PplWare Mobile

Quer um Office à borla? Chegou o novo LibreOffice 6.4


Autor: Pedro Pinto


  1. Nuno says:

    Há mais de 15 anos que utilizamos em ambiente empresarial, desde os tempos do OpenOffice. Em cerca de 75 máquinas, só 3 é que têm MS Office para aqueles ficheiros externos mais esquisitos em termos de formatação ou macros.
    Aliás, à conta disso, a maior parte dos colaboradores (eu incluído) quando é preciso usar o MSOffice, aquilo parece tão estranho. O uso repetido de determinado software tem destas coisas.
    Resta ver se esta versão resolveu mesmo todos os problemas de compatibilidade com os docx. Amanhã já verifico com uma simples tabela num documento odt.

    • FilipeB says:

      Tenho mais ou menos a mesma história na minha empresa. Não temos é nenhum MS Office.
      Por vezes temos problemas com formatações, é verdade, e as macros tiveram uma curva de aprendizagem, mas o consenso é que as vantagens ultrapassam em muito as desvantagens.
      Não é perfeito, longe disso, mas para edição básica de texto e para elaboração de orçamentos serve perfeitamente. Recomendo vivamente.

    • Artur Peralta says:

      docx é um formato proprietário. Quem o utiliza é que está “errado” e não o Libreoffice e semelhantes. Os formatos estão bem definidos e só usa proprietários quem quer.

      A adobe é perita nisso… e olha agora a malta toda a mudar…

      • William says:

        É fato…
        DOCX só vai funcionar com perfeição no MS Office, afinal ela que fez esse formato… O ideal é preferir formatos abertos e quando alguém insistir em usar DOCX, você fala: apenas formatos abertos são aceitos. Acaba logo essa frescura.
        Outra coisa que costuma dar problemas é o uso de fontes proprietárias da MS. Quando aberto num PC sem tais fontes instaladas, ele usa uma alternativa e isso quebra a formatação.

  2. SANDOKAN 1513 says:

    É o que eu uso,o LibreOffice.Nem sabia que havia uma nova actualização.Vou baixá-la e instalá-la.Para quem não pode(€€€) ter o Microsoft Office esta é uma excelente alternativa,podem crer. 🙂

  3. JMonte says:

    O LibreOffice é já um software maduro e com provas dadas, chega e sobra para todas as necessidades de um escritório moderno. Apenas documentos com macros e formatações estranhas (como diz o Nuno em cima) é que podem divergir um pouco.

    • paulo g. says:

      Por vezes ficam estranhas porque o utilizador que usou o M$Office inventa na forma como as fez. Alguns desenhos ainda ficavam com coisas mal “traduzidas”, vejamos se é desta.

  4. paulo g. says:

    O Draw é uma ferramenta de diagramas (??) semelhante ao Visio. São ambos programas de Desenho vectorial tal como o InkScape. O Draw também abre ficheiros Visio, publisher, corel draw e o melhor de todos edita pdf.
    O Base é uma Base de Dados, que pode ser ligada ao mysql e que tem como novidade poder ser ligada ao python….

  5. Íngreme says:

    Uso o LibreOffice desde que ele existe, já lá vão quase dez anos (antes disso usei o StarOffice e o OpenOffice), e para o trabalho que eu faço quase que chega. E digo “quase” porque há uma coisa que faz todas, mas mesmo todas as suites de produtividade em qualquer sistema operativo cair, que é o código proprietário da Microsoft e que é utilizado principalmente no Excel. Recebo ficheiros de trabalho com esta programação em Excel e, embora o LibreOffice consiga abrir e visualizar esses ficheiros, as macros (ou lá o que é) não são executadas e aparecem por vezes mensagens de erro relacionadas. É claro que para este problema e poir questões relacionadas com dinheiro (falando bem e depressa) nunca irá haver solução, e em certos cenários as pessoas lá terão que engolir com uma licença do Microsoft Office, nem que seja “daquelas” que aparecem por aqui naqueles artigos onde não é possível comentar.
    Fora isso o LO é grátis para qualquer utilização. intuitivo e funcional.

  6. paulo g. says:

    Só mais uma coisinha… Os documentos podem ser guardados directamente na cloud (existem várias possíveis), procurem essa opção no Ficheiro –> Guardar Ficheiro Remoto.

  7. Amilcar Alho says:

    Parabéns aos desenvolvedores. Excelente software que uso e abuso. Cada vez melhor!

  8. Teixas says:

    Bom dia, estou a usar o Libreoffice pois tinha comprado uma Key do OFFICE2019 que entretanto deixou de funcionar. Não consigo activar a mesma depois de ter mudado de motherboard e reinstalado o sistema. Será que me podem ajudar? A chave foi comprada no RELOOK e eles dizem que só dão garantia de 1 mes…
    Obrigado

  9. pobox says:

    Tentei instalar a atualização há poucos dias atrás, mas deu-me sempre erros de permissão no windows.
    Em alternativa, tenho vindo a testar o NEAT OFFICE (free na loja MS Store) e também gosto e serve muito bem para as minhas necessidades.
    Vou terminar a relação com o MS Office, apesar do beneficio que este oferece com 1 TB na Cloud.
    Criei um servidor com XPEnology onde tenho também Cloud e Apps Android, Windows e Linux e colmato assim a relação (para melhor) que a MS me oferecia por 100 euros ano.
    Próximo passo será a virtualização de Windows no servidor para acessos com ThinClient, também DIY.
    Tenho vindo a testar os ThinClient com Raspberry PI Scretch e estou a gostar.

  10. N'uno says:

    O único problema é, como aqui foi dito, a necessidade de trabalhar com os formatos proprietários da M$. De resto, o LO chega e sobra para qualquer escritório moderno, tendo a concordar.

  11. Danilo says:

    Este é tão bom que uso até no Windows.

    Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.