PplWare Mobile

IObit SmartDefrag 2.70.0165 – agora preparado para SSD


Entusiasta do software, tudo começou com uma programação de Basic no Spectrum 128K do irmão mais velho! Desde aí, nunca mais parei!

Destaques PPLWARE

  1. Cláudio Esperança says:

    Impressão minha ou a ideia de um software de defragmentação para SSDs é completamente absurda? A única optimização que poderiam fazer com esta aplicação era desativar completamente a desfragmentação.

    A desfragmentação faz sentido em discos rotativos com cilindros para armazenamento e leitura de informação. Se informação relacionada for guardada de forma sequencial, o acesso à mesma a partir destes dispostivos é mais rápida por não obrigar a uma movimentação muito significativa das agulhas de acesso a dados, permitindo tempos de acesso mais rápidos.

    Nos discos SSD não existem estes mecanismos mecânicos, pelo que a desfragmentação é algo que penso que não faça grande sentido. Aliás, a desfragmentação em discos SSD até é desaconselhada dadas as limitações no número de leituras e de escritas deste tipo de dispositivos.

    • Lord A C says:

      Tem um limite de números de Leitura e Escrita?

      • João Martins says:

        De leitura não, mas tem um limite de escrita (entre 10.000 e 100.000 operações, dependendo da tecnologia usada).

        • Hugo Cura says:

          Onde viste esse limite?

          O MTBF (estimado) comum dos SSDs é entre 1.5M e 2M de horas.
          Também há quem refira o Lifespan, caso da intel, que estima uma duração de 20 anos considerando 5GB de escrita por dia.

          The maximum number of write cycles to an address block was initially about 10,000 write cycles in 1994, rising to 100,000 in 1997.

          Há poucos anos, o limite situava-se entre 1M e 5M de operações.

          É irónico ver empresas a querer vender software para aumentar o tempo de vida destes discos (caso do SSD Fresh).

          • XForm says:

            Exacto!
            Não conhecia esta ferramenta, tenho usado o Puran. Alguma vantagem em usar esta? Ou são equivalentes?
            Em relação ao facto de esta estar já “preparada” para SSD’s, é estranho. Era bom que a IObit disponibilizasse mais informações acerca desta “nova funcionalidade”. Não dá para perceber muito bem o que seja.
            Será mesmo essa a ideia?

          • ARQ-E-TEC says:

            Não percebo porque é irónico Hugo, a ferramenta é boa na minha opinião, desativa funções do windows completamente desnecessárias que não só podem aumentar o ciclo de vida (por menor que seja o impacto) como a performance.

            Além de que é gratuita, só paga pela versão pro quem quer

          • Cláudio Esperança says:

            @ARQ-E-TEC: Pelo conteúdo do artigo não fiquei com a noção de que esta ferramenta desativa funcionalidades do windows especificas para aumentar o tempo de vida dos discos SSD.

            Com base no texto “(…) o tipo de desfragmentação, apesar de não definido em que sentido, foi ajustado estando totalmente preparado para estes tipos de drive”, achei que não são fornecidas informações relevantes pelo produtor do software para de facto garantir que este software faz alguma coisa de relevante.

            Além disso, os mecanismos implementados no firmware e controladores do Windows teoricamente permitem configurar de forma dinâmica as escritas para maximizar a velocidade e tempo de vida dos dispositivos, algo que me parece complicado de ser feito por uma aplicação que funciona a mais alto nível.

        • João Martins says:

          *entre 10.000 e 100.000 por célula

    • diogo says:

      Vim aos comentarios mesmo dizer isso.

      As marcas que vendem ssd dizem claramente para nao desfragmentar o ssd… assim como deseactivar a indexaçao de ficheiros (que o windows ainda nao faz automaticamente quando detecta um ssd)

      Desfragmentar é so gastar vida ao ssd…

      A unica possibilidade que estou a ver é ao dizerem:
      -Compatibilidade melhorada com as “Solid State Drive” (SSD);
      querem dizer “o programa se detectar um ssd nao desfragmenta”

    • Redin says:

      Estou inteiramente de acordo. Terá de haver algum motivo muito especial para que me convençam do contrário. Deve ser mais uma manobra de marketing, claro.

    • Pedro says:

      Concordo plenamente! Não ha logica nenhuma desfragmentar SSDs, a tecnologia não tem nada a ver com os discos rigidos, alem de fazer ciclos de escrita/leitura desnecessarios…
      Resumindo, chamo a isto a banha da cobra, golpe de marketing para utilizadores menos informados.

