimentar. A interação com o próprio JavaScript é fácil, quer num sentido quer no outro, usando FFI(Foreign Function Interface)

          • Devsys says:

            E engraçado, reparei agora que o utilizador acima, que pela imagem deve ser o Marco, mas acima tem o Nick de tuaregue, e o modo pro Emacs para interagir com ocaml tem o nome de Tuareg. 🙂

    • Rafael Moreira says:

      Uso o VSCode para HTML, CSS e JavaScript. Para PHP irei testar o phpStorm antes, pois dizem ser melhor que o VSCode.

  4. N'uno says:

    Subscrevo o que o Pelete referiu. Git em vez de Git. Mas o que achei verdadeiramente interessante foi a última, VS Live Share.

  5. sakura says:

    “C# 8.X Is Introducing Records”
    Para quando QT………..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.