    • Pilinhas says:

      Não acho absurdo pois até mesmo no SSD a informação poderá e inevitavelmente ficará desfragmentada, e o acesso a informação dividida em várias partes será mais lenta assim como a escrita, mesmo quando esta tecnologia não seja mecânica.
      A não ser que a informação não seja escrita nos espaços livres deixados por dados apagados, mesmo se assim foss,acabariamos por ficar com menos espaço em disco para usar.
      Quando digo isto não estou a falar em pen drives mas nos discos dos tablets e alguns portáteis, neste caso SSDs com sistemas operativos instalados.

      • Cláudio Esperança says:

        A fragmentação é algo que vai sempre existir (a menos que falemos de um suporte onde possamos fazer escritas sequênciais).

        No caso do SSDs, essa fragmentação é o que lhe confere uma grande velocidade de acesso, pois um ficheiro pode ser distribuído por vários chips de memória permitindo a leitura e escrita de dados em paralelo. No entanto a escrita sequencial (no espaço físico destes dispositivos) é algo que, a meu ver, não faz grande sentido.

        A menos que esta aplicação tenha uma base de dados com as caraterísticas de todos os SSDs no mercado, permitindo a optimização de operações de IO com base na implementação de cada um, não vejo grandes vantagens na utilização desta aplicação para discos SSD.

        No entanto, se alguém tiver a possibilidade de fazer testes de leitura e de escrita em discos SSD, com blocos de vários tamanhos, com e sem a aplicação instalada, acho que seria uma mais valia que permitiria reconhecer as vantagens e desvantagens da utilização desta aplicação. Fica o desafio.

  2. Mike Litoris says:

    Desfragmentação para SSD! Vcs estão a brincar, certo?

  3. João Martins says:

    Os discos SSD não devem ser desfragmentados. Os discos SSD quando são desfragmentados diminuem drasticamente o seu tempo de vida, e para além disso não traz vantagens nenhumas, já que a leitura nos discos SSD não é sequencial. Por isso tanto vale ter os ficheiros organizados ou espalhados pelo disco que a velocidade é a mesma.

  4. ravager says:

    SSD’s não se devem desfragmentar de todo. Não existem melhorias no tempo de acesso aos dado, a única coisa que vão fazer é criar desgaste adicional na flash sem necessidade.

  5. ARQ-E-TEC says:

    Acho que já disseram tudo… Se alguem quiser realmente optimizar o windows para SSD aconselho o SSD fresh

    http://www.abelssoft.net/apps/ssd-fresh

  6. Bruno says:

    Entre este e o wise disk cleaner qual recomendam?

  7. pph says:

    Desfragmentar SSD´s?

    Estao a vender oleo de figado de bacalhau, e voces ajudam.

  8. Guilherme Soares says:

    No Windows 8 o desfragmentador nativo quando detecta um SSD age de modo diferente, não desfragmentando o disco, mas sim realizando um otimização através do TRIM. http://www.ghacks.net/2012/08/19/why-weekly-defrags-are-turned-on-for-ssds-under-windows-8/

  9. Darth says:

    Lol… Desfragmentar discos SSD, e instalar antivirus para Mac. As duas accoes mais estupidas que ha em informatica.

  10. Pedro Pinto says:

    “It’s been specially designed for modern, large hard drives including SSD(solid state drive) defrag, which eliminates the long waiting time.”

  11. Alberto Costa says:

    SmartDefrag = OCZ Vertex Plus 60GB morto.
    Não usar software de defrag em discos SSD.
    Fala a experiência

  12. flrvl says:

    Boas

    É o meu primeiro comentário neste vosso site.

    Ates de mais quero agradecer tudo o que me tem ensinado aqui.

    Quanto à discussão se se deve desfragmentar ssd ou não, eu não sei e até andava com muitas duvidas, mas desconfio que não vale a pena … tenho um ssd OCZ Vertex III de 60Gb já com 14 meses de Instalação de Windows 7(desativei logo a desfragmentação automatica desde o 1º dia), á poucos dias instalei a versão trial do raxco PerfectDisk Pro e meti a analisar o disco C e deu 1,4% desfragmentado … conclusão 1,4% para 14 meses dá 0,1% por mês, eu uso este disco só para programas e documentos mas mesmo assim acho que não é necessário desfragmentar ssd.
    Quanto ao IObit SmartDefrag já está instalado no portátil vamos a ver se é mesmo bom.

    Cumprimentos e desejo de um bom 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.